CGTN: China combate crimes ambientais para promover a economia verde

PEQUIM, 26 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- as autoridades na cidade de Guilin, um dos principais destinos turísticos da China, intensificaram o combate à mineração de areia e às pedreiras ilegais ao longo do rio Lijiang nos últimos anos em um esforço para proteger seu ambiente ecológico. 

Conhecido como um dos rios mais bonitos da Terra, o rio Lijiang se estende mais de 400 quilômetros por meio de montanhas cársticas cenográficas, atraindo centenas de milhares de visitantes a cada ano. 

"O pior comportamento é da exploração de pedreiras", disse o presidente chinês Xi Jinping no domingo ao inspecionar uma parte do rio. "Quando uma montanha é destruída, uma montanha desse tipo desaparece para sempre." 

Descrevendo o rio como o "tesouro único" da China e do mundo, Xi disse que seu ambiente ecológico jamais deve ser danificado. 

Quem continua a realizar a extração de pedras e areia ao longo do rio não deve apenas ser responsabilizado, mas também investigado sobre sua responsabilidade criminal de acordo com a lei, alertou ele.

Graças a uma série de medidas para reduzir a poluição e proteger o rio e as montanhas, o meio ambiente melhorou significativamente, trazendo mais turistas e receitas. 

Em 2019, Guilin recebeu 138 milhões de turistas, atingindo 187,4 bilhões de yuans (US$ 28,9 bilhões), um aumento de 26,7% e 34,7%, respectivamente, em comparação com os níveis em 2018.

Transformação verde da China

Guilin não é o único lugar na China a lutar contra comportamentos que prejudicam o meio ambiente. No ano passado, os órgãos de segurança pública em todo o país combateram 23 mil casos de danos ao ambiente ecológico e aos recursos que envolveram 16,6 bilhões yuans (2,6 bilhões de dólares) e prenderam mais de 40 mil suspeitos, disse o Ministério da Segurança Pública em uma coletiva de imprensa no início deste mês.

Esses esforços fazem parte da campanha da China para promover a transformação verde abrangente do desenvolvimento social e econômico – a visão foi recentemente destacada no plano de desenvolvimento do país pelos próximos cinco anos e mais além.

A campanha está de acordo com uma frase conhecida do presidente Xi sobre o desenvolvimento verde: "águas lúcidas e montanhas exuberantes são ativos inestimáveis." 

Guiada pelo pensamento, a segunda maior economia do mundo intensificou os esforços para promover o desenvolvimento de baixo carbono, prometendo atingir o pico de suas emissões de dióxido de carbono até 2030 e atingir a neutralidade de carbono até 2060. 

Ao abordar a Cúpula de Líderes sobre o Clima na semana passada, Xi reafirmou o compromisso e conclamou todo o mundo a construir uma comunidade de vida juntos.

Outros destaques da visita de Xi em Guangxi

Guilin foi a primeira parada da visita de inspeção do presidente na região autônoma de Guangxi Zhuang, no sul da China. Ele também homenageou os heróis revolucionários que morreram em uma batalha naquele local e se informou sobre o progresso na vitalização rural no domingo. 

O Presidente Xi, também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC) e presidente da Comissão Militar Central, visitou um parque memorial dedicado à batalha do rio Xiangjiang durante a Longa Marcha dos anos 1930 e colocou uma cesta de flores em homenagem aos soldados do Exército Vermelho que morreram na batalha.

O segredo para o sucesso da revolução chinesa está nos ideais e convicções, disse ele, incentivando as pessoas hoje a se esforçar para o rejuvenescimento nacional com o mesmo espírito e determinação. 

Este ano marca o 100º aniversário da fundação do PCC. 

Em seguida, ele foi para o vilarejo de Maozhushan, onde a indústria emergente de uva está impulsionando seu desenvolvimento e prosperidade. 

Após erradicar a pobreza absoluta em áreas rurais em todo o país, a China mudou o foco para sua próxima estratégia – a vitalização rural. As aldeias em diferentes regiões são incentivadas a desenvolver vários setores adequados às suas condições para promover uma vida melhor para os residentes locais.

