A GGI-OSOWOG, primeira rede de painéis solares transnacionais do mundo, é lançada em Glasgow

O programa liderado pela Índia e Reino Unido procura conectar 140 países à energia ecológica e renovável 24 horas por dia

GLASGOW, Escócia, 3 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A Aliança Solar Internacional (ISA), a Presidência da ISA da Índia e a Presidência da COP do Reino Unido divulgaram hoje planos para a primeira rede transnacional de sistemas de energia solar, denominada Green Grids Initiative – One Sun One World One Grid (GGI-OSOWOG), na COP26 em Glasgow.

O anúncio foi acompanhado pela declaração One Sun, endossada por 80 países membros da ISA, que afirmava que "A concretização da visão One Sun One World One Grid por meio de sistemas ecológicos interconectados pode ser transformadora, possibilitando a todos nós o cumprimento das metas do Acordo de Paris de prevenção de alterações climáticas nocivas, a aceleração da transição para energias limpas e a realização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável. Todos esses esforços podem estimular investimentos mais ecológicos e criar milhões de bons empregos. Com o compartilhamento da energia solar, podemos ajudar a construir um mundo mais pacífico e próspero".

O projeto, liderado pelos governos da Índia e do Reino Unido, e implementado pela ISA, em parceria com o World Bank Group, visa aproveitar a energia solar em qualquer lugar onde o sol brilhe e garantir que a eletricidade gerada flua para as áreas mais necessitadas. A GGI-OSOWOG reunirá uma coalizão global de governos nacionais, organizações financeiras e técnicas internacionais, legisladores, operadoras de sistemas de energia e líderes mundiais para acelerar a construção da nova infraestrutura necessária para criar um mundo movido por energia limpa. Ao fazer isso, o projeto tem como objetivo reduzir a dependência de energia não renovável, como o carvão, pois possibilita a aquisição de energia solar de outros países a preços acessíveis.

Como principal agência que lidera e executa o projeto, a ISA tem como objetivo ajudar a mobilizar USD 1 trilhão de financiamento até 2030 para que os países em desenvolvimento possam expandir suas redes de energia solar para atender às necessidades de acesso à energia, segurança energética e transição de energia. A iniciativa é amplamente vista como um grande e ousado passo adiante na jornada de transição solar da ISA e contribuirá de alguma forma para a realização de sua visão para o futuro da energia solar.

Falando no evento de hoje, o Sr. Narendra Modi, primeiro ministro da Índia, disse: "One Sun, One World & One Grid não apenas reduzirá as necessidades de armazenamento, mas também aumentará a viabilidade dos projetos solares. Graças a essa iniciativa criativa, será possível não apenas reduzir as pegadas de carbono e o custo de energia, mas também abrir um novo caminho para a cooperação entre vários países e regiões.

"A iniciativa One Sun One World One Grid and Green Grids é uma ideia que chegou em boa hora. Se o mundo tiver que mudar para ter um futuro limpo e sustentável, as redes transnacionais interconectadas serão uma solução fundamental. Parabenizo a Aliança Solar Internacional e a Presidência da COP do Reino Unido por tê-la aproximado mais da implementação".

O evento também contou com o discurso do Primeiro Ministro Boris Johnson, do Reino Unido, que disse: "Queremos que essas invenções e avanços obtenham recursos financeiros e o apoio necessário para garantir que sejam divulgados em todo o mundo".

O Presidente Biden apoiou a iniciativa GGI-OSOWOG no discurso que proferiu no evento de lançamento: "Temos de ampliar as tecnologias limpas já disponíveis comercialmente e de custo competitivo, como as energias eólica e solar".

Após o anúncio, o diretor geral da ISA, o Dr. Ajay Mathur, observou: "Esaa rede tem o potencial de ser uma maravilha da engenharia moderna e um catalisador para atenuar efetivamente as mudanças climáticas na próxima década. A declaração One Sun é o multilateralismo em ação, reunindo líderes do mundo para impulsionar mudanças de impacto sustentável para o planeta ficar mais limpo e uma economia mais sustentável.

