CGTN: Além das montanhas de Tianshan: Xinjiang é uma terra de maravilhas

PEQUIM, 21 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- "Ao norte e ao sul das montanhas de Tianshan, você pode ver pastagens exuberantes; o deserto de Gobi foi transformado em campos férteis com neve derretida irrigando as fazendas..." A letra da popular canção folclórica chamada "Xinjiang é um lugar maravilhoso" oferece um verdadeiro quadro da região autônoma Uygur de Xinjiang, na China.

As montanhas de Tianshan, estendendo-se por milhares de quilômetros pela fronteira noroeste da China, dividem Xinjiang pela metade. O presidente chinês Xi Jinping sempre foi teve muito apreço pelas montanhas de Tianshan, bem como por Xinjiang. Durante sua recente visita, Xi testemunhou a paz e a estabilidade da sociedade de Xinjiang e a prosperidade resultantes de sua economia próspera, nos dois lados das montanhas de Tianshan.

O presidente Xi visitou Xinjiang entre 12 e 15 de julho. Ele inspecionou nove lugares em três cidades e participou de uma sessão de informação e de sete reuniões. As altas expectativas do presidente foram claramente mostradas por sua agenda lotada e pelo vigor e intensidade das discussões das quais participou.

De um canto remoto a um centro principal

Xinjiang, o interior relativamente fechado, agora desempenha um papel vital na Iniciativa Cinturão e Rota (BRI) proposta pela China, com o valor do comércio exterior atingindo mais de 67,4 bilhões de yuans (9,99 bilhões de dólares) nos primeiros cinco meses deste ano, um aumento de 30,9% em relação ao ano anterior.

Contendo o Urumqi China-Europe Railway Express Hub e uma zona de ligação abrangente, a área internacional de portos terrestres de Urumqi (Urumqi International Land Port) é um projeto marcante na construção da BRI na região.

Desde sua construção em 2015, a área da zona portuária terrestre atraiu mais de 30 bilhões de yuans (cerca de 4,44 bilhões de dólares) em investimentos e mais de 340 empresas. Também foi implementado um projeto de comércio eletrônico internacional.

Até junho de 2022, a área portuária terrestre havia operado mais de 5.900 viagens de trem de carga entre China e Europa por meio de 21 rotas que ligam 26 cidades em 19 países e regiões europeias e asiáticas. Os trens transportam mais de 200 categorias de mercadorias, que vão desde as necessidades diárias e vestuário até equipamentos mecânicos e materiais de construção.

"Com o avanço da cooperação Cinturão e Rota, Xinjiang não é mais um canto remoto, mas uma área central e um núcleo", disse Xi ao visitar a área portuária terrestre internacional de Urumqi.

Uma nova visão

Respondendo por 1/6 do território terrestre da China, Xinjiang abriga 13 grupos étnicos, seis grandes religiões e mais de 25 milhões de pessoas. E sempre foi uma região com valor estratégico.

"Em nossa jornada na nova era, nos esforçaremos para transformar Xinjiang em um belo lugar que seja unido, harmonioso e próspero, com uma cultura avançada, uma vida feliz para todos e um ambiente ecológico completo e sólido", observou Xi na visita, exigindo um equilíbrio adequado entre o desenvolvimento econômico e social e a proteção ecológica.

A região teve um desenvolvimento ecológico robusto de 2010 a 2019, com um aumento líquido de mais de 113 milhões de mu (cerca de 7,53 milhões de hectares) de terras ecologicamente funcionais como mostrou a mais recente pesquisa de terras e recursos de Xinjiang.

Até 2019, a região havia registrado mais de 183 milhões de mu (cerca de 12,2 milhões de hectares) de florestas, 780 milhões de mu (cerca de 52 milhões de hectares) de pastagens, 22,87 milhões de mu (cerca de 1,52 milhão de hectares) de pântanos e 33,18 milhões de mu (cerca de 2,21 milhões de hectares) de rios e lagos.

Xinjiang planejou criar o Parque Nacional Kalamaili e o Parque Nacional das Montanhas Kunlun, os primeiros desse tipo na região, para proteger espécies ameaçadas de extinção e ecossistemas locais.

De acordo com o governo local, foi estabelecida a meta média de crescimento anual do PIB da região para mais de 6% durante o 14º período do Plano Quinquenal (2021 a 2025) e foi planejado criar uma média de 460 mil novos empregos urbanos a cada ano, e levar a taxa de desemprego urbano a menos de 5,5%.

https://news.cgtn.com/news/2022-07-20/Beyond-the-Tianshan-Mountains-Xinjiang-is-a-land-of-wonders-1bOC9Tg3HRS/index.html

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=FG10zU9nuzI  

FONTE CGTN

PEQUIM, 21 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- "Ao norte e ao sul das montanhas de Tianshan, você pode ver pastagens exuberantes; o deserto de Gobi foi transformado em campos férteis com neve derretida irrigando as fazendas..." A letra da popular canção folclórica chamada "Xinjiang é um lugar maravilhoso" oferece um verdadeiro quadro da região autônoma Uygur de Xinjiang, na China.

