Resultados do Bradesco no 3º Trimestre de 2016

Resultados do Bradesco no 3º Trimestre de 2016

PR Newswire

SÃO PAULO, 10 de novembro de 2016 /PRNewswire/ -- Apresentamos os principais números obtidos pelo Bradesco no período de nove meses de 2016, com destaque para a consolidação, a partir de 1º de julho de 2016, das informações do HSBC Bank Brasil S.A. e suas controladas (HSBC Brasil):

1. O Lucro Líquido Ajustado (1), no período de nove meses de 2016, foi de R$ 12,736 bilhões (redução de 4,3% em relação ao Lucro Líquido Ajustado de R$ 13,311 bilhões no mesmo período de 2015), correspondendo a R$ 3,13 por ação e rentabilidade de 17,6%(2) sobre o Patrimônio Líquido Médio Ajustado (2).

2. Quanto à origem, o Lucro Líquido Ajustado é composto por R$ 8,690 bilhões provenientes das atividades financeiras, correspondendo a 68,2% do total, e por R$ 4,046 bilhões gerados pelas atividades de seguros, previdência e capitalização, representando 31,8% do total.

3. Em setembro de 2016, o valor de mercado do Bradesco era de R$ 160,472 bilhões (3), apresentando evolução de 41,6% em relação a setembro de 2015.

4. Os Ativos Totais, em setembro de 2016, registraram saldo de R$ 1,270 trilhão (R$ 161,2 bilhões relativos à consolidação do HSBC Brasil), crescimento de 20,9% em relação ao saldo de setembro de 2015. O retorno sobre os Ativos Totais Médios foi de 1,5%.

5. A Carteira de Crédito Expandida (4), em setembro de 2016, atingiu R$ 521,771 bilhões (R$ 79,8 bilhões relativos à consolidação do HSBC Brasil), com aumento de 10,0% em relação ao saldo de setembro de 2015. As operações com pessoas físicas totalizaram R$ 171,067 bilhões (crescimento de 17,8% em relação a setembro de 2015), enquanto as operações com pessoas jurídicas atingiram R$ 350,704 bilhões (aumento de 6,5% em relação a setembro de 2015).

6. Os Recursos Captados e Administrados somaram R$ 1,866 trilhão (R$ 207,6 bilhões relativos à consolidação do HSBC Brasil), um crescimento de 28,4% em relação a setembro de 2015.

7. O Patrimônio Líquido, em setembro de 2016, somou R$ 98,550 bilhões, 14,3% superior a setembro de 2015. O Índice de Basileia III, apurado com base no Conglomerado Prudencial, registrou 15,3%(5), em setembro de 2016, sendo 11,9%(5) de Capital Nível I.

8. Aos acionistas foram pagos e provisionados, a título de Juros sobre o Capital Próprio, R$ 5,184 bilhões relativos ao lucro gerado no período de nove meses de 2016, sendo R$ 1,867 bilhão pago, na forma de mensais e intermediários, e R$ 3,317 bilhões provisionados, na forma de extraordinários, a serem pagos em 8.3.2017.

9. A Margem Financeira de Juros atingiu R$ 46,316 bilhões (R$ 2,423 bilhões relativos à consolidação do HSBC Brasil), apresentando crescimento de 14,7% em relação ao período de nove meses de 2015.

10. O Índice de Inadimplência superior a 90 dias encerrou setembro de 2016 em 5,4% (3,8% em setembro de 2015). Desconsiderando o efeito da consolidação do HSBC Brasil, este índice seria de 5,2%.

11. O Índice de Eficiência Operacional (IEO) (6), em setembro de 2016, foi de 38,2% (37,9% em setembro de 2015), enquanto no conceito "ajustado ao risco" foi de 49,9% (46,6% em setembro de 2015). Desconsiderando o efeito da consolidação do HSBC Brasil, estes índices seriam de 37,6% e 48,8%, respectivamente.

12. Os Prêmios Emitidos de Seguros, Contribuição de Previdência e Receitas de Capitalização atingiram o montante de R$ 50,172 bilhões (R$ 711 milhões relativos à consolidação do HSBC Brasil), no período de nove meses de 2016, evolução de 10,3% em relação ao mesmo período de 2015. As Provisões Técnicas alcançaram R$ 213,608 bilhões, apresentando uma evolução de 26,7% em relação ao saldo de setembro de 2015.

