Espaço PR Newswire para Comunicadores

O Blog da PR Newswire é um espaço dedicado à produção e desenvolvimento de conhecimento. Aqui você encontra as notícias e os artigos mais interessantes sobre Comunicação. São abordados temas relacionados às Relações Públicas, Jornalismo, Marketing, Publicidade, Mídias Sociais e Digitais. Confira nossos posts e deixe suas observações nos comentários. Queremos saber sua opinião.

Como atrair Blogueiros para o seu Blog

Uma forma de mostrar o quão especialista você é em um determinado assunto é participar de sites e blogs importantes e relevantes. Mas você sabia que aceitar blogueiros ou convidados para publicar em seu blog também é uma maneira muito eficaz de obter um conteúdo incrível?

É muito interessante ver que depois de um certo ponto você terá um número considerável de colaborações e que raramente será necessário escrever um conteúdo pessoal.

Claro que para atrair os tipos certos de blogueiros demora um pouco de tempo. Nos primeiros dias, você pode receber diversos contatos como:

  • Pessoas que não escrevem sobre os temas principais relacionados ao blog
  • Escritores ruins que exigem muita edição
  • Bloggers que não fizeram nada para promover o conteúdo que publicaram

Por isso é importante dar algumas dicas de como escolher o blogueiro certo para seu site.

1. Limite os tópicos que deseja cobrir

Seja bastante exigente com os tópicos que serão abordados e não se contente em aceitar um conteúdo que “esteja próximo” do que você quer. Tente ser o mais especifico possível, pois é a partir disso que você consegue definir por qual assunto você quer que seu blog seja conhecido. Quanto mais especifico, mais especialistas serão atraídos.

2. Convide os Influenciadores para contribuir

Se ninguém está batendo em sua porta, vá à procura deles. Considere quem são os blogueiros que você admira em outros blogs e convide-os para contribuir. Muitas vezes, eles procuram uma oportunidade para se conectar com as pessoas que leem o seu conteúdo, e aceitariam a oferta com muito prazer.

3. Faça seu Blog ser atrativo

Blogs que têm alto tráfego são os mais atraentes para escritores. Portanto, certifique-se de que você está continuamente aumentando o tráfego de seu blog. Além disso, promova as postagens quando eles estiverem presentes no site. Você pode ter que "vender" o seu blog para blogueiros mais experientes, então certifique-se de que é um blog atraente.

4. Sempre promover o conteúdo em mídias sociais

Uma das principais razões que alguém gostaria de ser um blogueiro convidado em seu site é expandir seu alcance. Se você tiver, por exemplo 5.000 seguidores de mídia social que se encaixam com o que o blogger está procurando, você lhes dará um grande valor agregado se promover fortemente seu post em suas redes sociais.

5. Procure Relacionamentos de Longo Prazo

Os melhores blogueiros convidados são aqueles que depois de um ou dois meses, voltam com outro post sensacional. Uma vez que você estabeleceu um relacionamento com um blogueiro qualificado, você tem menos trabalho a fazer para editar postagens futuras e isso é ótimo!

Convidar bloggers para contribuir com conteúdo em seu blog é uma maneira fantástica de atrair mais leitores e manter um conteúdo consistentemente para o seu público.

Texto original publicado no Blog Beyond PR: How to Attract Top-Tier Guest Bloggers to Your Blog

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

 

Tags: conteudo, blog, blogueiros

Seis dicas para alcançar escritores de turismo

Para aqueles que estão presentes no segmento de turismo, os períodos de férias são ideais para contar sua história para jornalistas, blogueiros e influenciadores. Mas como você pode alcançar a imprensa de turismo se ela “está sempre em movimento”? A Cision fez uma pesquisa com milhares de jornalistas de turismo e é a partir dessa pesquisa que nós criamos seis dicas que ajudarão você a ser notado pelos escritores deste seguimento.

Conheça o seu jornalista e do que ele trata

Enviar uma série de matérias de viagens para um editor qualquer é um grande passo para ser ignorado. É necessário saber exatamente qual tipo de segmento o jornalista aborda. Ele aborda viagens de baixo custo? Será que ele se concentra em viagens familiares? Ou talvez eles estão escrevendo sobre viagens que são tendência? Independente de qual seja o foco do jornalista, tente se familiarizar ao máximo com o tema que ele escreve. Isso mostra respeito e consideração pelo jornalista, diminuindo fortemente suas chances de ser ignorado.

Pense como um jornalista

Um dos requisitos mais importantes de um jornalista, é que em seu texto tenha: “quem”, “quando”, “onde”, “o que”, e “porquê”. Pensar como um jornalista irá ajudá-lo a criar um conteúdo que vai conter informações que um escritor precisa. Outra dica é sempre colocar imagens dos lugares da viagem em alta qualidade, bem como suas informações de contato detalhadas. Além disso, tente criar um conteúdo único e com uma boa manchete.

