CCR - Resultados do 4o Trimestre de 2018

SÃO PAULO, 21 de março de 2019 /PRNewswire/ -- A CCR S.A. (CCR), maior empresa de concessões de rodovias do Brasil em termos de receita, divulga seus resultados do 4o trimestre de 2018.

Destaques 4T18

  • O tráfego consolidado apresentou redução de 3,9%. Excluindo-se os efeitos das isenções dos eixos suspensos, houve aumento de 0,4%. Somando-se o tráfego proporcional de Renovias e ViaRio, houve redução de 3,6% e crescimento de 0,7% excluindo-se referidas isenções.        
  • O EBITDA ajustado na mesma base* apresentou crescimento de 3,6%, com margem ajustada de 61,7% (+0,4 p.p.). O EBITDA ajustado operacional* apresentou crescimento de 8,6%, com margem de 60,3% (-1,0 p.p.). 
  • O Resultado Líquido na mesma base* atingiu R$ 356,9 milhões, decréscimo de 21,1%. O Resultado Líquido alcançou -R$ 307,1 milhões. 

* As definições de mesma base estão descritas abaixo da tabela a seguir.



IFRS



Pró-forma

Indicadores Financeiros (R$ MM)

4T17

4T18

Var. %



4T17

4T18

Var. %

Receita Líquida1

2.021,1

2.233,5

10,5%



2.178,8

2.386,3

9,5%

Receita Líquida ajustada mesma base2

2.021,1

2.083,2

3,1%



2.178,8

2.236,0

2,6%

EBIT ajustado3

883,3

(24,4)

n.m.



950,6

44,8

-95,3%

Mg. EBIT ajustada4

43,7%

-1,1%

-44,8 p.p.



43,6%

1,9%

-41,7 p.p.

EBIT ajustado mesma base2

883,3

747,6

-15,4%



950,6

816,7

-14,1%

Margem EBIT ajustado mesma base2

43,7%

35,9%

-7,8 p.p.



43,6%

36,5%

-7,1 p.p.

EBITDA ajustado5

1.239,6

535,3

-56,8%



1.342,4

640,4

-52,3%

Mg. EBITDA ajustada4

61,3%

24,0%

-37,3 p.p.



61,6%

26,8%

-34,8 p.p.

EBITDA ajustado operacional6

1.239,6

1.346,5

8,6%



1.342,4

1.451,5

8,1%

Mg. EBITDA ajustada operacional4

61,3%

60,3%

-1,0 p.p.



61,6%

60,8%

-0,8 p.p.

EBITDA ajustado mesma base2

1.239,6

1.284,4

3,6%



1.342,4

1.389,5

3,5%

Mg. EBITDA ajustada mesma base2

61,3%

61,7%

0,4 p.p.



61,6%

62,1%

0,5 p.p.

Lucro Líquido

329,1

(307,1)

n.m.



329,1

(307,1)

n.m.

Lucro Líquido mesma base2

452,2

356,9

-21,1%



452,2

356,9

-21,1%

Div. Liq. / EBITDA ajustado operacional últ. 12m. (x)7

2,3

2,8





2,3

2,7



EBITDA ajustado5 / Juros e Variações Monetárias (x)

5,2

1,6





5,1

1,8



    



IFRS



Pró-forma

Indicadores Financeiros (R$ MM)

2017

2018

Var. %



2017

2018

Var. %

Receita Líquida1

7.537,7

8.136,7

7,9%



8.192,9

8.845,3

8,0%

Receita Líquida ajustada mesma base2

7.174,7

7.440,3

3,7%



7.708,5

7.981,2

3,5%

EBIT ajustado3

3.762,1

2.187,5

-41,9%



4.058,7

2.502,3

-38,3%

Mg. EBIT ajustada4

49,9%

26,9%

-23,0 p.p.



49,5%

28,3%

-21,2 p.p.

EBIT ajustado mesma base2

3.014,5

2.756,1

-8,6%



3.258,9

3.003,6

-7,8%

Margem EBIT ajustado mesma base2

42,0%

37,0%

-5,0 p.p.



42,3%

37,6%

-4,7 p.p.

EBITDA ajustado5

5.169,0

4.070,6

-21,2%



5.603,6

4.538,0

-19,0%

Mg. EBITDA ajustada4

68,6%

50,0%

-18,6 p.p.



