5G+XR: da imaginação à realidade

BARCELONA, Espanha, 2 de março de 2022 /PRNewswire/ -- Durante a sessão 5G: conectando os mundos virtual e real (Connecting Virtual and Reality) no MWC22 Barcelona, o diretor de marketing da Huawei Carrier BG, Philip Song, fez o discurso de abertura: "5G+XR: da imaginação à realidade." Durante o discurso, ele compartilhou percepções sobre o setor de realidade estendida (extended reality, XR) e revelou a "nova lei de Moore" do setor. Ele pediu às operadoras e parceiros do setor a adotar ações para aproveitar as oportunidades apresentadas pelo 5G+XR.

O potencial do setor de XR 

No evento, Song apresentou como a Huawei realizou reuniões anuais viabilizadas por RV e utiliza RA para ajudar na entrega da estação base 5G. Dados da Huawei e de terceiros mostram que o mercado de XR gerará US$ 1,5 trilhões em PIB até 2030, o que equivale aproximadamente ao mercado 5G atual.

Comparando o progresso do setor de XR com o desenvolvimento da indústria de smartphones, Song disse que muitos fornecedores estão agora oferecendo dispositivos com capacidade de XR por menos de US$ 300, tornando a tecnologia mais acessível, ao mesmo tempo em que ainda oferece experiências de usuário de última geração. As ferramentas de desenvolvimento de XR estão sendo cada vez mais adotadas. O novo padrão OPEN XR agora é suportado por quase todas as principais empresas de hardware, plataforma e motores, possibilitando a implementação de múltiplas plataformas sem várias rodadas de desenvolvimento.

O que é mais notável é que várias operadoras pioneiras globais de XR fizeram avanços comerciais nos últimos anos. Operadoras em países como Coreia do Sul, Tailândia e China lideraram a implantação de serviços de VR/AR e obtiveram retornos significativos por meio de três etapas: seleção de setores, definição de modelos de negócios e desenvolvimento de capacidades. Uma operadora disse: "Se a XR foi lançada com três meses de atraso, pode demorar três anos para se recuperar".

Huawei revela uma nova lei de Moore para o setor de XR 

No evento, a Huawei revelou uma "nova Lei de Moore" para o setor de XR para orientar a expansão da capacidade das operadoras e parceiros do setor.

As demandas de tráfego por conteúdo de XR popular duplicam a cada 18 a 24 meses. Nos próximos dois a quatro anos, o conteúdo de taxa de quadros alta de 12K ou até 24K de XR se tornará mais comum. Esse tipo de conteúdo premium irá consumir banda larga e recursos em nuvem em um ritmo exponencial.

Os recursos de serviço em nuvem também dobram a cada 18 a 24 meses para reduzir significativamente os custos de produção de conteúdo XR. O serviço Cloud XR da Huawei é um excelente exemplo de como esse tipo de expansão pode ser alcançado. Por meio do Cloud XR, a Huawei disponibilizou múltiplos recursos baseados em nuvens como mapeamento 3D em larga escala, computação espacial adaptável a todos os cenários e renderização humana digital com modelos de cabelo precisos que permitem até 100 mil fios de cabelo.

Esta nova lei de Moore foi projetada para orientar a inovação no  setor de XR e construir uma base para o desenvolvimento de XR. A própria Huawei tem seguido essa diretriz. Em termos de dispositivos com capacidade de XR, a Huawei lançou sua nova geração inovadora AR-HUD, expandindo as aplicações XR. Em termos de transmissão de dados XR, a Huawei apresentou soluções inovadoras como a 5G Massive MIMO e FTTR. A empresa se comprometeu publicamente a apoiar um "Gigaverse" que oferece acesso gigabit onipresente para dar suporte a experiências XR a qualquer hora, em qualquer lugar. A Huawei também lançou sua solução "Cloud-network Express" para ajudar os parceiros do setor de XR a acessar rapidamente várias nuvens e usar recursos de desenvolvimento e renderização baseados em nuvem.

Ao concluir sua apresentação, Song pediu aos parceiros do setor a trabalharem em conjunto com a "nova lei de Moore" e aproveitarem essa grande oportunidade de desenvolvimento para o setor de XR, dizendo: "Vamos agir agora para vencer o futuro."

