Compartilhando com o mundo: Guangzhou aproveita seu potencial na abertura e cooperação da China e nos benefícios compartilhados

GUANGZHOU, China, 5 de novembro de 2018 /PRNewswire/ -- "A China está liderando a abertura mais ampla" e "Guangzhou exemplifica as conquistas da reforma e abertura", foram os comentários dos participantes das mídias de negócios de renome mundial e "think tanks" (fábricas de ideias) das comunidades política, acadêmica e empresarial, reunidos no Fórum Internacional de Mídia Empresarial e Think Tank de Huangpu, realizado de 1 a 3 de novembro, pelo Departamento de Publicidade do Comitê Municipal de Guangzhou do PCC na cidade de Guangzhou, no sul da China.

Em seu discurso, o ex-primeiro-ministro francês Dominique de Villepin, disse "Não é coincidência estarmos agora discutindo a reforma e abertura da China aqui hoje". Em apenas 40 anos, a China alcançou enorme influência em todo o mundo, enquanto Guangzhou, em muitos aspectos, demonstra como o país evoluiu.

Nas últimas quatro décadas, Guangzhou teve PIB cerca de 500 vezes maior, e o PIB per capita está próximo do nível do mundo desenvolvido. Todas essas conquistas foram atribuídas à abertura, "uma grande estratégia geral e prática, com o objetivo de conectar a China ao mundo", nas palavras de Dominique de Villepin.

"O mundo pode ver Guangzhou, a fronteira da reforma e abertura, como uma janela para as conquistas da China", disse Wen Guohui, prefeito de Guangzhou. O valor comercial total da cidade subiu de US$ 130 milhões, em 1978, para US$ 143,23 bilhões, em 2017.

"Com mais de 120 edições realizadas, a Feira de Cantão fortaleceu incessantemente as relações comerciais entre a China e o restante do mundo, o que consolidou a posição de Guangzhou como o portão sul da China. Sendo a janela para a abertura do país, a cooperação e o crescimento do comércio exterior, o evento bianual testemunha melhor a trajetória de como a China se conectou ao mundo por meio de reformas e abertura", disse Li Jinqi, diretor-geral do Centro de Comércio Exterior da China, do Ministério do Comércio.

Hoje, Guangzhou é uma das pioneiras na promoção da economia privada e da economia voltada para a exportação, sucesso que resultou após a cidade explorar a economia impulsionada pela inovação, pelos melhores serviços e por mais eficiência, de acordo com especialistas participantes.

Quanto tempo leva para concluir os procedimentos de registro para abrir uma empresa? Um dia é suficiente no Distrito de Huangpu/Distrito de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Guangzhou (GETDD), onde aconteceu o fórum. Os serviços altamente eficientes para empreendedores são atribuídos à reforma e inovação.

"O que mais me surpreende em relação à inovação é que ela é alimentada por um ecossistema real e dinâmico, com sólida capacidade executiva", disse Emmanuel Daniel, fundador e presidente do The Asian Banker Journal. "Empreendedores podem chegar ao nível mais alto de felicidade com custo mais baixo".

"Guangzhou tem muita experiência e legado, econômica e culturalmente. Para atrair talentos e famílias excepcionais do mundo todo, é necessário um ambiente que defenda inúmeros estilos de vida e modelos de negócios, exatamente o que Guangzhou tem a oferecer", disse Xiao Geng, presidente do Instituto de Finanças Internacionais de Hong Kong e professor de práticas financeiras da HSBC Business School da Universidade de Pequim.

Para impulsionar ainda mais a reforma e a abertura, é necessário estar de acordo com os padrões internacionais. Nos últimos anos, Guangzhou vem fazendo tentativas úteis de promover a reestruturação do lado da oferta, transformando e atualizando as formas de produção. O foco tem sido o crescimento de grandes indústrias, como o IAB (tecnologia de informação de última geração, tecnologia artificial e biomedicina) e o NEM (nova energia e materiais). Tudo isso ajuda a cidade a subir na cadeia de valor global.

Levou apenas uma década para a Mino Automotive Equipment Company, baseada no GETDD, deixar de ser startup para se transformar em uma empresa líder mundial de equipamentos avançados. "Uma vez, entregamos uma linha de produção em 128 dias, um ano antes de seis concorrentes estrangeiras, o que foi um milagre. Está havendo inovação na fabricação dos nossos equipamentos, em termos de confiabilidade, custo e manutenção", disse Yao Weibing, presidente da Mino.

"O centro do desenvolvimento de alta qualidade é a inovação tecnológica industrial", diz o Fórum Huangpu deste ano. Guangzhou, sendo precursora histórica e com plataformas de intercâmbio internacional, continuará a assumir o papel de exploradora e pioneira das propostas chinesas de "promover novo ambiente na abertura completa e promover incessantemente o desenvolvimento de alta qualidade". "Em novo clima, globalizar e usar novos recursos são duas dimensões de abertura. Algumas indústrias-pilares têm necessidade de expandir para o exterior, para aumentar a cooperação internacional em capacidade e globalização econômica. É assim que as relações comerciais multilaterais, caracterizadas pela abertura, igualdade, pelos benefícios mútuos e pela cooperação ganha-ganha acontecem", disse Zhang Jin, fundador e presidente da Cedar Holdings, uma empresa da Fortune Global 500 sediada em Guangzhou.

