CGTN: o sonho de inverno se encontra com o sonho chinês: a China cumpre as promessas olímpicas

BEIJING, 26 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- Em 1908, a revista "Tianjin Youth" levantou uma pergunta: "Quando a China poderá sediar uma Olimpíada?" xCom o início da contagem regressiva de 100 dias para as Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022, o sonho olímpico centenário será realizado mais uma vez.

O emblema das Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022 tem o título de "sonho de inverno", anunciando a realização do sonho olímpico de inverno da China: incentivar mais chineses a participar dos esportes de inverno, transformar a China em uma potência esportiva e promover os esportes de inverno e o movimento olímpico no mundo todo. 

Grande fã dos esportes, o presidente chinês, Xi Jinping, expôs seus conhecimentos esportivos em muitas ocasiões e assumiu a liderança nos esforços para transformar a China em uma potência esportiva, um objetivo que descreveu como parte do sonho chinês de rejuvenescimento nacional. 

Promessa solene da China

"Beijing!" O nome da cidade foi lido em voz alta pela segunda vez, um marco histórico, como a cidade-sede de uma Olimpíada em 31 de julho de 2015, tornando a capital chinesa a primeira cidade do mundo a sediar tanto os Jogos Olímpicos de Verão quanto de Inverno. 

Desde a candidatura até a preparação para as Olimpíadas de Inverno, o Presidente Xi tem desempenhado um papel de liderança. 

Horas antes dos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) votarem, Xi fez seu discurso na televisão dizendo: "As Olimpíadas de Inverno de 2022, se realizadas na China, impulsionarão o intercâmbio e o entendimento mútuo entre os chineses e outras civilizações do mundo, incentivarão mais de 1,3 bilhão de chineses a se envolverem nos esportes de inverno com interesse e paixão, dando-lhes mais uma oportunidade para ajudar a promover o movimento olímpico e o espírito olímpico." 

O presidente chinês inspecionou, várias vezes, os preparativos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Pequim 2022 em Pequim e Zhangjiakou, no norte da província de Hebei, reiterando a importância de oferecer uma Olimpíada "fantástica, extraordinária e excelente" em 2022, com uma abordagem "ecológica, inclusiva, aberta e limpa". 

Desde inspirar toda uma geração de entusiastas de esportes de inverno até preparar uma Olimpíada ecológica e sustentável, a China está cumprindo as promessas feitas durante a candidatura.

Desenvolvimento sustentável 

Guiada pela visão de Xi, Pequim 2022 lançou no ano passado seu plano de sustentabilidade, abordando a sustentabilidade em três frentes: impacto ambiental positivo, novo desenvolvimento para a região e melhoria de vida para o povo.  

Os Jogos de 2022 serão os primeiros na história das Olimpíadas a adotar a tecnologia de resfriamento direto transcrítico de dióxido de carbono para fabricar gelo, economizando mais de 40% da energia consumida utilizando o método tradicional.

Essa é apenas uma das 119 medidas específicas, incluídas em 12 ações, especificadas no plano de sustentabilidade. 

Durante uma visita de inspeção, Xi disse que as Olimpíadas de Inverno de 2022 servirão como uma força motriz para o desenvolvimento coordenado de Pequim, Tianjin e da província de Hebei.

Essa promessa está alinhada com a Agenda Olímpica do COI 2020, que visa fazer com que os Jogos Olímpicos se enquadrem no plano de desenvolvimento de longo prazo de uma cidade e região. 

Chongli já foi um condado extremamente pobre em Zhangjiakou, com renda agrícola limitada. Em 2015, 16,8% dos 100 mil habitantes do condado foram classificados como vivendo abaixo da linha nacional de pobreza da China.  

Mas essa cidade montanhosa, onde será realizada a maioria dos eventos de neve das Olimpíadas de Inverno de 2022, foi transformada em um paraíso para os esquiadores. Em 2019, o The New York Times nomeou Chongli como um dos 52 destinos de esqui que vale a pena visitar. 

Em maio de 2019, o condado saiu oficialmente da pobreza. Quase 30 mil pessoas da população de 126 mil habitantes de Chongli são empregadas por resorts de esqui ou empresas e organizações relacionadas. 

