As áreas de TI mais importantes para as empresas em 2020

OURO PRETO, Brasil, 20 de janeiro de 2020 /PRNewswire/ -- A necessidade da transformação digital tem fomentado grandes mudanças nos ambientes corporativos. Segundo a Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), existem 19 tendências para o cenário do trabalho, sendo 9 delas as que envolvem a tecnologia de forma direta, corroborando as necessidades dessas transformações.
Dentre elas, o uso de dispositivos móveis e softwares internos para gestão e comunicação entre as equipes se faz presente, bem como o uso da internet para autoatendimento e aprendizado. Além disso, nossa caminhada para a Indústria 4.0 exige que trabalhos repetitivos sejam substituídos por sistemas e máquinas inteligentes, cabendo aos humanos os trabalhos de cunho intelectual e criativo. Logo, o grau de qualificação será ainda maior, o que também está em congruência com as tendências do ambiente de trabalho. Devemos levar em consideração também as mudanças culturais à partir da integração tecnológica e do ganho de poder aquisitivo da geração Z e sua chegada ao mercado de trabalho. Esse grupo de pessoas já nasceu num mundo conectado, o que faz com que as empresas se adaptem para atender as demandas desse novo público netizens, seja para oferecer produtos ou ambiente de trabalho favorável. Estar em conformidade com a geração Z significa garantir sobrevivência e espaço no mercado durante as próximas décadas, além das melhorias e inovações para as empresas. Portanto, não adaptar à transformação digital é sinônimo de ficar parado no tempo, pois é inevitável a atualização dos planos de negócio e da digitalização das atividades que, por sua vez, tendem a estarem integradas à uma só plataforma. Logo, o crescimento do TI é inevitável. Somente no Brasil, há uma demanda de 420 mil profissionais da área entre 2018-2024, segundo a Brasscom. Novos pólos de desenvolvimento tecnológico estão em desenvolvimento no país, inclusive em cidades mineiras. Ouro Preto e a Região dos Inconfidentes são promissores para o título de Vale do Silício Brasileiro, pois abriga empresas renomadas no ramo da tecnologia. Nessa perspectiva, as organizações precisam estar atentas às principais áreas de TI e integrá-las em seus cotidianos. Para isso, elas devem contratar suas equipes de TI, seja o time próprio ou outsourcing de TI, cada um com seus benefícios. A Usemobile, empresa ouro pretana de desenvolvimento mobile, participa dessa demanda de duas formas: ao passo que ela procura por novos profissionais para compor o time, ela também se propõe a suprir as necessidades das outras empresas, atendendo setores das principais áreas de TI a partir da terceirização. As principais áreas de TI Desenvolvimento de software Para integrar as máquinas e os dispositivos móveis, é preciso softwares para realizar toda a comunicação e executar as funções necessárias. Portanto, os programadores são imprescindíveis para essa atividade. Profissionais: desenvolvedor web, desenvolvedor iOS, desenvolvedor Android, desenvolvedor Front-end, desenvolvedor Back-end, desenvolvedor Full-stack, designer UI/UX, analista de qualidade, product owner, scrum master, outros. Salários:  3,5 e 12 mil reais. ERP Ainda que também se trate de um software, o Enterprise Resource Planning possui um foco só: a gestão empresarial. Com ele é possível integrar as vendas, finanças, contabilidade, RH, logística e muitas outras atividades fundamentais das organizações num só lugar, facilitando a gestão e automatizando processos. Profissionais: desenvolvedor web, desenvolvedor iOS, desenvolvedor Android, desenvolvedor Front-end, desenvolvedor Back-end, desenvolvedor Full-stack, designer UI/UX, analista de qualidade, product owner, scrum master, outros. Salários: 3,5 a 12 mil reais. Banco de dados A integração de diversas informações requer um profissional responsável somente por gerenciá-las, armazenando e garantindo o acesso seguro delas. Profissionais: desenvolvedor back-end, especialista em banco de dados, outros. Salário: 4 a 16 mil reais. Gestão de Projetos A programação dos softwares exige o desenvolvimento de diferentes partes que unidas formam o produto esperado. Para fazer com que as peças do quebra-cabeça se encaixem e se transforme no produto final, o gestor do projeto é a peça-chave. Profissionais: product owner, gerente de projetos, scrum master, outros. Salários: 5 a 15 mil reais. Suporte No entanto, o aparecimento de dúvidas e bugs não estão fora de cogitação. Por isso deve haver um profissional para atender as demandas dos clientes (internos e externos) e realizar o intermédio quando houver a necessidade de levar para outros setores. Profissionais: help desk, customer success, técnico de ti, outros. Salários: 1,5 a 3 mil reais. Experiência e Interface do Usuário A aparência também é peça chave para um bom desempenho do software. A interface deve ser amigável e intuitiva de forma que qualquer usuário possa utilizá-la sem dificuldades. Profissionais: designer UX/UI, programadores, jornalistas, psicólogos, outros. Salários: 2,8 a 12 mil reais. Business Intelligence (BI) Uma vez que há uma plataforma que recolhe todos os dados sobre