A SKEMA entra para o 3.º lugar da classificação mundial dos mestrados em gestão do The Economist

PARIS, 3 de julho de 2019 /PRNewswire/ -- A SKEMA Business School entra pela primeira vez na classificação mundial 2019 dos mestrados em gestão do The Economist com o seu programa «MSc in International Business».

A escola encontra-se em 3 lugar nos 40 programas mundiais selecionados e está em primeiro lugar em vários critérios:

  • 1 no critério «open career opportunities» (oportunidades de carreira)
  • 1 no critério «ratio of faculty to students» (rácio professores/estudantes)
  • 1 na categoria «languages on offer» (número de línguas propostas)
  • 1 no critério «range of access to overseas study programmes» (programas de estudo no estrangeiro)
  • 2 no critério «faculty quality» (qualidade da faculdade)
  • 2 no critério «geographical diversity» (diversidade geográfica)

Para além de critérios associados à excelência académica do programa, a classificação do The Economist apoia-se na satisfação dos estudantes e dos diplomados.

Alice Guilhon, diretora-geral da SKEMA orgulha-se deste resultado: «É um orgulho para a SKEMA entrar nesta classificação com o 3 lugar do pódio mundial. A excelência do nosso programa desenvolvido nos nossos campus internacionais, a riqueza e a diversidade de percurso dos nossos estudantes e diplomados, têm contribuído amplamente para este resultado».

Como presidente das escolas de gestão da CGE, Alice Guilhon também sublinha «a excelência das escolas francesas que, mais uma vez demonstram a qualidade das suas formações que atendem às necessidades do mercado e que inovam constantemente».

O MSc in International Business da SKEMA é um programa global de excelência de vários campus. Acreditado pela Conférence des Grandes Ecoles (CGE), oferece uma imersão em vários continentes e territórios onde a SKEMA está implantada: Brasil, China, Estados Unidos, França (e África do Sul a partir do ano letivo de 2019). Com mais de 40 nacionalidades representadas nas turmas, os diplomados beneficiam de uma taxa de emprego no estrangeiro de 97 % nos seis meses seguintes à obtenção do seu diploma. A originalidade do programa tem origem em duas forças complementares: uma visão económica global e uma imersão em diferentes continentes.

https://mma.prnewswire.com/media/930978/Campus_de_Stellenbosch.jpg  

https://mma.prnewswire.com/media/931024/SKEMA_Logo.jpg

 

FONTE SKEMA Business School

PARIS, 3 de julho de 2019 /PRNewswire/ -- A SKEMA Business School entra pela primeira vez na classificação mundial 2019 dos mestrados em gestão do The Economist com o seu programa «MSc in International Business».

A escola encontra-se em 3 lugar nos 40 programas mundiais selecionados e está em primeiro lugar em vários critérios:

  • 1 no critério «open career opportunities» (oportunidades de carreira)
  • 1 no critério «ratio of faculty to students» (rácio professores/estudantes)
  • 1 na categoria «languages on offer» (número de línguas propostas)
  • 1 no critério «range of access to overseas study programmes» (programas de estudo no estrangeiro)
  • 2 no critério «faculty quality» (qualidade da faculdade)
  • 2 no critério «geographical diversity» (diversidade geográfica)

Para além de critérios associados à excelência académica do programa, a classificação do The Economist apoia-se na satisfação dos estudantes e dos diplomados.

Alice Guilhon, diretora-geral da SKEMA orgulha-se deste resultado: «É um orgulho para a SKEMA entrar nesta classificação com o 3 lugar do pódio mundial. A excelência do nosso programa desenvolvido nos nossos campus internacionais, a riqueza e a diversidade de percurso dos nossos estudantes e diplomados, têm contribuído amplamente para este resultado».

Como presidente das escolas de gestão da CGE, Alice Guilhon também sublinha «a excelência das escolas francesas que, mais uma vez demonstram a qualidade das suas formações que atendem às necessidades do mercado e que inovam constantemente».

O MSc in International Business da SKEMA é um programa global de excelência de vários campus. Acreditado pela Conférence des Grandes Ecoles (CGE), oferece uma imersão em vários continentes e territórios onde a SKEMA está implantada: Brasil, China, Estados Unidos, França (e África do Sul a partir do ano letivo de 2019). Com mais de 40 nacionalidades representadas nas turmas, os diplomados beneficiam de uma taxa de emprego no estrangeiro de 97 % nos seis meses seguintes à obtenção do seu diploma. A originalidade do programa tem origem em duas forças complementares: uma visão económica global e uma imersão em diferentes continentes.

https://mma.prnewswire.com/media/930978/Campus_de_Stellenbosch.jpg  

https://mma.prnewswire.com/media/931024/SKEMA_Logo.jpg

 

FONTE SKEMA Business School

Você acabou de ler:

A SKEMA entra para o 3.º lugar da classificação mundial dos mestrados em gestão do The Economist

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/a-skema-entra-para-o-3-o-lugar-da-classificacao-mundial-dos-mestrados-em-gestao-do-the-economist/