68,4%

51,3%

-17,1 p.p.

EBITDA ajustado operacional6

4.620,8

4.881,8

5,6%



5.055,4

5.349,1

5,8%

Mg. EBITDA ajustada operacional4

61,3%

60,0%

-1,3 p.p.



61,7%

60,5%

-1,2 p.p.

EBITDA ajustado mesma base2

4.389,4

4.560,0

3,9%



4.750,8

4.913,1

3,4%

Mg. EBITDA ajustada mesma base2

61,2%

61,3%

0,1 p.p.



61,6%

61,6%

0,0 p.p.

Lucro Líquido

1.797,5

782,7

-56,5%



1.797,5

782,7

-56,5%

Lucro Líquido mesma base2

1.472,2

1.382,0

-6,1%



1.472,2

1.382,0

-6,1%

Div. Liq. / EBITDA ajustado operacional últ. 12m. (x)7

2,3

2,8





2,3

2,7



EBITDA ajustado5 / Juros e Variações Monetárias (x)

4,7

3,7





4,7

3,9



¹ A receita líquida exclui a receita de construção.

² Valores na mesma base excluem:

I.     Nas comparações trimestrais: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em

       abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com

       consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e

       penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério

       Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0

       milhões no EBITDA e R$ 644,4 milhões no lucro líquido; (iv)
provisão decorrente do Termo de

       Autocomposição celebrado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5

       milhões no EBITDA e R$ 53,8 milhões no lucro líquido
; (v) despesas e provisões não-

       recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no

       EBITDA e R$ 49,1 milhões no lucro líquido; (vi)
despesas não-recorrentes relativas ao Comitê

       Independente, de R$ 15,5 milhões no EBITDA e R$ 10,2 milhões no lucro líquido
e; (vii)

       remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos

       investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões

       no EBITDA e +R$ 60,5 milhões no lucro líquido (mais detalhes estão disponíveis na seção de

       'Custos').

II.     Nas comparações anuais: (i) itens descritos acima; (ii) ViaQuatro que passou a ser

        controlada a partir do 2T17;  (iii) despesas não-recorrentes referentes a rescisões trabalhistas

        de R$ R$ 31,8 milhões no EBITDA e R$ 21,0 milhões no lucro líquido incorridas durante o

        3T18; (iv) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 30,8 milhões

        no EBITDA e R$ 23,0 milhões no lucro líquido incorridas durante os 9M18; (v)
efeitos não-

        recorrentes das aquisições de participações na ViaQuatro e ViaRio (R$ 548,1 milhões no

        EBITDA e R$ 361,8 milhões no lucro líquido) no 2T17;
e (vi) adicionalmente, no lucro líquido

        e nas comparações pró-forma, exclui-se a ViaRio, cuja participação detida pela Companhia

        aumentou de 33,33% para 66,66% a partir de maio de 2017.

3 Calculado somando-se Receita Líquida, Receita de Construção, Custo dos Serviços Prestados e Despesas Administrativas.

4 As margens EBIT e EBITDA ajustadas e ajustadas operacionais foram calculadas por meio da divisão do EBIT e EBITDA ajustados e ajustados operacionais pelas receitas líquidas, excluídas as receitas de construção, dado que este é um requerimento do IFRS.

5 Calculado excluindo-se as despesas não-caixa: depreciação e amortização, provisão de manutenção e apropriação de despesas antecipadas da outorga.

6 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa:

I.     No 4T18 e em 2018: (i) não-recorrentes das provisões de multas e penalidades decorrentes

       das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição supramencionados, nos valores

       de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões, respectivamente; (ii) não-recorrente da

       remensuração de participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões (vide item de outros

       custos para mais detalhes) e; (iii) provisão referente ao Programa de Incentivo à Colaboração

       (PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões.

II.     Em 2017, os efeitos das aquisições de participação na ViaQuatro e na ViaRio mencionadas

         no item 2.

7 EBITDA ajustado operacional dos últimos 12 meses no 4T17, inclui efeitos não-recorrentes das aquisições de participações na ViaQuatro e ViaRio (R$ 548,1 milhões) e no 4T18, os eventos mencionados no item acima.

