Braskem S.A.: O EBITDA da Companhia foi de US$ 310 milhões, 5% superior ao 1T20

SÃO PAULO, 5 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- A BRASKEM S.A. (B3: BRKM3, BRKM5 e BRKM6; NYSE: BAK; LATIBEX: XBRK) divulga hoje os resultados do 2T20.

PRINCIPAIS DESTAQUES 2T20:

Consolidado:

  • O EBITDA recorrente da Companhia foi de US$ 310 milhões, 5% superior ao 1T20, explicado (i) pelo menor custo de matéria-prima no Brasil, dado o menor custo do estoque; e (ii) por menores despesas com vendas, gerais e administrativas no Brasil e México. Em reais, o EBITDA recorrente foi de R$ 1.655 milhões, 26% superior ao 1T20 em função da depreciação do real frente ao dólar. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o EBITDA recorrente da Companhia foi 25% inferior em dólares, em função de menores spreads no mercado internacional e menores volumes devido ao COVID, e 2% superior em reais dada a depreciação do real frente ao dólar.
  • No trimestre, a comercialização global de resinas e químicos reciclados atingiu 602 toneladas, uma queda ante ao 1T20 (-50%) e ao 2T19 (-2%), em função do desaquecimento global, impactado pelo cenário do COVID.
  • No 2T20, a Companhia registrou prejuízo líquido de R$ 2.476 milhões em função, principalmente, da provisão adicional no montante de R$ 1,6 bilhão referente ao evento geológico de Alagoas e do impacto da variação cambial no resultado financeiro dada a depreciação do real frente ao dólar sobre a exposição líquida no montante de US$ 2.854 milhões.
  • Em julho, a Companhia concluiu a emissão de títulos subordinados, por meio da sua subsidiária integral Braskem Netherlands Finance B.V., no volume total de US$ 600 milhões, com vencimento em 2081 e cupom de 8,5% ao ano. Tal emissão é o primeiro instrumento de dívida híbrido com tratamento de equity de 50% pela Standard & Poor's e Fitch Ratings emitido por uma empresa brasileira, e reforça o compromisso da Companhia na continuidade da implementação de medidas para redução da sua alavancagem corporativa para retornar ao nível de risco de grau de investimento.
  • A alavancagem corporativa ajustada, medida pela relação dívida líquida/EBITDA em dólares, foi de 6,77x.
  • No acumulado do ano, a taxa de frequência global de acidentes com e sem afastamento (CAF + SAF) de 0,88 (eventos /1MM HH), 72% abaixo da média do setor.
  • Em junho, a Braskem assinou os contratos de fornecimento de nafta petroquímica para as unidades industriais na Bahia e no Rio Grande do Sul. Os contratos, com prazo de cerca de 5 anos após o encerramento do contrato atual, têm por objeto o fornecimento de volume mínimo anual de 650 mil toneladas e, por opção da Petrobras, de um volume adicional máximo de até 2,8 milhões de toneladas por ano, com preço de 100% da referência internacional ARA. Adicionalmente, para garantir acesso ao sistema logístico de nafta no Rio Grande do Sul, a Braskem também renovou os contratos de tancagem com a Petrobras e de movimentação e tancagem com a Transpetro.
  • Em junho, a Companhia assinou o contrato para a compra de energia renovável com a Canadian Solar Inc. O contrato contribui para viabilizar a construção de uma usina solar no norte de Minas Gerais com capacidade instalada de 152 MWp que garantirá o fornecimento desta energia para a Braskem pelo prazo de 20 anos.

Brasil:

  • O EBITDA do Brasil foi de US$ 219 milhões (R$ 1.175 milhões), 6% inferior ao 1T20, representando 61% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. A queda do EBITDA é explicada, principalmente, pelos menores volumes de venda de resinas e químicos no mercado brasileiro em função do impacto do COVID na economia brasileira. Ante ao 2T19, o aumento no EBITDA se deu em função dos menores custos de matérias-primas, além de menores despesas gerais e com serviços de terceiros.
  • Como forma de gerar mais valor para os clientes, a Companhia expandiu o portfólio de produtos químicos, com a produção de gasolina premium para o mercado brasileiro. Este produto tem alta octanagem e atende a nova resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que estabelece padrões internacionais de qualidade para gasolina comercializada em território brasileiro.