"Guangzhou, sendo a fronteira da reforma e da abertura, tem muitos aspectos, dentre eles, a filosofia, o pensamento, a política e os talentos que ressoam conosco", observou Peng Wei, presidente da Carl Zeiss (China) Co., Ltd. Até o momento, o grupo tem seis empresas registradas no distrito de Huangpu.

Em apenas três semanas, a Conferência Internacional Fortune Brainstorm TECH será realizada em Guangzhou, sua anfitriã permanente. No fórum, Clifton Leaf, editor-chefe da revista Fortune, disse que o investimento de empresas chinesas em pesquisa e desenvolvimento cresceu 34%, nos últimos anos, comparado a modestos 8% das empresas norte-americanas. Isso significa que as empresas chinesas terão grande vitalidade no desenvolvimento e serão altamente adaptáveis às mudanças das condições.

A construção da Grande Baía da Província de Guangdong-Hong Kong-Macau está em andamento e atrai atenção mundial. De acordo com Dominique de Villepin, a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, que passou a funcionar recentemente, aumentará a integração da cooperação e a situação ganha-ganha nas cidades da área da Grande Baía, incluindo Guangzhou.

Guangzhou, um motor essencial que impulsiona o avanço da Área da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, busca desenvolvimento de alta qualidade por meio da inovação, ao mesmo tempo em que abraça o mundo com postura mais aberta. Em meio a uma nova rodada de revolução global de inovações tecnológicas, novas formas de negócios estão surgindo em níveis nunca vistos antes formando, assim, um novo sistema industrial moderno. Com isso, Guangzhou terá um papel mais importante a desempenhar, ao evoluir de uma cidade comercial milenar para uma metrópole inovadora.

"No contexto da globalização, a China provavelmente estará na vanguarda, contando com a inovação", disse Harley Seyedin, presidente da Câmara de Comércio Americana no Sul da China e presidente da Allelon Energy Partners. Ele acredita que "estamos vendo agora muitas tecnologias revolucionárias na China, que podem vir de universidades, produtos farmacêuticos e outros setores. A inovação tecnológica mudou drasticamente as vidas da sociedade chinesa. A China está, de fato, liderando um mundo sem dinheiro, que depende de smartphones e pagamento móvel, que nasceu em Guangzhou, em todos os tipos de transações".

 

FONTE The Publicity Department of the CPC Guangzhou Municipal Committee

GUANGZHOU, China, 5 de novembro de 2018 /PRNewswire/ -- "A China está liderando a abertura mais ampla" e "Guangzhou exemplifica as conquistas da reforma e abertura", foram os comentários dos participantes das mídias de negócios de renome mundial e "think tanks" (fábricas de ideias) das comunidades política, acadêmica e empresarial, reunidos no Fórum Internacional de Mídia Empresarial e Think Tank de Huangpu, realizado de 1 a 3 de novembro, pelo Departamento de Publicidade do Comitê Municipal de Guangzhou do PCC na cidade de Guangzhou, no sul da China.

Em seu discurso, o ex-primeiro-ministro francês Dominique de Villepin, disse "Não é coincidência estarmos agora discutindo a reforma e abertura da China aqui hoje". Em apenas 40 anos, a China alcançou enorme influência em todo o mundo, enquanto Guangzhou, em muitos aspectos, demonstra como o país evoluiu.

Nas últimas quatro décadas, Guangzhou teve PIB cerca de 500 vezes maior, e o PIB per capita está próximo do nível do mundo desenvolvido. Todas essas conquistas foram atribuídas à abertura, "uma grande estratégia geral e prática, com o objetivo de conectar a China ao mundo", nas palavras de Dominique de Villepin.

"O mundo pode ver Guangzhou, a fronteira da reforma e abertura, como uma janela para as conquistas da China", disse Wen Guohui, prefeito de Guangzhou. O valor comercial total da cidade subiu de US$ 130 milhões, em 1978, para US$ 143,23 bilhões, em 2017.

"Com mais de 120 edições realizadas, a Feira de Cantão fortaleceu incessantemente as relações comerciais entre a China e o restante do mundo, o que consolidou a posição de Guangzhou como o portão sul da China. Sendo a janela para a abertura do país, a cooperação e o crescimento do comércio exterior, o evento bianual testemunha melhor a trajetória de como a China se conectou ao mundo por meio de reformas e abertura", disse Li Jinqi, diretor-geral do Centro de Comércio Exterior da China, do Ministério do Comércio.

Hoje, Guangzhou é uma das pioneiras na promoção da economia privada e da economia voltada para a exportação, sucesso que resultou após a cidade explorar a economia impulsionada pela inovação, pelos melhores serviços e por mais eficiência, de acordo com especialistas participantes.

Quanto tempo leva para concluir os procedimentos de registro para abrir uma empresa? Um dia é suficiente no Distrito de Huangpu/Distrito de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Guangzhou (GETDD), onde aconteceu o fórum. Os serviços altamente eficientes para empreendedores são atribuídos à reforma e inovação.

