Greenbrier Europe e Astra Rail concluem fusão que forma a Greenbrier-Astra Rail com sede na Europa

Greenbrier Europe e Astra Rail concluem fusão que forma a Greenbrier-Astra Rail com sede na Europa

Greenbrier Europe e Astra Rail concluem fusão que forma a Greenbrier-Astra Rail com sede na Europa

~ A fusão cria a maior empresa completa de vagões de carga na Europa

~~ Promove a estratégia internacional da Greenbrier

~~ Deverá ser um acréscimo às receitas da Greenbrier por ação, anualmente, a partir do ano fiscal de 2018

PR Newswire

LAKE OSWEGO, Oregon, 2 de junho de 2017 /PRNewswire/ -- A The Greenbrier Companies, Inc. (NYSE:GBX) e a Astra Holding GmbH anunciaram hoje que concretizaram seus planos anunciados anteriormente de criar a Greenbrier-Astra Rail. A combinação cria a maior empresa completa de fabricação, engenharia e reparos de vagões de carga na Europa, para atingir mercados em toda a Europa, Eurásia e países do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG), como a Arábia Saudita. A Greenbrier-Astra Rail deverá ser um acréscimo às receitas anuais da Greenbrier por ação de $ 0,15 a $ 0,35, a partir do ano fiscal de 2018.

The Greenbrier Companies Logo

Como anunciado anteriormente, a Greenbrier controla a Greenbrier-Astra Rail com uma participação acionária de aproximadamente 75%. Thomas Manns, mais recentemente presidente da Astra Rail, controla o restante da nova empresa. Além de sua participação na empresa, Manns se torna o presidente do Conselho Supervisor da Greenbrier-Astra Rail e passa a liderar suas operações comerciais, trabalhando de perto com seu Conselho de Administração e com o presidente da Greenbrier International, Jim Cowan. Também farão parte do Conselho Supervisor o presidente e CEO da Greenbrier, Bill Furman, o presidente das Operações Globais de Fabricação da Greenbrier, Alejandro Centurion, e o diretor de Administração da Astra Holding GmbH e da Cowan, Klaus Krauth.

A Greenbrier-Astra Rail é liderada por uma equipe com décadas de experiência nos mercados de vagões da Europa Oriental e da Europa Ocidental, bem como com experiência na América do Norte e nos mercados emergentes do mundo. As operações diárias são lideradas pelo Conselho de Administração, que inclui o CEO e presidente Bernd Böse, mais recentemente CEO da Astra Rail, e o CFO Bogdan Lesnianski, anteriormente diretor de operações da Wagony Swidnica da Greenbrier.

Estimativas do setor indicam que uma alta demanda de substituição de vagões de carga no mercado ferroviário da Europa Ocidental, onde um vagão de carga está tipicamente em serviço por pelo menos 25 anos. A demanda em mercados maduros como a Europa Ocidental, aliada a oportunidades em mercados emergentes próximos, posiciona a Greenbrier-Astra Rail para o sucesso.

"A criação da Greenbrier-Astra Rail estende o compromisso da Greenbrier com a diversificação global, ao mesmo tempo que fornece escala e maior valor a seus clientes na Europa", disse Furman. "Estamos satisfeitos por poder unificar as equipes de administração criativas e capacitadas das duas empresas, para fornecer inovação de classe mundial a nossos clientes de vagões de carga na Europa e além dela. Junto com nossos investimentos na Arábia Saudita, Brasil e México, a Greenbrier aumentou substancialmente sua presença internacional nos últimos anos, para criar uma rede verdadeiramente global. Estamos ansiosos para expandir nossa presença na Europa, ao mesmo tempo que nos voltamos para os mercados em desenvolvimento no CCG, África e Eurásia".

