Espaço PR Newswire para Comunicadores

O Blog da PR Newswire é um espaço dedicado à produção e desenvolvimento de conhecimento. Aqui você encontra as notícias e os artigos mais interessantes sobre Comunicação. São abordados temas relacionados às Relações Públicas, Jornalismo, Marketing, Publicidade, Mídias Sociais e Digitais. Confira nossos posts e deixe suas observações nos comentários. Queremos saber sua opinião.

Como e Porque Otimizar as Imagens do seu Site

Como seria nosso dia a dia caso não existisse o Google? Se você passa horas na frente de um computador, provavelmente utiliza o buscador muitas vezes ao dia. Basta colocar uma ou mais palavras chave, para que esse gigante da internet retorne as páginas mais coerentes com o que estamos procurando. Desde receitas de bolos até os mais influentes executivos da América Latina. Parece que não há nada que o Google não saiba.

Porém para se tornar o que é hoje, e fornecer os resultados mais precisos para os internautas, o buscador se atualiza ano após ano. Seu algoritmo privilegia e classifica conteúdo pela qualidade.

O Google penaliza sites lentos e privilegia sites rápidos. O que realmente importa é que o internauta encontre o que está procurando e o mais rápido possível.

Ao mesmo tempo em que as imagens são um trunfo para tornar o seu conteúdo mais atrativo e qualificado para o usuário, muitas vezes elas podem prejudicar o desempenho do seu site. Imagens são mais pesadas que palavras. Seu site pode ser excelente, mas se tiver imagens em excesso ou pesadas demais, você será penalizado.

Abaixo segue uma lista para ajudar os profissionais que precisam formatar as imagens dos seus sites e conquistar melhores resultados nas buscas do Google:

  1. Poste imagens menores

Para quem trabalha com imagens na internet isso pode parece óbvio, mas muitas vezes se torna esquecido. É possível reduzir o tamanho de uma imagem em mais de 20% e mesmo assim ela continuará com boa resolução e qualidade.

  1. Não exagere

Simplicidade é a palavra, principalmente quando se trata de tecnologia e internet. Use apenas imagens quando necessário e dentro do contexto da sua página. Os recursos visuais também devem ser usados com cautela. Evite abusos e garanta a qualidade do seu website.

  1. Corte as imagens

Siga o ditado “menos é mais”. As imagens são representações visuais que contribuem e dão sentido ao conteúdo. Às vezes não precisamos de uma imagem inteira, quando nosso conteúdo se apega aos detalhes. Cortar e editar imagens é uma ótima forma de evidenciar o que realmente importa.

  1. Salve-as no formato JPEG ou PNG

Se você salvar as imagens no formato errado, o arquivo acabará muito maior do que você precisa. Por exemplo, imagens no formato BMP são geralmente muito grandes. Aposte em formatos menores como JPEG e PNG.

  1. Comprimir Imagens

Existem ferramentas disponíveis que ajudam a comprimir seu tamanho. Por exemplo: o TinyPNG que reduz o tamanho de seus arquivos PNG sem que a imagem perca qualidade. E o JPEGmini que reduz o tamanho de arquivos JPEG.

Use as imagens do seu site a seu favor. Siga as dicas acima que podem te ajudar na indexação do Google e a compor o seu conteúdo de forma mais leve e atrativa para o seu público.

Equipe PR Newswire

Tags: imagens, edição de imagens, conteúdo

Como estruturar uma estratégia efetiva de backlinks

Quando falamos de SEO, adquirir backlinks de qualidade (links de outros sites que redirecionam para sua página) é um dos fatores de classificação mais críticos. De acordo com Brian Dean, especialista em SEO e proprietário do Backlinko, "o número de domínios que se vinculam a uma página está correlacionado com o “ranqueamento” mais do que qualquer outro fator". Essa é uma declaração muito ousada considerando que o Google tem mais de 200 fatores de classificação.

Embora os backlinks sejam um ótimo sinal para o SEO, é preciso muito tempo para ganhá-los. Existem maneiras rápidas e fáceis de se obtê-los para o site da sua marca, mas provavelmente serão de baixa qualidade. Os motores de busca como o Google e o Bing avaliam regularmente a qualidade das páginas, o que significa que aquelas com baixa classificação são empurradas para posições mais baixas nos resultados. Isso deixa sua estratégia “rápida e fácil” com falhas e sua marca sem aparecer regularmente.

Então, como obter backlinks de qualidade e melhorar o SEO da sua marca do jeito certo? Tente aproveitar o poder da mídia espontânea:

Segmentar a mídia certa proporciona backlinks de qualidade

Quando se trata de backlinks, nem todos os sites são criados iguais. Os links de entrada de sites com maior relevância de domínio são um sinal mais poderoso para os motores de busca do que os sites com baixa relevância. Por exemplo, se você estiver no segmento de relações públicas, seria melhor ter um site como o PRWeek para se conectar do que um pequeno blog de agências que só existe há alguns anos.

Então, como você pode garantir que isso aconteça? Utilizando um banco de dados de mídia para segmentar contatos com referência em seu segmento. Um banco de dados como o da Cision irá ajudá-lo a filtrar os estabelecimentos por tipo, país, assunto e outros. Além disso, cada perfil de saída oferece informações sobre a empresa, o tamanho do seu público e os prêmios ganhos.

Mídia Espontânea gera confiança

Se você segmentar os influenciadores certos, você não só ganhará backlinks, mas também criará confiança. 81% de profissionais de marketing classificam mídia espontânea sendo mais eficaz ou tão eficaz quanto cobertura de mídia paga. Quando um site confiável menciona ou se linka a sua marca, é mais provável que os leitores confiem em você. Simplificando, a mídia espontânea é mídia confiável e com 88% dos consumidores declarando que os anúncios têm pouco ou nenhum impacto nas decisões de compra, não é provável que os canais de mídia paga ganhem seu público-alvo.

Começar a trabalhar com mídia espontânea é simples

Mas a abordagem com mídia espontânea não tem que consistir inteiramente no processo de cobertura de mídia tradicional e demorado. O uso de ferramentas como Help A Reporter Out (HARO) e ProfNet oferece aos profissionais de relações públicas, marcas e especialistas a oportunidade de acessar e responder às oportunidades de mídia divulgadas por jornalistas.

