CGTN: as promessas da China importam - ela cumpre seus compromissos

PEQUIM, 17 de maio de 2021 /PRNewswire/ -- Há mais de dois mil anos, Confúcio disse: "Yan Bi Xin Xing Bi Guo", o que significa que "todos devem ser fiéis à sua palavra e determinados em seu trabalho".

"A civilização chinesa enfatiza que "deve-se cumprir com a palavra, deve-se cumprir a promessa" e que "com pessoas desonestas, a confiabilidade se torna questionável", disse o presidente chinês, Xi Jinping.

A China permaneceu fiel à frase durante todo seu processo de desenvolvimento, e o plano quinquenal do país serve como um exemplo vívido da forma como os compromissos são cumpridos.

Promessas cumpridas

Criado a cada cinco anos desde 1953, o plano quinquenal, uma importante característica do sistema de governo da China, estabelece metas de crescimento e define políticas de desenvolvimento. Com exceção do período entre 1963 e 1965, um total de 13 desses planos já foi elaborado e, o que é mais significativo, implementado.

Por exemplo, a luta do país contra a pobreza. Tirar todos os residentes rurais da pobreza até 2020 foi o 13º Plano Quinquenal da China (2016-2020). Após oito anos de trabalho, todos os quase 100 milhões de residentes rurais desfavorecidos da China ultrapassaram a atual linha da pobreza em 2020.

A China também cumpriu seus compromissos em relação a assuntos globais. 

A cúpula de Copenhague de 2009 estabeleceu a meta da China de consumo de energia não fóssil para 2020 em 15% e definiu uma redução de 40 a 45% na intensidade de emissões de carbono em comparação com 2005. As estatísticas da China para 2019 são de 15,3% e 48,1%, respectivamente, o que significa que o país superou e cumpriu as metas antes do previsto.

Em comparação com 2005, as emissões de gases de efeito estufa por unidade do PIB haviam caído 48% até 2019 na China, de acordo com o Ministério da Ecologia e do Meio Ambiente, alcançando as metas do compromisso da China para 2020 antes do previsto.

14º Plano Quinquenal da China, novas promessas a serem cumpridas

Em 2021, a China embarca em uma nova jornada em direção à modernização socialista por meio do 14º Plano Quinquenal (2021-2025).

As metas concretas a serem alcançadas nos próximos anos incluem manter a taxa de desemprego urbano recenseada abaixo de 5,5% e atingir o crescimento anual de 7% nos gastos em pesquisa e desenvolvimento.

O país também prometeu reduzir o consumo de energia por unidade do PIB em 13,5% e diminuir as emissões de dióxido de carbono em 18%, a fim de construir uma economia verde e preparar o caminho para atingir sua meta de longo prazo de emissões de carbono até 2030.

"A China se empenhará para alcançar o pico das emissões de dióxido de carbono antes de 2030 e atingir a neutralidade de carbono antes de 2060", disse Xi na Cúpula de Líderes sobre o Clima em abril.

Com planos tão ambiciosos, será necessário muito trabalho para cumprir a promessa.

"Durante o 14º período do Plano Quinquenal, devemos aderir a uma filosofia centrada nas pessoas, que lhes permita colher os frutos do desenvolvimento. Devemos fazer esforços sólidos para melhorar a subsistência das pessoas ao mesmo tempo que promovemos o desenvolvimento de alta qualidade. E devemos nos concentrar mais nos problemas de subsistência, que geralmente são os que mais preocupam as pessoas, adotando medidas mais direcionadas, impulsionando-as uma a uma e trabalhando arduamente ano após ano para que nosso povo sempre tenha uma sensação mais forte de realização, felicidade e segurança", disse Xi.

https://news.cgtn.com/news/2021-05-17/China-s-promises-matter-it-delivers-on-its-commitments--10kQinMPMD6/index.html 

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=3y62w38R8QE

 

FONTE CGTN

PEQUIM, 17 de maio de 2021 /PRNewswire/ -- Há mais de dois mil anos, Confúcio disse: "Yan Bi Xin Xing Bi Guo", o que significa que "todos devem ser fiéis à sua palavra e determinados em seu trabalho".