As montanhas de Tianshan, estendendo-se por milhares de quilômetros pela fronteira noroeste da China, dividem Xinjiang pela metade. O presidente chinês Xi Jinping sempre foi teve muito apreço pelas montanhas de Tianshan, bem como por Xinjiang. Durante sua recente visita, Xi testemunhou a paz e a estabilidade da sociedade de Xinjiang e a prosperidade resultantes de sua economia próspera, nos dois lados das montanhas de Tianshan.

O presidente Xi visitou Xinjiang entre 12 e 15 de julho. Ele inspecionou nove lugares em três cidades e participou de uma sessão de informação e de sete reuniões. As altas expectativas do presidente foram claramente mostradas por sua agenda lotada e pelo vigor e intensidade das discussões das quais participou.

De um canto remoto a um centro principal

Xinjiang, o interior relativamente fechado, agora desempenha um papel vital na Iniciativa Cinturão e Rota (BRI) proposta pela China, com o valor do comércio exterior atingindo mais de 67,4 bilhões de yuans (9,99 bilhões de dólares) nos primeiros cinco meses deste ano, um aumento de 30,9% em relação ao ano anterior.

Contendo o Urumqi China-Europe Railway Express Hub e uma zona de ligação abrangente, a área internacional de portos terrestres de Urumqi (Urumqi International Land Port) é um projeto marcante na construção da BRI na região.

Desde sua construção em 2015, a área da zona portuária terrestre atraiu mais de 30 bilhões de yuans (cerca de 4,44 bilhões de dólares) em investimentos e mais de 340 empresas. Também foi implementado um projeto de comércio eletrônico internacional.

Até junho de 2022, a área portuária terrestre havia operado mais de 5.900 viagens de trem de carga entre China e Europa por meio de 21 rotas que ligam 26 cidades em 19 países e regiões europeias e asiáticas. Os trens transportam mais de 200 categorias de mercadorias, que vão desde as necessidades diárias e vestuário até equipamentos mecânicos e materiais de construção.

"Com o avanço da cooperação Cinturão e Rota, Xinjiang não é mais um canto remoto, mas uma área central e um núcleo", disse Xi ao visitar a área portuária terrestre internacional de Urumqi.

Uma nova visão

Respondendo por 1/6 do território terrestre da China, Xinjiang abriga 13 grupos étnicos, seis grandes religiões e mais de 25 milhões de pessoas. E sempre foi uma região com valor estratégico.

"Em nossa jornada na nova era, nos esforçaremos para transformar Xinjiang em um belo lugar que seja unido, harmonioso e próspero, com uma cultura avançada, uma vida feliz para todos e um ambiente ecológico completo e sólido", observou Xi na visita, exigindo um equilíbrio adequado entre o desenvolvimento econômico e social e a proteção ecológica.

A região teve um desenvolvimento ecológico robusto de 2010 a 2019, com um aumento líquido de mais de 113 milhões de mu (cerca de 7,53 milhões de hectares) de terras ecologicamente funcionais como mostrou a mais recente pesquisa de terras e recursos de Xinjiang.

Até 2019, a região havia registrado mais de 183 milhões de mu (cerca de 12,2 milhões de hectares) de florestas, 780 milhões de mu (cerca de 52 milhões de hectares) de pastagens, 22,87 milhões de mu (cerca de 1,52 milhão de hectares) de pântanos e 33,18 milhões de mu (cerca de 2,21 milhões de hectares) de rios e lagos.

Xinjiang planejou criar o Parque Nacional Kalamaili e o Parque Nacional das Montanhas Kunlun, os primeiros desse tipo na região, para proteger espécies ameaçadas de extinção e ecossistemas locais.

De acordo com o governo local, foi estabelecida a meta média de crescimento anual do PIB da região para mais de 6% durante o 14º período do Plano Quinquenal (2021 a 2025) e foi planejado criar uma média de 460 mil novos empregos urbanos a cada ano, e levar a taxa de desemprego urbano a menos de 5,5%.

https://news.cgtn.com/news/2022-07-20/Beyond-the-Tianshan-Mountains-Xinjiang-is-a-land-of-wonders-1bOC9Tg3HRS/index.html

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=FG10zU9nuzI  

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: Além das montanhas de Tianshan: Xinjiang é uma terra de maravilhas

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-alem-das-montanhas-de-tianshan-xinjiang-e-uma-terra-de-maravilhas/