Ao se inscrever como uma "fonte" nesses sites, você recebe diariamente e-mails com uma lista de consultas de jornalistas e blogueiros que procuram especialistas para entrevistar ou incluir em suas matérias. As fontes podem navegar facilmente pelas consultas, classificadas por tópico e determinar quais são os mais relevantes para seu segmento, profissão ou experiência.

Depois de encontrar uma consulta relevante que você ou seu cliente podem contribuir, simplesmente responda ao endereço de e-mail exclusivo do jornalista, com as informações necessárias. Uma ótima maneira de encorajar os jornalistas a vincular de volta ao seu site é fornecendo-lhes informações suplementares que podem ajudar a reforçar a história (por exemplo: fotos, vídeos, citações de executivos ou dados / pesquisa).

Ferramentas gratuitas como HARO e ProfNet dão aos empresários, pequenas empresas ou a qualquer um que trabalhe com um orçamento de sapato a oportunidade de ganhar cobertura de mídia e obter backlinks valiosos para seus sites em pontos de venda relevantes que interessam aos públicos-alvo.

Ao aproveitar o poder da mídia ganha, você pode avançar sua estratégia de backlinks e aumentar seu tráfego de busca.

Texto original publicado no Blog Cision: How to Growth Hack a Successful Backlink Strategy

Traduzido e adaptado por Andrés Teixeira, Analista de Comunicação Corporativa Latin America PR Newswire

Tags: mídia, SEO, Marketing de Conteúdo

Como criar uma estratégia coordenada entre e-mail marketing e redes sociais

Relatórios recentes descobriram que os principais players da indústria de alimentos e bebidas - incluindo Hershey, Campbell, Kellogg e General Mills - estão observando suas vendas continuarem a diminuir. Com a compra da Whole Foods pela Amazon, estas e outras marcas enfrentarão uma concorrência cada vez maior, ficando cada vez mais necessário que elas conversem com seus consumidores.

À medida que a indústria evolui, empresas e marcas podem achar mais difícil controlar seus próprios destinos com os consumidores. Além de enfrentar a mudança da concorrência, muitas empresas também inovam no que produzem. Eles estão fazendo o mesmo material antigo e comercializá-lo da maneira que eles sempre têm.

Marcas de todos os tamanhos, incluindo nomes como a Nestlé, estão sendo forçadas a reavaliar seus produtos e a forma como esses produtos são posicionados à visão do público. Mais do que nunca, é muito importante para as empresas investir em conversas com seus consumidores - e duas das ferramentas mais importantes para fazê-lo são as redes sociais e e-mail marketing.

Crescendo e engajando sua base de fãs

Até o momento, cerca de 3 bilhões de pessoas dependem de e-mail. O Twitter alcançou 320 milhões de usuários e o Facebook agora possui mais de 2 bilhões de usuários. O e-mail e as mídias sociais tornaram-se dois dos canais mais importantes e mais de 60% dos varejistas já integraram nas suas campanhas de marketing.

As duas formas permitem que você conte uma história mais expressiva em escala e, porque esses canais são baseados em permissão, os consumidores são mais receptivos à mensagem. Eles não são bombardeados com anúncios indesejados ou despercebidos; em vez disso, optam por segui-lo em mídias sociais ou receber newsletters sobre sua marca e conteúdo.

Por exemplo, em vez de comerciais que interrompem os programas de TV dos consumidores, você poderia juntar um vídeo do Instagram em que os seguidores podem ver e compartilhar quando for conveniente. Do mesmo modo, o e-mail marketing oferece formato longo onde você pode expandir a história da sua marca sem ser prejudicial.

Os e-mails e as mídias sociais oferecem a oportunidade de compartilhar histórias com uma voz mais interessante, criando uma base de fãs envolvida e engajada de forma mais eficaz. Marcas com bases de fãs maiores ganham mais lealdade tornando-as mais atraentes para concorrentes e empresas privadas.

Integrando os dois canais que todo gerente de RP precisa

Quando se trata de um e-mail coordenado e de um trabalho dentro do social, poucas empresas foram tão bem-sucedidas quanto o Daily Skimm. A newsletter diária incentiva os leitores a compartilhar suas histórias favoritas nas mídias sociais e facilita a integração dos dois canais. Desde a sua criação em 2012, o Skimm cresceu para mais de 3,5 milhões de assinantes.

O segredo do sucesso do Skimm reside na sua capacidade de separar o conteúdo que é mais relevante para seus assinantes, enquanto integra o compartilhamento de redes sociais em sua plataforma geral. O e-mail leva a interações sociais e vice-versa. Toda abordagem de marketing será diferente dependendo da linha de produtos de uma marca e da base de consumidores desejada, mas as mesmas estratégias podem ajudá-lo a expandir sua base de fãs de forma mais eficiente.

Estas cinco dicas irão ajudá-lo a criar uma estratégia bem-sucedida entre as duas frentes:

  1. Priorize seu Call-to-Action

Não caia no erro de somente entregar sua mensagem. Se você está vendendo seu produto, seu objetivo final deve ser orientar o consumidor a comprar o mais rápido possível. No entanto, a realidade é que a maioria das pessoas não estará pronta para comprar depois do primeiro momento em que interagem ou descobrem sua marca.

Priorizar uma call-to-action para se inscrever e receber seus e-mails, segui-lo em mídias sociais ou curtir seu conteúdo torna mais fácil para incentivar consumidores a ter uma maior interação, de forma simples e conveniente. Uma chamada será mais eficaz quando vinculada ao conteúdo que fala ao seu público de forma autêntica.

  1. Crie, selecione ou se alinhe com conteúdo relevante

Manter conversas contínuas com consumidores e fãs significa comunicar frequentemente (e isso exige que você tenha algo a dizer). Você pode criar conteúdo original, pagar outros para cria-lo para você ou encontrar e compartilhar material interessante e que seja relevante para sua base de fãs. Você não precisa criar todo seu próprio conteúdo: os consumidores entendem que o conteúdo excelente existe fora de seu ecossistema. Na verdade, os programas de e-mail marketing de muitas marcas se utilizam de taxas de clique mais altas em links para outros sites. Apenas certifique-se de que a mensagem do conteúdo que você produz ou compartilha é autêntica.

É importante manter a conversa contínua e coordenada. Crie um cronograma para seu e-mail e conteúdo de redes sociais. Esteja ciente do que você publica e onde, como tudo se liga e como ajuda a comprar as compras da sua marca.