Estados Unidos e Europa:

  • O EBITDA dos Estados Unidos e Europa foi de US$ 45 milhões (R$ 235 milhões), 29% inferior ao 1T20, representando 12% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. O desempenho no trimestre pode ser explicado, principalmente, pelo menor volume de vendas nos Estados Unidos e na Europa, em função da retração da economia global como impacto do COVID. Com relação ao 2T19, a redução no EBITDA é explicada por menores spreads de PP no mercado internacional.
  • Durante o trimestre, a construção da nova planta de PP nos Estados Unidos foi concluída, atingindo progresso físico de 100%. No trimestre, foi iniciado o processo de comissionamento com a previsão da primeira atividade de produção em escala comercial para o 3T20.

México:

  • O EBITDA do México foi de US$ 98 milhões (R$ 523 milhões), 25% superior ao 1T20, representando 27% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. A melhora no EBITDA é explicada, principalmente, por maiores volumes de vendas e menores despesas gerais e administrativas. Em relação ao 2T19, o aumento no EBITDA foi em função do menor preço de etano no mercado internacional.
  • No trimestre, a Braskem Idesa importou 42 mil toneladas (média de 8 mil barris por dia) de etano dos Estados Unidos, a fim de complementar o fornecimento de etano pela Pemex, o que representou 13% da taxa de utilização de PE do Complexo Petroquímico do México, que no trimestre foi de 80%. Em relação a capacidade esperada do Fast Track de 12,8 mil barris por dia, a mesma atingiu 9,2 mil barris por dia em junho, ou aproximadamente 75% da capacidade esperada.

Veja o release de resultados no site de RI: www.braskem-ri.com.br

A Braskem realizará teleconferência sobre seus Resultados QUINTA-FEIRA, 06 de agosto, às 11h00.

Informações adicionais podem ser obtidas junto ao Departamento de Relações com Investidores através do tel +55 11 3576-9531 ou braskem-ri@braskem.com.br.

FONTE Braskem S.A.

SÃO PAULO, 5 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- A BRASKEM S.A. (B3: BRKM3, BRKM5 e BRKM6; NYSE: BAK; LATIBEX: XBRK) divulga hoje os resultados do 2T20.

PRINCIPAIS DESTAQUES 2T20:

Consolidado:

  • O EBITDA recorrente da Companhia foi de US$ 310 milhões, 5% superior ao 1T20, explicado (i) pelo menor custo de matéria-prima no Brasil, dado o menor custo do estoque; e (ii) por menores despesas com vendas, gerais e administrativas no Brasil e México. Em reais, o EBITDA recorrente foi de R$ 1.655 milhões, 26% superior ao 1T20 em função da depreciação do real frente ao dólar. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o EBITDA recorrente da Companhia foi 25% inferior em dólares, em função de menores spreads no mercado internacional e menores volumes devido ao COVID, e 2% superior em reais dada a depreciação do real frente ao dólar.
  • No trimestre, a comercialização global de resinas e químicos reciclados atingiu 602 toneladas, uma queda ante ao 1T20 (-50%) e ao 2T19 (-2%), em função do desaquecimento global, impactado pelo cenário do COVID.
  • No 2T20, a Companhia registrou prejuízo líquido de R$ 2.476 milhões em função, principalmente, da provisão adicional no montante de R$ 1,6 bilhão referente ao evento geológico de Alagoas e do impacto da variação cambial no resultado financeiro dada a depreciação do real frente ao dólar sobre a exposição líquida no montante de US$ 2.854 milhões.
  • Em julho, a Companhia concluiu a emissão de títulos subordinados, por meio da sua subsidiária integral Braskem Netherlands Finance B.V., no volume total de US$ 600 milhões, com vencimento em 2081 e cupom de 8,5% ao ano. Tal emissão é o primeiro instrumento de dívida híbrido com tratamento de equity de 50% pela Standard & Poor's e Fitch Ratings emitido por uma empresa brasileira, e reforça o compromisso da Companhia na continuidade da implementação de medidas para redução da sua alavancagem corporativa para retornar ao nível de risco de grau de investimento.
  • A alavancagem corporativa ajustada, medida pela relação dívida líquida/EBITDA em dólares, foi de 6,77x.
  • No acumulado do ano, a taxa de frequência global de acidentes com e sem afastamento (CAF + SAF) de 0,88 (eventos /1MM HH), 72% abaixo da média do setor.
  • Em junho, a Braskem assinou os contratos de fornecimento de nafta petroquímica para as unidades industriais na Bahia e no Rio Grande do Sul. Os contratos, com prazo de cerca de 5 anos após o encerramento do contrato atual, têm por objeto o fornecimento de volume mínimo anual de 650 mil toneladas e, por opção da Petrobras, de um volume adicional máximo de até 2,8 milhões de toneladas por ano, com preço de 100% da referência internacional ARA. Adicionalmente, para garantir acesso ao sistema logístico de nafta no Rio Grande do Sul, a Braskem também renovou os contratos de tancagem com a Petrobras e de movimentação e tancagem com a Transpetro.
  • Em junho, a Companhia assinou o contrato para a compra de energia renovável com a Canadian Solar Inc. O contrato contribui para viabilizar a construção de uma usina solar no norte de Minas Gerais com capacidade instalada de 152 MWp que garantirá o fornecimento desta energia para a Braskem pelo prazo de 20 anos.