Mantenha os leitores como foco

A principal prioridade dos jornalistas de turismo e qualquer jornalista, na verdade - é a sua audiência. Mantendo o leitor em mente enquanto você escreve vai destacá-lo mediatamente. Lembre-se: Como seu conteúdo afetará o público deste jornalista? Mostre, por que uma revista, por exemplo, precisa cobrir o seu assunto. Se importar com os leitores de alguém, mostra que você realmente fez sua pesquisa.

Olhe além do e-mail

A maioria dos escritores de turismo estão constantemente em movimento e, muitas vezes, eles não têm tempo para ler seus e-mails. Mas existe outra maneira de se conectar com um escritor assim? Sim! Por meio das mídias sociais. Hoje, a maioria dos escritores de turismo estão presentes nas redes sociais. O Twitter e o Instagram são excelentes lugares para se conectar com os leitores de relações públicas. Claro, que antes de qualquer coisa, é necessário estabelecer a base do seu relacionamento, pois assim, as chances do escritor se interessar e se engajar em seus posts aumenta.

Considere o tempo

Dependendo de qual mídia você está abordando, os prazos de tempo podem variar. Os freelancers de viagem por exemplo, têm prazos mais longos para criar seus conteúdos. Blogs e mídias online tem em média uma semana para produzir este conteúdo. Já programas de rádio, pode ser de última hora. Seja qual for o caso, saber os prazos, ajuda na tomada de decisão e faz com que você esteja sempre em vantagem.

Não seja arrogante

Um profissional de relações públicas excessivamente agressivo pode entediar os escritores de turismo. A maioria dos jornalistas dará a devida consideração aos materiais enviados e, se estiver interessado, entrará em contato com você. Seja respeitoso com o tempo dos jornalistas e eles, por sua vez, serão respeitosos com o seu discurso.

Texto original publicado no Blog Beyond The Wire: Six Tips for Pitching Travel Writers

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

Tags: Jornalismo, turismo, férias

3 Dicas para mostrar os benefícios de seu produto

Se pudéssemos apontar um grande erro que as marcas cometem em relação ao seu conteúdo de marketing, é concentrar sua comunicação nas características de um produto, e não em seus benefícios.

Mas qual é a diferença?

  • As características apontam o que as marcas pensam sobre o que as pessoas se importam: “disco rígido de 64 GB”, “várias opções de cores”, “personalizado”.
  • Benefícios discutem o porquê o cliente se importa: “faz mais em menos tempo”, “eco-friendly”.

Por que ninguém se importa com as características do seu produto

As características são importantes. Elas são uma parte necessária da embalagem do seu produto e fornecem informações relevantes ao seu cliente. Mas a sua página de produto é o lugar para esses recursos, não o seu marketing. Digamos que você vende alimentos orgânicos para gatos. Ele contém essencialmente os mesmos ingredientes que todos os alimentos dos seus concorrentes, então como você pode levar as pessoas a comprá-lo tendo tantas opções de concorrentes? É necessário que você transmita os benefícios do seu produto. Não sabe como descrever esses benefícios? Siga estas sugestões.

1. Comece com o Feedback do Cliente: Se você solicita opiniões dos clientes online, não deixe de ler para ajudá-lo a entender os benefícios que os clientes veem. Talvez todos elogios sobre como a pele do seu gato é mais brilhante e eles têm menos bola de pelos depois de comer este alimento para gatos. O que quer que seus clientes te digam, você pode considerar estes para ser os benefícios do seu produto.

2. Não faça afirmações falsas: Você não pode afirmar que seu alimento para gatos faz com que os gatos vivam mais, a menos que você tenha um estudo científico que prove isso. Fique longe de afirmações absolutas ou com números ("duas vezes mais eficaz") a não ser que você tenha como prová-los. O seu site pode ser desligado por alegações falsas ou não comprovadas. A multa para este tipo de acusação é alta, e isso é uma despesa que você simplesmente não pode pagar.

3. Considere o que vai fazer com que as pessoas comprem seu produto: Não importa quantos benefícios o seu produto tem, o que realmente importa é como você vai mostrar esses benefícios ao público. Por exemplo: Se você sabe que seus clientes não fazem compras com base no preço (porque a comida para gatos orgânica costuma custar mais), você provavelmente não ganhará nenhuma venda concentrando-se no fato de que o seu produto é o mais barato do mercado.

No entanto, eles vão se importar se você só usar produtos vegetarianos que fazem bem para o sistema digestivo do gato. Conhecer o seu público ajuda a determinar em que benefícios você vai se concentrar.

Comece a focar nos benefícios do produto, não nas características, e então veja se você não obtém um resultado mais positivo.