"Essa transação é transformadora. Nossa operação combinada está mais bem posicionada para perseguir as oportunidades de crescimento oferecidas pelos mercados de vagões de carga na Europa e globalmente", disse Manns. "A Greenbrier-Astra Rail irá capitalizar as substanciais oportunidades de mercado na Europa, alavancando seus recursos para fornecer as melhores soluções de sua classe a seus clientes. Além da Europa, estamos buscando agressivamente oportunidades em mercados emergentes de vagões de carga, que podemos acessar de forma única a partir de nossas operações baseadas na Europa".

A Greenbrier-Astra Rail inclui todas as operações europeias da Greenbrier e da Astra Rail, incluindo seis unidades de fabricação de vagões de carga e instalações para reparo de vagões de carga, além de departamentos de vendas, administração e engenharia. A nova empresa emprega, com satisfação, 4.000 pessoas na Europa Oriental e na Europa Ocidental.

A nova empresa irá empregar a expertise global de engenharia, projeto e fabricação da Organização de Fabricação da Greenbrier (GMO -- Greenbrier Manufacturing Organization), com unidades principais em Portland (Oregon) e Colleyville (Texas). Os extensos recursos da GMO permitem à Greenbrier-Astra Rail produzir vagões de carga para qualquer medida ou padrão local no mundo. Por exemplo, contratos com clientes nos países do CCG para fabricação de vagões de carga no estilo americano continuarão a executados na Europa, sobre a direção da equipe sênior de fabricação da Greenbrier nos EUA.

Sobre a Greenbrier

A Greenbrier (www.gbrx.com), com sede em Lake Oswego, Oregon, é uma grande fornecedora internacional de equipamentos e serviços aos mercados de transporte ferroviário de cargas. A Greenbrier projeta, constrói e comercializa vagões de carga na América do Norte, América Latina e Europa. A empresa também fabrica e comercializa barcaças navais na América do Norte. Fabricamos vagões de carga no Brasil, através de uma parceria estratégica da qual detemos uma participação majoritária e produzimos fundições ferroviárias, através de uma parceria separada no Brasil. A Greenbrier também tem uma participação majoritária na Greenbrier-Astra Rail, uma empresa completa de fabricação, engenharia e reparos de vagões de carga, sediada na Europa. Através de nossas operações de fabricação na Europa, fornecemos carros-tanque, projetados nos EUA, à Arábia Saudita. Somos uma grande provedora de serviços de rodas, peças, leasing e outros serviços ao setor ferroviário e setores de transporte relacionados na América do Norte e uma prestadora de serviços de reparo, restauração e modernização de vagões de carga na América do Norte, através de uma parceria de joint venture com a Watco Companies, LLC. Através de outras joint ventures, trabalhamos com fundições ferroviárias, cabeças de tanque e outros componentes de vagões ferroviários. A Greenbrier é proprietária de uma frota de aluguel de mais de 8.000 vagões e presta serviços de administração de mais de 266.000 vagões.

Sobre a Astra Rail 

Em 1998, Thomas Manns, com apenas 21 anos, passou a operar a empresa da família de aluguel de veículos comerciais, após a morte de seu pai. Ele transformou a empresa em uma grande força nos mercados da Europa Ocidental e na Europa Oriental. Depois de vender a empresa em 2008, o sr. Manns ingressou nos negócios imobiliários na Europa Oriental e na Alemanha. Em 2012, ele comprou as propriedades da Astra Rail e, junto com o sr. Bernd Böse, que administra os negócios operacionais da Astra Rail, transformou a empresa de múltiplas fábricas em uma operação altamente lucrativa, com três unidades de fabricação, engenharia e reparos em Arad, Severin e Caracal, na Romênia, no curso de alguns poucos anos.

