Área piloto lidera a abertura do nordeste da China

Área piloto lidera a abertura do nordeste da China

PR Newswire

CHANGCHUN, China, 20 de dezembro de 2017 /PRNewswire/ -- Como uma importante rota servindo ao plano estratégico da China na Zona Piloto de Desenvolvimento de Changchun-Jilin-Tumen, a ferrovia ligando Hunchun, na província do nordeste da China de Jilin, e Makhalino, na Rússia, viu um volume de carga de 1,66 milhão de toneladas na primeira metade de 2017 – um aumento de 49% ao ano.

Ao longo de seu trajeto pela Rússia, trens de carga internacionais partindo Changchun, capital da província de Jilin, em direção à Europa via Manzhouli – um porto terrestre na Região Autônoma da Mongólia Interior, no norte da China – possuem 80 pontos de manuseio de mercadorias diretamente ligados a 18 importantes estações de trem em seis países europeus. Em relação ao ano passado, o volume de carga destes trens triplicou, e este aumento está em primeiro lugar entre os trens de carga China-Europa.

Aprovada pelo governo chinês em 2009, a Zona Piloto de Desenvolvimento de Changchun-Jilin-Tumen desempenha um papel vital na participação da China na cooperação internacional ao longo do Rio Tumen, através do desenvolvimento integrado de Changchun, Jilin City e da Prefeitura Coreana Autônoma de Yanbian, na província. A zona piloto cobre uma área de 30.000 quilômetros quadrados e tem uma população de 7,7 milhões.

A zona piloto visa abrir-se ainda mais e atribui igual importância à cooperação doméstica e internacional. Da perspectiva da Iniciativa Cinturão e Estrada, ela é uma importante área de apoio para o corredor econômico da China-Mongólia-Rússia – uma área fundamental para a cooperação regional no nordeste da Ásia e uma área de demonstração para a abertura do nordeste da China.

Uma importante estrada internacional planejada, começando em Hunchun, passa por Changchun, Choibalsan da Mongólia e pela Rússia, antes de estender-se para países europeus. A via de passagem estará conectada com a Rota da Seda terrestre. Com Hunchun como ponto de partida, a Província de Jilin está também conectada com a Rota da Seda marítima, através do Porto de Zarubino, da Rússia, e os portos de Chongjin e Rajin da República Popular Democrática da Coréia (DPRK, em inglês).

Uma linha conjunta de transportes marítimos e terrestres desde Hunchun até o Porto de Busan, da República da Coréia, está em operação estável. Uma via de passagem transfronteiriça de Hunchun até as cidades costeiras do sul da China, via portos da República Popular Democrática da Coréia, foi aprovada e concretizou a via dupla para o transporte de contêineres. 

 A zona piloto expandiu seu impacto econômico através da construção de várias áreas de desenvolvimento.

A economia de Jilin, voltada à exportação, alcançou rápido crescimento. A logística internacional, turismo, processamento de recursos no exterior e o comércio de fronteiras dispararam.

Em 2016, o comércio exterior em Jilin alcançou 121,7 bilhões de yuanes, um aumento anual de 3,8%, ou 4,7% pontos percentuais acima do nível nacional. Na primeira metade de 2017, o comércio de fronteiras em Jilin quase quadruplicou, chegando aos 70 milhões de dólares americanos.

 

FONTE Changchun-Jilin-Tumen Development Pilot Zone