Eventos subsequentes

  • Em 11 de janeiro, foi assinado o contrato de concessão das Rodovias Integradas do Sul S.A. (ViaSul), com prazo de 30 anos. A operação comercial teve início em 15 de fevereiro com duas praças de pedágio. Essa conquista representa a concretização de mais uma importante etapa do planejamento estratégico da CCR, que visa o seu crescimento qualificado, agregar valor aos acionistas e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Brasil. 
  • Em 11 de março, o consórcio formado pela CCR (80%) e RuasInvest Participações S.A. (20%) apresentou a melhor proposta para a execução, em regime de concessão onerosa, da prestação de serviço público de transporte de passageiros da Linha 15-Prata da rede metroviária de São Paulo. Aguarda-se a análise de documentos de habilitação e respectiva declaração de vencedor da licitação.

Teleconferência/Webcast

Acesso às conferências telefônicas/webcasts:

Conferência em português com tradução simultânea para o inglês:

Sexta-feira, 22 de Março de 2019

12:00h São Paulo / 11:00h Nova Iorque

Participantes que ligam do Brasil: (11) 3193-1001 ou (11) 2820-4001

Participantes que ligam dos EUA: 1-800-492-3904 ou (+1) 646 828-8246

Código de acesso: CCR

Replay: (11) 3193-1012 ou (11) 2820-4012

Código: 6613150

As instruções para participação nestes eventos estão disponíveis no website da CCR, www.ccr.com.br/ri.  

Contatos RI:

Marcus Macedo: (11) 3048-5941

Flávia Godoy: (11) 3048-5955

Daniel Kuratomi: (11) 3048-6353

Marcela Dias (11) 3048-2108

FONTE CCR S.A.

SÃO PAULO, 21 de março de 2019 /PRNewswire/ -- A CCR S.A. (CCR), maior empresa de concessões de rodovias do Brasil em termos de receita, divulga seus resultados do 4o trimestre de 2018.

Destaques 4T18

  • O tráfego consolidado apresentou redução de 3,9%. Excluindo-se os efeitos das isenções dos eixos suspensos, houve aumento de 0,4%. Somando-se o tráfego proporcional de Renovias e ViaRio, houve redução de 3,6% e crescimento de 0,7% excluindo-se referidas isenções.        
  • O EBITDA ajustado na mesma base* apresentou crescimento de 3,6%, com margem ajustada de 61,7% (+0,4 p.p.). O EBITDA ajustado operacional* apresentou crescimento de 8,6%, com margem de 60,3% (-1,0 p.p.). 
  • O Resultado Líquido na mesma base* atingiu R$ 356,9 milhões, decréscimo de 21,1%. O Resultado Líquido alcançou -R$ 307,1 milhões. 

* As definições de mesma base estão descritas abaixo da tabela a seguir.



IFRS



Pró-forma

Indicadores Financeiros (R$ MM)

4T17

4T18

Var. %



4T17

4T18

Var. %

Receita Líquida1

2.021,1

2.233,5

10,5%



2.178,8

2.386,3

9,5%

Receita Líquida ajustada mesma base2

2.021,1

2.083,2

3,1%



2.178,8

2.236,0

2,6%

EBIT ajustado3

883,3

(24,4)

n.m.



950,6

44,8

-95,3%

Mg. EBIT ajustada4

43,7%

-1,1%

-44,8 p.p.



43,6%

1,9%

-41,7 p.p.

EBIT ajustado mesma base2

883,3

747,6

-15,4%



950,6

816,7

-14,1%

Margem EBIT ajustado mesma base2

43,7%

35,9%

-7,8 p.p.



43,6%

36,5%

-7,1 p.p.

EBITDA ajustado5

1.239,6

535,3

-56,8%



1.342,4

640,4

-52,3%

Mg. EBITDA ajustada4

61,3%

24,0%

-37,3 p.p.



61,6%

26,8%

-34,8 p.p.

EBITDA ajustado operacional6

1.239,6

1.346,5

8,6%



1.342,4

1.451,5

8,1%

Mg. EBITDA ajustada operacional4

61,3%

60,3%

-1,0 p.p.



61,6%

60,8%

-0,8 p.p.

EBITDA ajustado mesma base2

1.239,6

1.284,4

3,6%



1.342,4

1.389,5

3,5%

Mg. EBITDA ajustada mesma base2

61,3%

61,7%

0,4 p.p.



61,6%

62,1%

0,5 p.p.

