Como aumentar a segurança dos aplicativos de mensagens no celular com dicas do portal Celular Chips

CURITIBA, Brasil, 19 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- Na atualidade, com a quantidade assombrosa de aparelhos celulares comercializados e consumidos, a comunicação via aplicativos tornou-se um dos meios mais utilizados pelos usuários, por conseguinte, aumentou o risco de interceptação de mensagens particulares.

Depois de um vazamento de conversas via aplicativos, noticiado há pouco tempo, muitos consumidores passaram a temer o uso de tais funções, devido ao risco desses tipos de vazamentos.

Especialistas de diversos sites passaram a publicar dicas úteis e eficientes que proporcionam maior proteção para os aparelhos, incluindo todas as contas inseridas nos aplicativos das mensagens, abrangendo o WhatsApp e o Telegram. Entre esses sites que estão fornecendo dicas sobre segurança em aplicativos de mensagens está o Celular Chips, portal especializado em tecnologia, que traz as últimas informações sobre smartphones e novidades sobre o universo dos mobiles. Confira abaixo.

O esquema para estabelecer maior proteção segue, em sequência de opções, abaixo:

1 - Proteger a conta de WhatsApp por meio de uma senha;

2 - Proteger o Telegram por meio de uma senha;

3 - Proteger a própria conta do Google e do Apple ID na autenticação que é feita por etapa dupla;

4 - Criar uma senha para o smartphone;

5 - Configurar um necessário bloqueio via funções da tela do aparelho celular;

6 - Todo usuário deve estar atento e ter muito cuidado quando for compartilhar todo tipo de códigos recebidos via SMS;

7 - Fazer instalar apenas os aplicativos pertencentes à loja oficial da marca.

E muito recomendado, essencial mesmo, deletar todos os dados presentes no smartphone, evitando invasões de informações, em caso de perda, furto ou roubo.

Um dos aplicativos mais utilizados, na atualidade, é o famoso WhatsApp. A vantagem deste aplicativo, está no fato de que todas as mensagens são mantidas salvas somente no aparelho particular de cada usuário. Todos esses dados poderão ser arquivados por meio de um típico serviço para o armazenamento em nuvens, tais como do Google Drive ou do iCloud.

A proteção sobre as mensagens mais antigas será possível desabilitar a função do backup do próprio WhatsApp. Deste modo, esse processo faz bloquear as informações e arquivos de diálogos entre os interlocutores, que poderiam, em tese, ser acessadas por terceiros, a partir do serviço de backup, com exceção do serviço da nuvem.

Entretanto, esta alternativa impediria, também, que se pudesse ter acesso ao mesmo material, em caso de o usuário decidir trocar de aparelho.

Outro meio de garantir maior proteção da conta de WhatsApp está no seguinte:

O usuário poderá adicionar a chamada "autenticação" por meio de duas fases. A partir desse processo, sempre que alguma pessoa, mal intencionada, tentar invadir a conta de WhatsApp do usuário terá obrigação de digitar um tipo de senha que é composta de seis números.

Até o próprio usuário será testado, em sua conta, dado que o mesmo aplicativo vai exigir, após algumas semanas, que o mesmo insira novamente a senha criada, como função de lembrete.

O esquema para realizar a perfeita autenticação, por meio de fase dupla, no WhatsApp, pode ser conferido logo abaixo:

1 – o usuário deve acessar, em primeiro lugar, o menu das configurações de seu aplicativo de WhatsApp;

2 – o passo seguinte será acionar (clicando) no comando: "Conta";

3 – em seguida, será necessário acionar a função: "Confirmação por meio de duas etapas";

4 – passo final: o usuário deverá estabelecer um tipo de senha e adicionar mais um e-mail, para maior segurança.

Os demais meios, acima citados, são tão uteis como o do WhatsApp, resumindo:

O modo de proteger o Telegram; o modo de proteger a conta do Google e da Apple ID; adicionar a senha no aparelho smartphone; configurar um sistema de bloqueio automático via tela; fazer instalar apenas os aplicativos oficiais da marca do aparelho; estar atento aos códigos que são recebidos via SMS.

Confira mais dicas de segurança, aplicativos, informações sobre tablets e smartphones, ficha técnica, especificações, últimos lançamentos, no site https://www.celularchips.com. O portal está no mercado há mais de 5 anos, sempre atualizando e auxiliando os usuários que querem se manter atualizados sobre o mundo da tecnologia.