  1. Personalize toda a comunicação

O marketing bem-sucedido significa construir relações com os consumidores, e para fazer isso, a mensagem da sua marca deve ser valiosa e relevante. Por exemplo, se sua marca é um produto alimentar saudável, você deve fornecer conteúdo que destaque saúde, sustentabilidade e nutrição. Os canais de e-mails e mídias sociais oferecem a oportunidade de fornecer conteúdo relevante em uma escala personalizada em massa, desde que você saiba o que eles acham mais interessante.

A personalização em uma escala mais específica pode ser realizada incentivando a comunicação em ambos os sentidos. Se você sabe por que consumidores específicos escolhem sua marca, você pode falar com eles diretamente e focar em seus interesses específicos e opções pessoais.

  1. Pergunte aos consumidores por que eles se conectam com você

Tenha um tempo para perguntar aos clientes por que decidiram se se juntar a você. Isso ajudará a entender o que é mais importante e relevante para eles. Seguindo o exemplo da marca de alimentos saudáveis, os consumidores escolheram especificamente sua marca porque não contêm conservantes ou porque é conhecida pelo seu tratamento eticamente correto com animais.

Identificar os motivos pelos quais os consumidores desejam fazer parte de sua comunidade permitirá que você crie um calendário editorial mais envolvente e ofereça conteúdo personalizado para os segmentos da sua audiência. Sua base de fãs crescerá e continuará a compartilhar seu conteúdo, o que pode ajudar a aumentar significativamente as vendas. O e-mail e social deve ser um mesmo canal.

  1. Saiba orçar e planeje o investimento

As marcas estão cada vez mais conscientes da necessidade de dimensionar seus esforços de marketing com e-mail e redes sociais, mas muitos nunca são orçam os custos. Você pode ter um excelente relacionamento com alguns milhares de seguidores, mas essa não é uma base de fãs suficientemente grande para causar um impacto. Construir uma plataforma para e-mail e social requer investimento, e isso significa orçar com inteligência para apoiar a estratégia.

Adapte seus custos de mídia, separe parte do orçamento do seus anúncios – faça acontecer. Uma marca nacional ou global precisa de mais de 500 mil consumidores para começar a possuir uma base de fãs que pode afetar as vendas. Felizmente, existem várias ferramentas efetivas, porém econômicas, que ajudam a tornar mais fácil o orçamento para uma crescente campanha de marketing. O Snapchat, por exemplo, oferece filtros geográficos que você pode comprar e personalizar para promover sua marca em uma área específica.

A era do marketing digital nivelou a competição entre marcas de todos os tamanhos, e dois dos fatores mais produtivos em sua evolução foram mídia social e campanhas de e-mail marketing. Ao utilizar adequadamente esses canais, você pode criar e expandir uma base de fãs leais que fará com que sua marca se destaque contra a concorrência.

Texto original publicado no Blog Cision: How to Create a Coordinated Email and Social Strategy

Traduzido e adaptado por Andrés Teixeira, Analista de Comunicação Corporativa Latin America PR Newswire

Tags: email marketing, redes sociais, estratégia de comunicação

Mediaware - Globo, Band e Exame

Bem-vindo ao MEDIAware, a newsletter mensal com o resultado das pesquisas da equipe de mídia PR Newswire.



MEDIAware tem como objetivo trazer a seleção das mais importantes atualizações da mídia e dos jornalistas que ocorrem em todo o Brasil, através do trabalho feito por nossos pesquisadores. Caso tenha informações sobre alterações recentes nas mídias e nos profissionais de comunicação ou dúvidas a respeito do conteúdo, entre em contato pelo e-mail: mediapt@prnewswire.com.br

     

PR NEWSWIRE - TWITTER

Na página da PR Newswire são compartilhadas notícias sobre tecnologia, marketing, publicidade, atualidades, jornalismo, empreendedorismo e muito mais. Siga, interaja, compartilhe e saiba tudo que acontece no Brasil e no mundo na página da PR Newswire https://twitter.com/prnewswirebr

YOUTUBE

O jornalista consagrado Audálio Dantas lançou o Canal do Audálio, no YouTube, que vai ao ar toda segunda-feira com vídeos inéditos.

REDE GLOBO

Dony De Nuccio é o sucessor do jornalista e apresentador Evaristo Costa, na bancada do Jornal Hoje. E Mara Luquet não trabalha mais no grupo Globo, a jornalista irá se dedicar ao seu canal Letras&Lucros

TV CÂMARA GUARULHOS

Hermano Henning não teve seu contrato renovado com o SBT, após 23 anos, e é o novo diretor da TV CÂMARA da cidade de Guarulhos- SP.

ZERO HORA

O jornal conta agora com 41 novos colunistas, incluindo o médico Dráuzio Varella que escreverá para o caderno Vida.

REDE BANDEIRANTES

A jornalista Julia Duailibi é a nova apresentadora do Café com Jornal.

REVISTA EXAME

José Roberto Caetano assume como redator-chefe, no lugar de Tiago Lethbridge.

FACEBOOK

Agora podemos observar os logotipos dos veículos ao lado de seus respectivos artigos em destaque nas seções Trending e Pesquisa.

UOL

O jornalista e colunista Fernando Calmon completa 50 anos de carreira este mês, sendo considerado um dos principais jornalistas da imprensa automotiva no país.

EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO

De acordo com o instituto Torabit, o jornal gaúcho é líder de engajamento nas redes sociais, a pesquisa contava com 12 veículos incluindo Globo e UOL, por exemplo.

Caso tenha outras informações sobre alterações recentes na mídia e/ou sobre os profissionais de comunicação ou dúvidas a respeito do conteúdo, entre em contato com nossa equipe de Relacionamento com a Mídia pelo e-mail: mediapt@prnewswire.com.br

Tags: MEDIAware, MEDIAware Brasil, jornalismo

9 Estratégias para atrair influenciadores para o seu conteúdo

O conteúdo proveniente de influenciadores oferece 11 vezes mais retorno do que as demais formas mais comuns de marketing digital. No entanto, ganhar sua atenção não é uma tarefa fácil. Todos procuram utilizar os influentes e tentam fazer que seus próprios produtos sejam divulgados e reconhecidos.