"As Olimpíadas representam um ativo formidável para acelerar alguns desenvolvimentos de longo prazo. Foi isso que foi feito para Pequim 2022, e aprendemos muito", disse Christophe Dubi, CEO dos Jogos Olímpicos. 

Construção de uma potência esportiva   

"O esporte é um meio importante para melhorar a saúde das pessoas, atender às aspirações das pessoas por uma vida melhor e facilitar o desenvolvimento humano global", disse Xi. Isso explica por que o presidente chinês está ansioso para transformar o país em uma potência esportiva. 

Xi incentivou o país a considerar a preparação para as Olimpíadas de Inverno de Pequim como uma oportunidade de promover a popularização e o desenvolvimento dos esportes de gelo e neve. A visão agora está se tornando realidade. 

Os esportes de inverno na China já foram considerados um passatempo estrangeiro e caro, mas, graças à motivação de Xi de conseguir 300 milhões de pessoas envolvidas nos esportes de inverno até 2025, um número crescente de pessoas agora está entrando nos rinques de patinação no gelo e nas pistas de esqui. 

Há cinco anos, havia apenas 460 resorts de esqui na China. Para tornar o esqui mais acessível ao público, o país acelerou a construção de instalações, e o número saltou para 770 até o final de 2019. 

Cerca de duas mil escolas de ensino fundamental e médio em todo o país incluíam esportes de inverno em seu programa curricular até o final de 2020. 

Essas medidas para promover os esportes em massa são uma excelente manifestação das observações de Xi: "A base da construção de uma potência esportiva está nos esportes em massa." 

"O Presidente Xi é um verdadeiro campeão, e quero dar a ele um conjunto de medalhas porque ele tem uma visão clara sobre o importante papel dos esportes na sociedade e a importância dos esportes para a educação dos jovens", comentou Thomas Bach, presidente do COI, em uma entrevista. 

https://news.cgtn.com/news/2021-10-26/Winter-Dream-meets-Chinese-Dream-China-delivers-on-Olympic-promises-14FEKl6xHJS/index.html 

 

FONTE CGTN

BEIJING, 26 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- Em 1908, a revista "Tianjin Youth" levantou uma pergunta: "Quando a China poderá sediar uma Olimpíada?" xCom o início da contagem regressiva de 100 dias para as Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022, o sonho olímpico centenário será realizado mais uma vez.

O emblema das Olimpíadas de Inverno de Pequim 2022 tem o título de "sonho de inverno", anunciando a realização do sonho olímpico de inverno da China: incentivar mais chineses a participar dos esportes de inverno, transformar a China em uma potência esportiva e promover os esportes de inverno e o movimento olímpico no mundo todo. 

Grande fã dos esportes, o presidente chinês, Xi Jinping, expôs seus conhecimentos esportivos em muitas ocasiões e assumiu a liderança nos esforços para transformar a China em uma potência esportiva, um objetivo que descreveu como parte do sonho chinês de rejuvenescimento nacional. 

Promessa solene da China

"Beijing!" O nome da cidade foi lido em voz alta pela segunda vez, um marco histórico, como a cidade-sede de uma Olimpíada em 31 de julho de 2015, tornando a capital chinesa a primeira cidade do mundo a sediar tanto os Jogos Olímpicos de Verão quanto de Inverno. 

Desde a candidatura até a preparação para as Olimpíadas de Inverno, o Presidente Xi tem desempenhado um papel de liderança. 

Horas antes dos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) votarem, Xi fez seu discurso na televisão dizendo: "As Olimpíadas de Inverno de 2022, se realizadas na China, impulsionarão o intercâmbio e o entendimento mútuo entre os chineses e outras civilizações do mundo, incentivarão mais de 1,3 bilhão de chineses a se envolverem nos esportes de inverno com interesse e paixão, dando-lhes mais uma oportunidade para ajudar a promover o movimento olímpico e o espírito olímpico." 

O presidente chinês inspecionou, várias vezes, os preparativos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Pequim 2022 em Pequim e Zhangjiakou, no norte da província de Hebei, reiterando a importância de oferecer uma Olimpíada "fantástica, extraordinária e excelente" em 2022, com uma abordagem "ecológica, inclusiva, aberta e limpa". 