"O que mais me surpreende em relação à inovação é que ela é alimentada por um ecossistema real e dinâmico, com sólida capacidade executiva", disse Emmanuel Daniel, fundador e presidente do The Asian Banker Journal. "Empreendedores podem chegar ao nível mais alto de felicidade com custo mais baixo".

"Guangzhou tem muita experiência e legado, econômica e culturalmente. Para atrair talentos e famílias excepcionais do mundo todo, é necessário um ambiente que defenda inúmeros estilos de vida e modelos de negócios, exatamente o que Guangzhou tem a oferecer", disse Xiao Geng, presidente do Instituto de Finanças Internacionais de Hong Kong e professor de práticas financeiras da HSBC Business School da Universidade de Pequim.

Para impulsionar ainda mais a reforma e a abertura, é necessário estar de acordo com os padrões internacionais. Nos últimos anos, Guangzhou vem fazendo tentativas úteis de promover a reestruturação do lado da oferta, transformando e atualizando as formas de produção. O foco tem sido o crescimento de grandes indústrias, como o IAB (tecnologia de informação de última geração, tecnologia artificial e biomedicina) e o NEM (nova energia e materiais). Tudo isso ajuda a cidade a subir na cadeia de valor global.

Levou apenas uma década para a Mino Automotive Equipment Company, baseada no GETDD, deixar de ser startup para se transformar em uma empresa líder mundial de equipamentos avançados. "Uma vez, entregamos uma linha de produção em 128 dias, um ano antes de seis concorrentes estrangeiras, o que foi um milagre. Está havendo inovação na fabricação dos nossos equipamentos, em termos de confiabilidade, custo e manutenção", disse Yao Weibing, presidente da Mino.

"O centro do desenvolvimento de alta qualidade é a inovação tecnológica industrial", diz o Fórum Huangpu deste ano. Guangzhou, sendo precursora histórica e com plataformas de intercâmbio internacional, continuará a assumir o papel de exploradora e pioneira das propostas chinesas de "promover novo ambiente na abertura completa e promover incessantemente o desenvolvimento de alta qualidade". "Em novo clima, globalizar e usar novos recursos são duas dimensões de abertura. Algumas indústrias-pilares têm necessidade de expandir para o exterior, para aumentar a cooperação internacional em capacidade e globalização econômica. É assim que as relações comerciais multilaterais, caracterizadas pela abertura, igualdade, pelos benefícios mútuos e pela cooperação ganha-ganha acontecem", disse Zhang Jin, fundador e presidente da Cedar Holdings, uma empresa da Fortune Global 500 sediada em Guangzhou.

"Guangzhou, sendo a fronteira da reforma e da abertura, tem muitos aspectos, dentre eles, a filosofia, o pensamento, a política e os talentos que ressoam conosco", observou Peng Wei, presidente da Carl Zeiss (China) Co., Ltd. Até o momento, o grupo tem seis empresas registradas no distrito de Huangpu.

Em apenas três semanas, a Conferência Internacional Fortune Brainstorm TECH será realizada em Guangzhou, sua anfitriã permanente. No fórum, Clifton Leaf, editor-chefe da revista Fortune, disse que o investimento de empresas chinesas em pesquisa e desenvolvimento cresceu 34%, nos últimos anos, comparado a modestos 8% das empresas norte-americanas. Isso significa que as empresas chinesas terão grande vitalidade no desenvolvimento e serão altamente adaptáveis às mudanças das condições.

A construção da Grande Baía da Província de Guangdong-Hong Kong-Macau está em andamento e atrai atenção mundial. De acordo com Dominique de Villepin, a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, que passou a funcionar recentemente, aumentará a integração da cooperação e a situação ganha-ganha nas cidades da área da Grande Baía, incluindo Guangzhou.

Guangzhou, um motor essencial que impulsiona o avanço da Área da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, busca desenvolvimento de alta qualidade por meio da inovação, ao mesmo tempo em que abraça o mundo com postura mais aberta. Em meio a uma nova rodada de revolução global de inovações tecnológicas, novas formas de negócios estão surgindo em níveis nunca vistos antes formando, assim, um novo sistema industrial moderno. Com isso, Guangzhou terá um papel mais importante a desempenhar, ao evoluir de uma cidade comercial milenar para uma metrópole inovadora.

"No contexto da globalização, a China provavelmente estará na vanguarda, contando com a inovação", disse Harley Seyedin, presidente da Câmara de Comércio Americana no Sul da China e presidente da Allelon Energy Partners. Ele acredita que "estamos vendo agora muitas tecnologias revolucionárias na China, que podem vir de universidades, produtos farmacêuticos e outros setores. A inovação tecnológica mudou drasticamente as vidas da sociedade chinesa. A China está, de fato, liderando um mundo sem dinheiro, que depende de smartphones e pagamento móvel, que nasceu em Guangzhou, em todos os tipos de transações".

 

FONTE The Publicity Department of the CPC Guangzhou Municipal Committee