Para conseguir conquista-los, existem algumas estratégias que você pode utilizar. Esses tópicos não garantem que você vai ser notado instantaneamente, mas eles são um ótimo começo. Com muito trabalho e perseverança, até você pode se tornar um influenciador um dia.

  1. Escreva um conteúdo de qualidade

Isso pode soar “clichê”, mas o seu primeiro passo para atrair a atenção de um influenciador é escrever algo que eles gostariam de compartilhar com seus leitores. Isso significa que o conteúdo precisa conter informações valiosas e ser escrito e editado em padrões profissionais. Além disso, você precisa oferecer algo que nunca foi dito antes ou uma perspectiva única.

  1. Destaque o Influenciador

Saber que alguém tem algo positivo a dizer sobre você é ótimo. Quando se trata de influenciadores a lógica é a mesma. Eles são humanos, assim como o resto de nós, e se você tem algo de bom a dizer, pode encorajar o influenciador a compartilhar o post.

Digamos que seu blog é sobre bolsas e você quer atrair a atenção de uma celebridade de moda. Você poderia escrever uma postagem no blog sobre as 10 melhores bolsas que a celebridade já sou. Então, vá em frente e marque a celebridade nas mídias sociais. Se ela compartilha o conteúdo instantaneamente você expande seu alcance.

  1. Visite os mesmos sites que eles

Considere o seguinte exemplo - se você quiser atrair a atenção do melhor especialista em golfe do país, você deve prestar atenção ao que ele já está twittando ou compartilhando nas plataformas de redes sociais. Ele compartilha muitos artigos de um site específico? Vá em frente e obtenha ideias de artigos com esse site.

Você também pode combinar essa dica e destacar o influenciador dentro do artigo. Se você o citou, há grandes chances dele compartilhar sua postagem nas mídias sociais.

  1. Use o Raciocínio Científico

Adicionar um pouco de lógica ou estatística às suas postagens torna seus posts mais compartilháveis. Se o influenciador puder obter algumas dicas rápidas, talvez seja mais provável que ele cite e compartilhe seu link.

  1. Adicione imagens

Quando se trata de compartilhamento em mídias sociais, as imagens são importantes. Tweets que incluem uma imagem recebem cerca de 150% mais retweets do que aqueles que não. Uma imagem pode significar a diferença entre ser notado ou ignorado. No entanto, você não pode apenas colocar qualquer imagem. Você precisa usar uma que seja em alta qualidade  e que faça sentido com o conteúdo. As pessoas devem olhar a imagem e saber imediatamente sobre o assunto abordado.

  1. Menções

Vá em frente e mencione o influenciador. Ele o inspirou a escrever a postagem? Escreva algo para ele:

"Ei @fulano – veja esta publicação que fizemos depois de ver o seu vídeo ".

Seja o mais específico possível e mencione-os pelo nome. Eles nem sempre podem retweetar, mas poderão vê-lo e se familiarizarão com seu nome e com o trabalho que você está fazendo. Pode levar várias interações antes deles começarem a notar você.

  1. Compartilhe suas coisas

Retweet o influenciador ou compartilhe suas postagens em outras plataformas de redes sociais. A relação das mídias sociais é baseada na ideia de “dar e receber”. As pessoas não gostam de ser usadas. Tire tempo para compartilhar as postagens do influenciador, mas não espere nada em troca. Você pode ou não obter uma reciprocidade.

  1. Peça um Post ao Influenciador

O seu blog tem um seguimento decente? Se você pode trazer novo tráfego para o site do influenciador e os tópicos são relacionados, você pode se aproximar e perguntar se eles estariam interessados ​​em contribuir com uma postagem ou em ser entrevistados para o seu blog.

Mais do que provável, a pessoa publicará em mídias sociais sobre o artigo ou a entrevista e compartilhará com seu círculo de seguidores. Isso lhe dará acesso instantâneo ao público.

Apenas tenha certeza de não enviar sem autorização, ou você perderá a confiança do influenciador e da multidão. É bom responder e agradecer-lhe por participar.

  1. Oferta para Patrocinar um anúncio

Os influenciadores também precisam ganhar dinheiro. Especialmente para os influenciadores das mídias sociais, essas contas ganharam movimentação online através do trabalho árduo do influenciador, a inteligência e capacidade de se promover. Eles sabem disso.

Certifique-se de seguir diretrizes éticas de posts patrocinados e certifique-se de incluir o hashtag #ad na publicação.

Por exemplo, confira este anúncio para a marca Naked Juice pela influenciadora de Instagram, Kate La Vie.

Screen Shot 2017-08-29 at 1.57.22 PM.png

O marketing de influenciador pode estar fora do seu alcance, mas não está! Você só precisa saber o que atrai os influenciadores em seu nicho e, às vezes, pedir a sua participação.

Texto original publicado no Blog Cision: 9 Strategies for Attracting Influencers to Your Content

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário Marketing PR Newswire Latin America

Tags: influenciadores, Marketing de Conteúdo, conteúdo

Como anunciar seus eventos e divulgar o discurso de seus palestrantes

Todo nós tivemos a experiencia de estar em algum lugar e simplesmente uma música que gostamos começa a tocar. Quando estamos em alguma festa, o DJ precisa ter a percepção de como as pessoas estão se comportando no local. Por isso, uma vez que o local está aparentemente estático, ele ajusta o volume para que a festa se encha de energia.

Geralmente, os locutores ou palestrantes seguem a mesma lógica. Muitas vezes, depois de entrar em uma sala de reunião e receber um discurso encorajador, os participantes saem motivados e prontos para enfrentar o mundo.

É por isso que até hoje empresas enviam seus funcionários para feiras e conferências motivacionais ano após ano.  Os locutores e palestrantes informam, desafiam e inspiram. Infelizmente, os anúncios sobre esses eventos são geralmente menos inspiradores.

Como esses anúncios são comuns, é fácil cair na armadilha de tratá-los de maneira equivocada. Aqui estão cinco dicas para evitar a armadilha do modelo ao escrever anúncios de palestrantes e eventos:

  1. Crie um título emocionante

Pense sobre o que torna o palestrante notável. O público pode não o reconhecer pelo nome, mas eles podem estar interessados em referências (como por exemplo "o autor de", "o CEO de", "o inventor de", etc). Utilizando uma referência de base no título, em vez de apenas nomear o palestrante, torna o anúncio mais atraente para uma ampla gama de públicos-alvo.