vendas, logísticas e demais, a análise das informações voltadas para o negócio oferecem grande diferencial para o crescimento e escalabilidade empresarial. Assim, pessoas aptas a realizar a leitura e interpretação das informações oferecerão propostas assertivas para o sucesso dos negócios. Vale a pena ressaltar que o tratamento dos dados devem estar em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Profissionais: cientista de dados, matemáticos, administradores, jornalistas, outros. Salários: 4 a 20 mil reais. Segurança da Informação Bem como o BI, a segurança de TI existe para que as empresas estejam adequadas à LGPD. Essa área do TI é responsável por garantir a proteção dos dados para que não vazem e respeitem a privacidade dos usuários. Profissionais: segurança da informação. Salários:  2 a 15 mil reais. Como contratar equipe de TI Uma equipe para o desenvolvimento de software deve contar com os profissionais citados no tópico correspondente, variando o tamanho da equipe de acordo com o projeto. A depender do tipo de serviço e software, as demais áreas também devem integrar à equipe. Para sustentar a eficiência da equipe, acrescenta-se na conta o gestor de projetos também. Logo, contratar um time in-house possui um custo elevado. Assim, ao invés da contratação de um time próprio, existe a possibilidade do outsourcing de TI como alternativa, oferecendo todos os profissionais necessários para o desenvolvimento de qualquer software com a mesma eficiência do time próprio e com algumas vantagens a mais, bem como o menor custo de contratação. Além disso, a segurança dos dados é assegurada da mesma forma. A fábrica de software Usemobile garante a proteção e integridade dos dados dos clientes através de ambiente controlado e outras metodologias. Quanto a gestão dos projetos, são duas as formas: ou um profissional da confiança da contratante ou um gestor da própria Usemobile. Em ambos os casos, a comunicação eficiente para o acompanhamento dos procedimentos é garantida. A Usemobile se compromete com a transformação digital, ajudando outras empresas a alcançar a adaptação para o ambiente conectado. Para isso, ela conta com uma equipe qualificada de desenvolvedores para entregar os melhores resultados e satisfação, tomando as responsabilidades e deixando para os clientes apenas os benefícios. Dessa forma, novos profissionais podem compor a equipe e auxiliar na missão se candidatando aqui. Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1079308/usemobile.jpg?p=original
FONTE Usemobile
OURO PRETO, Brasil, 20 de janeiro de 2020 /PRNewswire/ -- A necessidade da transformação digital tem fomentado grandes mudanças nos ambientes corporativos. Segundo a Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), existem 19 tendências para o cenário do trabalho, sendo 9 delas as que envolvem a tecnologia de forma direta, corroborando as necessidades dessas transformações.
Dentre elas, o uso de dispositivos móveis e softwares internos para gestão e comunicação entre as equipes se faz presente, bem como o uso da internet para autoatendimento e aprendizado. Além disso, nossa caminhada para a Indústria 4.0 exige que trabalhos repetitivos sejam substituídos por sistemas e máquinas inteligentes, cabendo aos humanos os trabalhos de cunho intelectual e criativo. Logo, o grau de qualificação será ainda maior, o que também está em congruência com as tendências do ambiente de trabalho. Devemos levar em consideração também as mudanças culturais à partir da integração tecnológica e do ganho de poder aquisitivo da geração Z e sua chegada ao mercado de trabalho. Esse grupo de pessoas já nasceu num mundo conectado, o que faz com que as empresas se adaptem para atender as demandas desse novo público netizens, seja para oferecer produtos ou ambiente de trabalho favorável. Estar em conformidade com a geração Z significa garantir sobrevivência e espaço no mercado durante as próximas décadas, além das melhorias e inovações para as empresas. Portanto, não adaptar à transformação digital é sinônimo de ficar parado no tempo, pois é inevitável a atualização dos planos de negócio e da digitalização das atividades que, por sua vez, tendem a estarem integradas à uma só plataforma. Logo, o crescimento do TI é inevitável. Somente no Brasil, há uma demanda de 420 mil profissionais da área entre 2018-2024, segundo a Brasscom. Novos pólos de desenvolvimento tecnológico estão em desenvolvimento no país, inclusive em cidades mineiras. Ouro Preto e a Região dos Inconfidentes são promissores para o título de Vale do Silício Brasileiro, pois abriga empresas renomadas no ramo da tecnologia. Nessa perspectiva, as organizações precisam estar atentas às principais áreas de TI e integrá-las em seus cotidianos. Para isso, elas devem contratar suas equipes de TI, seja o time próprio ou outsourcing de TI, cada um com seus benefícios. A Usemobile, empresa ouro pretana de desenvolvimento mobile, participa dessa demanda de duas formas: ao passo que ela procura por novos profissionais para compor o time, ela também se propõe a suprir as necessidades das outras empresas, atendendo setores das principais áreas de TI a partir da terceirização. As principais áreas de TI