Imagens: Pexels

Texto original publicado no Blog Beyond PR: Benefits, Not Features: 3 Writing Tips to Appeal to Your Audience

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

 

Tags: produtos, marketing, consumidor

Fortalecendo vínculos com os amantes da sua marca

Se você tiver sorte, existem pessoas que amam o que você está fazendo. Pessoas que estão ansiosas para obter o seu próximo produto antes mesmo de ser lançado. Clientes que falam para todos os seus amigos e nas redes sociais o quanto eles adoram a sua marca. Essas pessoas podem ser chamadas de fanáticas.

Muitas pessoas podem estar dispostas a divulgar sua marca para você e manter uma relação saudável com este tipo de público é extremamente benéfico. Veja como você pode fortalecer este vínculo.

1. Reconhecê-los: Cada vez que alguém menciona sua marca na mídia social ou em um blog, cabe a você responder. É rápido e fácil de dizer "obrigado", e isso pode realmente fortalecer o relacionamento que você tem com cada pessoa que está falando de forma positiva sobre sua marca.

2. Dê acesso exclusivo: Imagine alguém que ama sua marca obtendo acesso antecipado ao seu próximo produto. Como você acha que eles vão reagir? Com certeza eles vão citar você nas redes sociais e vão ajudar ainda mais a promover sua marca. Ao criar um "clube" exclusivo com seus fãs, você está dizendo que eles são importantes o suficiente para conferir o que outros clientes não conseguem ver.

3. Torne adeptos da sua marca clientes VIP: Além de oferecer acesso exclusivo, você também pode criar clientes VIP que recebem vantagens e benefícios extras. O que você deve oferecer? Frete grátis, descontos extras e a capacidade de obter seus produtos antes de outras pessoas.

4. Compartilhe o conteúdo deles nas mídias sociais: Enquanto estas pessoas estão felizes em compartilhar o que você está postando, certifique-se de que este carinho é reciproco. Se eles divulgam um post interessante, dê um like e compartilhe quando for relevante para o contexto da marca.

5. Peça o feedback desses clientes: Podemos afirmar que seus clientes adorariam compartilhar os pensamentos deles sobre os seus produtos. Convide-para participar de pesquisas de campo e grupos de discussão, já que serão eles que conhecerão melhor seus produtos e poderão fazer sugestões de melhoria. A chave para ter êxito com as pessoas que amam a sua marca é pensar neles. Encontre maneiras de fazer com que eles se sintam especiais. Seguindo esses passo, será possível construir uma relação que pode durar anos!

Texto original publicado no Blog Beyond The Wire: Strengthening the Bonds With Your Brand Fanatics

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

Imagem: Pixabay

Tags: marketing, branding, conteúdo

Social Media e RP: uma mistura perfeita

Quando falamos de uma mistura perfeita, podemos pensar em diversas combinações. Arroz e feijão, café com leite, goiabada com queijo, entre outras.  A mesma lógica funciona quando tratamos de juntar mídias sociais e relações públicas. Se você usar apenas um, você vai obter resultados “satisfatórios”, mas se conseguir uni-los, sua visibilidade será muito maior.

Social Media

Se você é proprietário de um negócio e está envolvido com o marketing, é óbvio saber que em 2017 você precisa estar presente nas mídias sociais. Se você não percebe isso, considere o fato de que existem mais de 2,7 bilhões de usuários ativos na mídia social no mundo. Como se dar ao luxo de perder todo este mercado?

A chave para o sucesso é utilizar a plataforma que te dá mais segurança na hora de manuseá-la. Você quer que seus seguidores conheçam a sua marca e que queiram trabalhar com você, então é necessário que você conheça a plataforma escolhida e use 100% dela. Se você gosta do Facebook, comece a usar o live streaming hoje. O Facebook Live é a maneira mais eficaz de obter mais visualizações em um post no Facebook.

Você sabia que o Instagram lançou o recurso “Coleções”? Agora você pode combinar até dez fotos ou vídeos em um post. Imagine como essa ferramenta é poderosa para um corretor de imóveis que agora pode mostrar várias imagens em apenas um post; ou um proprietário de restaurante que pode compartilhar imagens de dez pratos diferentes. Como você pode usar essa ferramenta para beneficiar sua empresa? Aqueles que começarem a usar essas ferramentas com antecedência, colherão seus benefícios primeiro.

Não tem segredo: escolha uma plataforma e simplesmente comece. Independe da plataforma que você escolher, certifique-se de usar tudo que ela tem para te oferecer.

RP

Para complementar seu plano de marketing, é preciso conseguir publicidade gratuita. O que sabemos é que mais visibilidade significa mais clientes e isso significa mais lucros. Você consegue aumentar sua visibilidade com mídias sociais e, adicionando publicidade gratuita, é possível tudo acontecer muito mais rápido e para um público maior.