Brasil:

  • O EBITDA do Brasil foi de US$ 219 milhões (R$ 1.175 milhões), 6% inferior ao 1T20, representando 61% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. A queda do EBITDA é explicada, principalmente, pelos menores volumes de venda de resinas e químicos no mercado brasileiro em função do impacto do COVID na economia brasileira. Ante ao 2T19, o aumento no EBITDA se deu em função dos menores custos de matérias-primas, além de menores despesas gerais e com serviços de terceiros.
  • Como forma de gerar mais valor para os clientes, a Companhia expandiu o portfólio de produtos químicos, com a produção de gasolina premium para o mercado brasileiro. Este produto tem alta octanagem e atende a nova resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que estabelece padrões internacionais de qualidade para gasolina comercializada em território brasileiro.

Estados Unidos e Europa:

  • O EBITDA dos Estados Unidos e Europa foi de US$ 45 milhões (R$ 235 milhões), 29% inferior ao 1T20, representando 12% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. O desempenho no trimestre pode ser explicado, principalmente, pelo menor volume de vendas nos Estados Unidos e na Europa, em função da retração da economia global como impacto do COVID. Com relação ao 2T19, a redução no EBITDA é explicada por menores spreads de PP no mercado internacional.
  • Durante o trimestre, a construção da nova planta de PP nos Estados Unidos foi concluída, atingindo progresso físico de 100%. No trimestre, foi iniciado o processo de comissionamento com a previsão da primeira atividade de produção em escala comercial para o 3T20.

México:

  • O EBITDA do México foi de US$ 98 milhões (R$ 523 milhões), 25% superior ao 1T20, representando 27% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. A melhora no EBITDA é explicada, principalmente, por maiores volumes de vendas e menores despesas gerais e administrativas. Em relação ao 2T19, o aumento no EBITDA foi em função do menor preço de etano no mercado internacional.
  • No trimestre, a Braskem Idesa importou 42 mil toneladas (média de 8 mil barris por dia) de etano dos Estados Unidos, a fim de complementar o fornecimento de etano pela Pemex, o que representou 13% da taxa de utilização de PE do Complexo Petroquímico do México, que no trimestre foi de 80%. Em relação a capacidade esperada do Fast Track de 12,8 mil barris por dia, a mesma atingiu 9,2 mil barris por dia em junho, ou aproximadamente 75% da capacidade esperada.

Veja o release de resultados no site de RI: www.braskem-ri.com.br

A Braskem realizará teleconferência sobre seus Resultados QUINTA-FEIRA, 06 de agosto, às 11h00.

Informações adicionais podem ser obtidas junto ao Departamento de Relações com Investidores através do tel +55 11 3576-9531 ou braskem-ri@braskem.com.br.

FONTE Braskem S.A.

Você acabou de ler:

Braskem S.A.: O EBITDA da Companhia foi de US$ 310 milhões, 5% superior ao 1T20

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/braskem-s-a-o-ebitda-da-companhia-foi-de-us-310-milhoes-5-superior-ao-1t20/