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=1gbf0Ql4TA4

FONTE CGTN

PEQUIM, 26 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- as autoridades na cidade de Guilin, um dos principais destinos turísticos da China, intensificaram o combate à mineração de areia e às pedreiras ilegais ao longo do rio Lijiang nos últimos anos em um esforço para proteger seu ambiente ecológico. 

Conhecido como um dos rios mais bonitos da Terra, o rio Lijiang se estende mais de 400 quilômetros por meio de montanhas cársticas cenográficas, atraindo centenas de milhares de visitantes a cada ano. 

"O pior comportamento é da exploração de pedreiras", disse o presidente chinês Xi Jinping no domingo ao inspecionar uma parte do rio. "Quando uma montanha é destruída, uma montanha desse tipo desaparece para sempre." 

Descrevendo o rio como o "tesouro único" da China e do mundo, Xi disse que seu ambiente ecológico jamais deve ser danificado. 

Quem continua a realizar a extração de pedras e areia ao longo do rio não deve apenas ser responsabilizado, mas também investigado sobre sua responsabilidade criminal de acordo com a lei, alertou ele.

Graças a uma série de medidas para reduzir a poluição e proteger o rio e as montanhas, o meio ambiente melhorou significativamente, trazendo mais turistas e receitas. 

Em 2019, Guilin recebeu 138 milhões de turistas, atingindo 187,4 bilhões de yuans (US$ 28,9 bilhões), um aumento de 26,7% e 34,7%, respectivamente, em comparação com os níveis em 2018.

Transformação verde da China

Guilin não é o único lugar na China a lutar contra comportamentos que prejudicam o meio ambiente. No ano passado, os órgãos de segurança pública em todo o país combateram 23 mil casos de danos ao ambiente ecológico e aos recursos que envolveram 16,6 bilhões yuans (2,6 bilhões de dólares) e prenderam mais de 40 mil suspeitos, disse o Ministério da Segurança Pública em uma coletiva de imprensa no início deste mês.

Esses esforços fazem parte da campanha da China para promover a transformação verde abrangente do desenvolvimento social e econômico – a visão foi recentemente destacada no plano de desenvolvimento do país pelos próximos cinco anos e mais além.

A campanha está de acordo com uma frase conhecida do presidente Xi sobre o desenvolvimento verde: "águas lúcidas e montanhas exuberantes são ativos inestimáveis." 

Guiada pelo pensamento, a segunda maior economia do mundo intensificou os esforços para promover o desenvolvimento de baixo carbono, prometendo atingir o pico de suas emissões de dióxido de carbono até 2030 e atingir a neutralidade de carbono até 2060. 

Ao abordar a Cúpula de Líderes sobre o Clima na semana passada, Xi reafirmou o compromisso e conclamou todo o mundo a construir uma comunidade de vida juntos.

Outros destaques da visita de Xi em Guangxi

Guilin foi a primeira parada da visita de inspeção do presidente na região autônoma de Guangxi Zhuang, no sul da China. Ele também homenageou os heróis revolucionários que morreram em uma batalha naquele local e se informou sobre o progresso na vitalização rural no domingo. 

O Presidente Xi, também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC) e presidente da Comissão Militar Central, visitou um parque memorial dedicado à batalha do rio Xiangjiang durante a Longa Marcha dos anos 1930 e colocou uma cesta de flores em homenagem aos soldados do Exército Vermelho que morreram na batalha.

O segredo para o sucesso da revolução chinesa está nos ideais e convicções, disse ele, incentivando as pessoas hoje a se esforçar para o rejuvenescimento nacional com o mesmo espírito e determinação. 

Este ano marca o 100º aniversário da fundação do PCC. 

Em seguida, ele foi para o vilarejo de Maozhushan, onde a indústria emergente de uva está impulsionando seu desenvolvimento e prosperidade. 

Após erradicar a pobreza absoluta em áreas rurais em todo o país, a China mudou o foco para sua próxima estratégia – a vitalização rural. As aldeias em diferentes regiões são incentivadas a desenvolver vários setores adequados às suas condições para promover uma vida melhor para os residentes locais.

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=1gbf0Ql4TA4

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: China combate crimes ambientais para promover a economia verde

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-china-combate-crimes-ambientais-para-promover-a-economia-verde/