13. Os investimentos em infraestrutura, informática e telecomunicações somaram R$ 4,514 bilhões, no período de nove meses de 2016, com evolução de 11,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

14. Os impostos e contribuições, inclusive previdenciárias, pagos ou provisionados, somaram, no período de nove meses de 2016, R$ 23,363 bilhões, sendo R$ 8,876 bilhões relativos aos tributos retidos e recolhidos de terceiros e R$ 14,487 bilhões (R$ 1,449 bilhão relativo à consolidação do HSBC Brasil), apurados com base nas atividades desenvolvidas pela Organização Bradesco, equivalentes a 113,7% do Lucro Líquido Ajustado (1).

15. O Bradesco disponibiliza aos seus clientes uma extensa Rede de Atendimento no País, destacando-se as 5.337 Agências e 3.902 Postos de Atendimento - PAs. Também, estão disponíveis aos clientes Bradesco 1.049 Postos de Atendimento Eletrônico - PAEs, 39.885 Pontos Bradesco Expresso, 34.230 máquinas da Rede Bradesco e 19.584 máquinas da Rede Banco24Horas.

16. A remuneração do quadro de funcionários, somada aos encargos e benefícios, totalizou, nos primeiros nove meses de 2016, R$ 11,084 bilhões. Os benefícios proporcionados aos 109.922 funcionários da Organização Bradesco e seus dependentes somaram R$ 2,649 bilhões, e os investimentos em programas de formação, treinamento e desenvolvimento totalizaram R$ 117,048 milhões.

17. Em setembro de 2016, o Bradesco foi selecionado para integrar o Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI), na carteira "Dow Jones Sustainability Emerging Markets".

18. Em outubro de 2016, a Bradesco Seguros S.A. ("Bradesco Seguros") e a Swiss Re Corporate Solutions Ltd. ("Swiss Re Corso"), firmaram negócio pelo qual: (i) a Swiss Re Corporate Solutions Brasil Seguros S/A ("Swiss Re Corporate Solutions Brasil") assumirá as operações de seguros de P&C (Property and Casualty) e de transportes da Bradesco Seguros ("Seguros de Grandes Riscos"), passando a ter acesso exclusivo aos clientes Bradesco para explorar a comercialização dos Seguros de Grandes Riscos; e (ii) a Bradesco Seguros passará a deter participação acionária de 40% na Swiss Re Corporate Solutions Brasil e os demais 60% de participação acionária permanecerão com a sua controladora Swiss Re Corso. A transação está sujeita à aprovação das autoridades competentes e demais condições contratuais usuais para este tipo de transação.

19. Em outubro de 2016, houve a aprovação em Assembleia Geral Extraordinária da cisão parcial do HSBC Brasil, mediante absorção de parcelas do seu Patrimônio por empresas da Organização, possibilitando avanço com a integração de plataformas operacionais e tecnológicas, resultando na substituição da marca HSBC na sua rede de atendimento, que passou a ser Bradesco. Desta forma, o Bradesco passou a operar com uma plataforma unificada (agências, ATMs e sistemas), a qual todos os clientes passam a ter acesso. O Bradesco agrega, a partir de agora, aos produtos e serviços já oferecidos aos clientes do HSBC Brasil, uma rede de atendimento de amplitude nacional, uma plataforma tecnológica de ponta e um portfólio de produtos e serviços ainda mais amplo.

20. Em novembro de 2016, o Bacen autorizou que as captações mediante a emissão de Letras Financeiras, com cláusula de subordinação, no valor de R$5,0 bilhões, sejam consideradas elegíveis a compor o Capital Complementar do Patrimônio de Referência, nos termos da Resolução nº 4.192/13.