"Graças ao poder da energia solar, de outras energias renováveis e de nossos esforços coletivos, acreditamos que podemos construir e alcançar uma recuperação sustentável, fazendo a transição dos combustíveis fósseis para a energia solar no futuro e oferecendo eletricidade renovável a preços acessíveis aos mercados historicamente mal atendidos".

De acordo com os planos que estão sendo divulgados hoje, a ISA pretende criar uma rede de sistemas ecológicos interconectados nos próximos anos. Na primeira fase, o projeto promoverá a interconectividade em todo o Oriente Médio, Sul da Ásia e Sudeste Asiático. A segunda fase terá como foco as centrais elétricas da África, e a terceira impulsionará as interconexões das redes sustentáveis globais.

O conceito de rede global foi anunciado pela primeira vez pelo Primeiro Ministro da Índia, Narendra Modi, em outubro de 2018, na primeira assembléia da ISA. Em maio de 2021, o Reino Unido prometeu apoio técnico, financeiro e de pesquisa para o projeto OSOWOG.

Sobre a Aliança Solar internacional 

A Aliança Solar Internacional (ISA), foi lançada na COP21 em Paris e recentemente expandiu o escopo de seus membros para incluir todos os estados membros da ONU. Conta com 90 signatários e 193 membros em perspectiva. A ISA dispõe de uma plataforma exclusiva de cooperação, por meio da qual a comunidade global, incluindo governos, organizações bilaterais e multilaterais, empresas, setores e outras partes interessadas podem contribuir para alcançar o objetivo comum de aumentar o uso e a qualidade da energia solar para atender às necessidades energéticas dos possíveis países membros da ISA de forma segura, conveniente, acessível, justa e sustentável.

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1677050/ISA_Logo.jpg

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1677051/OSOWOG_Logo.jpg

 

FONTE International Solar Alliance

O programa liderado pela Índia e Reino Unido procura conectar 140 países à energia ecológica e renovável 24 horas por dia

GLASGOW, Escócia, 3 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A Aliança Solar Internacional (ISA), a Presidência da ISA da Índia e a Presidência da COP do Reino Unido divulgaram hoje planos para a primeira rede transnacional de sistemas de energia solar, denominada Green Grids Initiative – One Sun One World One Grid (GGI-OSOWOG), na COP26 em Glasgow.

O anúncio foi acompanhado pela declaração One Sun, endossada por 80 países membros da ISA, que afirmava que "A concretização da visão One Sun One World One Grid por meio de sistemas ecológicos interconectados pode ser transformadora, possibilitando a todos nós o cumprimento das metas do Acordo de Paris de prevenção de alterações climáticas nocivas, a aceleração da transição para energias limpas e a realização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável. Todos esses esforços podem estimular investimentos mais ecológicos e criar milhões de bons empregos. Com o compartilhamento da energia solar, podemos ajudar a construir um mundo mais pacífico e próspero".

O projeto, liderado pelos governos da Índia e do Reino Unido, e implementado pela ISA, em parceria com o World Bank Group, visa aproveitar a energia solar em qualquer lugar onde o sol brilhe e garantir que a eletricidade gerada flua para as áreas mais necessitadas. A GGI-OSOWOG reunirá uma coalizão global de governos nacionais, organizações financeiras e técnicas internacionais, legisladores, operadoras de sistemas de energia e líderes mundiais para acelerar a construção da nova infraestrutura necessária para criar um mundo movido por energia limpa. Ao fazer isso, o projeto tem como objetivo reduzir a dependência de energia não renovável, como o carvão, pois possibilita a aquisição de energia solar de outros países a preços acessíveis.

Como principal agência que lidera e executa o projeto, a ISA tem como objetivo ajudar a mobilizar USD 1 trilhão de financiamento até 2030 para que os países em desenvolvimento possam expandir suas redes de energia solar para atender às necessidades de acesso à energia, segurança energética e transição de energia. A iniciativa é amplamente vista como um grande e ousado passo adiante na jornada de transição solar da ISA e contribuirá de alguma forma para a realização de sua visão para o futuro da energia solar.