Desde inspirar toda uma geração de entusiastas de esportes de inverno até preparar uma Olimpíada ecológica e sustentável, a China está cumprindo as promessas feitas durante a candidatura.

Desenvolvimento sustentável 

Guiada pela visão de Xi, Pequim 2022 lançou no ano passado seu plano de sustentabilidade, abordando a sustentabilidade em três frentes: impacto ambiental positivo, novo desenvolvimento para a região e melhoria de vida para o povo.  

Os Jogos de 2022 serão os primeiros na história das Olimpíadas a adotar a tecnologia de resfriamento direto transcrítico de dióxido de carbono para fabricar gelo, economizando mais de 40% da energia consumida utilizando o método tradicional.

Essa é apenas uma das 119 medidas específicas, incluídas em 12 ações, especificadas no plano de sustentabilidade. 

Durante uma visita de inspeção, Xi disse que as Olimpíadas de Inverno de 2022 servirão como uma força motriz para o desenvolvimento coordenado de Pequim, Tianjin e da província de Hebei.

Essa promessa está alinhada com a Agenda Olímpica do COI 2020, que visa fazer com que os Jogos Olímpicos se enquadrem no plano de desenvolvimento de longo prazo de uma cidade e região. 

Chongli já foi um condado extremamente pobre em Zhangjiakou, com renda agrícola limitada. Em 2015, 16,8% dos 100 mil habitantes do condado foram classificados como vivendo abaixo da linha nacional de pobreza da China.  

Mas essa cidade montanhosa, onde será realizada a maioria dos eventos de neve das Olimpíadas de Inverno de 2022, foi transformada em um paraíso para os esquiadores. Em 2019, o The New York Times nomeou Chongli como um dos 52 destinos de esqui que vale a pena visitar. 

Em maio de 2019, o condado saiu oficialmente da pobreza. Quase 30 mil pessoas da população de 126 mil habitantes de Chongli são empregadas por resorts de esqui ou empresas e organizações relacionadas. 

"As Olimpíadas representam um ativo formidável para acelerar alguns desenvolvimentos de longo prazo. Foi isso que foi feito para Pequim 2022, e aprendemos muito", disse Christophe Dubi, CEO dos Jogos Olímpicos. 

Construção de uma potência esportiva   

"O esporte é um meio importante para melhorar a saúde das pessoas, atender às aspirações das pessoas por uma vida melhor e facilitar o desenvolvimento humano global", disse Xi. Isso explica por que o presidente chinês está ansioso para transformar o país em uma potência esportiva. 

Xi incentivou o país a considerar a preparação para as Olimpíadas de Inverno de Pequim como uma oportunidade de promover a popularização e o desenvolvimento dos esportes de gelo e neve. A visão agora está se tornando realidade. 

Os esportes de inverno na China já foram considerados um passatempo estrangeiro e caro, mas, graças à motivação de Xi de conseguir 300 milhões de pessoas envolvidas nos esportes de inverno até 2025, um número crescente de pessoas agora está entrando nos rinques de patinação no gelo e nas pistas de esqui. 

Há cinco anos, havia apenas 460 resorts de esqui na China. Para tornar o esqui mais acessível ao público, o país acelerou a construção de instalações, e o número saltou para 770 até o final de 2019. 

Cerca de duas mil escolas de ensino fundamental e médio em todo o país incluíam esportes de inverno em seu programa curricular até o final de 2020. 

Essas medidas para promover os esportes em massa são uma excelente manifestação das observações de Xi: "A base da construção de uma potência esportiva está nos esportes em massa." 

"O Presidente Xi é um verdadeiro campeão, e quero dar a ele um conjunto de medalhas porque ele tem uma visão clara sobre o importante papel dos esportes na sociedade e a importância dos esportes para a educação dos jovens", comentou Thomas Bach, presidente do COI, em uma entrevista. 

https://news.cgtn.com/news/2021-10-26/Winter-Dream-meets-Chinese-Dream-China-delivers-on-Olympic-promises-14FEKl6xHJS/index.html 

 

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: o sonho de inverno se encontra com o sonho chinês: a China cumpre as promessas olímpicas

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-o-sonho-de-inverno-se-encontra-com-o-sonho-chines-a-china-cumpre-as-promessas-olimpicas/