Artur Shioji Ferradosa explica por que ocorrem dores ao praticar exercícios

RIO DE JANEIRO, 23 de abril de 2020 /PRNewswire/ -- Uma pergunta frequente entre as pessoas que praticam atividades físicas é: o exercício físico pode causar dor em pessoas saudáveis? Para responder essa pergunta, convidamos o médico Ortopedista Artur Shioji Ferradosa para explicar porque as dores podem aparecer em alguns casos.

Ele começa explicando que a prática de exercícios físicos é frequentemente associada à melhora da dor induzida por doenças crônico-degenerativas ou sedentarismo, segundo o senso comum. Não é difícil provar esse ponto de vista, bastando poucos minutos de pesquisas em bases de dados científicas ou leigas.

Entretanto, pouco se fala do outro lado da moeda. O exercício físico também pode provocar dor.

"Dor pode ser descrita como uma experiência sensitiva ou emocional, desagradável e normalmente é interpretada como lesão tecidual real ou potencial. Essa situação pode afastar os indivíduos da prática regular dos exercícios físicos, impedindo-os de usufruir de todos os seus benefícios." Explica Artur Shioji Ferradosa.

O exercício físico induz estresses mecânico, térmico e químico ao organismo. Cada um deles gera uma cascata de efeitos que atuam sobre diversos receptores de dor e, consequentemente, sobre a percepção desse sintoma.

Há basicamente dois tipos de dor induzida pelo exercício físico:

  • a dor de início agudo (que ocorre durante o exercício ou em até 2 horas após o término da atividade);
  • a dor de início tardio (que começa após intervalo maior que 8 horas após cessar o exercício).

Dor de início agudo

A dor de início agudo tem mecanismos ainda pouco conhecidos, embora haja muitas hipóteses para explicá-la: pressão intramuscular elevada durante o exercício, produção de escórias metabólicas celulares tóxicas e deformação tecidual associada às contrações musculares.

O tecido muscular não é a única fonte da dor. Exercícios físicos vigorosos podem provocar, por exemplo, dor nas mamas de mulheres. É importante reconhecer e pesquisar causas diversas de dor em múltiplos tecidos — epitelial, tecidos conjuntivos, muscular e nervoso.

Uma revisão da literatura demonstra que exercícios físicos de diversas modalidades, intensidades e durações podem induzir dor de início agudo em pessoas saudáveis. Não há consenso sobre efeito dose-resposta dessas interações.

Dor de início tardio

Acredita-se que a dor de início tardio é causada por dano microscópico às fibras musculares. O acúmulo de ácido lático não está envolvido na gênese desse tipo de dor.

Qualquer alteração da rotina de exercícios físicos pode provocar dor de início tardio, como iniciar a prática de uma nova atividade física, aumentos de intensidade, carga ou frequência de atividade física. Até mesmo, trabalhar determinado grupamento muscular de uma forma diferente da habitual.

Esse tipo de dor acomete pessoas de qualquer nível de condicionamento físico, inclusive atletas de elite. Ela costuma persistir por períodos de 3 a 5 dias, com um pico de intensidade dos sintomas entre 24 a 48 horas.

Qualquer atividade física pode provocar esse tipo de dor e ela faz parte do processo de adaptação da fibra muscular ao novo estímulo a que ela foi submetida. Com a melhora do condicionamento físico, a tendência é que a dor seja progressivamente menor para o mesmo estímulo.

Tratamentos

Artur Shioji Ferradosa nos mostra que o tratamento da dor induzida por exercícios físicos inclui: repouso, gelo, analgésicos e massagem. Entretanto, é importante frisar que não há método comprovadamente eficaz em 100% dos casos.

Geralmente, a condição pode ser tratada sem intervenção médica. Porém, deve-se buscar aconselhamento médico nos casos de dores insuportáveis, inchaço do membro ou surgimento de urina escura.

Os sintomas não devem ser negligenciados com atitudes de orgulho, enaltecendo a dor "com frases de efeito do tipo: a dor é temporária, a glória é eterna", exemplifica Artur Ferradosa, ao indicar expressões frequentemente usadas em academias e entre comunidades de atletas amadores ou profissionais.

Aconselham-se, como medidas preventivas das dores musculares induzidas por atividades físicas, a introdução suave e a progressão gradual do exercício; se possível, seguindo um planejamento personalizado sob a supervisão de um profissional de educação física.

Não há benefício comprovado com a adoção de aquecimento muscular prévio ao início da sessão de exercícios e nem com a prática de alongamentos musculares — embora essas atividades também apresentam outras vantagens.

Mais sobre Artur Shioji Ferradosa

Para acompanhar o trabalho do médico Ortopedista Artur Shioji Ferradosa, siga-o no Twitter e Facebook e conheça seu Consultório de Ortopedia na Tijuca:

  • Endereço: Praça Saenz Peña, 45 sala 506 CEP 20520-900
  • Telefones: (21)2234-7361 | (21)99392-1511

Bibliografia:

  • Dannecker EA, Koltyn KF. Pain during and within hours after exercise in healthy adults. Sports Med. 2014 Jul;44(7):921-42.
  • Why do I feel pain after exercise? https://www.nhs.uk/live-well/exercise/pain-after-exercise/
  • FONTE Artur Shioji Ferradosa

    RIO DE JANEIRO, 23 de abril de 2020 /PRNewswire/ -- Uma pergunta frequente entre as pessoas que praticam atividades físicas é: o exercício físico pode causar dor em pessoas saudáveis? Para responder essa pergunta, convidamos o médico Ortopedista Artur Shioji Ferradosa para explicar porque as dores podem aparecer em alguns casos.