É importante iniciar localmente. A mídia local gosta de cobrir histórias sobre negócios locais. Faça com que seu negócio seja interessante. "Novo" é a palavra-chave aqui. Se você é um novo negócio, tem uma nova contratação significativa ou está em uma nova área, você possui material publicável. Você inventou um produto revolucionário, escreveu um livro ou ganhou um prêmio? Esses são todos os temas que interessam a mídia local. Qual é a sua experiência e como você pode compartilhar isso de forma que interesse ao público? Que valor você pode oferecer compartilhando o que você sabe?

O próximo passo é encontrar o jornalista certo. Lembre-se de que o Google é uma ferramenta de buscas por pergunta. Procure pelo tópico e por publicação. Normalmente, todas as informações de contato estão disponíveis, incluindo endereço de e-mail e número de telefone. Este é um passo importante, pois você não quer enviar sua matéria sobre negócios para o editor de gastronomia.

O último passo é envolvê-lo. Você quer ligar o jornalista com a sua linha de assunto, assim, ele se irá se interessar e abrir o seu e-mail.  Olhe para capas de revistas como um bom exemplo para envolver o leitor. Editores de revistas populares constroem chamadas de título para motivar uma compra por impulso na fila do supermercado. O que eles podem dizer que vai fazer você querer comprar a revista para ler o artigo?

Esta abordagem de 3 passos é a chave para o sucesso da publicidade. Ao lançar a mídia desta forma, você estará a anos luz à frente de sua concorrência e os jornalistas ficarão encantados em trabalhar com você.

Mídias Sociais + RP = Mistura Perfeita

Agora, é necessário fazer a mistura perfeita e combinar os dois itens. Quando você encontrar os jornalistas certos, conecte-se com ele nas mídias sociais. Se eles estão ativos no Twitter, siga-os e faça retweets em seus posts, compartilhe trabalho deles e comente em suas postagens. Faça o mesmo no Instagram. Conecte-se no LinkedIn dizendo que você leu ou assistiu seu trabalho e que espera a oportunidade de se conectar a ele. Torne-se um recurso valioso para eles. Construir relacionamentos através de mídias sociais é uma estratégia muito importante.

Este último passo é aquele toque especial para finalizar. A mídia é lançada o tempo todo, mas pouquíssimas pessoas tomam o tempo para conhecer o jornalista. Faça sua pesquisa em ambos os lados, tanto nos meios de comunicação como dos jornalistas, para que você possa ser um recurso valioso para eles.

Texto original publicado no Blog Cision: Social Media and PR – Go Together Like Peanut Butter & Jelly

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

Tags: social media, relações públicas, marketing

Mediaware - Ego, GNT e Band

Bem-vindo ao MEDIAware, a newsletter mensal com o resultado das pesquisas da equipe de mídia PR Newswire.


MEDIAware tem como objetivo trazer a seleção das mais importantes atualizações da mídia e dos jornalistas que ocorrem em todo o Brasil, através do trabalho feito por nossos pesquisadores. Caso tenha informações sobre alterações recentes nas mídias e nos profissionais de comunicação ou dúvidas a respeito do conteúdo, entre em contato pelo e-mail: mediapt@prnewswire.com.br .

     
  

PR NEWSWIRE - TWITTER (São Paulo, SP)

Na página da PR Newswire são compartilhadas notícias sobre tecnologia, marketing, publicidade, atualidades, jornalismo, empreendedorismo e muito mais. Siga, interaja, compartilhe e saiba tudo que acontece no Brasil e no mundo na página da PR Newswire  https://twitter.com/prnewswirebr

 

FOX SPORTS (Rio de Janeiro, RJ)

No dia 06 de abril o Fox Sports oficializou a contratação do repórter e apresentador Bruno Laurence para fazer parte de seu time.

 

PORTAL EGO (Rio de Janeiro, RJ)

A Globo anunciou no dia 17 de abril o fim do site Ego e a partir do dia 2 de maio irá concentrar seu foco em estratégia digital nos portais G1, Gshow e Globoesporte.com.

 

JORNAL GAZETA DO POVO (Curitiba, PR)

O Gazeta do Povo, que completou 98 anos em fevereiro, anunciou no dia 6 de abril que investiu R$23 milhões em tecnologia para promover uma mudança de paradigma em sua produção jornalística. A partir de 1º de junho, será o primeiro jornal brasileiro feito exclusivamente para plataformas móveis, tendo como diretriz o jornalismo de impacto social. Para sustentar o negócio, a principal fonte de receita virá de assinaturas.

 

SBT BRASÍLIA (Distrito Federal)

O jornalista Phillip Dantom assumiu o posto de editor-chefe do Jornal do SBT Brasília. Com ele, Carmem de Lavor assumiu o cargo de editora e os dois jornalistas, juntamente com Williane Rodrigues, comandam um novo telejornal, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 19h20.

REVISTA GLAMOUR (São Paulo, SP)

Após 5 anos, Mônica Salgado deixou a diretoria da redação da revista Glamour. A jornalista, será substituída pela editora sênior Paula Merlo.

