Changsha: manufatura inteligente em rápida evolução

CHANGSHA, China, 19 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Um boletim informativo da China Report:

"A corrida no táxi sem motorista foi quase tão tranquila quanto as normais", comemorou Zhang Jun, morador de Hunan, capital da província de Changsha, depois de uma corrida de teste na Apollo Robotaxi, um tipo de táxi sem motorista desenvolvido pela gigante da tecnologia chinesa, a Baidu. "É um serviço de fato muito conveniente. O táxi chegou poucos minutos após eu ter informado o destino e apertado o botão "chamar" no aplicativo Dutaxi". No final de abril deste ano, a Baidu lançou oficialmente o serviço de transporte Robotaxi em Changsha, onde os usuários podem agendar uma corrida de teste sem custo pelo aplicativo "Dutaxi".

Changsha tomou medidas concretas para alavancar a manufatura inteligente e reunir uma força propulsora para o desenvolvimento de alta qualidade. Agora, o setor manufatureiro da cidade vivencia uma profunda transformação.

Changsha propôs a construção de uma cidade com condução autônoma de veículos logo em 2016, visando desenvolver uma cadeia completa de valor na indústria automobilística que abrange veículos conectados inteligentes (ICV), estradas e computação em nuvem por meio da inovação tecnológica. Em setembro de 2019, o Schaeffler Group, empresa líder no segmento de fabricação de rolamentos de rolos com sede na Alemanha, instalou sua unidade de propriedade integral voltada para a condução inteligente e o segundo centro de P&D da Schaeffler na Grande China na Novo Distrito de Xiangjiang, em Changsha. O principal foco dos dois estabelecimentos é o desenvolvimento da tecnologia de movimentação especial, da plataforma de veículos Mover e controle de direção inteligente de 90 graus da Schaeffler, marcando, assim, a entrada oficial, na China, dos principais produtos e tecnologias da empresa em condução autônoma de veículos.

O ecossistema de ICV de Changsha tomou corpo em pouco menos de um ano, uma vez que a cidade atraiu um alto número de empresas do começo ao fim da cadeia do setor, incluindo empresa tradicionais do ramo automobilístico, como a SAIC Motor, a Geely e a BYD, marcas emergentes do setor, como a NIO, a Xiaopeng e a Weltmeister, além empresas líderes do setor de internet, como a Baidu, a Alibaba, a Tencent, a JD, a Huawei Kunpeng, a iFLYTEK e a CSDN. Em colaboração com a prefeitura de Changsha, a Huawei lançou o projeto de ICV da empresa no Novo Distrito de Xiangjiang. Como parte do projeto de desenvolvimento em longo prazo, a cidade investiu e construiu a maior zona de teste de direção inteligente de veículos da China. Um novo marco no desenvolvimento da indústria de inteligência artificial e de ICVs em Changsha, a zona de teste abrange uma malha de vias urbanas de 135 quilômetros de comprimento e um total de 100 quilômetros de vias expressas.

Além de alavancar o setor de ICV, Changsha também fez iniciativas para aprimorar o setor manufatureiro tradicional e para a construção de um bloco industrial com empresas líderes mundiais, como a Sany Heavy Industry e a Zoomlion. A planta nº 18 da Sany em Changsha é a maior e mais avançada unidade fabril inteligente da Ásia. A linha de produção industrial 4.0 da Bosch Changsha é uma das unidades fabris da empresa que usa o maior número de módulos inteligentes. Se comparados aos equipamentos tradicionais, eles elevam a eficiência de produção em 30% e reduzem a perda de qualidade e o tempo de remodelagem também em 30%. A construção do projeto modelo Flex Changsha Intelligent Manufacturing Industrial Park marcou uma etapa importante nos esforços da capital da província para fomentar uma base industrial de primeira classe.

"Estamos conduzindo uma era de inteligência artificial", observou Hu Henghua, membro do Comitê Central do Partido Comunista da China (CPC), do Comitê da Província de Hunan e secretário do Comitê Municipal do CPC de Changsha. "Quem aproveitar esta oportunidade estará à frente para substituir os antigos fatores de crescimento econômico pelos novos e alcançará desenvolvimento de alta qualidade". Changsha, uma cidade de história duradoura da região central da China, agora emerge no cenário mundial e se torna conhecida pelo setor de manufatura inteligente, de maquinários de construção e de mídia.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1169339/Changsha.jpg

FONTE China Report

CHANGSHA, China, 19 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Um boletim informativo da China Report:

"A corrida no táxi sem motorista foi quase tão tranquila quanto as normais", comemorou Zhang Jun, morador de Hunan, capital da província de Changsha, depois de uma corrida de teste na Apollo Robotaxi, um tipo de táxi sem motorista desenvolvido pela gigante da tecnologia chinesa, a Baidu. "É um serviço de fato muito conveniente. O táxi chegou poucos minutos após eu ter informado o destino e apertado o botão "chamar" no aplicativo Dutaxi". No final de abril deste ano, a Baidu lançou oficialmente o serviço de transporte Robotaxi em Changsha, onde os usuários podem agendar uma corrida de teste sem custo pelo aplicativo "Dutaxi".

Changsha tomou medidas concretas para alavancar a manufatura inteligente e reunir uma força propulsora para o desenvolvimento de alta qualidade. Agora, o setor manufatureiro da cidade vivencia uma profunda transformação.

Changsha propôs a construção de uma cidade com condução autônoma de veículos logo em 2016, visando desenvolver uma cadeia completa de valor na indústria automobilística que abrange veículos conectados inteligentes (ICV), estradas e computação em nuvem por meio da inovação tecnológica. Em setembro de 2019, o Schaeffler Group, empresa líder no segmento de fabricação de rolamentos de rolos com sede na Alemanha, instalou sua unidade de propriedade integral voltada para a condução inteligente e o segundo centro de P&D da Schaeffler na Grande China na Novo Distrito de Xiangjiang, em Changsha. O principal foco dos dois estabelecimentos é o desenvolvimento da tecnologia de movimentação especial, da plataforma de veículos Mover e controle de direção inteligente de 90 graus da Schaeffler, marcando, assim, a entrada oficial, na China, dos principais produtos e tecnologias da empresa em condução autônoma de veículos.

O ecossistema de ICV de Changsha tomou corpo em pouco menos de um ano, uma vez que a cidade atraiu um alto número de empresas do começo ao fim da cadeia do setor, incluindo empresa tradicionais do ramo automobilístico, como a SAIC Motor, a Geely e a BYD, marcas emergentes do setor, como a NIO, a Xiaopeng e a Weltmeister, além empresas líderes do setor de internet, como a Baidu, a Alibaba, a Tencent, a JD, a Huawei Kunpeng, a iFLYTEK e a CSDN. Em colaboração com a prefeitura de Changsha, a Huawei lançou o projeto de ICV da empresa no Novo Distrito de Xiangjiang. Como parte do projeto de desenvolvimento em longo prazo, a cidade investiu e construiu a maior zona de teste de direção inteligente de veículos da China. Um novo marco no desenvolvimento da indústria de inteligência artificial e de ICVs em Changsha, a zona de teste abrange uma malha de vias urbanas de 135 quilômetros de comprimento e um total de 100 quilômetros de vias expressas.

Além de alavancar o setor de ICV, Changsha também fez iniciativas para aprimorar o setor manufatureiro tradicional e para a construção de um bloco industrial com empresas líderes mundiais, como a Sany Heavy Industry e a Zoomlion. A planta nº 18 da Sany em Changsha é a maior e mais avançada unidade fabril inteligente da Ásia. A linha de produção industrial 4.0 da Bosch Changsha é uma das unidades fabris da empresa que usa o maior número de módulos inteligentes. Se comparados aos equipamentos tradicionais, eles elevam a eficiência de produção em 30% e reduzem a perda de qualidade e o tempo de remodelagem também em 30%. A construção do projeto modelo Flex Changsha Intelligent Manufacturing Industrial Park marcou uma etapa importante nos esforços da capital da província para fomentar uma base industrial de primeira classe.

"Estamos conduzindo uma era de inteligência artificial", observou Hu Henghua, membro do Comitê Central do Partido Comunista da China (CPC), do Comitê da Província de Hunan e secretário do Comitê Municipal do CPC de Changsha. "Quem aproveitar esta oportunidade estará à frente para substituir os antigos fatores de crescimento econômico pelos novos e alcançará desenvolvimento de alta qualidade". Changsha, uma cidade de história duradoura da região central da China, agora emerge no cenário mundial e se torna conhecida pelo setor de manufatura inteligente, de maquinários de construção e de mídia.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1169339/Changsha.jpg

FONTE China Report

Você acabou de ler:

Changsha: manufatura inteligente em rápida evolução

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/changsha-manufatura-inteligente-em-rapida-evolucao/