CGTN: O que uma filosofia centrada nas pessoas significa para a China?

PEQUIM, 19 de junho de 2021  /PRNewswire/ -- Na luta da China contra a COVID-19, mais de 39 milhões de membros do Partido Comunista da China (PCC) combateram o vírus na linha de frente, enquanto mais de 13 milhões de voluntários prestaram serviços junto às comunidades. Cerca de 400 perderam suas vidas no processo de salvar outras pessoas.

Unidos em um único propósito e determinados a salvar todas as vidas a qualquer custo, a China tem sido um dos países mais bem-sucedidos na contenção do vírus.

Este é um exemplo concreto que demonstra o compromisso da China com uma filosofia centrada nas pessoas.

Enraizada na história 

A adesão a uma filosofia centrada nas pessoas tem sido o segredo do sucesso do PCC nos últimos cem anos. De 57 membros representados por 13 deputados no primeiro Congresso Nacional em 1921, o PCC cresceu e se tornou uma entidade sólida de 91 milhões de pessoas, que rege um país de 1,4 bilhão de habitantes.

Lançando as bases do socialismo com características chinesas, o PCC levou a China a superar obstáculos ao longo de seu desenvolvimento, ajudando-a a se manter de pé e a se fortalecer até se tornar a segunda maior economia do mundo.

"As pessoas são os criadores da história. Elas são a força fundamental que determina nosso Partido e o futuro do país", disse o presidente chinês, Xi Jinping, também secretário-geral do Comitê Central do PCC.

Compromisso com o mundo 

À medida que a COVID-19 continua a devastar o mundo, muitos países restringiram as exportações de grãos. Consequentemente, o número de pessoas que está enfrentando uma grave insegurança alimentar atingiu 155 milhões no ano passado, o mais alto dos últimos cinco anos.

No entanto, a China está fazendo sua parte para garantir a segurança alimentar mundial, reduzindo as importações de grãos e aumentando moderadamente as exportações de trigo e arroz. O país também continua a ajudar outras nações em desenvolvimento no âmbito da cooperação Sul-Sul.

Internamente, a China atingiu sua meta de redução da pobreza até o final de 2020, tirando quase cem milhões de pessoas da pobreza nos últimos oito anos.

Nos próximos cinco anos, a China planeja adotar uma série de medidas, como melhorar a renda das pessoas, impulsionar a geração de emprego e desenvolver um sistema educacional de alta qualidade.

"Garantir que as pessoas desfrutem de uma vida feliz é o objetivo máximo de todo nosso trabalho e é uma importante manifestação do propósito fundamental de nosso Partido de servir as pessoas incondicionalmente", disse Xi.

Xi tem insistido constantemente para que os membros do PCC se mantenham fiéis à missão de fundação do Partido, que é servir ao povo.

https://news.cgtn.com/news/2021-05-12/What-does-a-people-centric-philosophy-mean-for-China--10bpBSe50hG/index.html 

 

 

FONTE CGTN

PEQUIM, 19 de junho de 2021  /PRNewswire/ -- Na luta da China contra a COVID-19, mais de 39 milhões de membros do Partido Comunista da China (PCC) combateram o vírus na linha de frente, enquanto mais de 13 milhões de voluntários prestaram serviços junto às comunidades. Cerca de 400 perderam suas vidas no processo de salvar outras pessoas.

Unidos em um único propósito e determinados a salvar todas as vidas a qualquer custo, a China tem sido um dos países mais bem-sucedidos na contenção do vírus.

Este é um exemplo concreto que demonstra o compromisso da China com uma filosofia centrada nas pessoas.

Enraizada na história 

A adesão a uma filosofia centrada nas pessoas tem sido o segredo do sucesso do PCC nos últimos cem anos. De 57 membros representados por 13 deputados no primeiro Congresso Nacional em 1921, o PCC cresceu e se tornou uma entidade sólida de 91 milhões de pessoas, que rege um país de 1,4 bilhão de habitantes.

Lançando as bases do socialismo com características chinesas, o PCC levou a China a superar obstáculos ao longo de seu desenvolvimento, ajudando-a a se manter de pé e a se fortalecer até se tornar a segunda maior economia do mundo.

"As pessoas são os criadores da história. Elas são a força fundamental que determina nosso Partido e o futuro do país", disse o presidente chinês, Xi Jinping, também secretário-geral do Comitê Central do PCC.

Compromisso com o mundo 

À medida que a COVID-19 continua a devastar o mundo, muitos países restringiram as exportações de grãos. Consequentemente, o número de pessoas que está enfrentando uma grave insegurança alimentar atingiu 155 milhões no ano passado, o mais alto dos últimos cinco anos.

No entanto, a China está fazendo sua parte para garantir a segurança alimentar mundial, reduzindo as importações de grãos e aumentando moderadamente as exportações de trigo e arroz. O país também continua a ajudar outras nações em desenvolvimento no âmbito da cooperação Sul-Sul.

Internamente, a China atingiu sua meta de redução da pobreza até o final de 2020, tirando quase cem milhões de pessoas da pobreza nos últimos oito anos.

Nos próximos cinco anos, a China planeja adotar uma série de medidas, como melhorar a renda das pessoas, impulsionar a geração de emprego e desenvolver um sistema educacional de alta qualidade.

"Garantir que as pessoas desfrutem de uma vida feliz é o objetivo máximo de todo nosso trabalho e é uma importante manifestação do propósito fundamental de nosso Partido de servir as pessoas incondicionalmente", disse Xi.

Xi tem insistido constantemente para que os membros do PCC se mantenham fiéis à missão de fundação do Partido, que é servir ao povo.

https://news.cgtn.com/news/2021-05-12/What-does-a-people-centric-philosophy-mean-for-China--10bpBSe50hG/index.html 

 

 

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: O que uma filosofia centrada nas pessoas significa para a China?

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-o-que-uma-filosofia-centrada-nas-pessoas-significa-para-a-china/