    Ele começa explicando que a prática de exercícios físicos é frequentemente associada à melhora da dor induzida por doenças crônico-degenerativas ou sedentarismo, segundo o senso comum. Não é difícil provar esse ponto de vista, bastando poucos minutos de pesquisas em bases de dados científicas ou leigas.

    Entretanto, pouco se fala do outro lado da moeda. O exercício físico também pode provocar dor.

    "Dor pode ser descrita como uma experiência sensitiva ou emocional, desagradável e normalmente é interpretada como lesão tecidual real ou potencial. Essa situação pode afastar os indivíduos da prática regular dos exercícios físicos, impedindo-os de usufruir de todos os seus benefícios." Explica Artur Shioji Ferradosa.

    O exercício físico induz estresses mecânico, térmico e químico ao organismo. Cada um deles gera uma cascata de efeitos que atuam sobre diversos receptores de dor e, consequentemente, sobre a percepção desse sintoma.

    Há basicamente dois tipos de dor induzida pelo exercício físico:

    • a dor de início agudo (que ocorre durante o exercício ou em até 2 horas após o término da atividade);
    • a dor de início tardio (que começa após intervalo maior que 8 horas após cessar o exercício).

    Dor de início agudo

    A dor de início agudo tem mecanismos ainda pouco conhecidos, embora haja muitas hipóteses para explicá-la: pressão intramuscular elevada durante o exercício, produção de escórias metabólicas celulares tóxicas e deformação tecidual associada às contrações musculares.

    O tecido muscular não é a única fonte da dor. Exercícios físicos vigorosos podem provocar, por exemplo, dor nas mamas de mulheres. É importante reconhecer e pesquisar causas diversas de dor em múltiplos tecidos — epitelial, tecidos conjuntivos, muscular e nervoso.

    Uma revisão da literatura demonstra que exercícios físicos de diversas modalidades, intensidades e durações podem induzir dor de início agudo em pessoas saudáveis. Não há consenso sobre efeito dose-resposta dessas interações.

    Dor de início tardio

    Acredita-se que a dor de início tardio é causada por dano microscópico às fibras musculares. O acúmulo de ácido lático não está envolvido na gênese desse tipo de dor.

    Qualquer alteração da rotina de exercícios físicos pode provocar dor de início tardio, como iniciar a prática de uma nova atividade física, aumentos de intensidade, carga ou frequência de atividade física. Até mesmo, trabalhar determinado grupamento muscular de uma forma diferente da habitual.

    Esse tipo de dor acomete pessoas de qualquer nível de condicionamento físico, inclusive atletas de elite. Ela costuma persistir por períodos de 3 a 5 dias, com um pico de intensidade dos sintomas entre 24 a 48 horas.

    Qualquer atividade física pode provocar esse tipo de dor e ela faz parte do processo de adaptação da fibra muscular ao novo estímulo a que ela foi submetida. Com a melhora do condicionamento físico, a tendência é que a dor seja progressivamente menor para o mesmo estímulo.

    Tratamentos

    Artur Shioji Ferradosa nos mostra que o tratamento da dor induzida por exercícios físicos inclui: repouso, gelo, analgésicos e massagem. Entretanto, é importante frisar que não há método comprovadamente eficaz em 100% dos casos.

    Geralmente, a condição pode ser tratada sem intervenção médica. Porém, deve-se buscar aconselhamento médico nos casos de dores insuportáveis, inchaço do membro ou surgimento de urina escura.

    Os sintomas não devem ser negligenciados com atitudes de orgulho, enaltecendo a dor "com frases de efeito do tipo: a dor é temporária, a glória é eterna", exemplifica Artur Ferradosa, ao indicar expressões frequentemente usadas em academias e entre comunidades de atletas amadores ou profissionais.

    Aconselham-se, como medidas preventivas das dores musculares induzidas por atividades físicas, a introdução suave e a progressão gradual do exercício; se possível, seguindo um planejamento personalizado sob a supervisão de um profissional de educação física.

    Não há benefício comprovado com a adoção de aquecimento muscular prévio ao início da sessão de exercícios e nem com a prática de alongamentos musculares — embora essas atividades também apresentam outras vantagens.

    Mais sobre Artur Shioji Ferradosa

    Para acompanhar o trabalho do médico Ortopedista Artur Shioji Ferradosa, siga-o no Twitter e Facebook e conheça seu Consultório de Ortopedia na Tijuca:

    • Endereço: Praça Saenz Peña, 45 sala 506 CEP 20520-900
    • Telefones: (21)2234-7361 | (21)99392-1511

    Bibliografia:

  • Dannecker EA, Koltyn KF. Pain during and within hours after exercise in healthy adults. Sports Med. 2014 Jul;44(7):921-42.
  • Why do I feel pain after exercise? https://www.nhs.uk/live-well/exercise/pain-after-exercise/
  • FONTE Artur Shioji Ferradosa