21. Principais Prêmios e Reconhecimentos recebidos no período:

  • Pela 17ª vez, integrou a lista anual das "150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil" (Revista Época, em parceria com o Great Place To Work Institute);
  • Pela 1ª vez, venceu o prêmio "Latinoamérica Verde", na categoria "Finanças Sustentáveis" com o case "Inclusão Financeira e Desenvolvimento Sustentável na Amazônia" (Banco de Desenvolvimento da América Latina – CAF);
  • Melhor ganho em "Valor de Mercado" dentre os bancos do País (Economatica); e
  • Melhor rentabilidade e pagamento de dividendos, do setor bancário, aos acionistas na América Latina e nos EUA (ações PN), liderando, novamente, o ranking de dividend yield.

A Organização Bradesco é comprometida com o desenvolvimento socioeconômico do País. As diretrizes e estratégias de negócios são orientadas de modo a promover a incorporação das melhores práticas de sustentabilidade corporativa, considerando o contexto e as potencialidades de cada região, contribuindo para a geração de valor compartilhado e no longo prazo. Para reforçar esse posicionamento, destacamos a adesão a iniciativas empresariais reconhecidas mundialmente, tais como: Pacto Global, Princípios do Equador, CDP, Princípios para o Investimento Responsável (PRI), Programa GHG Protocol e Empresas pelo Clima (EPC). Nossa estrutura de governança conta com o Comitê de Sustentabilidade, responsável por assessorar o Conselho de Administração no estabelecimento de diretrizes e ações corporativas para o tema, e com a Comissão multidepartamental, responsável por coordenar a execução da estratégia. A excelência na gestão dos negócios é reconhecida pelos principais índices de Sustentabilidade, como o Dow Jones Sustainability Indices (DJSI) – "Emerging Markets", da Bolsa de Valores de Nova York, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e o Índice Carbono Eficiente (ICO2), ambos da BM&FBOVESPA.

Destacamos a Fundação Bradesco, que desenvolve há 60 anos um amplo programa socioeducacional, mantendo 40 Escolas próprias no Brasil. Em 2016, um orçamento previsto de R$ 593,360 milhões irá beneficiar um número estimado de 101.566 alunos em suas Escolas, na Educação Básica (da Educação Infantil ao Ensino Médio e Educação Profissional Técnica de Nível Médio), Educação de Jovens e Adultos e na Formação Inicial e Continuada, voltada à geração de emprego e renda. Aos mais de 43 mil alunos da Educação Básica, também são assegurados, além do ensino formal, gratuito e de qualidade, uniformes, material escolar, alimentação e assistência médico-odontológica. A previsão é beneficiar também, na modalidade de educação a distância (EaD), por meio do seu portal e-learning "Escola Virtual", 550 mil alunos que concluirão ao menos um dos diversos cursos oferecidos em sua programação, além de outros 21.490 que serão beneficiados em projetos e ações em parceria como os CIDs (Centros de Inclusão Digital), o Programa Educa+Ação e em cursos de Tecnologia (Educar e Aprender).

As Demonstrações Contábeis completas estão disponíveis no Site de Relações com Investidores - bradesco.com.br/ri.

(1) De acordo com os eventos extraordinários descritos na página 08 do Relatório de Análise Econômica e Financeira; (2) A partir do 1º trimestre de 2016, a rentabilidade anualizada passou a ser calculada de forma linear (no período de nove meses de 2016, ROAE de 18,0% no critério anterior), e também, não considera o efeito da marcação a mercado dos Títulos Disponíveis para Venda registrado no Patrimônio Líquido; (3) Quantidade de ações (descontadas as ações em tesouraria) x cotação de fechamento das ações ON e PN do último dia do período; (4) Inclui avais e fianças, cartas de crédito, antecipação de recebíveis de cartões de crédito, coobrigação em cessão de crédito (FIDC e CRI), coobrigação em cessão de crédito rural e operações com risco de crédito – carteira comercial, que inclui operações de debêntures e notas promissórias; (5) Em setembro de 2016, considera as dívidas subordinadas autorizadas pelo Banco Central, em novembro de 2016, para compor o Nível I; e (6) Acumulado 12 meses.

CONTATO: Sra. Ivani Benazzi de Andrade, Tel.: 11-2194-0924, e-mail: ivani.andrade@bradesco.com.br; ou Sr. Carlos Tsuyoshi Yamashita, Tel.: 11-2194-0920, e-mail: carlos.yamashita@bradesco.com.br

FONTE Banco Bradesco S.A.