"DECLARAÇÃO DE ISENÇÃO" DE ACORDO COM A LEI DA REFORMA DE CONTENCIOSO DE VALORES MOBILIÁRIOS PRIVADOS (PRIVATE SECURITIES LITIGATION REFORM ACT) de 1995: Este comunicado à imprensa pode conter declarações prospectivas, incluindo quaisquer declarações que não são, puramente, declarações de fatos históricos. A Greenbrier usa palavras tais como "antecipa", "acredita", "prevê", "potencial", "objetivo", "contempla", "espera", "pretende", "planeja", "projeta", "espera", "busca", "estima", "estratégia", "poderia", "iria", "deveria", "provavelmente", "irá", "é possível", "pode", "projetado para", "futuro", "futuro próximo" e expressões similares, para identificar declarações prospectivas. Essas declarações prospectivas não são garantias de desempenho futuro e estão sujeitas a certos riscos e incertezas que podem fazer com que resultados reais sejam substancialmente diferentes dos resultados contemplados pelas declarações prospectivas. Fatores que podem causar tal diferença incluem, sem limitações, demanda não-atendida relatada e concessões que não são indicativas dos resultados financeiros da Greenbrier; incerteza ou mudanças nos mercados de crédito e no setor de serviços financeiros; altos níveis de endividamento e cumprimento dos termos do endividamento da Greenbrier; reduções de valor de fundos de comércio (goodwill), ativos intangíveis e outros ativos em períodos futuros; disponibilidade suficiente de capacidade para tomar empréstimos; flutuações na demanda por vagões recém-fabricados ou incapacidade de obter pedidos como antecipado em previsões de desenvolvimento; perda de um ou mais clientes importantes; inadimplência de clientes ou problemas relacionados; políticas e prioridades do governo federal relacionados ao comércio internacional e à infraestrutura; risco de soberania de contratos, taxas de câmbio ou direitos de propriedade; custos futuros reais e disponibilidade de materiais e uma força de trabalho treinada; incapacidade de projetar ou fabricar novos produtos ou produzir novas tecnologias ou de obter certificação ou aceitação pelo mercado de novos produtos ou tecnologias; flutuações nos preços e disponibilidade do aço ou de componentes especiais e sobretaxas de refugos; mudanças na combinação (mix) de produtos e na combinação entre segmentos; disputas trabalhistas, faltas de energia ou dificuldades operacionais que podem tumultuar as operações de fabricação ou o fluxo de carga; dificuldades de produção e atrasos na entrega de produtos em consequência de, entre outras coisas, custos ou ineficiências associadas à expansão, inicialização ou mudança em linhas de produção ou mudanças nas taxas de produção, mudanças de tecnologias, transferências de produção entre unidades ou não-execução de parceiros da aliança, subempreiteiros ou fornecedores; capacidade de obter contratos adequados para a venda de equipamentos arrendados e riscos relacionados a aluguel de vagões e valores residuais; integração de aquisições atuais ou futuras e estabelecimento de joint ventures; planejamento sucessório; descoberta de defeitos em vagões ou em serviços resultando em maiores custos de garantia ou contencioso; danos físicos ou ações de responsabilidade relativas a produtos ou serviços que excedam a cobertura de seguro da Greenbrier; descarrilamento de trem ou outros acidentes ou reivindicações que podem sujeitar a Greenbrier a ações judiciais; ações ou inações de vários órgãos regulamentadores, incluindo obrigações de potencial reparo ambiental ou mudança na regulamentação de vagão-tanque ou outro vagão ou ferrovia; e questões levantadas por investigações de queixas de denunciantes; tudo o que pode ser discutido em mais detalhes sob o título "Fatores de Risco" e "Declarações Prospectivas" no Relatório Anual da Greenbrier no Formulário 10-K para o ano fiscal encerrado em 31 de agosto de 2016 e outros relatórios da Greenbrier arquivados na Comissão de Valores Mobiliários. Os leitores são advertidos a não depositar confiança indevida nessas declarações prospectivas, que refletem as opiniões da administração apenas até esta data. Exceto pelo que for requerido por lei, de alguma forma, a Greenbrier não assume qualquer obrigação de atualizar quaisquer declarações prospectivas.

Logo: http://mma.prnewswire.com/media/518796/The_Greenbrier_Companies_Inc_GBX_Logo.jpg

FONTE The Greenbrier Companies, Inc. (GBX)