Lucro Líquido

329,1

(307,1)

n.m.



329,1

(307,1)

n.m.

Lucro Líquido mesma base2

452,2

356,9

-21,1%



452,2

356,9

-21,1%

Div. Liq. / EBITDA ajustado operacional últ. 12m. (x)7

2,3

2,8





2,3

2,7



EBITDA ajustado5 / Juros e Variações Monetárias (x)

5,2

1,6





5,1

1,8



    



IFRS



Pró-forma

Indicadores Financeiros (R$ MM)

2017

2018

Var. %



2017

2018

Var. %

Receita Líquida1

7.537,7

8.136,7

7,9%



8.192,9

8.845,3

8,0%

Receita Líquida ajustada mesma base2

7.174,7

7.440,3

3,7%



7.708,5

7.981,2

3,5%

EBIT ajustado3

3.762,1

2.187,5

-41,9%



4.058,7

2.502,3

-38,3%

Mg. EBIT ajustada4

49,9%

26,9%

-23,0 p.p.



49,5%

28,3%

-21,2 p.p.

EBIT ajustado mesma base2

3.014,5

2.756,1

-8,6%



3.258,9

3.003,6

-7,8%

Margem EBIT ajustado mesma base2

42,0%

37,0%

-5,0 p.p.



42,3%

37,6%

-4,7 p.p.

EBITDA ajustado5

5.169,0

4.070,6

-21,2%



5.603,6

4.538,0

-19,0%

Mg. EBITDA ajustada4

68,6%

50,0%

-18,6 p.p.



68,4%

51,3%

-17,1 p.p.

EBITDA ajustado operacional6

4.620,8

4.881,8

5,6%



5.055,4

5.349,1

5,8%

Mg. EBITDA ajustada operacional4

61,3%

60,0%

-1,3 p.p.



61,7%

60,5%

-1,2 p.p.

EBITDA ajustado mesma base2

4.389,4

4.560,0

3,9%



4.750,8

4.913,1

3,4%

Mg. EBITDA ajustada mesma base2

61,2%

61,3%

0,1 p.p.



61,6%

61,6%

0,0 p.p.

Lucro Líquido

1.797,5

782,7

-56,5%



1.797,5

782,7

-56,5%

Lucro Líquido mesma base2

1.472,2

1.382,0

-6,1%



1.472,2

1.382,0

-6,1%

Div. Liq. / EBITDA ajustado operacional últ. 12m. (x)7

2,3

2,8





2,3

2,7



EBITDA ajustado5 / Juros e Variações Monetárias (x)

4,7

3,7





4,7

3,9



¹ A receita líquida exclui a receita de construção.

² Valores na mesma base excluem:

I.     Nas comparações trimestrais: (i) ViaMobilidade, cujo contrato de concessão foi assinado em

       abril de 2018; (ii) Aeroporto Internacionial de San José, cujo aumento de participação com

       consequente aquisição de controle ocorreu em outubro de 2018; (iii) provisão de multa e

       penalidades como consequência da celebração do Acordo de Leniência com o Ministério

       Público Federal, conforme Fato Relevante de 6 de março de 2019, no valor de R$ 750,0

       milhões no EBITDA e R$ 644,4 milhões no lucro líquido; (iv)
provisão decorrente do Termo de

       Autocomposição celebrado com o Ministério Público do Estado São Paulo, de R$ 81,5

       milhões no EBITDA e R$ 53,8 milhões no lucro líquido
; (v) despesas e provisões não-

       recorrentes relacionadas a rescisões trabalhistas no Grupo CCR de R$ 74,4 milhões no

       EBITDA e R$ 49,1 milhões no lucro líquido; (vi)
despesas não-recorrentes relativas ao Comitê

       Independente, de R$ 15,5 milhões no EBITDA e R$ 10,2 milhões no lucro líquido
e; (vii)

       remensuração da participação anteriormente detida em San José, gerando aumento dos

       investimentos (direito de concessão gerado na aquisição), no montante de +R$ 91,6 milhões

       no EBITDA e +R$ 60,5 milhões no lucro líquido (mais detalhes estão disponíveis na seção de

       'Custos').