  1. Fotografia envolvente

Qualquer pessoa pode incluir uma foto do palestrante na frente de um fundo branco ou colorido. Para se destacar, tente incluir a sua marca na foto ou até mesmo uma visão da personalidade do palestrante. Imagens orientadas a ação são mais atraentes - por isso, usar uma foto apropriada pode aumentar a visibilidade e o engajamento.

  1. Amplifique o conteúdo do(s) palestrante(s)

As conferências são um ímã para profissionais da indústria que estão ansiosos para aprender sobre novas tendências e formas de melhorar seus negócios. Tire vantagem disso e crie um conteúdo que atinja diretamente esse público.

Se você é um organizador de eventos, é provável que você tenha vários palestrantes que ofereçam diferentes perspectivas sobre um tema abrangente. Não crie um anúncio para cada orador, tente enviar um anúncio que forneça uma visão mais abrangente do evento.

  1. Inspire Ação

Agora que você tem um público cativado, é hora de capitalizar esse interesse e fazê-los agir. Cada comunicado deve ser escrito com um objetivo específico.

Normalmente, o objetivo dos anúncios de oradores é aumentar a emoção e fazer com que as pessoas se inscrevam no show ou no estande do expositor. Alguns organizadores de eventos e empresas usam os utilizam para posicionar-se como referência de um segmento e direcionar o tráfego para seu site.

Toda organização é feita de forma diferente. Pense no objetivo principal da sua organização para o evento e além e, em seguida, crie um chamado específico e claro para a ação para atendê-lo.

  1. Promova o evento mesmo depois da palestra

A conferência acabou e as avaliações principais foram realmente bem recebidas, mas a emoção não precisa terminar por aí. Se um discurso foi um sucesso, é provável que haja uma audiência externa que adoraria esse conteúdo também.

Promover a palestra após um evento incentiva o compartilhamento social e é uma ótima maneira de manter a conferência ou a empresa na mente do público. Promover o evento depois do “final”, de fato não é apenas inteligente, mas também necessário.

Certifique-se de que não está perdendo valiosas oportunidades de marketing de conteúdo ao blogar sobre conferências e twittar os momentos mais memoráveis. Ou, combine o melhor dos dois mundos e crie uma postagem de blog que contenha tweets com os momentos mais memoráveis.

Siga estas dicas para anunciar seus eventos e palestrantes para garantir que o público “aumente o volume”.

Texto original publicado no Blog Cision: How to Hit the Right Notes with Keynote Speaker Announcements

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário Marketing PR Newswire Latin America

Tags: palestras, eventos, palestras e workshops

Como Medir o Impacto de Relações Públicas nos Negócios

 

Ao mesurarmos o ROI de uma campanha publicitária é normal a avaliação de resultados baseado em dados, tais como o número de leitores de uma mensagem e o número de vezes ela foi compartilhada nas redes sociais - essas métricas são boas para entender quanto uma mensagem atingiu o público. Mas a mensuração de RP não deve parar por aí. Na verdade, o reconhecimento é apenas o início.

O reconhecimento é onde começa o interesse. Interesse desenvolve ação. Ações se tornam compras. E as Relações Públicas estão lá em cada passo desse caminho.

Entre esses dois pontos (reconhecimento e compra) há a jornada que sua marca deve fazer até os consumidores - e o caminho não é certo. É um labirinto, cheio de desvios e opções de concorrentes, mas o fluxo de conteúdo implantado na execução de uma boa estratégia de Relações Públicas pode alimentar o interesse do público e direcionar os potenciais compradores por meio do processo de decisão.

Para desenvolver uma mensuração mais precisa e eficaz, é preciso se ​​aproximar dos motores de negócio da organização ao avaliar os resultados da campanha. Será que encurtar o programa de ciclo de vendas irá gerar mais leads ou aumentará o número de compras? Estas são perguntas importantes que Relações Públicas deve responder para quantificar os resultados.

Para medir o efeito que a campanha tem sobre a trajetória do comprador, é preciso primeiro identificar os principais pontos de decisão de compra para o cliente em potencial, e então determinar o impacto de Relações Públicas em cada uma dessas etapas.

Pontos em que RP pode influenciar

Um ponto de contato fundamental é a visita do comprador no site da marca. Do ponto de vista de RP, há diferentes oportunidades para converter “reconhecimento” em oportunidades valiosas para sua página. Publicar conteúdo digital corporativo – press releases, artigos, posts de blogs, comentários e respostas padrão – cria uma infinidade de páginas chave no site da empresa que são distribuídos para o público-alvo em toda a web.

Mídia espontânea também está cada vez mais mensurável. Menções de marca que incluem um link para o site da empresa, ou ainda melhor, uma página de campanha relacionada, são importantes direcionadores e qualificadores de tráfego.

No entanto, há outras oportunidades para RP entregar, capturar e mensurar os melhores benefícios, incluindo:

  • Postagens em um Grupo de Discussão Relevante: Uma resposta bem pensada e relevante em um fórum digital é um ótimo lugar para oferecer um link para mais informações relacionadas, com retorno mensurável.
  • Menções Sociais: que incluem um link para uma página web relevante.
  • Comentário em Blogs Influentes no Mercado: Se um post em um blog importante convida uma marca ou seus representantes para comentar, é uma oportunidade para oferecer um link para informações relacionadas na resposta. O conteúdo oferecido por meio do link deve ser altamente relevante para a conversa, e não deve ser de natureza promocional.

Dados de referência antes do início da campanha

Para todos os casos, rastrear o tráfego para uma página específica é importante para medir o resultado da campanha. O ideal é que a equipe de RP trabalhe com a equipe de web antes do lançamento da campanha e tenha um benchmark de tráfego para as principais páginas da campanha. Além de ter como referência o número de tráfego geral, a equipe também deve olhar o tráfego de outros sites da concorrência para estabelecer objetivos.

Quando a campanha começar, RP será capaz de avaliar qual o melhor momento para olhar para essas duas métricas: o tráfego para as páginas específicas e novas referências às páginas.

Rastreamento de URL revela mais do que resultados

Além disso, pode ser útil incluir URLs rastreáveis em todo o conteúdo que é publicado online – incluindo comunicados de imprensa, publicações em comentários de blog e referências em formulários online para seu site. Links taggeados em conteúdo para que você possa medir oferecem mais detalhes sobre as preferências do público e permitem que você acompanhe as taxas de cliques (CTR).

