Arábia Saudita se junta a mais de 100 países que aceitam visitantes vacinados com a Sputnik V após extenso trabalho entre o Ministério da Saúde da Arábia Saudita e o RDIF, com o apoio do Ministério de Investimentos da Arábia Saudita

MOSCOU, 5 de dezembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia que o Reino da Arábia Saudita concedeu   aprovação para a entrada de indivíduos vacinados com a vacina russa Sputnik V a partir de 1º de janeiro de 2022.

A Arábia Saudita juntou-se a outros 101 países que aprovaram a entrada de indivíduos vacinados com a vacina Sputnik V devido à ampla cooperação e discussões entre o Ministério da Saúde da Arábia Saudita e o RDIF, com o apoio do Ministério de Investimentos do país. A aprovação para os visitantes vacinados com a Sputnik V e outras ações conjuntas no combate à pandemia foram o foco da reunião entre o Ministro da Saúde da Arábia Saudita Fahad Al-Jalajel, o Ministro de Investimentos da Arábia Saudita Khalid Al-Falih e o CEO do RDIF Kirill Dmitriev em Riade no início de novembro.

A decisão tomada permitirá que muçulmanos de todo o mundo vacinados com a Sputnik V participem das peregrinações do Hajj e da Umrah aos locais mais sagrados do Islã nas cidades de Meca e Medina.

Ao entrar no país, as pessoas vacinadas com a Sputnik V serão obrigadas a ficar em quarentena por 48 horas e fazer um teste de PCR.

Os países que abrem suas fronteiras para aqueles que receberam a vacina Sputnik V estão demonstrando a vontade de ajudar sua indústria turística e empresas a se recuperarem mais rapidamente. A abertura das fronteiras da Arábia Saudita para os vacinados com a Sputnik V desempenhará um papel importante para aumentar o fluxo turístico e estabelecer novos laços comerciais entre a Rússia e a Arábia Saudita, inclusive por meio das atividades do Conselho Econômico Rússia-Arábia Saudita.

Criado em 2019, o Conselho pretende desenvolver laços econômicos e comerciais bilaterais, bem como investimentos entre a Rússia e a Arábia Saudita em todos os setores. É copresidido por Kirill Dmitriev, CEO do RDIF e pelo príncipe Abdullah bin Bandar bin Abdul Aziz, Ministro da Guarda Nacional do Reino.

No geral, separar a autorização de vacinas COVID dos certificados de vacinação é outro passo importante para evitar a discriminação de vacinas e apoiar os esforços dos governos na reabertura segura das fronteiras para moradores e turistas.

Principais requisitos dos 102 países que permitem a visita após a vacinação com Sputnik V [*]:

  • Os indivíduos vacinados com a Sputnik V podem visitar um total de 31 países sem qualquer aprovação adicional relacionada a COVID-19;
  • Outros 71 países solicitam PCR negativo ou teste de anticorpos positivos ou têm requisitos adicionais na entrada.

Apenas 15 países exigem outras vacinas sem considerar a Sputnik V. Cinco desses países (menos de 9% das viagens internacionais), incluindo os EUA (representando menos de 3%), confiam plenamente na lista de vacinas aprovada pela OMS, na qual a Sputnik V deverá ser adicionada neste ano.

Fontes: ministérios de seus respectivos países, locais de turismo

* Visto e (ou) outra permissão de entrada necessária. Visitantes poderão também ter que atender a outros requisitos não relacionados às restrições do coronavírus. A análise das oportunidades de entrada é baseada nos requisitos para a população da maioria dos países e pode não refletir restrições ou indulgências em vigor para países selecionados ou determinadas categorias. 27 países ainda têm fronteiras fechadas para visitantes da maioria dos outros países.

 

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

MOSCOU, 5 de dezembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia que o Reino da Arábia Saudita concedeu   aprovação para a entrada de indivíduos vacinados com a vacina russa Sputnik V a partir de 1º de janeiro de 2022.