Falando no evento de hoje, o Sr. Narendra Modi, primeiro ministro da Índia, disse: "One Sun, One World & One Grid não apenas reduzirá as necessidades de armazenamento, mas também aumentará a viabilidade dos projetos solares. Graças a essa iniciativa criativa, será possível não apenas reduzir as pegadas de carbono e o custo de energia, mas também abrir um novo caminho para a cooperação entre vários países e regiões.

"A iniciativa One Sun One World One Grid and Green Grids é uma ideia que chegou em boa hora. Se o mundo tiver que mudar para ter um futuro limpo e sustentável, as redes transnacionais interconectadas serão uma solução fundamental. Parabenizo a Aliança Solar Internacional e a Presidência da COP do Reino Unido por tê-la aproximado mais da implementação".

O evento também contou com o discurso do Primeiro Ministro Boris Johnson, do Reino Unido, que disse: "Queremos que essas invenções e avanços obtenham recursos financeiros e o apoio necessário para garantir que sejam divulgados em todo o mundo".

O Presidente Biden apoiou a iniciativa GGI-OSOWOG no discurso que proferiu no evento de lançamento: "Temos de ampliar as tecnologias limpas já disponíveis comercialmente e de custo competitivo, como as energias eólica e solar".

Após o anúncio, o diretor geral da ISA, o Dr. Ajay Mathur, observou: "Esaa rede tem o potencial de ser uma maravilha da engenharia moderna e um catalisador para atenuar efetivamente as mudanças climáticas na próxima década. A declaração One Sun é o multilateralismo em ação, reunindo líderes do mundo para impulsionar mudanças de impacto sustentável para o planeta ficar mais limpo e uma economia mais sustentável.

"Graças ao poder da energia solar, de outras energias renováveis e de nossos esforços coletivos, acreditamos que podemos construir e alcançar uma recuperação sustentável, fazendo a transição dos combustíveis fósseis para a energia solar no futuro e oferecendo eletricidade renovável a preços acessíveis aos mercados historicamente mal atendidos".

De acordo com os planos que estão sendo divulgados hoje, a ISA pretende criar uma rede de sistemas ecológicos interconectados nos próximos anos. Na primeira fase, o projeto promoverá a interconectividade em todo o Oriente Médio, Sul da Ásia e Sudeste Asiático. A segunda fase terá como foco as centrais elétricas da África, e a terceira impulsionará as interconexões das redes sustentáveis globais.

O conceito de rede global foi anunciado pela primeira vez pelo Primeiro Ministro da Índia, Narendra Modi, em outubro de 2018, na primeira assembléia da ISA. Em maio de 2021, o Reino Unido prometeu apoio técnico, financeiro e de pesquisa para o projeto OSOWOG.

Sobre a Aliança Solar internacional 

A Aliança Solar Internacional (ISA), foi lançada na COP21 em Paris e recentemente expandiu o escopo de seus membros para incluir todos os estados membros da ONU. Conta com 90 signatários e 193 membros em perspectiva. A ISA dispõe de uma plataforma exclusiva de cooperação, por meio da qual a comunidade global, incluindo governos, organizações bilaterais e multilaterais, empresas, setores e outras partes interessadas podem contribuir para alcançar o objetivo comum de aumentar o uso e a qualidade da energia solar para atender às necessidades energéticas dos possíveis países membros da ISA de forma segura, conveniente, acessível, justa e sustentável.

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1677050/ISA_Logo.jpg

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1677051/OSOWOG_Logo.jpg

 

FONTE International Solar Alliance

Você acabou de ler:

A GGI-OSOWOG, primeira rede de painéis solares transnacionais do mundo, é lançada em Glasgow

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/a-ggi-osowog-primeira-rede-de-paineis-solares-transnacionais-do-mundo-e-lancada-em-glasgow/