CGTN: De uma terra árida à maior floresta do mundo construída pelo homem, Saihanba e os esforços ecológicos da China

PEQUIM, 25 de agosto de 2021 /PRNewswire/ -- Décadas atrás, ninguém imaginaria que Saihanba - a terra antes árida localizada na província de Hebei, no norte da China - se tornaria a maior floresta construída pelo homem do mundo. 

A China conseguiu. 

Saihanba agora possui uma cobertura florestal de 80%, que pode conservar e purificar 137 milhões de metros cúbicos de água a cada ano, uma conquista aclamada como "grande" pelo presidente chinês Xi Jinping.

"É um modelo na história da civilização ecológica mundial", disse ele durante sua recente visita de dois dias em Hebei.

Durante sua viagem, Xi aprendeu sobre a gestão e proteção da fazenda florestal, bem como os esforços coordenados de Hebei na conservação de suas montanhas, rios, florestas, terras agrícolas, lagos e pastagens e controle de desertificação. 

O presidente enfatizou a importância de desenvolver a economia verde e promover o progresso ecológico, incentivando a continuar com o "espírito Saihanba" - um termo atribuído a gerações de trabalhadores na fazenda que tiveram em mente sua missão, trabalharam arduamente e buscaram o desenvolvimento verde. 

Xi incentivou os trabalhadores da fazenda florestal de Saihanba a obter uma compreensão mais profunda da conservação ecológica e continuar seu trabalho árduo para novas conquistas.  

Xi incentiva os idosos a se manterem ativos no mercado de trabalho

Diante de uma força de trabalho em rápido envelhecimento em uma economia em expansão contínua, Xi incentivou mais idosos a "manter-se ativos" no mercado de trabalho ao inspecionar o centro de serviços comunitários de Binhe.

Xi sugeriu que esses "idosos mais jovens" participassem de tarefas como o voluntariado comunitário.

De acordo com o departamento nacional de estatísticas da China, atualmente existem 264 milhões de pessoas com 60 anos e mais, o que representa 18,7% da população total. A tendência - muitos dizem - poderia potencialmente representar ameaças à segunda maior economia do mundo.

O país expôs de forma explícita em seu 14º Plano Quinquenal (2021-2025) que aumentará a idade de aposentadoria estatutária "de forma gradual, flexível e diferenciada" para se adaptar a esse "novo normal".

Durante sua visita, Xi também enfatizou a necessidade de atingir as principais metas deste ano para o desenvolvimento econômico e social do país. 

Ele enfatizou a necessidade de atingir um equilíbrio entre a prevenção e o controle da COVID-19 e o desenvolvimento econômico e social, e entre desenvolvimento e segurança, para promover o desenvolvimento de alta qualidade e se esforçar para cumprir grandes metas sociais e econômicas e tarefas para este ano para garantir um bom início do 14º Plano Quinquenal.

Uma nova filosofia de desenvolvimento de forma completa e fiel deve ser colocada em prática, disse Xi, também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC) e presidente da Comissão Militar Central.

Xi pede preservação e desenvolvimento do patrimônio cultural

No renomado Chengde Mountain Resort – Patrimônio Cultural Mundial da UNESCO – Xi aprendeu sobre sua história, bem como os esforços de preservação de lá.

O resort serve importantes significados históricos para a comunicação entre diferentes grupos étnicos minoritários, adaptação da religião e da sociedade, a preservação e o desenvolvimento do patrimônio cultural, bem como a coexistência pacífica entre os humanos e a natureza, destacou Xi.

Ele também destacou a confiança cultural e a unidade entre os grupos multiétnicos.

O presidente chinês então visitou o Templo Puning, um famoso templo Budista perto do resort, e o Museu de Chengde.

Xi: de "revitalização rural" à "revitalização do setor"

A China sempre considerou a vitalização rural como um dos segredos para o desenvolvimento de uma economia moderna, e o Presidente Xi deu um passo adiante. Ele enfatizou a importância da "revitalização do setor".

O vilarejo de Daguikou - onde Xi visitou - agora cultiva morangos, uvas e cerejas. No entanto, as frutas não foram a primeira escolha deles.

O vilarejo havia experimentado arroz, milho e legumes. Mas por vários motivos, como a falta de água, esses produtos foram subproduzidos. Portanto, os aldeões não podiam fazer dinheiro com eles. Então, ao invés disso, se voltaram para o cultivo de frutas.

Agora, o cultivo de morangos se tornou o principal negócio para os 1.700 residentes, com cada família ganhando cerca de US$ 15.000 por ano.

Xi convocou aldeias para implementar métodos personalizados e descobrir seus recursos distintos para identificar suas vantagens, ao mesmo tempo em que pede para fortalecer a infraestrutura rural e o sistema de serviços públicos.

https://news.cgtn.com/news/2021-08-25/Aging-in-China-Xi-encourages-seniors-to-stay-active-in-job-market-131aEaOXqU0/index.html

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=gCnoBdWb7P8

 

FONTE CGTN

PEQUIM, 25 de agosto de 2021 /PRNewswire/ -- Décadas atrás, ninguém imaginaria que Saihanba - a terra antes árida localizada na província de Hebei, no norte da China - se tornaria a maior floresta construída pelo homem do mundo. 

