CGTN: como a prática em nível local enriquece a governança da China

PEQUIM, 7 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- Um antigo ditado chinês diz: "O verdadeiro conhecimento só vem da prática no campo." Como um líder político que vem do nível das bases, o presidente chinês Xi Jinping tem praticado sua governança centrada nas pessoas, com maior eficácia ao longo de décadas de trabalho em nível local.

No início dos anos 90, os intercâmbios econômicos ao longo do Estreito de Taiwan estavam sendo gradualmente restabelecidos à medida que a política de reforma e abertura se aprofundava e avançava em todo o país. Com seu enorme potencial de mercado, a China Continental logo gerou um interesse significativo de empreendedores sediados na região de Taiwan. E Fuzhou, a capital da província de Fujian, no sudeste da China, a apenas 200 km da ilha, rapidamente se tornou o segundo maior destino de investimentos de Taiwan.

Lamentavelmente, o entusiasmo dos investidores logo esfriou quando foram confrontados com o difícil processo administrativo. Em 1990, Xi se tornou secretário do Comitê Municipal de Fuzhou do Partido Comunista da China (PCCh). Após analisar cuidadosamente a situação, ele propôs a adoção de uma nova abordagem chamada "Faça-o agora", que tinha como objetivo eliminar a burocracia.

A abordagem liberou o potencial de Fuzhou. De 1990 a 1995, o PIB da cidade disparou de menos de 10 bilhões de yuans para mais de 40 bilhões de yuans, superando em muito a taxa de crescimento média nacional. Fuzhou foi logo reconhecida como uma importante cidade em expansão.

"Neste momento, estamos nos deparando com muitos problemas para os quais não faltam soluções adequadas", disse Xi na ocasião. "O que é preciso é ter vontade de fazer as coisas. É por isso que insisto na ação, essencial para a implementação de nossas teorias, diretrizes e políticas. A implementação efetiva é a chave para o sucesso."

Vinte anos depois, o governo de Fuzhou continua comprometido com a política de "Faça-o agora".

Outra marca do estilo de governança de Xi é sua determinação em erradicar a corrupção, independentemente do status dos infratores. Ainda em 1988, em Ningde, província de Fujian, Xi liderou uma campanha bem-sucedida para acabar com a ocupação ilegal de terras.

Xi foi o chefe do Comitê da Prefeitura de Ningde do PCCh de 1988 a 1990, o mais jovem membro do comitê.

Logo após assumir o cargo, Xi passou um mês em vilarejos, empresas, escolas e departamentos governamentais para realizar pesquisas. As pessoas disseram a ele que algumas autoridades usaram ilegalmente terras públicas para construir suas próprias casas. Ele estava determinado a cessar a ocupação ilegal de terras e liderou uma equipe nos primeiros passos de uma campanha anticorrupção em Ningde.

Quando Xi perguntou a um funcionário da comissão disciplinar sua opinião sobre se as pessoas comuns estão satisfeitas com a situação, o funcionário respondeu negativamente. Em seguida, Xi perguntou ao funcionário se ele acredita que a situação está afetando a produtividade das pessoas, ao que o funcionário respondeu afirmativamente.

"Então perguntei se deveríamos aborrecer cerca de três milhões de pessoas ou milhares de funcionários que violaram a disciplina do Partido", revelou Xi durante uma entrevista em 2003.

"Ele disse: 'É claro que preferimos ofender os dois ou três mil funcionários.' Eu respondi: 'Faremos isso, e lutaremos por isso sem voltar atrás.'"

https://news.cgtn.com/news/2022-07-04/How-Xi-Jinping-practices-governance-through-working-in-the-field-1bmqAdWr3UY/index.html

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=RHes3sXjMXc 

 

 

FONTE CGTN

PEQUIM, 7 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- Um antigo ditado chinês diz: "O verdadeiro conhecimento só vem da prática no campo." Como um líder político que vem do nível das bases, o presidente chinês Xi Jinping tem praticado sua governança centrada nas pessoas, com maior eficácia ao longo de décadas de trabalho em nível local.

No início dos anos 90, os intercâmbios econômicos ao longo do Estreito de Taiwan estavam sendo gradualmente restabelecidos à medida que a política de reforma e abertura se aprofundava e avançava em todo o país. Com seu enorme potencial de mercado, a China Continental logo gerou um interesse significativo de empreendedores sediados na região de Taiwan. E Fuzhou, a capital da província de Fujian, no sudeste da China, a apenas 200 km da ilha, rapidamente se tornou o segundo maior destino de investimentos de Taiwan.

Lamentavelmente, o entusiasmo dos investidores logo esfriou quando foram confrontados com o difícil processo administrativo. Em 1990, Xi se tornou secretário do Comitê Municipal de Fuzhou do Partido Comunista da China (PCCh). Após analisar cuidadosamente a situação, ele propôs a adoção de uma nova abordagem chamada "Faça-o agora", que tinha como objetivo eliminar a burocracia.

A abordagem liberou o potencial de Fuzhou. De 1990 a 1995, o PIB da cidade disparou de menos de 10 bilhões de yuans para mais de 40 bilhões de yuans, superando em muito a taxa de crescimento média nacional. Fuzhou foi logo reconhecida como uma importante cidade em expansão.

"Neste momento, estamos nos deparando com muitos problemas para os quais não faltam soluções adequadas", disse Xi na ocasião. "O que é preciso é ter vontade de fazer as coisas. É por isso que insisto na ação, essencial para a implementação de nossas teorias, diretrizes e políticas. A implementação efetiva é a chave para o sucesso."

Vinte anos depois, o governo de Fuzhou continua comprometido com a política de "Faça-o agora".

Outra marca do estilo de governança de Xi é sua determinação em erradicar a corrupção, independentemente do status dos infratores. Ainda em 1988, em Ningde, província de Fujian, Xi liderou uma campanha bem-sucedida para acabar com a ocupação ilegal de terras.

Xi foi o chefe do Comitê da Prefeitura de Ningde do PCCh de 1988 a 1990, o mais jovem membro do comitê.

Logo após assumir o cargo, Xi passou um mês em vilarejos, empresas, escolas e departamentos governamentais para realizar pesquisas. As pessoas disseram a ele que algumas autoridades usaram ilegalmente terras públicas para construir suas próprias casas. Ele estava determinado a cessar a ocupação ilegal de terras e liderou uma equipe nos primeiros passos de uma campanha anticorrupção em Ningde.

Quando Xi perguntou a um funcionário da comissão disciplinar sua opinião sobre se as pessoas comuns estão satisfeitas com a situação, o funcionário respondeu negativamente. Em seguida, Xi perguntou ao funcionário se ele acredita que a situação está afetando a produtividade das pessoas, ao que o funcionário respondeu afirmativamente.

"Então perguntei se deveríamos aborrecer cerca de três milhões de pessoas ou milhares de funcionários que violaram a disciplina do Partido", revelou Xi durante uma entrevista em 2003.

"Ele disse: 'É claro que preferimos ofender os dois ou três mil funcionários.' Eu respondi: 'Faremos isso, e lutaremos por isso sem voltar atrás.'"

https://news.cgtn.com/news/2022-07-04/How-Xi-Jinping-practices-governance-through-working-in-the-field-1bmqAdWr3UY/index.html

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=RHes3sXjMXc 

 

 

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: como a prática em nível local enriquece a governança da China

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-como-a-pratica-em-nivel-local-enriquece-a-governanca-da-china/