CGTN: Tianhe faz decolar ambição da China por uma estação espacial

PEQUIM, 29 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- Está em andamento a construção da estação espacial da China, com o módulo central Tianhe, que significa "harmonia celestial", lançado ao espaço na quinta-feira, dando início a uma série de missões de lançamento importantes que visam concluir a construção da estação até o final de 2022.

Tianhe foi levado para o espaço por um veículo lançador Long March-5B Y2 da Base de lançamento espacial de Wenchang, na costa da província de Hainan, no sul da China. É a primeira das 11 missões para construir e abastecer a estação espacial.

Tianhe atuará como o módulo fundamental para a primeira estação espacial da China em órbita baixa da Terra, denominada Tiangong, que significa "palácio celestial" em chinês.

O presidente chinês, Xi Jinping, disse em uma mensagem de parabéns na quinta-feira que o lançamento bem-sucedido do módulo central Tianhe significa que a construção da estação espacial chinesa entrou na fase de implementação completa, que estabelece uma base sólida para tarefas de acompanhamento.

A construção de uma estação espacial e um laboratório espacial nacional é um objetivo importante da estratégia de três etapas do programa espacial tripulado da China e um importante projeto de liderança para impulsionar a força do país em ciência e tecnologia, bem como no espaço, afirmou Xi na mensagem.

Ele clamou a todos os membros que participaram da missão a serem autônomos e inovadores, para alcançar a vitória geral da missão de construção da estação espacial e para fazer novas e maiores contribuições para a construção abrangente de um país socialista moderno.

Uma plataforma aberta

A nova estação espacial da China não será apenas para cientistas chineses. Astronautas estrangeiros e cooperação global em experimentos científicos são muito bem-vindos na estação espacial da China, afirmou Hao Chun, diretor do escritório de engenharia espacial tripulada da China, em entrevista exclusiva à CGTN.

"A China e o Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior desenvolveram cooperação em aplicações sobre o uso da estação espacial da China. Assinamos um acordo", disse Hao.

Até o momento, um total de nove projetos propostos por 17 países, incluindo França, Alemanha e Itália, foram selecionados para a primeira rodada de experimentos a serem realizados no novo laboratório espacial.

"No futuro, certamente haverá astronautas estrangeiros participando de voos espaciais da China, trabalhando e vivendo em nossa estação espacial. Além disso, alguns astronautas estrangeiros já participam de voos chineses e já estão aprendendo chinês", disse o diretor.

Construir uma potência aeroespacial

Desde o 18º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (PCC), Xi, também secretário-geral do Comitê Central do PCC, dirigiu pessoalmente a implementação de grandes projetos aeroespaciais e promoveu o progresso constante da China para se tornar uma potência aeroespacial.

"Explorar o vasto universo, desenvolver programas espaciais e nos tornarmos uma potência aeroespacial sempre foi o sonho que buscamos", disse Xi em uma instrução no primeiro Dia Espacial da China em 24 de abril de 2016.

Em 2020, o setor espacial da China produziu conquistas notáveis: a China colocou em órbita o satélite definitivo Beidou em 23 de junho; uma sonda não tripulada para Marte foi enviada ao espaço em 23 de julho; uma missão não tripulada denominada Chang'e-5 com o objetivo de coletar material lunar foi lançada em 24 de novembro e a China pousou com sucesso a sonda Chang'e-5 na superfície da Lua em 1º de dezembro.

https://news.cgtn.com/news/2021-04-29/Tianhe-lifts-off-China-s-space-station-ambition--ZR9lfbX2iA/index.html 

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=WHdkt9ncb9M

 

FONTE CGTN

PEQUIM, 29 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- Está em andamento a construção da estação espacial da China, com o módulo central Tianhe, que significa "harmonia celestial", lançado ao espaço na quinta-feira, dando início a uma série de missões de lançamento importantes que visam concluir a construção da estação até o final de 2022.

Tianhe foi levado para o espaço por um veículo lançador Long March-5B Y2 da Base de lançamento espacial de Wenchang, na costa da província de Hainan, no sul da China. É a primeira das 11 missões para construir e abastecer a estação espacial.

Tianhe atuará como o módulo fundamental para a primeira estação espacial da China em órbita baixa da Terra, denominada Tiangong, que significa "palácio celestial" em chinês.

O presidente chinês, Xi Jinping, disse em uma mensagem de parabéns na quinta-feira que o lançamento bem-sucedido do módulo central Tianhe significa que a construção da estação espacial chinesa entrou na fase de implementação completa, que estabelece uma base sólida para tarefas de acompanhamento.

A construção de uma estação espacial e um laboratório espacial nacional é um objetivo importante da estratégia de três etapas do programa espacial tripulado da China e um importante projeto de liderança para impulsionar a força do país em ciência e tecnologia, bem como no espaço, afirmou Xi na mensagem.

Ele clamou a todos os membros que participaram da missão a serem autônomos e inovadores, para alcançar a vitória geral da missão de construção da estação espacial e para fazer novas e maiores contribuições para a construção abrangente de um país socialista moderno.

Uma plataforma aberta

A nova estação espacial da China não será apenas para cientistas chineses. Astronautas estrangeiros e cooperação global em experimentos científicos são muito bem-vindos na estação espacial da China, afirmou Hao Chun, diretor do escritório de engenharia espacial tripulada da China, em entrevista exclusiva à CGTN.

"A China e o Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior desenvolveram cooperação em aplicações sobre o uso da estação espacial da China. Assinamos um acordo", disse Hao.

Até o momento, um total de nove projetos propostos por 17 países, incluindo França, Alemanha e Itália, foram selecionados para a primeira rodada de experimentos a serem realizados no novo laboratório espacial.

"No futuro, certamente haverá astronautas estrangeiros participando de voos espaciais da China, trabalhando e vivendo em nossa estação espacial. Além disso, alguns astronautas estrangeiros já participam de voos chineses e já estão aprendendo chinês", disse o diretor.

Construir uma potência aeroespacial

Desde o 18º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (PCC), Xi, também secretário-geral do Comitê Central do PCC, dirigiu pessoalmente a implementação de grandes projetos aeroespaciais e promoveu o progresso constante da China para se tornar uma potência aeroespacial.

"Explorar o vasto universo, desenvolver programas espaciais e nos tornarmos uma potência aeroespacial sempre foi o sonho que buscamos", disse Xi em uma instrução no primeiro Dia Espacial da China em 24 de abril de 2016.

Em 2020, o setor espacial da China produziu conquistas notáveis: a China colocou em órbita o satélite definitivo Beidou em 23 de junho; uma sonda não tripulada para Marte foi enviada ao espaço em 23 de julho; uma missão não tripulada denominada Chang'e-5 com o objetivo de coletar material lunar foi lançada em 24 de novembro e a China pousou com sucesso a sonda Chang'e-5 na superfície da Lua em 1º de dezembro.

https://news.cgtn.com/news/2021-04-29/Tianhe-lifts-off-China-s-space-station-ambition--ZR9lfbX2iA/index.html 

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=WHdkt9ncb9M

 

FONTE CGTN

Você acabou de ler:

CGTN: Tianhe faz decolar ambição da China por uma estação espacial

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/cgtn-tianhe-faz-decolar-ambicao-da-china-por-uma-estacao-espacial/