21º Encontro de RI debate privatização e retomada do mercado de capitais

SÃO PAULO, 27 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- "Precisamos de menos burocracia, menos complicações e uma sociedade mais livre", afirmou Salim Mattar, secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, durante palestra no 21º Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais, evento promovido pelo IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e pela ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas), no dia 27 de junho de 2019, no WTC Events Center, em São Paulo (SP). O painel foi moderado por Alfried Plöger, presidente do Conselho da ABRASCA.

Mattar apresentou alguns dados para ilustrar como o atual governo recebeu o país no dia 1º de janeiro de 2019. Segundo ele, a carga tributária atingiu a porcentagem máxima do PIB e "gastamos mais horas com burocracias e complicações para pagar impostos", acrescentou.

O painel "Pequenas e médias empresas: medidas para facilitar o acesso ao mercado de capitais brasileiro" foi moderado por Ricardo Garcia, gerente de Operações da ABRASCA. Participaram do painel: Greg Kelly, CEO da EqSeed; Rafael Calábria, sócio da BMA Advogados; Gustavo Barreira, CEO da cervejaria LEUVEN; e Lucas Borges, membro do Conselho do Grupo Luxor. Durante o painel, foram discutidas oportunidades para se criar um mercado secundário de acesso para essas empresas e a visão dos investidores.

A palestra de encerramento foi conduzida por Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional, que abordou o tema: "Ações do governo para a retomada do mercado de capitais em prol do desenvolvimento do país".

"A reforma da previdência é essencial, pois sem ela não haverá equilíbrio fiscal", enfatizou. Além da importância da reforma da previdência, Mansueto destacou a relevância de uma reforma tributária e a inserção do país na economia internacional.

Guilherme Setubal, diretor-presidente do IBRI, e Alfried Plöger, presidente da ABRASCA, encerraram o evento.

O 21º Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais é patrocinado pelas empresas: B3 (Brasil, Bolsa, Balcão); blendON; BMA (Barbosa, Müssnich Aragão Advogados); BNY Mellon; Bradesco; Cescon, Barrieu, Flesch & Barreto Advogados; Datev; Deloitte; DFIN, Diligent; Fitch Ratings; Itaú Unibanco; MZ Group; Oliveira Trust; Petrobras; Refinitiv; S&P Global; TheMediaGroup; e jornal Valor Econômico.

Mais Informações: https://encontroderi.com.br

Assessoria de Comunicação do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)

www.ibri.com.br 

Digital Assessoria-Comunicação Integrada

Rodney Vergili / Jennifer Almeida / Cecília Fazzini / Rafael V. Pereira / Natália Martins

Fones (11) 5081-6064

+ 55 (11) 9 9123-5962

WhatsApp: (11) 9 7024-8393

rodney@digitalassessoria.com.br

FONTE IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)

SÃO PAULO, 27 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- "Precisamos de menos burocracia, menos complicações e uma sociedade mais livre", afirmou Salim Mattar, secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, durante palestra no 21º Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais, evento promovido pelo IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e pela ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas), no dia 27 de junho de 2019, no WTC Events Center, em São Paulo (SP). O painel foi moderado por Alfried Plöger, presidente do Conselho da ABRASCA.

Mattar apresentou alguns dados para ilustrar como o atual governo recebeu o país no dia 1º de janeiro de 2019. Segundo ele, a carga tributária atingiu a porcentagem máxima do PIB e "gastamos mais horas com burocracias e complicações para pagar impostos", acrescentou.

O painel "Pequenas e médias empresas: medidas para facilitar o acesso ao mercado de capitais brasileiro" foi moderado por Ricardo Garcia, gerente de Operações da ABRASCA. Participaram do painel: Greg Kelly, CEO da EqSeed; Rafael Calábria, sócio da BMA Advogados; Gustavo Barreira, CEO da cervejaria LEUVEN; e Lucas Borges, membro do Conselho do Grupo Luxor. Durante o painel, foram discutidas oportunidades para se criar um mercado secundário de acesso para essas empresas e a visão dos investidores.

A palestra de encerramento foi conduzida por Mansueto Almeida, secretário do Tesouro Nacional, que abordou o tema: "Ações do governo para a retomada do mercado de capitais em prol do desenvolvimento do país".

"A reforma da previdência é essencial, pois sem ela não haverá equilíbrio fiscal", enfatizou. Além da importância da reforma da previdência, Mansueto destacou a relevância de uma reforma tributária e a inserção do país na economia internacional.

Guilherme Setubal, diretor-presidente do IBRI, e Alfried Plöger, presidente da ABRASCA, encerraram o evento.

O 21º Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais é patrocinado pelas empresas: B3 (Brasil, Bolsa, Balcão); blendON; BMA (Barbosa, Müssnich Aragão Advogados); BNY Mellon; Bradesco; Cescon, Barrieu, Flesch & Barreto Advogados; Datev; Deloitte; DFIN, Diligent; Fitch Ratings; Itaú Unibanco; MZ Group; Oliveira Trust; Petrobras; Refinitiv; S&P Global; TheMediaGroup; e jornal Valor Econômico.

Mais Informações: https://encontroderi.com.br

Assessoria de Comunicação do IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)

www.ibri.com.br 

Digital Assessoria-Comunicação Integrada

Rodney Vergili / Jennifer Almeida / Cecília Fazzini / Rafael V. Pereira / Natália Martins

Fones (11) 5081-6064

+ 55 (11) 9 9123-5962

WhatsApp: (11) 9 7024-8393

rodney@digitalassessoria.com.br

FONTE IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores)