A Biophytis inscreve o primeiro paciente no Brasil no COVA, um Estudo Clínico Multinacional, Fase 2/3 com Sarconeos (BIO101) para o tratamento da COVID-19 relacionada com Insuficiência Respiratória

O primeiro paciente recebeu a dose no Hospital e Maternidade Celso Pierro - PUCCAMP em Campinas 

Dez centros estão fazendo o recrutamento de pacientes na Europa e Américas 

PARIS e CAMBRIDGE, Massachusetts, 26 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- Biophytis SA (Euronext Growth Paris: ALBPS), a companhia de biotecnologia para a fase clínica especializada no desenvolvimento de drogas candidatas para o tratamento de patologias associadas ao envelhecimento, incluindo  doenças neuromusculares, anuncia hoje que o primeiro paciente no Brasil recebeu uma dose, no Hospital e Maternidade Celso Pierro - PUCCAMP em Campinas do COVA, do medicamento desse Estudo Clínico Multinacional, Fase 2/3 com Sarconeos (BIO101) para o tratamento da COVID-19 relacionada com Insuficiência Respiratória. O estudo multinacional está progredindo com dez centros abertos para o recrutamento de pacientes na Bélgica, França, Brasil e nos Estados Unidos.

Dra. Ludhmila Abrahão Hajjar, PhD, Professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, (InCor HCFMUSP, São Paulo, Brasil) e Investigadora Principal do COVA no Brasil, disse: "Temos atualmente uma necessidade urgente por opções melhores de tratamento para ajudar os pacientes com COVID-19, e particularmente aqueles em categorias vulneráveis que sofrem maior risco de complicações respiratórias graves. Tendo o primeiro paciente recebido a dose de BIO101 aqui no Brasil, esperamos que a nossa pesquisa clínica ajudará a encontrar um tratamento urgente necessário que possa melhorar o tratamento de pacientes vulneráveis à COVID-19 globalmente."

O programa clínico COVA (clinicaltrials.gov identifier NCT04472728) é um estudo na Fase 2/3, randomizado, duplo cego, controlado por placebo, adaptativo e de grupo sequencial para a avaliação de Sarconeos (BIO101) em pacientes com idade de 45 anos ou mais, infectados com SARS-CoV-2. Desenhado para avaliar a eficácia e a segurança do Sarconeos (BIO101) como um tratamento para a prevenção de futura deterioração em pacientes com COVID-19 associada com insuficiência respiratória. O objetivo é evitar que cheguem ao nível de necessidade de internação na Unidade de terapia intensiva (UTI) onde precisaria de ventilação.

Este estudo clínico multinacional central está sendo conduzido em duas partes; a primeira parte do estudo avaliará a segurança do tratamento e fornecerá uma indicação da atividade do Sarconeos (BIO101) em 50 pacientes hospitalizados com COVID-19 que sofrem de insuficiência respiratória aguda. 

A segunda parte do estudo investigará a eficácia do Sarconeos (BIO101) na função respiratória de mais 260 pacientes com COVID-19.

O desfecho primário do estudo COVA é a proporção de mortalidade de todas as causas e deterioração respiratória em um período de 28 dias.

Os desfechos secundários incluem registros de melhoria, piora e alta hospitalar, escalas funcionais e biomarcadores associados com o mecanismo de ação do Sarconeos (BIO101) e inflamação.

Stanislas Veillet, CEO da Biophytis declarou : "Estamos muito satisfeitos de ter dado a primeira dose ao primeiro paciente do Brasil, um país particularmente afetado pela pandemia. Biophytis é uma das poucas companhias europeias de biotecnologia com acesso à uma grande rede de centros clínicos nas Américas, especialmente na América Latina, onde recentemente foi reativado o nosso escritório brasileiro. Este marco destaca o excelente progresso que estamos fazendo na avaliação do BIO101 como uma opção de tratamento diferenciado e melhorado  para manifestações respiratórias graves relacionadas com a COVID-19."

Sobre a BIOPHYTIS 

Biophytis S.A. é uma companhia de biotecnologia para uso clínico especializada no desenvolvimento de drogas candidatas para desacelerar os processos degenerativos e melhorar as capacidades funcionais em pacientes com patologias relacionadas ao envelhecimento, incluindo doenças neuromusculares.

Sarconeos (BIO101), a nossa droga candidata na liderança, é uma pequena molécula, administrada oralmente, atualmente na Fase clínica 2b para sarcopenia (SARA-INT) nos Estados Unidos e Europa. Uma formulação pediátrica de Sarconeos (BIO101) está sendo desenvolvida para a Distrofia Muscular de Duchenne (DMD). A companhia planeja iniciar o seu desenvolvimento clínico (MYODA) no segundo semestre de 2020.

Sarconeos (BIO101) está sendo desenvolvido também como um tratamento para a COVID-19 associada com insuficiência respiratória no estudo clínico na Fase 2/3 (COVA) nos Estados Unidos, Europa e América Latina.

As sedes da companhia estão em Paris, França e Cambridge, Massachusetts. As ações ordinárias da companhia estão listadas no mercado Euronext Growth Paris (Ticker: ALBPS -ISIN: FR0012816825). Para mais informações, acesse: www.biophytis.com 

Aviso legal 

Esta divulgação de imprensa contém declarações prospectivas. Enquanto a Companhia considera as suas projeções com base em assunções razoáveis, estas declarações prospectivas podem ser questionadas por uma série de riscos e incertezas, de modo que os resultados reais podem diferir materialmente daqueles antecipados nessas declarações prospectivas. Para uma descrição dos riscos e incertezas suscetíveis de afetar os resultados, a posição financeira da BIOPHYTIS, o desempenho ou as realizações e, dessa forma, alterar as declarações prospectivas, consulte a seção "Fatores de Risco" do Relatório Anual da Companhia de 2019 disponível no site da BIOPHYTIS (www.biophytis.com).

Esta divulgação de imprensa e as informações contidas não constituem uma proposta de venda ou subscrição, nem a solicitação de aquisição ou ordem de subscrição das ações da BIOPHYTIS em nenhum país. Os elementos contidos nessa comunicação podem conter informações prospectivas que implicam em riscos e incertezas. As conquistas reais da Companhia podem diferir materialmente daquelas antecipadas nestas informações devido aos fatores de risco e incerteza. Esta divulgação de imprensa foi escrita em francês e inglês, se houver diferenças entre os textos, a versão francesa prevalecerá.

Contato da Biophytis de Relações com o Investidor

Evelyne Nguyen, CFO

evelyne.nguyen@biophytis.com

Contato de Mídias

Citigate Dewe Rogerson

Sylvie Berrebi/ Nathaniel Dahan/ David Dible / Quentin Dussart

biophytis@citigatedewerogerson.com

Tel: +44 (0) 20 7638 9571 / +33 (0)1 55 30 70 91

FONTE Biophytis

O primeiro paciente recebeu a dose no Hospital e Maternidade Celso Pierro - PUCCAMP em Campinas 

Dez centros estão fazendo o recrutamento de pacientes na Europa e Américas 

PARIS e CAMBRIDGE, Massachusetts, 26 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- Biophytis SA (Euronext Growth Paris: ALBPS), a companhia de biotecnologia para a fase clínica especializada no desenvolvimento de drogas candidatas para o tratamento de patologias associadas ao envelhecimento, incluindo  doenças neuromusculares, anuncia hoje que o primeiro paciente no Brasil recebeu uma dose, no Hospital e Maternidade Celso Pierro - PUCCAMP em Campinas do COVA, do medicamento desse Estudo Clínico Multinacional, Fase 2/3 com Sarconeos (BIO101) para o tratamento da COVID-19 relacionada com Insuficiência Respiratória. O estudo multinacional está progredindo com dez centros abertos para o recrutamento de pacientes na Bélgica, França, Brasil e nos Estados Unidos.

Dra. Ludhmila Abrahão Hajjar, PhD, Professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, (InCor HCFMUSP, São Paulo, Brasil) e Investigadora Principal do COVA no Brasil, disse: "Temos atualmente uma necessidade urgente por opções melhores de tratamento para ajudar os pacientes com COVID-19, e particularmente aqueles em categorias vulneráveis que sofrem maior risco de complicações respiratórias graves. Tendo o primeiro paciente recebido a dose de BIO101 aqui no Brasil, esperamos que a nossa pesquisa clínica ajudará a encontrar um tratamento urgente necessário que possa melhorar o tratamento de pacientes vulneráveis à COVID-19 globalmente."

O programa clínico COVA (clinicaltrials.gov identifier NCT04472728) é um estudo na Fase 2/3, randomizado, duplo cego, controlado por placebo, adaptativo e de grupo sequencial para a avaliação de Sarconeos (BIO101) em pacientes com idade de 45 anos ou mais, infectados com SARS-CoV-2. Desenhado para avaliar a eficácia e a segurança do Sarconeos (BIO101) como um tratamento para a prevenção de futura deterioração em pacientes com COVID-19 associada com insuficiência respiratória. O objetivo é evitar que cheguem ao nível de necessidade de internação na Unidade de terapia intensiva (UTI) onde precisaria de ventilação.

Este estudo clínico multinacional central está sendo conduzido em duas partes; a primeira parte do estudo avaliará a segurança do tratamento e fornecerá uma indicação da atividade do Sarconeos (BIO101) em 50 pacientes hospitalizados com COVID-19 que sofrem de insuficiência respiratória aguda. 

A segunda parte do estudo investigará a eficácia do Sarconeos (BIO101) na função respiratória de mais 260 pacientes com COVID-19.

O desfecho primário do estudo COVA é a proporção de mortalidade de todas as causas e deterioração respiratória em um período de 28 dias.

Os desfechos secundários incluem registros de melhoria, piora e alta hospitalar, escalas funcionais e biomarcadores associados com o mecanismo de ação do Sarconeos (BIO101) e inflamação.

Stanislas Veillet, CEO da Biophytis declarou : "Estamos muito satisfeitos de ter dado a primeira dose ao primeiro paciente do Brasil, um país particularmente afetado pela pandemia. Biophytis é uma das poucas companhias europeias de biotecnologia com acesso à uma grande rede de centros clínicos nas Américas, especialmente na América Latina, onde recentemente foi reativado o nosso escritório brasileiro. Este marco destaca o excelente progresso que estamos fazendo na avaliação do BIO101 como uma opção de tratamento diferenciado e melhorado  para manifestações respiratórias graves relacionadas com a COVID-19."

Sobre a BIOPHYTIS 

Biophytis S.A. é uma companhia de biotecnologia para uso clínico especializada no desenvolvimento de drogas candidatas para desacelerar os processos degenerativos e melhorar as capacidades funcionais em pacientes com patologias relacionadas ao envelhecimento, incluindo doenças neuromusculares.

Sarconeos (BIO101), a nossa droga candidata na liderança, é uma pequena molécula, administrada oralmente, atualmente na Fase clínica 2b para sarcopenia (SARA-INT) nos Estados Unidos e Europa. Uma formulação pediátrica de Sarconeos (BIO101) está sendo desenvolvida para a Distrofia Muscular de Duchenne (DMD). A companhia planeja iniciar o seu desenvolvimento clínico (MYODA) no segundo semestre de 2020.

Sarconeos (BIO101) está sendo desenvolvido também como um tratamento para a COVID-19 associada com insuficiência respiratória no estudo clínico na Fase 2/3 (COVA) nos Estados Unidos, Europa e América Latina.

As sedes da companhia estão em Paris, França e Cambridge, Massachusetts. As ações ordinárias da companhia estão listadas no mercado Euronext Growth Paris (Ticker: ALBPS -ISIN: FR0012816825). Para mais informações, acesse: www.biophytis.com 

Aviso legal 

Esta divulgação de imprensa contém declarações prospectivas. Enquanto a Companhia considera as suas projeções com base em assunções razoáveis, estas declarações prospectivas podem ser questionadas por uma série de riscos e incertezas, de modo que os resultados reais podem diferir materialmente daqueles antecipados nessas declarações prospectivas. Para uma descrição dos riscos e incertezas suscetíveis de afetar os resultados, a posição financeira da BIOPHYTIS, o desempenho ou as realizações e, dessa forma, alterar as declarações prospectivas, consulte a seção "Fatores de Risco" do Relatório Anual da Companhia de 2019 disponível no site da BIOPHYTIS (www.biophytis.com).

Esta divulgação de imprensa e as informações contidas não constituem uma proposta de venda ou subscrição, nem a solicitação de aquisição ou ordem de subscrição das ações da BIOPHYTIS em nenhum país. Os elementos contidos nessa comunicação podem conter informações prospectivas que implicam em riscos e incertezas. As conquistas reais da Companhia podem diferir materialmente daquelas antecipadas nestas informações devido aos fatores de risco e incerteza. Esta divulgação de imprensa foi escrita em francês e inglês, se houver diferenças entre os textos, a versão francesa prevalecerá.

Contato da Biophytis de Relações com o Investidor

Evelyne Nguyen, CFO

evelyne.nguyen@biophytis.com

Contato de Mídias

Citigate Dewe Rogerson

Sylvie Berrebi/ Nathaniel Dahan/ David Dible / Quentin Dussart

biophytis@citigatedewerogerson.com

Tel: +44 (0) 20 7638 9571 / +33 (0)1 55 30 70 91

FONTE Biophytis

Você acabou de ler:

A Biophytis inscreve o primeiro paciente no Brasil no COVA, um Estudo Clínico Multinacional, Fase 2/3 com Sarconeos (BIO101) para o tratamento da COVID-19 relacionada com Insuficiência Respiratória

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/a-biophytis-inscreve-o-primeiro-paciente-no-brasil-no-cova-um-estudo-clinico-multinacional-fase-2-3-com-sarconeos-bio101-para-o-tratamento-da-covid-19-relacionada-com-insuficiencia-respiratoria/