A Arábia Saudita juntou-se a outros 101 países que aprovaram a entrada de indivíduos vacinados com a vacina Sputnik V devido à ampla cooperação e discussões entre o Ministério da Saúde da Arábia Saudita e o RDIF, com o apoio do Ministério de Investimentos do país. A aprovação para os visitantes vacinados com a Sputnik V e outras ações conjuntas no combate à pandemia foram o foco da reunião entre o Ministro da Saúde da Arábia Saudita Fahad Al-Jalajel, o Ministro de Investimentos da Arábia Saudita Khalid Al-Falih e o CEO do RDIF Kirill Dmitriev em Riade no início de novembro.

A decisão tomada permitirá que muçulmanos de todo o mundo vacinados com a Sputnik V participem das peregrinações do Hajj e da Umrah aos locais mais sagrados do Islã nas cidades de Meca e Medina.

Ao entrar no país, as pessoas vacinadas com a Sputnik V serão obrigadas a ficar em quarentena por 48 horas e fazer um teste de PCR.

Os países que abrem suas fronteiras para aqueles que receberam a vacina Sputnik V estão demonstrando a vontade de ajudar sua indústria turística e empresas a se recuperarem mais rapidamente. A abertura das fronteiras da Arábia Saudita para os vacinados com a Sputnik V desempenhará um papel importante para aumentar o fluxo turístico e estabelecer novos laços comerciais entre a Rússia e a Arábia Saudita, inclusive por meio das atividades do Conselho Econômico Rússia-Arábia Saudita.

Criado em 2019, o Conselho pretende desenvolver laços econômicos e comerciais bilaterais, bem como investimentos entre a Rússia e a Arábia Saudita em todos os setores. É copresidido por Kirill Dmitriev, CEO do RDIF e pelo príncipe Abdullah bin Bandar bin Abdul Aziz, Ministro da Guarda Nacional do Reino.

No geral, separar a autorização de vacinas COVID dos certificados de vacinação é outro passo importante para evitar a discriminação de vacinas e apoiar os esforços dos governos na reabertura segura das fronteiras para moradores e turistas.

Principais requisitos dos 102 países que permitem a visita após a vacinação com Sputnik V [*]:

  • Os indivíduos vacinados com a Sputnik V podem visitar um total de 31 países sem qualquer aprovação adicional relacionada a COVID-19;
  • Outros 71 países solicitam PCR negativo ou teste de anticorpos positivos ou têm requisitos adicionais na entrada.

Apenas 15 países exigem outras vacinas sem considerar a Sputnik V. Cinco desses países (menos de 9% das viagens internacionais), incluindo os EUA (representando menos de 3%), confiam plenamente na lista de vacinas aprovada pela OMS, na qual a Sputnik V deverá ser adicionada neste ano.

Fontes: ministérios de seus respectivos países, locais de turismo

* Visto e (ou) outra permissão de entrada necessária. Visitantes poderão também ter que atender a outros requisitos não relacionados às restrições do coronavírus. A análise das oportunidades de entrada é baseada nos requisitos para a população da maioria dos países e pode não refletir restrições ou indulgências em vigor para países selecionados ou determinadas categorias. 27 países ainda têm fronteiras fechadas para visitantes da maioria dos outros países.

 

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Você acabou de ler:

Arábia Saudita se junta a mais de 100 países que aceitam visitantes vacinados com a Sputnik V após extenso trabalho entre o Ministério da Saúde da Arábia Saudita e o RDIF, com o apoio do Ministério de Investimentos da Arábia Saudita

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/arabia-saudita-se-junta-a-mais-de-100-paises-que-aceitam-visitantes-vacinados-com-a-sputnik-v-apos-extenso-trabalho-entre-o-ministerio-da-saude-da-arabia-saudita-e-o-rdif-com-o-apoio-do-ministerio-de/