"A civilização chinesa enfatiza que "deve-se cumprir com a palavra, deve-se cumprir a promessa" e que "com pessoas desonestas, a confiabilidade se torna questionável", disse o presidente chinês, Xi Jinping.

A China permaneceu fiel à frase durante todo seu processo de desenvolvimento, e o plano quinquenal do país serve como um exemplo vívido da forma como os compromissos são cumpridos.

Promessas cumpridas

Criado a cada cinco anos desde 1953, o plano quinquenal, uma importante característica do sistema de governo da China, estabelece metas de crescimento e define políticas de desenvolvimento. Com exceção do período entre 1963 e 1965, um total de 13 desses planos já foi elaborado e, o que é mais significativo, implementado.

Por exemplo, a luta do país contra a pobreza. Tirar todos os residentes rurais da pobreza até 2020 foi o 13º Plano Quinquenal da China (2016-2020). Após oito anos de trabalho, todos os quase 100 milhões de residentes rurais desfavorecidos da China ultrapassaram a atual linha da pobreza em 2020.

A China também cumpriu seus compromissos em relação a assuntos globais. 

A cúpula de Copenhague de 2009 estabeleceu a meta da China de consumo de energia não fóssil para 2020 em 15% e definiu uma redução de 40 a 45% na intensidade de emissões de carbono em comparação com 2005. As estatísticas da China para 2019 são de 15,3% e 48,1%, respectivamente, o que significa que o país superou e cumpriu as metas antes do previsto.

Em comparação com 2005, as emissões de gases de efeito estufa por unidade do PIB haviam caído 48% até 2019 na China, de acordo com o Ministério da Ecologia e do Meio Ambiente, alcançando as metas do compromisso da China para 2020 antes do previsto.

14º Plano Quinquenal da China, novas promessas a serem cumpridas

Em 2021, a China embarca em uma nova jornada em direção à modernização socialista por meio do 14º Plano Quinquenal (2021-2025).

As metas concretas a serem alcançadas nos próximos anos incluem manter a taxa de desemprego urbano recenseada abaixo de 5,5% e atingir o crescimento anual de 7% nos gastos em pesquisa e desenvolvimento.

O país também prometeu reduzir o consumo de energia por unidade do PIB em 13,5% e diminuir as emissões de dióxido de carbono em 18%, a fim de construir uma economia verde e preparar o caminho para atingir sua meta de longo prazo de emissões de carbono até 2030.

"A China se empenhará para alcançar o pico das emissões de dióxido de carbono antes de 2030 e atingir a neutralidade de carbono antes de 2060", disse Xi na Cúpula de Líderes sobre o Clima em abril.

Com planos tão ambiciosos, será necessário muito trabalho para cumprir a promessa.

"Durante o 14º período do Plano Quinquenal, devemos aderir a uma filosofia centrada nas pessoas, que lhes permita colher os frutos do desenvolvimento. Devemos fazer esforços sólidos para melhorar a subsistência das pessoas ao mesmo tempo que promovemos o desenvolvimento de alta qualidade. E devemos nos concentrar mais nos problemas de subsistência, que geralmente são os que mais preocupam as pessoas, adotando medidas mais direcionadas, impulsionando-as uma a uma e trabalhando arduamente ano após ano para que nosso povo sempre tenha uma sensação mais forte de realização, felicidade e segurança", disse Xi.

https://news.cgtn.com/news/2021-05-17/China-s-promises-matter-it-delivers-on-its-commitments--10kQinMPMD6/index.html 

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=3y62w38R8QE

 

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: as promessas da China importam - ela cumpre seus compromissos

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-as-promessas-da-china-importam-ela-cumpre-seus-compromissos/