Desenvolvimento de software Para integrar as máquinas e os dispositivos móveis, é preciso softwares para realizar toda a comunicação e executar as funções necessárias. Portanto, os programadores são imprescindíveis para essa atividade. Profissionais: desenvolvedor web, desenvolvedor iOS, desenvolvedor Android, desenvolvedor Front-end, desenvolvedor Back-end, desenvolvedor Full-stack, designer UI/UX, analista de qualidade, product owner, scrum master, outros. Salários:  3,5 e 12 mil reais. ERP Ainda que também se trate de um software, o Enterprise Resource Planning possui um foco só: a gestão empresarial. Com ele é possível integrar as vendas, finanças, contabilidade, RH, logística e muitas outras atividades fundamentais das organizações num só lugar, facilitando a gestão e automatizando processos. Profissionais: desenvolvedor web, desenvolvedor iOS, desenvolvedor Android, desenvolvedor Front-end, desenvolvedor Back-end, desenvolvedor Full-stack, designer UI/UX, analista de qualidade, product owner, scrum master, outros. Salários: 3,5 a 12 mil reais. Banco de dados A integração de diversas informações requer um profissional responsável somente por gerenciá-las, armazenando e garantindo o acesso seguro delas. Profissionais: desenvolvedor back-end, especialista em banco de dados, outros. Salário: 4 a 16 mil reais. Gestão de Projetos A programação dos softwares exige o desenvolvimento de diferentes partes que unidas formam o produto esperado. Para fazer com que as peças do quebra-cabeça se encaixem e se transforme no produto final, o gestor do projeto é a peça-chave. Profissionais: product owner, gerente de projetos, scrum master, outros. Salários: 5 a 15 mil reais. Suporte No entanto, o aparecimento de dúvidas e bugs não estão fora de cogitação. Por isso deve haver um profissional para atender as demandas dos clientes (internos e externos) e realizar o intermédio quando houver a necessidade de levar para outros setores. Profissionais: help desk, customer success, técnico de ti, outros. Salários: 1,5 a 3 mil reais. Experiência e Interface do Usuário A aparência também é peça chave para um bom desempenho do software. A interface deve ser amigável e intuitiva de forma que qualquer usuário possa utilizá-la sem dificuldades. Profissionais: designer UX/UI, programadores, jornalistas, psicólogos, outros. Salários: 2,8 a 12 mil reais. Business Intelligence (BI) Uma vez que há uma plataforma que recolhe todos os dados sobre vendas, logísticas e demais, a análise das informações voltadas para o negócio oferecem grande diferencial para o crescimento e escalabilidade empresarial. Assim, pessoas aptas a realizar a leitura e interpretação das informações oferecerão propostas assertivas para o sucesso dos negócios. Vale a pena ressaltar que o tratamento dos dados devem estar em conformidade com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Profissionais: cientista de dados, matemáticos, administradores, jornalistas, outros. Salários: 4 a 20 mil reais. Segurança da Informação Bem como o BI, a segurança de TI existe para que as empresas estejam adequadas à LGPD. Essa área do TI é responsável por garantir a proteção dos dados para que não vazem e respeitem a privacidade dos usuários. Profissionais: segurança da informação. Salários:  2 a 15 mil reais. Como contratar equipe de TI Uma equipe para o desenvolvimento de software deve contar com os profissionais citados no tópico correspondente, variando o tamanho da equipe de acordo com o projeto. A depender do tipo de serviço e software, as demais áreas também devem integrar à equipe. Para sustentar a eficiência da equipe, acrescenta-se na conta o gestor de projetos também. Logo, contratar um time in-house possui um custo elevado. Assim, ao invés da contratação de um time próprio, existe a possibilidade do outsourcing de TI como alternativa, oferecendo todos os profissionais necessários para o desenvolvimento de qualquer software com a mesma eficiência do time próprio e com algumas vantagens a mais, bem como o menor custo de contratação. Além disso, a segurança dos dados é assegurada da mesma forma. A fábrica de software Usemobile garante a proteção e integridade dos dados dos clientes através de ambiente controlado e outras metodologias. Quanto a gestão dos projetos, são duas as formas: ou um profissional da confiança da contratante ou um gestor da própria Usemobile. Em ambos os casos, a comunicação eficiente para o acompanhamento dos procedimentos é garantida. A Usemobile se compromete com a transformação digital, ajudando outras empresas a alcançar a adaptação para o ambiente conectado. Para isso, ela conta com uma equipe qualificada de desenvolvedores para entregar os melhores resultados e satisfação, tomando as responsabilidades e deixando para os clientes apenas os benefícios. Dessa forma, novos profissionais podem compor a equipe e auxiliar na missão se candidatando aqui. Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1079308/usemobile.jpg?p=original
FONTE Usemobile

Você acabou de ler:

As áreas de TI mais importantes para as empresas em 2020

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/as-areas-de-ti-mais-importantes-para-as-empresas-em-2020/