 

FOLHA DE S. PAULO (São Paulo, SP)

Depois de pouco mais de sete anos na Folha de S.Paulo, Dimmi Amora deixou o jornal para se dedicar a projetos pessoais.

CANAL GNT (Rio de Janeiro, RJ)

A jornalista Patrícia Poeta estreou no dia 3 de abril no comando do reality show diário “Caixa de Costura” no canal GNT.

  

REVISTA VEJA (São Paulo, SP)

Após cinco anos na Editora Abril, o designer Rafael Costa deixa a revista Veja. Ana Clara Costa está de volta à revista após um ano e meio como repórter da revista Época em Brasília.

RÁDIO CBN (São Paulo, SP)

O jornalista Leão Serva, ex-Folha de S.Paulo, Jornal da Tarde, Diário de S.Paulo, Lance, entre outros, estreou no dia 13 de abril como comentarista da CBN.

BAND (São Paulo, SP)

Atualmente no comando do "MasterChef", Ana Paula Padrão prepara o especial Ana Paula.Doc, ainda sem data de estreia, que marcará o seu retorno ao jornalismo. Na primeira temporada, o programa terá quatro episódios, abordando longevidade, redes sociais, barriga de aluguel e o próprio MasterChef.

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS NO ESTADO DE SÃO PAULO

Sindicato comemorou seus 80 anos com uma série de atividades programadas ao longo do mês de abril, como palestras, debates, homenagens e visitas as redações.

Conheça também a seleção das mais importantes atualizações da mídia e dos jornalistas estão acontecendo em outros países da América Latina: MEDIAware Latam. Caso tenha outras informações sobre alterações recentes na mídia e/ou sobre os profissionais de comunicação ou dúvidas a respeito do conteúdo, entre em contato com nossa equipe de Relacionamento com a Mídia pelo e-mail: mediapt@prnewswire.com.br

Tags: Mediaware Brasil, jornalistas, mídia brasileira

Transformando sua marca de "desejo" para "necessidade" em 3 etapas

Publicitários adoram competir entre eles criando conteúdo relevante que atraia a atenção de grande parte dos consumidores. Mas será que este tipo de competição consegue transformar clientes ocasionais em verdadeiros defensores da sua marca? Provavelmente não.

As marcas precisam parar de criar relações superficiais e começar a pensar em criar impactos duradouros. Uma boa primeira impressão oferece a “faísca” inicial, mas o que os consumidores realmente querem saber é o que sua marca pode oferecer para ajuda-los a satisfazerem suas necessidades individuais.

Separando os itens imprescindíveis dos recomendáveis

Não importa o quão bem-feito e genial é o seu produto ou serviço, ninguém vai comprá-lo se não for algo que atenda às necessidades de um determinado público. Todavia, definir uma necessidade não é tão fácil quanto parece.

Os desejos e as necessidades abordados em uma propaganda publicitária não são iguais aos desejos e necessidades no mundo real. Resumindo, qualquer coisa fora das necessidades básicas do ser humano não é necessário. Para as marcas que tentam criar desejo, uma necessidade simplesmente se refere a algo que os consumidores acreditam que irá melhorar a sua qualidade de vida.

Hoje, as pessoas "precisam" de coisas como smartphones, Wi-Fi e lojas de 24 horas, mas não há muito tempo atrás, todas essas coisas eram consideradas luxos. A definição de necessidade do consumidor está em constante mudança, mas o princípio permanece o mesmo: qualquer coisa que torna a vida mais fácil eventualmente se torna uma necessidade.

Convencer os consumidores que a sua marca pode cumprir a promessa de uma vida mais fácil ou mais gratificante é a primeira parte e, em seguida, vem o desafio. Uma pessoa até pode querer fazer uma compra influenciada por um anuncio, mas cabe a você definir a escala a favor da sua marca para finalmente garantir a venda.

Criando a Necessidade

Criar anúncios que transmitem respostas poderosas e emocionais pode ser difícil, especialmente ao tentar conectar a necessidade de um produto à sua marca. Para garantir o sucesso a longo prazo, não basta o consumidor simplesmente amar a sua oferta.  É preciso conquistar pessoas leais para divulgar o quanto melhor ficaram suas vidas depois que adquiriram seu produto ou serviço.

Para criar anúncios que comuniquem como sua marca pode atender às necessidades do consumidor, siga estas estratégias:

  1. Entender os seus compradores.

Para quem você está vendendo? Seja o mais específico possível com suas informações demográficas, incluindo idade, sexo, faixa de renda e seus hábitos. Os dados são essenciais para a publicidade segmentada online, e quanto mais você souber sobre o público selecionado, mais bem-sucedido seu conteúdo de marca será.