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Portal Celular Chips

CURITIBA, Brasil, 19 de junho de 2019 /PRNewswire/ -- Na atualidade, com a quantidade assombrosa de aparelhos celulares comercializados e consumidos, a comunicação via aplicativos tornou-se um dos meios mais utilizados pelos usuários, por conseguinte, aumentou o risco de interceptação de mensagens particulares.

Depois de um vazamento de conversas via aplicativos, noticiado há pouco tempo, muitos consumidores passaram a temer o uso de tais funções, devido ao risco desses tipos de vazamentos.

Especialistas de diversos sites passaram a publicar dicas úteis e eficientes que proporcionam maior proteção para os aparelhos, incluindo todas as contas inseridas nos aplicativos das mensagens, abrangendo o WhatsApp e o Telegram. Entre esses sites que estão fornecendo dicas sobre segurança em aplicativos de mensagens está o Celular Chips, portal especializado em tecnologia, que traz as últimas informações sobre smartphones e novidades sobre o universo dos mobiles. Confira abaixo.

O esquema para estabelecer maior proteção segue, em sequência de opções, abaixo:

1 - Proteger a conta de WhatsApp por meio de uma senha;

2 - Proteger o Telegram por meio de uma senha;

3 - Proteger a própria conta do Google e do Apple ID na autenticação que é feita por etapa dupla;

4 - Criar uma senha para o smartphone;

5 - Configurar um necessário bloqueio via funções da tela do aparelho celular;

6 - Todo usuário deve estar atento e ter muito cuidado quando for compartilhar todo tipo de códigos recebidos via SMS;

7 - Fazer instalar apenas os aplicativos pertencentes à loja oficial da marca.

E muito recomendado, essencial mesmo, deletar todos os dados presentes no smartphone, evitando invasões de informações, em caso de perda, furto ou roubo.

Um dos aplicativos mais utilizados, na atualidade, é o famoso WhatsApp. A vantagem deste aplicativo, está no fato de que todas as mensagens são mantidas salvas somente no aparelho particular de cada usuário. Todos esses dados poderão ser arquivados por meio de um típico serviço para o armazenamento em nuvens, tais como do Google Drive ou do iCloud.

A proteção sobre as mensagens mais antigas será possível desabilitar a função do backup do próprio WhatsApp. Deste modo, esse processo faz bloquear as informações e arquivos de diálogos entre os interlocutores, que poderiam, em tese, ser acessadas por terceiros, a partir do serviço de backup, com exceção do serviço da nuvem.

Entretanto, esta alternativa impediria, também, que se pudesse ter acesso ao mesmo material, em caso de o usuário decidir trocar de aparelho.

Outro meio de garantir maior proteção da conta de WhatsApp está no seguinte:

O usuário poderá adicionar a chamada "autenticação" por meio de duas fases. A partir desse processo, sempre que alguma pessoa, mal intencionada, tentar invadir a conta de WhatsApp do usuário terá obrigação de digitar um tipo de senha que é composta de seis números.

Até o próprio usuário será testado, em sua conta, dado que o mesmo aplicativo vai exigir, após algumas semanas, que o mesmo insira novamente a senha criada, como função de lembrete.

O esquema para realizar a perfeita autenticação, por meio de fase dupla, no WhatsApp, pode ser conferido logo abaixo:

1 – o usuário deve acessar, em primeiro lugar, o menu das configurações de seu aplicativo de WhatsApp;

2 – o passo seguinte será acionar (clicando) no comando: "Conta";

3 – em seguida, será necessário acionar a função: "Confirmação por meio de duas etapas";

4 – passo final: o usuário deverá estabelecer um tipo de senha e adicionar mais um e-mail, para maior segurança.

Os demais meios, acima citados, são tão uteis como o do WhatsApp, resumindo:

O modo de proteger o Telegram; o modo de proteger a conta do Google e da Apple ID; adicionar a senha no aparelho smartphone; configurar um sistema de bloqueio automático via tela; fazer instalar apenas os aplicativos oficiais da marca do aparelho; estar atento aos códigos que são recebidos via SMS.

Confira mais dicas de segurança, aplicativos, informações sobre tablets e smartphones, ficha técnica, especificações, últimos lançamentos, no site https://www.celularchips.com. O portal está no mercado há mais de 5 anos, sempre atualizando e auxiliando os usuários que querem se manter atualizados sobre o mundo da tecnologia.

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE Portal Celular Chips