Na melhor das hipóteses, uma organização que usa software de automação de marketing, tais como Marketo, Eloqua ou Hubspot, permite que a equipe de RP possa criar URLs únicas que também são monitoradas dentro do software, permitindo que a marca capture o tráfego para o site e posteriormente acompanhe o comportamento dos visitantes.

As organizações com essa capacidade de mensuração são capazes de comparar a qualidade dos visitantes do site gerados por campanhas e dos visitantes que chegam ao site por outros canais. Usando esses dados, elas podem avaliar se os esforços de RP produzem leads qualificados ou encurtam o ciclo de vendas.

Ter tempo para avaliar as práticas de métricas atuais da marca e desenvolver a compreensão de que Relações Públicas influencia os pontos de contato com os clientes no processo de compra exigem algum esforço. Porém, estabelece as bases para o desenvolvimento de mensuração de dados importantes e afirma RP como uma estratégia importante para qualquer negócio.

 

Equipe PR Newswire

Tags: Relações Públicas, métricas, ROI

10 erros que blogueiros iniciantes cometem

Quando você começar a blogar, não é difícil se envolver com as novidades.  É quando os erros são mais prováveis de acontecer. Aqui estão 10 itens que devem ser evitados por todo novo blogueiro.

1) Seus posts são muito difíceis de entender

Mesmo os temas mais sofisticados podem ser quebrados e simplificados. Seu objetivo como blogueiro é trabalhar a favor da leitura. Cada frase deve fluir naturalmente, sem confusão ou interrupção. Não é preciso mostrar suas habilidades de alto vocabulário – guarde isso para jogar palavras cruzadas! Se for inevitável o uso de termos menos conhecidos, tente usar imagens. Nós somos seres visuais. Às vezes precisamos ver imagens, mapas e gráficos para entender alguns conceitos.

2) Não investir tempo suficiente para edição

Não possuir tempo para editar é mais óbvio, porém esquecer disso é um erro crucial. Erros gramaticais e ortográficos muitas vezes contribuem para a falta de fluidez de textos e posts do blog. Não deixe que a preguiça acabe com seu conteúdo. Faça verificação ortográfica e releia o seu post várias vezes. Ajuda se você tiver alguém para lê-lo antes de você pressionar o botão “publicar”. Erros de gramática e edição ruim diminuem a sua credibilidade.

3) Posts difíceis de serem visualizados

Você pode escrever um conteúdo incrível, porém corre risco de perder leitores se não souber ajustar seu post com o design correto. Segue um um checklist simples para verificar se o seu blog está nos padrões:

  • Fontes fáceis de ler.
  • Fontes não muito pequenas ou muito grandes.
  • Espaço entre os parágrafos.
  • Texto alinhado à esquerda (nem centralizado, nem justificado).
  • Listas numéricas e marcadores.
  • Fontes coloridas adequadas (padrão: texto preto e fundo branco).

4) Imagens de má qualidade ou baixa resolução.

Tente usar sempre imagens de alta resolução. Elas não só são mais agradáveis para os olhos, como também oferecem um senso de profissionalismo. Quanto mais credibilidade seu blog tiver, mais os leitores vão confiar em ler o conteúdo. O mais importante: certifique-se que você está redimensionando corretamente suas imagens. Não as distorça.

5) Blog com player de música automático

Nada é pior do que entrar em um site, e ao final do carregamento da página, começar uma música aleatória. O que já foi popular durante a “Era Myspace” já está extinto. Além disso, os players de música podem fazer a sua página ficar lenta e afastar leitores. Livre-se desses players, e se for necessário insira links incorporados de sites como o SoundCloud ou YouTube, que permitem aos leitores reproduzir a mídia quando quiserem.

6) Seu blog é muito egocêntrico

Sim, seu blog deve mostrar a sua personalidade e compartilhar suas experiências – mas somente isso beneficiar o leitor. Ele não é um reality show. A questão é que, a menos que você seja uma celebridade, alguém muito divertido ou disposto a divulgar toda a sua vida sem inibição, ninguém vai se preocupar com o lado pessoal, a não ser seus amigos mais próximos. Use suas experiências apenas para melhorar a sua mensagem. A maioria dos leitores não quer saber nada sobre você, a menos que os beneficie de alguma forma. Lembre-se: Seu blog deve ser sobre o seu leitor! Tente reconhecer outros blogueiros também. Aproveite o tempo livre para atender seus leitores com brindes, pesquisas e entrevistas, agradecimentos, respostas em comentários, etc.

7) Há muita quantidade e pouca qualidade

Não sature seus leitores com posts inúteis, especialmente para fins de SEO. Claro que há uma programação, mas a pior coisa que você pode fazer é desperdiçar o tempo deles com “bobagens”.

8) Você não presta atenção no seu público

Saiba para quem escrevendo e o entenda, pois eles podem até mudar. Sempre preste atenção em quem está lendo o seu blog e quem está comentando. Por exemplo, você começou o seu blog com foco no público em geral, mas pode perceber que os leitores estão sendo atraídos para temas específicos. Talvez você prefira se concentrar nesses temas.

9) Títulos chatos

Títulos são a primeira coisa que os leitores veem em todas as plataformas de mídia social. Faça valer a pena! São as primeiras impressões sobre o seu conteúdo. Use títulos criativos, mas, ao mesmo tempo deixe claro o que você está oferecendo. Conquiste seu público pelo interesse deles.

10) Esperar visitantes

Seus primeiros posts foram um sucesso – ótimo! E agora? Um erro comum entre novos blogueiros é ficar esperando que seus leitores virem visitantes regulares. A segunda parte implica em promover o seu blog. Os leitores em toda internet e nas mídias sociais são preguiçosos. Eles odeiam ter de fazer esforço para visitar sites – eles têm que encontrar em algum lugar que frequentam. Publique seus posts em diferentes plataformas de mídia social – Twitter, Facebook, Pinterest, etc.

Sem isso, a maioria das pessoas não vai saber que você escreveu um novo post. Divulgue seus posts sempre que puder, mas ao mesmo tempo não seja irritante. É ótimo promover seu blog dentro de redes orientadas, como grupos em redes sociais, fóruns, eventos de blogs, etc.