  1. Mostre que seu produto/serviço é necessário.

Quando as pessoas precisam de um smartphone com muitos recursos, eles olham para a Apple ou Samsung. Quando eles precisam de um carro confiável compram um Toyota. Pense sobre a necessidade que seu produto traz e como sua marca tem o controle dessa necessidade. Qual é a sua reputação? Quando as pessoas têm uma necessidade, o que te diferencia da concorrência?

  1. Identificar e abordar oportunidades.

Se a resposta do cliente com relação ao seu produto indicar que você não está atendendo totalmente suas necessidades, reavalie sua oferta. Nunca anuncie algo que você não pode entregar. Identifique as suas falhas - sejam elas na oferta ou no mercado como um todo - e alimente seu produto e sua mensagem para comunicar aos consumidores como sua empresa atende essa necessidade.

Como você transforma os desejos dos consumidores em necessidades e como você pode mostrar que sua marca pode satisfazê-las? É simples: identifique o seu público-alvo e foque seu conteúdo para solucionar as necessidades deles. Os truques de publicidade desaparecerão com o tempo, mas se você conseguir atender às necessidades de forma consistente e cumprir suas promessas, criará uma base de clientes duradoura que levará a mensagem da sua marca para o futuro.

Texto original publicado no Blog Cision: Taking Your Brand From a ‘Want’ to a ‘Need’ in 3 Steps

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

Tags: marketing, comportamento, consumidor

Por que as marcas devem personalizar a experiência de RP?

Temos certeza que você já ouviu falar sobre personalizar a experiência do cliente ou a experiência do usuário. Entretanto, o que sabe sobre personalizar a experiência em Relações Públicas?

Recentemente, foi realizado em Nova York a Forrester’s Customer Marketing Conference, com oradores que vão de Casey Carey (diretor de marketing do Google Analytics), até Stephen Kennedy (diretor de marketing de fidelidade da Domino's), que discutiram como algumas personalizações estão ajudando as marcas a ter sucesso.

Em uma pesquisa feita pela Forrester, descobriu-se que 68% das empresas dizem que entregar experiências personalizadas para os clientes é uma prioridade. Dito isto, por que não damos atenção aos nossos amigos jornalistas? E se, ao personalizar a experiência de um jornalista específico, você pudesse aumentar a taxa de conversão em seus esforços de comunicação?

É assim que funciona no mundo do marketing:

Stephen Kennedy, do Domino's Pizza, compartilhou que ao contrário de um programa de marketing, sua organização fez da lealdade ao cliente uma prioridade corporativa. Exemplo disso são as sete maneiras diferentes para as pessoas pedirem sua pizza, variando entre um website, um aplicativo, uma loja, pelo telefone, entre outros.

"A lealdade não é um programa - é algo que você ganha de seus clientes", disse Kennedy.

O programa do Domino’s identifica “o que” e “quando” as pessoas querem, e com isso apresenta ofertas que se alinham com ambos.

O resultado disso é a experiência onde pessoas que gostam de pizza podem obter ofertas quando estão com fome e possam pedir o tipo de pizza que elas mais gostam. Como resultado, compram mais pizza e estão mais felizes com a experiência.

Em outro exemplo, a Starbucks citou que as experiências com aplicativos personalizados e e-mail marketing aumentaram os ganhos provenientes de seu programa de fidelidade em 21%. Ao mesmo tempo, os fornecedores de café nos EUA tiveram um aumento de 16% nos membros ativos de seus programas de fidelidade desde 2015.

A personalização aumentou o nível de atividade entre os grupos de clientes envolvidos.

Jornalistas recebem mais spam do que qualquer outra coisa

Os profissionais de mídia de hoje recebem uma média de 38 mil e-mails por ano, e no Cision’s 2017 State of the Media, constatou-se que 72% dos entrevistados disseram que profissionais de relações públicas precisam melhorar os níveis de alinhamento com os jornalistas. Enquanto isso, 82% disseram que os profissionais de relações públicas precisam fazer com que sua mídia seja melhor compreendida.

Personalizar e construir uma melhor experiência do usuário em RP começa com o uso de todas as informações que estejam disponíveis. Veja o que você precisa para começar:

  1. Você tem o contato de um jornalista?
  2. Que tipo de mensagem iria atrair esses jornalistas? Sobre o que eles escrevem?
  3. Qual o momento certo para entrar em contato com esse jornalista?

Quanto mais você sabe sobre o seu cliente, melhor você pode apresentar ofertas que fazem sentido contextual para sua experiência de compra.

Texto original publicado no Blog Cision: Why Brands Must Personalize the PR Experience

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

Tags: Relações Públicas, personalização, influenciadores, jornalismo

Você sabe o que é Phubbing?

Você pode não conhecer a palavra phubbing, mas essa é a descrição de um ato extremamente comum nos dias de hoje graças à tecnologia. O criador desse termo é Alex Haigh, um australiano que quer incentivar as pessoas a deixarem seus gadgets de lado e estarem mais presentes em seus círculos sociais.

