CGTN: Pesquisa on-line global revela politização no rastreamento das origens da COVID-19

PEQUIM, 27 de julho de 2021 /PRNewswire/ -- A CGTN Think Tank lançou uma pesquisa de opinião on-line global, na qual 80% dos entrevistados consideram que a questão do rastreamento das origens da COVID-19 foi politizada.

A pesquisa está disponível em vários idiomas oficiais da ONU: chinês, inglês, russo, francês, espanhol e árabe, e foi realizada a partir das primeiras horas de 24 de julho, horário de Pequim. Até às 22h do dia 25 de julho, entre os internautas que participaram da pesquisa:

Twitter:

Noventa por cento dos internautas que falam espanhol concordam que a origem da COVID-19 foi politizada; 88 por cento dos que falam francês, 83 por cento dos que falam russo, 70 por cento dos que falam inglês e 68 por cento dos que falam árabe também concordam.

Facebook:

Em média, 83 por cento dos internautas que falam inglês, espanhol, francês, árabe e russo concordam que a origem da COVID-19 foi politizada.

Weibo chinês:

Até 95 por cento dos entrevistados acreditam que "a questão da origem da COVID-19 foi politizada", mostrando um alto grau de consenso.

Na análise da pesquisa, a CGTN Think Tank encontrou certas palavras-chave que apareceram com frequência nesses comentários: "pressão política", "sanções dos EUA", "controle da mídia", "compensação econômica" e "retardar o desenvolvimento da China."

A segunda das três perguntas na pesquisa on-line da CGTN Think Tank é: "Você é a favor de investigações sobre as origens da COVID-19 em vários países?"

Os resultados da pesquisa mostram que 83 por cento dos entrevistados no Twitter que falam inglês, espanhol, francês, árabe e russo são favoráveis a investigações para rastrear a origem em vários países. No Facebook, o índice favorável foi de 79 por cento, enquanto o índice no Weibo chinês chegou a 93 por cento.

Em resposta à pergunta da CGTN Think Tank: "Qual é a medida mais urgente para combater a COVID-19 em escala global?", um grande número de entrevistados globais escolheu as seguintes opções: expandir o fornecimento de vacinas, intensificar o tratamento médico e impor um confinamento na área de surto entre as cinco opções disponíveis, incluindo expandir o fornecimento de vacinas, intensificar o tratamento médico, rastrear imediatamente a origem do vírus, impor um confinamento em áreas de surto e revogar a proibição de viagens. Eles deixaram de lado a opção de rastrear imediatamente a origem do vírus com elevado índice de unanimidade. No Twitter, apenas cerca de 17 por cento dos entrevistados concordaram com o rastreamento imediato da origem do vírus, enquanto no Facebook, apenas 2 por cento dos entrevistados que falam espanhol escolheram esta opção.

https://newsus.cgtn.com/news/2021-07-27/Global-online-poll-shows-the-origins-of-COVID-19-became-politicized-12eaxXkgzQY/index.html

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1582403/Image1.jpg

 



FONTE CGTN

PEQUIM, 27 de julho de 2021 /PRNewswire/ -- A CGTN Think Tank lançou uma pesquisa de opinião on-line global, na qual 80% dos entrevistados consideram que a questão do rastreamento das origens da COVID-19 foi politizada.

A pesquisa está disponível em vários idiomas oficiais da ONU: chinês, inglês, russo, francês, espanhol e árabe, e foi realizada a partir das primeiras horas de 24 de julho, horário de Pequim. Até às 22h do dia 25 de julho, entre os internautas que participaram da pesquisa:

Twitter:

Noventa por cento dos internautas que falam espanhol concordam que a origem da COVID-19 foi politizada; 88 por cento dos que falam francês, 83 por cento dos que falam russo, 70 por cento dos que falam inglês e 68 por cento dos que falam árabe também concordam.

Facebook:

Em média, 83 por cento dos internautas que falam inglês, espanhol, francês, árabe e russo concordam que a origem da COVID-19 foi politizada.

Weibo chinês:

Até 95 por cento dos entrevistados acreditam que "a questão da origem da COVID-19 foi politizada", mostrando um alto grau de consenso.

Na análise da pesquisa, a CGTN Think Tank encontrou certas palavras-chave que apareceram com frequência nesses comentários: "pressão política", "sanções dos EUA", "controle da mídia", "compensação econômica" e "retardar o desenvolvimento da China."

A segunda das três perguntas na pesquisa on-line da CGTN Think Tank é: "Você é a favor de investigações sobre as origens da COVID-19 em vários países?"

Os resultados da pesquisa mostram que 83 por cento dos entrevistados no Twitter que falam inglês, espanhol, francês, árabe e russo são favoráveis a investigações para rastrear a origem em vários países. No Facebook, o índice favorável foi de 79 por cento, enquanto o índice no Weibo chinês chegou a 93 por cento.

Em resposta à pergunta da CGTN Think Tank: "Qual é a medida mais urgente para combater a COVID-19 em escala global?", um grande número de entrevistados globais escolheu as seguintes opções: expandir o fornecimento de vacinas, intensificar o tratamento médico e impor um confinamento na área de surto entre as cinco opções disponíveis, incluindo expandir o fornecimento de vacinas, intensificar o tratamento médico, rastrear imediatamente a origem do vírus, impor um confinamento em áreas de surto e revogar a proibição de viagens. Eles deixaram de lado a opção de rastrear imediatamente a origem do vírus com elevado índice de unanimidade. No Twitter, apenas cerca de 17 por cento dos entrevistados concordaram com o rastreamento imediato da origem do vírus, enquanto no Facebook, apenas 2 por cento dos entrevistados que falam espanhol escolheram esta opção.

https://newsus.cgtn.com/news/2021-07-27/Global-online-poll-shows-the-origins-of-COVID-19-became-politicized-12eaxXkgzQY/index.html

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1582403/Image1.jpg

 



FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: Pesquisa on-line global revela politização no rastreamento das origens da COVID-19

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-pesquisa-on-line-global-revela-politizacao-no-rastreamento-das-origens-da-covid-19/