Equipe PR Newswire

Tags: blogueiros, blogs, erros

Como as personagens de “Game Of Thrones” podem inspirar sua estratégia de conteúdo

Nota: Esta publicação do blog contém spoilers de Game of Thrones - 7ª temporada, incluindo o episódio 4, "The Spoils of War". Continue lendo por sua própria conta e risco.

A série Game of Thrones compreende personagens que são líderes poderosas. De Little Bird para a Mãe dos Dragões, cada semana vemos performances estelares de personagens complexos feitos por mulheres talentosas. Em um espaço que esperamos ser dominados por homens, essas figuras femininas são próprias e nos ensinam lições valiosas: como montar dragões, como lutar e até mesmo mudar o tempo!

Enquanto Game of Thrones é inegavelmente um grande conto de fantasia, os fãs conectam-se a ele em um nível tão apaixonado pois, além do lindo cenário e dos seres místicos, a narração é espetacular. Temas de poder, vingança, ambiguidade moral, política e identidade nos intrigaram por centenas de anos e continuarão a capturar nossos corações nos séculos seguintes.

No entanto, o que aprendemos são as verdadeiras lições sobre família, amizade e nós mesmos. À medida que essas mulheres continuam a inspirar semana após semana, elas também podem nos orientar sobre vários assuntos, desde mudanças de carreira até conceitos criativos e campanhas de marketing.

Abaixo estão 5 mulheres de Game of Thrones que podem ajudar a articular 5 pilares importantes de sua estratégia de conteúdo.

Arya Stark: Defina seus objetivos

Arya.gif

Auto-consciente e independente, Arya Stark sabe quem ela é e o que quer. Depois de estabelecer sua infame "Lista de Mortes" no início da série, seu caminho para se tornar um assassino efetivo em vez de uma Senhora estava todo marcado. A partir de então, todas as decisões que tomou foram ultimamente tomadas por esse objetivo. Apesar de não estar em um papel de liderança oficial, sua ética de trabalho, foco e aptidão para aprender permitem que ela faça tudo o que deseja.

Arya exemplifica por que é importante delinear seus objetivos antes de mergulhar na criação ou disseminação de conteúdo. Se você não tem um objetivo final em mente, como determinará quais ações tomar ou como mensurar seu sucesso? Pense sobre o que sua marca deseja alcançar. Por exemplo, o reconhecimento de marca pode ser uma prioridade para uma nova empresa, enquanto um comércio eletrônico já estabelecido irá procurar expandir suas vendas. Esses dois caminhos serão muito diferentes do ponto de vista da estratégia de conteúdo, portanto, assegure-se de identificar o objetivo antes de começar.

Cersei Lannister: conheça o território

Cersei window.gif

Para sobreviver em King's Landing e a ter habilidade e a quantidade de poder que ela tem, Cersei deve estar plenamente consciente de seus inimigos, aliados, recursos e os corações das pessoas que ela governa. Como um personagem complexo que opera em um mundo caótico, talvez não haja ninguém mais adequado para entender as nuances de controle. A grande habilidade de Cersei em antecipar os movimentos de todos no jogo ao seu redor faz com que ela seja um adversário formidável – com a facilidade de se recuperar de erros.

Embora você provavelmente não queira imitar todas as qualidades de Cersei, combiná-la com o conhecimento de seus negócios, indústria e concorrentes seria muito bom. Para ter sucesso em um segmento particular, seja concorrido ou uma nova categoria é preciso entende-lo. Ouça seus clientes, concorrentes e colegas. Como é o seu público-alvo? Quem são as pessoas que os influenciam? Quando você sabe quem é sua audiência e qual o tipo de ações que você deseja que eles tomem, você saberá que tipo de conteúdo será efetivo. Se algo não funcionar, tenha um plano B.

Olenna Tyrell: crie conteúdo memorável

Olenna.gif

A famosa “Rainha dos Espinhos” é uma favorita do público por uma boa razão; Diana Rigg rouba cenas com seu retrato atraente da matriarca de Tyrell, sempre muito rápida e inteligente. Embora várias das suas tramas tenham sido frustradas e sua família destruída, ela sobreviveu a muitos homens inteligentes e manteve a casa Tyrell poderosa e influente durante anos. Em última análise, Olenna muda o curso da história - e ri por último - envenenando Joffrey e usando seus últimos suspiros para escapar da culpa.

Embora a maioria das marcas se afaste de um tom de voz atrevido (a menos que, é claro, isso se encaixe no negócio), uma empresa ainda pode mostrar personalidade. Se você vai investir tempo na criação de conteúdo de qualidade, ele precisa ser autêntico e compartilhável. Não é preciso criar o próximo vídeo viral, mas você precisa fazer uma conexão genuína com seu público. De tweets curtos a longos estudos de caso, conte uma história: seja surpreendente, crie conexão emocional e termine com um grande final.

Daenerys Targaryen: demonstre uma liderança firme

Dani.gif

Apesar de haver tantos títulos como o Trono de Ferro e pessoas competindo por ele, Daenerys é uma rainha do povo. Ela sem esforço controla uma sala com sua visão para o mundo, ao mesmo tempo que não está acima do trabalho com Tyrion, convidando Jon Snow para Dragonstone ou dando atenção o povo. Seu desejo genuíno de melhorar a vida daqueles que ela governa é o que realmente a torna notável - e não seus dragões. (Embora, sejamos honestos, Drogon é espetacular.)

Como sua ascensão para se tornar rainha, tornar-se um líder firme é difícil e leva tempo. No entanto, você ganhará respeito ao se envolver autenticamente com sua comunidade e oferecer valor com frequência. Por exemplo, ter um blog corporativo, presença em feiras comerciais e perfis de mídia social ativos são maneiras de se conectar - e ouvir – colegas, concorrentes e clientes. Os melhores líderes ​​entendem que, embora tenham experiência e influência, elas só crescerão com a ajuda das pessoas ao seu redor.

Sansa Stark: Ajuste sua estratégia

Sansa.gif

Ao longo das últimas sete temporadas, é notável que Sansa tenha demonstrado uma evolução do personagem. Quando fomos apresentados pela primeira vez a Sansa, ela era mimada e ingênua. Agora ela é curiosa, reservada e esperta. Cresceu e percorreu a vida aprendendo com aqueles que a cercam e mudando suas ações (e guarda-roupa). Agora que ela foi encarregada de Winterfell, ela terá ainda mais oportunidades para testar seus limites.