Para entender melhor, vamos exemplificar: Você chama uma pessoa para um encontro entre amigos, e ela não larga seu smartphone ou tablet enquanto vocês conversam, ignorando sua presença quase que completamente e interagindo com outras pessoas seja por mensagem, redes sociais, entre outros.

Mas afinal, o que significa phubbing? A palavra em si é uma mistura entre as palavras Phone e Snubbing (que quer dizer “esnobando”). É um comportamento extremamente normal nos dias atuais, porém muito desagradável e que nos mostra o vício de estarmos conectados constantemente e a preferência por ficar atrás de uma tela ao invés de uma conversa pessoal.

O australiano criou uma campanha composta por um hotsite chamada Stop Phubbing, que tem como objetivo reverter o atual quadro comportamental, já que a maioria das usuários de smartphones praticam esse tipo de ato.

E você? É praticante de phubbing? Conhece alguém que faz isso? O que acha da iniciativa do Stop Phubbing?

Equipe PR Newswire

Tags: atualidades, tecnologia, social

4 formas que empresas de RP podem economizar no meio digital

As Relações Públicas sempre tiveram grande importância na marca de qualquer empresa. De acordo com o Global Communications Report, a indústria pode alcançar a marca de US $ 20 bilhões até 2020. Além disso, atualmente, a indústria tem a maior parte controlada por Omnicom, IPG, WPP e Publicis Group, que juntos representam cerca de 34% do mercado global de RP. No entanto, há um grande movimento no mercado de distribuição de conteúdo e as novas tendências estão substituindo práticas tradicionais.

Você deveria investir mais em SEO ou em RP?

É óbvio que criar um site não é suficiente; ele precisa chamar a atenção. No mundo do marketing digital, as táticas tradicionais já foram reinventadas tantas vezes que não é raro os “tradicionalistas” se desiludirem. Embora existam diversos desafios on-line enfrentados pelos negócios de hoje, o marketing de conteúdo, o marketing digital, o SEO e as mídias sociais estão todos tentando alcançar um único propósito - aumentar a reputação da marca e melhorar a reputação da empresa. Especialistas tradicionais de marketing vão achar semelhante às relações públicas - "muito do que fazemos conhecido como "SEO" é na verdade RP", diz Samuel Scott, que é ex-jornalista e especialista em marcomm (marketing communications). Isso significa que, conectar-se com os influenciadores nas mídias sociais, enviar e-mails de divulgação, entre outras ações, todas podem ser rotuladas como atividade de relações públicas.

Por outro lado, aqueles que trabalham em RP têm de conhecer as preferências do seu público para criar um conteúdo envolvente para marcas diariamente. Eles geralmente passaram anos construindo relacionamentos com a mídia para melhorar a cobertura para seus clientes. Ao colocar o seu conteúdo em sites com Domain Authority (DA), muitas vezes incluindo um backlink (links externos direcionados para seu site), eles estão essencialmente fazendo o que os profissionais de marketing chamam de backlinking. Assim, há uma necessidade de ver RP e SEO conjuntamente. Além disso, ver todo o seu marketing digital a partir desta perspectiva pode ajudá-lo a melhorar seus investimentos.

Dito isto, o marketing digital tem evoluído bastante ao longo dos anos, e para alcançar resultados impressionantes no domínio digital você pode querer um especialista neste assunto. Por exemplo, você pode obter maior visibilidade através dos Rich Cards e Rich Snippets do Google (mesmo sem ter um ranking muito alto em resultados orgânicos):

Fonte: Google Webmaster Central Blog

Os Snippets usam a estrutura do schema.org para exibir conteúdo de forma eficaz e combinar a consulta de pesquisa específica do usuário. Verifica-se que estes resultados têm uma taxa de cliques muito elevada. Você precisará da Ferramenta de Testes de Dados Estruturados do Google para examinar o código de esquema na página, bem como testar marcadores. Você também pode precisar de várias ferramentas de SEO para melhorar o desempenho do site e visibilidade; aqui estão os top 5 provedores mais populares de ferramentas de SEO:

  1. Google Webmasters
  2. SEMRush
  3. ScreramingFrog
  4. MOZ
  5. GTMetrix

No entanto, é melhor deixar essas tarefas para um profissional de SEO. De acordo com um relatório do HubShout, para as pequenas empresas, SEO é a segunda maior prioridade de investimento após o desenvolvimento do site. Um profissional de SEO irá ajudá-lo a identificar problemas persistentes com o conteúdo do seu site, arquitetura do site, tags ausentes, descrição de meta e velocidade do site que são parâmetros essenciais e que afetam a experiência do visitante. Assim como um negócio, você deve priorizar essas otimizações, mesmo antes de iniciar qualquer campanha de divulgação ou RP.

