Caso do ''Roubo do Século'' escolhido como o Sucesso DNA do Ano 2020

DNA identifica membros de famosa facção criminosa brasileira no roubo de alto risco e de soma extraordinária a uma transportadora de valores

SEATTLE e TACOMA, Washington, 24 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- A instituição Gordon Thomas Honeywell Governmental Affairs (GTH-GA) anunciou que o caso que ficou conhecido como o "Roubo do Século" foi selecionado como o Sucesso DNA do Ano (DNA Hit of the Year) em 2020. O caso foi selecionado entre 50 casos enviados por 20 países e escolhido por um painel de sete juízes internacionais com formação profissional em genética para investigações criminais e no setor de aplicação das leis. O reconhecimento foi anunciado durante o Congresso anual de Soluções de Identificação Humana (Human Identification Solutions - HIDS), que foi realizado online este ano.

Em seu quarto ano, o programa Sucesso DNA do Ano é organizado pela GTH-GA, uma autoridade internacional em leis, legislação e políticas de bancos de dados de DNA. "A lista de casos de 2020 demonstra o poder extraordinário dos bancos de dados de DNA para solucionar crimes, identificar pessoas desaparecidas, e inocentar pessoas", disse Tim Schellberg, presidente da GTH-GA. Uma lista completa dos casos enviados à GTH-GA e uma apresentação do caso selecionado este ano podem ser acessados em http://www.dnaresource.com/hitoftheyear-2020.html.

Batizado de "Roubo do Século" pela mídia brasileira, o crime ocorreu em Ciudad del Este, Paraguai, mas foi cometido por membros da maior organização criminosa do Brasil e investigado pela Polícia Federal brasileira. Em 24 de abril de 2017, cerca de 50 homens fortemente armados e membros da facção cruzaram a fronteira, entraram no Paraguai, e explodiram a sede da transportadora de valores Prosegur para roubar 40 milhões de dólares guardados nos cofres da empresa.

Depois de testar uma quantidade extraordinária de peças separadas de provas recuperadas da cena do crime para verificação de DNA, um total de 457 peças, o laboratório produziu 47 perfis separados da cena do crime. O Brasil utilizou seu banco de dados de DNA para associar vários perfis a outros crimes graves e fez, inclusive, a equivalência de 13 dos 47 perfis com os de criminosos suspeitos de participação no crime. Devido aos recentes investimentos feitos pelo governo brasileiro para expandir seus bancos de dados de DNA de criminosos, acredita-se que a maioria dos 47 perfis deixados na cena do crime será eventualmente equiparada aos de criminosos que estão no banco de dados de DNA do Brasil.

O general Rolando Alexandre de Souza, diretor geral da Polícia Federal, disse: "O caso da Prosegur (Roubo do Século) demonstra a importância do programa de banco de dados de DNA do Brasil para solucionar crimes. O banco de dados do Brasil está se expandindo rapidamente. Isso terá um impacto significativo na elucidação dos crimes e fará com que as nossas comunidades fiquem mais protegidas contra a violência".

"É uma grande honra e privilégio termos esse reconhecimento como o Sucesso de DNA do Ano. Estou orgulhoso dos homens e das mulheres da nossa polícia que se dedicaram a coletar e a fazer os testes com DNA e que contribuíram para levar esses criminosos à justiça", disse o general.

Sobre at GTH-GA: A Gordon Thomas Honeywell Governmental Affairs (GTH-GA) é reconhecida mundialmente como especialista em políticas de bancos de dados, legislação e leis de DNA. Há mais de vinte anos, os consultores da GTH-GA fornecem consultoria a mais de 50 países e estados sobre políticas e legislação para estabelecer ou expandir bancos de dados de DNA de criminosos.

FONTE Gordon Thomas Honeywell Governmental Affairs

DNA identifica membros de famosa facção criminosa brasileira no roubo de alto risco e de soma extraordinária a uma transportadora de valores

SEATTLE e TACOMA, Washington, 24 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- A instituição Gordon Thomas Honeywell Governmental Affairs (GTH-GA) anunciou que o caso que ficou conhecido como o "Roubo do Século" foi selecionado como o Sucesso DNA do Ano (DNA Hit of the Year) em 2020. O caso foi selecionado entre 50 casos enviados por 20 países e escolhido por um painel de sete juízes internacionais com formação profissional em genética para investigações criminais e no setor de aplicação das leis. O reconhecimento foi anunciado durante o Congresso anual de Soluções de Identificação Humana (Human Identification Solutions - HIDS), que foi realizado online este ano.

Em seu quarto ano, o programa Sucesso DNA do Ano é organizado pela GTH-GA, uma autoridade internacional em leis, legislação e políticas de bancos de dados de DNA. "A lista de casos de 2020 demonstra o poder extraordinário dos bancos de dados de DNA para solucionar crimes, identificar pessoas desaparecidas, e inocentar pessoas", disse Tim Schellberg, presidente da GTH-GA. Uma lista completa dos casos enviados à GTH-GA e uma apresentação do caso selecionado este ano podem ser acessados em http://www.dnaresource.com/hitoftheyear-2020.html.

Batizado de "Roubo do Século" pela mídia brasileira, o crime ocorreu em Ciudad del Este, Paraguai, mas foi cometido por membros da maior organização criminosa do Brasil e investigado pela Polícia Federal brasileira. Em 24 de abril de 2017, cerca de 50 homens fortemente armados e membros da facção cruzaram a fronteira, entraram no Paraguai, e explodiram a sede da transportadora de valores Prosegur para roubar 40 milhões de dólares guardados nos cofres da empresa.

Depois de testar uma quantidade extraordinária de peças separadas de provas recuperadas da cena do crime para verificação de DNA, um total de 457 peças, o laboratório produziu 47 perfis separados da cena do crime. O Brasil utilizou seu banco de dados de DNA para associar vários perfis a outros crimes graves e fez, inclusive, a equivalência de 13 dos 47 perfis com os de criminosos suspeitos de participação no crime. Devido aos recentes investimentos feitos pelo governo brasileiro para expandir seus bancos de dados de DNA de criminosos, acredita-se que a maioria dos 47 perfis deixados na cena do crime será eventualmente equiparada aos de criminosos que estão no banco de dados de DNA do Brasil.

O general Rolando Alexandre de Souza, diretor geral da Polícia Federal, disse: "O caso da Prosegur (Roubo do Século) demonstra a importância do programa de banco de dados de DNA do Brasil para solucionar crimes. O banco de dados do Brasil está se expandindo rapidamente. Isso terá um impacto significativo na elucidação dos crimes e fará com que as nossas comunidades fiquem mais protegidas contra a violência".

"É uma grande honra e privilégio termos esse reconhecimento como o Sucesso de DNA do Ano. Estou orgulhoso dos homens e das mulheres da nossa polícia que se dedicaram a coletar e a fazer os testes com DNA e que contribuíram para levar esses criminosos à justiça", disse o general.

Sobre at GTH-GA: A Gordon Thomas Honeywell Governmental Affairs (GTH-GA) é reconhecida mundialmente como especialista em políticas de bancos de dados, legislação e leis de DNA. Há mais de vinte anos, os consultores da GTH-GA fornecem consultoria a mais de 50 países e estados sobre políticas e legislação para estabelecer ou expandir bancos de dados de DNA de criminosos.

FONTE Gordon Thomas Honeywell Governmental Affairs

Você acabou de ler:

Caso do ''Roubo do Século'' escolhido como o Sucesso DNA do Ano 2020

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/caso-do-roubo-do-seculo-escolhido-como-o-sucesso-dna-do-ano-2020/