Quando você tem expectativas do sucesso, mas as coisas não acabam exatamente como você imaginou, é fácil se sentir frustrado. Sansa é um excelente exemplo de como você sempre pode redefinir seu curso e traçar um novo caminho. Parte da elaboração de uma campanha de conteúdo bem-sucedida é a integração de experiências dentro dela. Em vez de apenas linhas de assunto com teste A / B, experimente uma nova estratégia de promoção ou crie uma nova parceria. Permita-se assumir um risco em que haverá retorno- ou você terá o sucesso, ou aprenderá uma lição importante. Não é preciso abandonar o que funciona bem, mas devemos evoluir consistentemente.

Texto original publicado no Blog Cision: How the Women of Game of Thrones Can Inspire Your Content Strategy

Traduzido e adaptado por Andrés Teixeira, Analista de Comunicação Corporativa Latin America PR Newswire

Tags: conteúdo, Game of Thrones, marketing

Entendendo as relações entre influenciadores pagos e espontâneos

 

Embora tenhamos aprendido sobre as diferenças mídia paga, espontânea e própria, há um novo horizonte se destacando. Na verdade, não é realmente "novo", mas podemos afirmar que as marcas estão finalmente começando a corrigi-lo: relações com influenciadores.

Trabalhar com blogueiros, referências da indústria e as estrelas das redes sociais para difundir a palavra sobre sua marca pode ter um impacto maior e muitas vezes mais bem-sucedido do que sua marca poderia obter através de publicidade mais tradicional e marketing de conteúdo. Quando esses influenciadores falam, seu público escuta.

Quando falamos que as marcas estão começando a se corrigir queremos dizer que, no passado, as empresas entenderam que um blogueiro ficaria entusiasmado por promovê-las em troca de alguns produtos gratuitos. As marcas não criaram nenhum orçamento para o marketing de influenciadores e o fato de blogueiros levarem muito tempo para conhecer o produto, tirar fotos dele, escrever sobre e gerenciar brindes significava que havia uma desconexão em uma estratégia que tinha muito potencial.

Mas agora, as marcas estão começando a ver que o marketing de influência não é necessariamente um marketing gratuito. Ele ainda requer um orçamento - como qualquer outra estratégia - que pode ser pequeno. A maioria das empresas está gastando cerca de 10% do orçamento total de marketing nessa estratégia, mas isso pode mudar no futuro.

Não é preciso gastar dinheiro com influenciadores. Porém, você terá resultados diferentes se você fizer isso. Leia mais para saber mais sobre os tipos de relacionamentos:

Como são os relacionamentos com influenciadores espontâneos?

Boas marcas têm fãs que adoram seus produtos e os defendem no ambiente online. Se você é uma marca afortunada o suficiente para ter um exército de pessoas falando sobre você, parabéns! Este é o primeiro passo na construção de relacionamentos espontâneos com influenciadores.

Agora, muitas pessoas que falam sobre sua marca online podem ter uma pequena rede social. Você não quer ignorá-los por esse fato, mas percebe que os cachorros grandes raramente promovem uma marca sem compensação.

Quando você "ganha" menções por influenciadores de qualquer tamanho, eles podem:

  • Tweet ou publicar uma atualização sobre o seu produto.
  • Publicar uma foto no Instagram com seu produto.
  • Escrever um review em um blog.

É sua função monitorar onde você está sendo mencionado e interagir de acordo. Seja uma grande rede ou não, o ideal é sempre comentar em uma postagem no blog, responder a uma atualização social ou compartilhar conteúdo para mostrar sua consideração.

A partir daí você pode prestar mais atenção a qual desses fãs tem uma audiência decente que você gostaria de alcançar. Você pode entrar em contato com eles para ver como poderiam trabalhar juntos. Eles podem estar felizes com alguns produtos gratuitos ou descontos em troca de algumas menções em redes sociais.

A desvantagem em trabalhar com influenciadores espontâneos é que eles não lhe devem nada, já que você não pagou nada. Você não pode exigir que eles façam qualquer coisa, ou seja, publicar uma avalição em tempo determinado. Os resultados variam, dependendo do seu alcance. Além disso, isto tende a ser algo de curta duração (porque quem quer continuar trabalhando de graça?).

Quando você deve investir em relacionamentos com influenciadores pagos?

Do ponto de vista de um influenciador, é necessário muito tempo e energia para interagir com uma marca e falar sobre isso. E quanto mais influência um indivíduo tem, mais ocupado é e pode estar menos inclinado a fazer qualquer trabalho de graça.

Mas pagar um influenciador vale o investimento. Uma vez que você define o que precisa, ele vai trabalhar para entregar os resultados a tempo. Ter um relacionamento de longo prazo também irá obter melhores resultados. Há muitas maneiras de trabalhar com um influenciador:

  • Ele pode se tornar porta-voz da marca em eventos.
  • Ele pode contribuir com conteúdo especializado em seu blog.
  • Ele pode ser referência em interações no Twitter em seu nome.
  • Ele pode hospedar seu anúncio em seu site.

O influenciador conhece o público que você está tentando alcançar, e provavelmente terá ideias sobre as formas mais inovadoras de se envolver.

Mas que preocupações você deve ter? Em primeiro lugar, a menos que seu contrato indique especificamente que esse indivíduo não pode fornecer serviços de influenciadores semelhantes para outra marca em seu segmento, você não está em um relacionamento monogâmico. A maioria é muito profissional para, digamos, representar duas empresas concorrentes, mas faça sua parte para garantir que isso não aconteça.

Além disso, há uma linha tênue entre o seu influenciador mencionando casualmente sua marca para o público e perder a credibilidade completa se você forçá-la para ser excessivamente vendedora. O influenciador conhece sua audiência e a melhor maneira de incorporar menções.

Estamos contentes que o marketing do influenciador finalmente chegue ao mainstream, e ansiosos para ver como as marcas aprenderão a interagir com os influenciadores e, finalmente, compensá-los pelo valor que eles fornecem.

Texto original publicado no Blog Cision: Understanding Paid vs. Earned Influencer Relationships

Traduzido e adaptado por Andrés Teixeira, Analista de Comunicação Corporativa Latin America PR Newswire

Tags: influenciadores, midia paga, midia espontânea, marketing