Banco em Social para SEO & RP

As mídias sociais sempre foram reconhecidas como facilitadoras no atendimento ao cliente. Aqui está um exemplo de como queixas e o feedback dos clientes podem ser convertidos em marketing:

"A Apple responde aos tweets das pessoas com comerciais " - via Mashable

Se você adotou o ambiente online em segundo plano, talvez seja hora de revisitar sua estratégia de mídia social. De acordo com a pesquisa 2016 Social Media Examiner, pelo menos 63% de empresários e administradores planejam aumentar o uso de redes sociais este ano. Além disso, 90% deles mostraram um grande interesse em aprender táticas para envolver seu público com as mídias sociais.

Como discutido anteriormente, as mídias sociais estão intimamente ligadas a RP e SEO. Esses fatores não podem ser ignorados, ou seja, tudo precisa fazer parte de um mix de marketing global. Também é importante escolher corretamente os meios de comunicação, especialmente se você estiver fazendo campanhas pagas em mídias sociais.

Cada canal social tem seu próprio público alvo. Embora seja possível ajustar e criar conteúdo adequado a todos os canais sociais possíveis, lembre-se que é necessário ter foco. É recomendável concentrar-se apenas em determinados canais que se encaixam à personalidade da sua marca e provavelmente envolver seus clientes no contexto correto. Por exemplo, o LinkedIn é utilizado normalmente por empresas B2B, enquanto o Facebook é comumente utilizado por empresas B2C (especialmente no domínio de varejo).

Enquanto estratégias multicanais estão ganhando proeminência, você pode ter que considerar alcançar seu público-alvo e, eventualmente, fazer negócios sem fazê-los sair de sua plataforma social. Máximo engajamento e promoções eficazes requerem investimento em tempo integral. Para economizar tempo no acompanhamento do social, agendamento de posts, relatórios e análises, você pode considerar usar as seguintes ferramentas: 

  1. Cision
  2. HootSuite
  3. SproutSocial
  4. SocialOomph
  5. Buffer

Invista em Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) para aumentar a produtividade

Criar um site não é mais uma tarefa complexa. Você pode escolher entre inúmeros freelancers e agências dependendo do seu orçamento para criar um site personalizado. No entanto, gerenciar um site a longo prazo é um desafio maior. É neste momento que o CMS se faz necessário. Embora existam muitas versões empresariais disponíveis, empresas como o Logical Doc, Alfresco e Laserfiche oferecem ferramentas CMS acessíveis para empresas de todos os tamanhos. Aqui está uma lista de alguns dos CMS mais comumente usados: 

  1. WordPress
  2. Joomla
  3. Drupal
  4. Magento
  5. ExpressionEngine

Um CMS é um investimento essencial para cada departamento de marketing. Ele ajuda no gerenciamento de documentos, gerenciamento de ativos digitais, gerenciamento de campanhas, e muito mais. Ele irá ajudá-lo a lidar com uma grande variedade de conteúdo digital espalhados por várias páginas da web.

As plataformas mais recentes garantem que os sites sejam otimizados para tamanhos de tela diferentes com design responsivo. Murad Bushnaq, CEO da CMS, Morweb.org, explica: "Mesmo que o design responsivo seja essencial para todas as empresas, nem todas as plataformas estão oferecendo a experiência de tela otimizada." Ele incentiva as organizações a reconhecer os três níveis de CMS Responsivo: o bom, o ruim e o ótimo.

A principal vantagem de ter um CMS é que ele fornece modelos reutilizáveis, o que irá ajudá-lo a produzir mais conteúdo com facilidade. Além disso, a maioria dos CMS fornecem, editores WYSIWYG (What You See Is What You Get – “O que você vê é o que você tem”); que irão ajudá-lo a formatar o seu conteúdo de forma eficaz. Isso significa que você pode facilmente criar landing pages para suas campanhas segmentadas - algo que deve interessar um gerente de RP.

Use canais sociais para se conectar com influenciadores

De acordo com um relatório publicado na revista Adweek, "86% dos profissionais de marketing pesquisados usaram programas de influência, e 95% disseram que o marketing influenciador é uma parte efetiva de sua estratégia global".

Para os gerentes de RP, isso não é novidade. Os canais de comunicação on-line e as mídias sociais facilitam a identificação de influenciadores em qualquer campo. Você pode facilmente encontrar comunicadores ativos no LinkedIn e no Twitter. Se você não foi capaz de identificar influenciadores em seu domínio de negócios específico, ferramentas como Cision e BuzzSumo podem ajudá-lo. No entanto, a identificação é apenas uma parte do processo.

Texto original publicado no Blog Cision: 4 Ways PR Firms Can Cut Costs and Improve Productivity in the Digital World

Traduzido e adaptado por Edu Borelli, Estagiário PR Newswire Latin America

Tags: Relações Públicas, conteúdo, Tecnologia