7º Fórum LIDE de Energia & Infraestrutura destaca oportunidades de investimentos no país

SÃO PAULO, 14 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- Com a presença de autoridades e empresários, aconteceu na manhã de hoje (14) o 7º FÓRUM LIDE DE ENERGIA & INFRAESTRUTURA, no hotel Palácio Tangará, em São Paulo. O evento organizado pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais destacou oportunidades de investimento no segmento, além das principais tendências do mercado por meio de quatro painéis temáticos: "Infraestrutura e Logística"; "Energia", "Privatizações" e "Óleo e Gás".

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/903339/LIDE_Credito_Fred_Uehara.jpg 

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, afirmou durante o Fórum que a indústria do petróleo vive um momento de transformação no Brasil e no mundo, o qual culminará em resultados impactantes. "Tivemos monopólio de 60 anos da Petrobras e agora a companhia passa por um reposicionamento importante, pois cria novas responsabilidades para o governo", disse. Segundo o especialista, o Brasil tem potencial para produzir 7 milhões de barris em 2030.  

Antonio Bastos, CEO da Omega Geração, explicou que o setor de energia renovável tem crescido consideravelmente no Brasil. "O preço é muito competitivo", disse. Julio Fontana Neto, presidente do Comitê Operacional e membro do Conselho de Administração da Rumo, também participou dos debates. Segundo o executivo, a companhia avaliará participação em leilões das concessões da Ferrogrão e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Já Fabiano Lorenzi, diretor da VLI Logística, levantou o tema da segurança jurídica, que, segundo ele, é fundamental para o segmento. "Precisamos de segurança jurídica em relação à renovação das concessões."

Natália Marcassa, secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias do Ministério da Infraestrutura, destacou os principais investimentos da pasta e chamou a atenção para o modal portuário. "Temos três leilões previstos para agosto. Queremos avançar nas concessões de portos." Para o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros, é preciso estimular a geração termoelétrica no país. "O ministro [Bento Albuquerque] lançará a estrutura do novo mercado de gás, estabelecendo condições e conciliando regulações locais e federal. Nossa expectativa é de 13 gigawatts de geração de gás natural para os próximos dez anos", afirmou. 

Também participaram do evento o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia; o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido; o presidente da InvestSP, Wilson Mello; e o secretário executivo de E&P do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), Antônio Guimarães. No último painel do Fórum, Luiz Fernando Furlan, chairman do LIDE, reforçou a importância do segmento de energia e infraestrutura para o desenvolvimento do país.

O evento teve o patrocínio de CSN, RUMO e VLI LOGÍSTICA e participação da OMEGA ENERGIA e da SICES BRASIL, além de apoio de ECOGEN, GLP e PAMCARY. Colaboração: PINHEIRO NETO, PROMON, SETCESP e SPLICE BRASIL. ECCAPLAN, FORMAG´S, GRUPO GODOY, RCE DIGITAL, TALENT MARCEL, MOVE TO GO, PROGRAMASSOM, RCE DIGITAL, TALENT MARCEL e TRACK foram fornecedores oficiais. BAND NEWS FM, PR NEWSWIRE, RÁDIO BAND AM, RÁDIO JOVEM PAN, REVISTA LIDE e TV LIDE foram mídia partners.

Contato: Cintia Esteves - Tel: 11 3039-6066 - cintiaesteves@grupodoria.com.br

FONTE LIDE

SÃO PAULO, 14 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- Com a presença de autoridades e empresários, aconteceu na manhã de hoje (14) o 7º FÓRUM LIDE DE ENERGIA & INFRAESTRUTURA, no hotel Palácio Tangará, em São Paulo. O evento organizado pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais destacou oportunidades de investimento no segmento, além das principais tendências do mercado por meio de quatro painéis temáticos: "Infraestrutura e Logística"; "Energia", "Privatizações" e "Óleo e Gás".

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/903339/LIDE_Credito_Fred_Uehara.jpg 

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, afirmou durante o Fórum que a indústria do petróleo vive um momento de transformação no Brasil e no mundo, o qual culminará em resultados impactantes. "Tivemos monopólio de 60 anos da Petrobras e agora a companhia passa por um reposicionamento importante, pois cria novas responsabilidades para o governo", disse. Segundo o especialista, o Brasil tem potencial para produzir 7 milhões de barris em 2030.  

Antonio Bastos, CEO da Omega Geração, explicou que o setor de energia renovável tem crescido consideravelmente no Brasil. "O preço é muito competitivo", disse. Julio Fontana Neto, presidente do Comitê Operacional e membro do Conselho de Administração da Rumo, também participou dos debates. Segundo o executivo, a companhia avaliará participação em leilões das concessões da Ferrogrão e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Já Fabiano Lorenzi, diretor da VLI Logística, levantou o tema da segurança jurídica, que, segundo ele, é fundamental para o segmento. "Precisamos de segurança jurídica em relação à renovação das concessões."

Natália Marcassa, secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias do Ministério da Infraestrutura, destacou os principais investimentos da pasta e chamou a atenção para o modal portuário. "Temos três leilões previstos para agosto. Queremos avançar nas concessões de portos." Para o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros, é preciso estimular a geração termoelétrica no país. "O ministro [Bento Albuquerque] lançará a estrutura do novo mercado de gás, estabelecendo condições e conciliando regulações locais e federal. Nossa expectativa é de 13 gigawatts de geração de gás natural para os próximos dez anos", afirmou. 

Também participaram do evento o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia; o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido; o presidente da InvestSP, Wilson Mello; e o secretário executivo de E&P do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), Antônio Guimarães. No último painel do Fórum, Luiz Fernando Furlan, chairman do LIDE, reforçou a importância do segmento de energia e infraestrutura para o desenvolvimento do país.

O evento teve o patrocínio de CSN, RUMO e VLI LOGÍSTICA e participação da OMEGA ENERGIA e da SICES BRASIL, além de apoio de ECOGEN, GLP e PAMCARY. Colaboração: PINHEIRO NETO, PROMON, SETCESP e SPLICE BRASIL. ECCAPLAN, FORMAG´S, GRUPO GODOY, RCE DIGITAL, TALENT MARCEL, MOVE TO GO, PROGRAMASSOM, RCE DIGITAL, TALENT MARCEL e TRACK foram fornecedores oficiais. BAND NEWS FM, PR NEWSWIRE, RÁDIO BAND AM, RÁDIO JOVEM PAN, REVISTA LIDE e TV LIDE foram mídia partners.

Contato: Cintia Esteves - Tel: 11 3039-6066 - cintiaesteves@grupodoria.com.br

FONTE LIDE