Blog

15 de outubro de 2019

E quando o cliente não tem razão?

clientes-quando-nao-possuem-a-razao

Omitir verdades pode prejudicar relacionamentos
Dizer verdades difíceis para os clientes pode não parecer o caminho mais agradável para estreitar o relacionamento construído com eles. Por isso, muitas empresas têm medo de abri-las, omitindo-as por completo ou escondendo parte delas. E você, tem receio de dizer algumas verdades aos seus clientes? Se a resposta for sim, e você opta por uma das alternativas citadas, está na hora de rever essa atitude.
Esse medo é prejudicial. Corrói a confiança e, lenta, mas inevitavelmente, leva os clientes a procurarem outros parceiros. A responsabilidade com dados, sejam de mercados ou relacionados ao negócio em si, vem direcionando cada vez mais a postura das empresas que zelam por um bem muito precioso hoje em dia: a credibilidade conquistada junto a seu público-alvo.
Muitas empresas de consultoria, como as dos setores de marketing, comunicação, financeiro, entre muitos outros, cometem outro erro grave: deixar o cliente guiar o processo do trabalho, e não o contrário, como deveria ser. Seus clientes podem saber o que querem, mas isso é muito diferente de saber como chegar lá.
Na área de Relações Públicas, por exemplo, um cliente pode querer usar uma mensagem específica ou direcioná-la para um público específico, mas é a agência que tem a experiência real e sabe se essa mensagem funcionará.
Trabalhar mensagens equivocadas, só porque os clientes desejam, em vez de arriscar-se a "balançar o barco", é ruim para o cliente e, não demora muito, prejudicará o seu relacionamento com ele.
Transparência e comunicação honesta. Este deve ser o norte de qualquer parceria duradoura, e isso independe das adversidades e cenários obscuros pelas quais se passa. E é preciso usar a mesma transparência para mostrar ao cliente que estamos sempre um passo à frente. Temos que direcioná-lo constantemente para o que é tendência no país e no mundo, para o futuro e para o que faz sentido para seu negócio a longo prazo, não se baseando apenas nos cenários atuais. Comunicação correta também é fundamental na hora de inovar para sobreviver.


Veja também