II.     Nas comparações anuais: (i) itens descritos acima; (ii) ViaQuatro que passou a ser

        controlada a partir do 2T17;  (iii) despesas não-recorrentes referentes a rescisões trabalhistas

        de R$ R$ 31,8 milhões no EBITDA e R$ 21,0 milhões no lucro líquido incorridas durante o

        3T18; (iv) despesas não-recorrentes relativas ao Comitê Independente, de R$ 30,8 milhões

        no EBITDA e R$ 23,0 milhões no lucro líquido incorridas durante os 9M18; (v)
efeitos não-

        recorrentes das aquisições de participações na ViaQuatro e ViaRio (R$ 548,1 milhões no

        EBITDA e R$ 361,8 milhões no lucro líquido) no 2T17;
e (vi) adicionalmente, no lucro líquido

        e nas comparações pró-forma, exclui-se a ViaRio, cuja participação detida pela Companhia

        aumentou de 33,33% para 66,66% a partir de maio de 2017.

3 Calculado somando-se Receita Líquida, Receita de Construção, Custo dos Serviços Prestados e Despesas Administrativas.

4 As margens EBIT e EBITDA ajustadas e ajustadas operacionais foram calculadas por meio da divisão do EBIT e EBITDA ajustados e ajustados operacionais pelas receitas líquidas, excluídas as receitas de construção, dado que este é um requerimento do IFRS.

5 Calculado excluindo-se as despesas não-caixa: depreciação e amortização, provisão de manutenção e apropriação de despesas antecipadas da outorga.

6 Além das despesas não-caixa excluídas do EBITDA ajustado, são excluídas as receitas e/ou despesas não-operacionais não-caixa:

I.     No 4T18 e em 2018: (i) não-recorrentes das provisões de multas e penalidades decorrentes

       das celebrações dos acordos de Leniência e Autocomposição supramencionados, nos valores

       de -R$ 750,0 milhões e -R$ 81,5 milhões, respectivamente; (ii) não-recorrente da

       remensuração de participação na Aeris, no valor de +R$ 91,6 milhões (vide item de outros

       custos para mais detalhes) e; (iii) provisão referente ao Programa de Incentivo à Colaboração

       (PIC), no valor de -R$ 71,2 milhões.

II.     Em 2017, os efeitos das aquisições de participação na ViaQuatro e na ViaRio mencionadas

         no item 2.

7 EBITDA ajustado operacional dos últimos 12 meses no 4T17, inclui efeitos não-recorrentes das aquisições de participações na ViaQuatro e ViaRio (R$ 548,1 milhões) e no 4T18, os eventos mencionados no item acima.

Eventos subsequentes

  • Em 11 de janeiro, foi assinado o contrato de concessão das Rodovias Integradas do Sul S.A. (ViaSul), com prazo de 30 anos. A operação comercial teve início em 15 de fevereiro com duas praças de pedágio. Essa conquista representa a concretização de mais uma importante etapa do planejamento estratégico da CCR, que visa o seu crescimento qualificado, agregar valor aos acionistas e contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Brasil. 
  • Em 11 de março, o consórcio formado pela CCR (80%) e RuasInvest Participações S.A. (20%) apresentou a melhor proposta para a execução, em regime de concessão onerosa, da prestação de serviço público de transporte de passageiros da Linha 15-Prata da rede metroviária de São Paulo. Aguarda-se a análise de documentos de habilitação e respectiva declaração de vencedor da licitação.

Teleconferência/Webcast

Acesso às conferências telefônicas/webcasts:

Conferência em português com tradução simultânea para o inglês:

Sexta-feira, 22 de Março de 2019

12:00h São Paulo / 11:00h Nova Iorque

Participantes que ligam do Brasil: (11) 3193-1001 ou (11) 2820-4001

Participantes que ligam dos EUA: 1-800-492-3904 ou (+1) 646 828-8246

Código de acesso: CCR

Replay: (11) 3193-1012 ou (11) 2820-4012

Código: 6613150

As instruções para participação nestes eventos estão disponíveis no website da CCR, www.ccr.com.br/ri.  

Contatos RI:

Marcus Macedo: (11) 3048-5941

Flávia Godoy: (11) 3048-5955

Daniel Kuratomi: (11) 3048-6353

Marcela Dias (11) 3048-2108

FONTE CCR S.A.

Você acabou de ler:

CCR - Resultados do 4o Trimestre de 2018

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/ccr-resultados-do-4o-trimestre-de-2018/