O MWC Barcelona de 2022 será realizado de 28 de fevereiro a 3 de março em Barcelona, na Espanha. A Huawei apresentará seus produtos e soluções no estande 1H50 na Fira Gran Via Corredor 1. Para mais informações, acesse: https://carrier.huawei.com/cn/events/mwc2022.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1757319/Philip_Song_delivering_a_keynote_speech.jpg

 

FONTE Huawei

BARCELONA, Espanha, 2 de março de 2022 /PRNewswire/ -- Durante a sessão 5G: conectando os mundos virtual e real (Connecting Virtual and Reality) no MWC22 Barcelona, o diretor de marketing da Huawei Carrier BG, Philip Song, fez o discurso de abertura: "5G+XR: da imaginação à realidade." Durante o discurso, ele compartilhou percepções sobre o setor de realidade estendida (extended reality, XR) e revelou a "nova lei de Moore" do setor. Ele pediu às operadoras e parceiros do setor a adotar ações para aproveitar as oportunidades apresentadas pelo 5G+XR.

O potencial do setor de XR 

No evento, Song apresentou como a Huawei realizou reuniões anuais viabilizadas por RV e utiliza RA para ajudar na entrega da estação base 5G. Dados da Huawei e de terceiros mostram que o mercado de XR gerará US$ 1,5 trilhões em PIB até 2030, o que equivale aproximadamente ao mercado 5G atual.

Comparando o progresso do setor de XR com o desenvolvimento da indústria de smartphones, Song disse que muitos fornecedores estão agora oferecendo dispositivos com capacidade de XR por menos de US$ 300, tornando a tecnologia mais acessível, ao mesmo tempo em que ainda oferece experiências de usuário de última geração. As ferramentas de desenvolvimento de XR estão sendo cada vez mais adotadas. O novo padrão OPEN XR agora é suportado por quase todas as principais empresas de hardware, plataforma e motores, possibilitando a implementação de múltiplas plataformas sem várias rodadas de desenvolvimento.

O que é mais notável é que várias operadoras pioneiras globais de XR fizeram avanços comerciais nos últimos anos. Operadoras em países como Coreia do Sul, Tailândia e China lideraram a implantação de serviços de VR/AR e obtiveram retornos significativos por meio de três etapas: seleção de setores, definição de modelos de negócios e desenvolvimento de capacidades. Uma operadora disse: "Se a XR foi lançada com três meses de atraso, pode demorar três anos para se recuperar".

Huawei revela uma nova lei de Moore para o setor de XR 

No evento, a Huawei revelou uma "nova Lei de Moore" para o setor de XR para orientar a expansão da capacidade das operadoras e parceiros do setor.

As demandas de tráfego por conteúdo de XR popular duplicam a cada 18 a 24 meses. Nos próximos dois a quatro anos, o conteúdo de taxa de quadros alta de 12K ou até 24K de XR se tornará mais comum. Esse tipo de conteúdo premium irá consumir banda larga e recursos em nuvem em um ritmo exponencial.

Os recursos de serviço em nuvem também dobram a cada 18 a 24 meses para reduzir significativamente os custos de produção de conteúdo XR. O serviço Cloud XR da Huawei é um excelente exemplo de como esse tipo de expansão pode ser alcançado. Por meio do Cloud XR, a Huawei disponibilizou múltiplos recursos baseados em nuvens como mapeamento 3D em larga escala, computação espacial adaptável a todos os cenários e renderização humana digital com modelos de cabelo precisos que permitem até 100 mil fios de cabelo.

Esta nova lei de Moore foi projetada para orientar a inovação no  setor de XR e construir uma base para o desenvolvimento de XR. A própria Huawei tem seguido essa diretriz. Em termos de dispositivos com capacidade de XR, a Huawei lançou sua nova geração inovadora AR-HUD, expandindo as aplicações XR. Em termos de transmissão de dados XR, a Huawei apresentou soluções inovadoras como a 5G Massive MIMO e FTTR. A empresa se comprometeu publicamente a apoiar um "Gigaverse" que oferece acesso gigabit onipresente para dar suporte a experiências XR a qualquer hora, em qualquer lugar. A Huawei também lançou sua solução "Cloud-network Express" para ajudar os parceiros do setor de XR a acessar rapidamente várias nuvens e usar recursos de desenvolvimento e renderização baseados em nuvem.

Ao concluir sua apresentação, Song pediu aos parceiros do setor a trabalharem em conjunto com a "nova lei de Moore" e aproveitarem essa grande oportunidade de desenvolvimento para o setor de XR, dizendo: "Vamos agir agora para vencer o futuro."

O MWC Barcelona de 2022 será realizado de 28 de fevereiro a 3 de março em Barcelona, na Espanha. A Huawei apresentará seus produtos e soluções no estande 1H50 na Fira Gran Via Corredor 1. Para mais informações, acesse: https://carrier.huawei.com/cn/events/mwc2022.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1757319/Philip_Song_delivering_a_keynote_speech.jpg

 

FONTE Huawei

Você acabou de ler:

5G+XR: da imaginação à realidade

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/5gxr-da-imaginacao-a-realidade/