A China conseguiu. 

Saihanba agora possui uma cobertura florestal de 80%, que pode conservar e purificar 137 milhões de metros cúbicos de água a cada ano, uma conquista aclamada como "grande" pelo presidente chinês Xi Jinping.

"É um modelo na história da civilização ecológica mundial", disse ele durante sua recente visita de dois dias em Hebei.

Durante sua viagem, Xi aprendeu sobre a gestão e proteção da fazenda florestal, bem como os esforços coordenados de Hebei na conservação de suas montanhas, rios, florestas, terras agrícolas, lagos e pastagens e controle de desertificação. 

O presidente enfatizou a importância de desenvolver a economia verde e promover o progresso ecológico, incentivando a continuar com o "espírito Saihanba" - um termo atribuído a gerações de trabalhadores na fazenda que tiveram em mente sua missão, trabalharam arduamente e buscaram o desenvolvimento verde. 

Xi incentivou os trabalhadores da fazenda florestal de Saihanba a obter uma compreensão mais profunda da conservação ecológica e continuar seu trabalho árduo para novas conquistas.  

Xi incentiva os idosos a se manterem ativos no mercado de trabalho

Diante de uma força de trabalho em rápido envelhecimento em uma economia em expansão contínua, Xi incentivou mais idosos a "manter-se ativos" no mercado de trabalho ao inspecionar o centro de serviços comunitários de Binhe.

Xi sugeriu que esses "idosos mais jovens" participassem de tarefas como o voluntariado comunitário.

De acordo com o departamento nacional de estatísticas da China, atualmente existem 264 milhões de pessoas com 60 anos e mais, o que representa 18,7% da população total. A tendência - muitos dizem - poderia potencialmente representar ameaças à segunda maior economia do mundo.

O país expôs de forma explícita em seu 14º Plano Quinquenal (2021-2025) que aumentará a idade de aposentadoria estatutária "de forma gradual, flexível e diferenciada" para se adaptar a esse "novo normal".

Durante sua visita, Xi também enfatizou a necessidade de atingir as principais metas deste ano para o desenvolvimento econômico e social do país. 

Ele enfatizou a necessidade de atingir um equilíbrio entre a prevenção e o controle da COVID-19 e o desenvolvimento econômico e social, e entre desenvolvimento e segurança, para promover o desenvolvimento de alta qualidade e se esforçar para cumprir grandes metas sociais e econômicas e tarefas para este ano para garantir um bom início do 14º Plano Quinquenal.

Uma nova filosofia de desenvolvimento de forma completa e fiel deve ser colocada em prática, disse Xi, também secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCC) e presidente da Comissão Militar Central.

Xi pede preservação e desenvolvimento do patrimônio cultural

No renomado Chengde Mountain Resort – Patrimônio Cultural Mundial da UNESCO – Xi aprendeu sobre sua história, bem como os esforços de preservação de lá.

O resort serve importantes significados históricos para a comunicação entre diferentes grupos étnicos minoritários, adaptação da religião e da sociedade, a preservação e o desenvolvimento do patrimônio cultural, bem como a coexistência pacífica entre os humanos e a natureza, destacou Xi.

Ele também destacou a confiança cultural e a unidade entre os grupos multiétnicos.

O presidente chinês então visitou o Templo Puning, um famoso templo Budista perto do resort, e o Museu de Chengde.

Xi: de "revitalização rural" à "revitalização do setor"

A China sempre considerou a vitalização rural como um dos segredos para o desenvolvimento de uma economia moderna, e o Presidente Xi deu um passo adiante. Ele enfatizou a importância da "revitalização do setor".

O vilarejo de Daguikou - onde Xi visitou - agora cultiva morangos, uvas e cerejas. No entanto, as frutas não foram a primeira escolha deles.

O vilarejo havia experimentado arroz, milho e legumes. Mas por vários motivos, como a falta de água, esses produtos foram subproduzidos. Portanto, os aldeões não podiam fazer dinheiro com eles. Então, ao invés disso, se voltaram para o cultivo de frutas.

Agora, o cultivo de morangos se tornou o principal negócio para os 1.700 residentes, com cada família ganhando cerca de US$ 15.000 por ano.

Xi convocou aldeias para implementar métodos personalizados e descobrir seus recursos distintos para identificar suas vantagens, ao mesmo tempo em que pede para fortalecer a infraestrutura rural e o sistema de serviços públicos.

https://news.cgtn.com/news/2021-08-25/Aging-in-China-Xi-encourages-seniors-to-stay-active-in-job-market-131aEaOXqU0/index.html

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=gCnoBdWb7P8

 

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: De uma terra árida à maior floresta do mundo construída pelo homem, Saihanba e os esforços ecológicos da China

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-de-uma-terra-arida-a-maior-floresta-do-mundo-construida-pelo-homem-saihanba-e-os-esforcos-ecologicos-da-china/