Conheça a Equilibrium Osteopatia, a clínica que cuida de todo o organismo pela osteopatia e pode ser usado por portadores de doenças autoimunes

RIO DE JANEIRO, Brasil, 24 de setembro de 2018 /PRNewswire/ -- A Osteopatia é um método diagnóstico e terapêutico que dá ênfase no aparelho músculo-esquelético, postura, órgãos e vísceras, trata toda a estrutura corporal permitindo abordar numerosos problemas e desequilíbrios, harmonizando as estruturas do corpo humano. As estruturas do corpo têm mobilidade própria. Devem estar livres. Os movimentos devem respeitar regras precisas: eixos, amplitude, ritmo, se um destes elementos estiver em disfunção, o conjunto da mecânica corporal será perturbado comprometendo até em nível celular. Portanto, a função do Osteopata é tratar o paciente através de movimentos específicos como: estiramentos, mobilização e manipulação, restabelecendo as estruturas que estão bloqueadas ou em disfunção, eliminando assim, a lesão.

Tipos de lesão:

Muscular: Contraturas, Dores musculares, Debilidade Muscular, Mialgia - Articular: Entorses, Ciáticas, Dorsalgias, Subluxações, Bursites, Artrite, Artrose (dependendo da gravidade da mesma), Tendinites, Dores Articulares, Hérnias discais, Escolioses, Dor costal entre outras patologias - Visceral: Gastrites, úlceras em fase pouco avançada, hérnias do hiato; hepatite viral ou alcoólica; conseqüências cirúrgicas, seqüelas de infecções, síndrome pré-menstrual, asma e bronquite e hipertensão arterial.

Através de várias técnicas manuais suaves e não invasivas, o Osteopata utiliza as mãos para perceber os movimentos e tensões do corpo. Isso significa que pessoas de todas as idades podem consultar um profissional, desde o recém-nascido a pessoas da melhor idade.

A Osteopatia apresenta diversos benefícios, tais como:

- Correção e melhora da postura - Melhora da circulação - Alívio imediato em determinadas dores - Tratamento feito até com uma sessão semanal; - Melhora nos sistemas digestivo, circulatório, respiratório, linfático e imunológico. A técnica consiste em diversas manipulações que ajudam a alinhar o corpo para que os órgãos possam trabalhar sem a sobrecarga ou disfunções.

Para essa prática, criada por um cirurgião americano, o sistema neuro-músculo-esquelético é regulador de todos os outros sistemas, por isso mesmo as disfunções e os sintomas advindos delas podem não ser só uma manifestação de doença, mas uma situação que colabora com a própria doença. Uma vez que o problema seja encontrado e a função recuperada, o próprio organismo pode se autorregular e curar, uma vez que, os obstáculos que promovem a doença estão eliminados.

De acordo com a fisioterapeuta Danielle Silveira, CEO da Equilibrium Osteopatia, mais do que realinhar a coluna, a técnica vai descobrir, por meio da manipulação, as causas dos sintomas relatados para restabelecer a função perdida, atuando no nível visceral, craniano e neural. "A técnica vai permitir identificar o problema e, a partir desse diagnóstico, trabalhar a área na coluna que possui ligação com a área afetada", esclarece, ressaltando que isso é possível graças à biomecânica do corpo humano e da sua formação que, desde o feto, começa a se desenvolver a partir da coluna vertebral, possibilitando uma ligação dessa estrutura com os demais órgãos e tecidos do corpo humano.

Todo o processo de manipulação é, geralmente, usado para tratamento de sintomas como enxaqueca, refluxo gastroesofágico, zumbido, hérnias e dores crônicas. A manipulação pode ser feita em qualquer idade, inclusive em bebês."A única contraindicação absoluta para o uso da técnica reside nos casos de fratura ou câncer, quando a manipulação pode agravar o problema", explica a fisioterapeuta, ressaltando que pacientes idosos e grávidas podem ser trabalhados, desde que com cuidados especiais. 

O tratamento começa com uma avaliação minuciosa, onde é conhecida a história desse paciente para que sejam identificados sinais e sintomas de possíveis disfunções. O exame clínico também é solicitado pelo especialista. Somente após essa avaliação o tratamento é iniciado; com técnicas específicas e individualizadas para cada paciente. "Pode ser usado como tratamento preventivo, em sessões a cada três meses, como qualidade de vida", conclui a fisioterapeuta. O custo gira em torno de R$ 190 a sessão. Porém estamos com um projeto social para portadores de doenças autoimunes e nosso pacote gira em torno de R$80,00. Precisamos entender as dores destes pacientes."

Como sede no Rio de Janeiro, o atendimento acontece na Tijuca e na Barra da Tijuca. Só ligar para agendar!

Danielle Silveira – Fisioterapeuta – CREFITO2 – 46931F

Equilibrium Osteopatia – 21.99807.7890

FONTE Equilibrium Osteopatia

RIO DE JANEIRO, Brasil, 24 de setembro de 2018 /PRNewswire/ -- A Osteopatia é um método diagnóstico e terapêutico que dá ênfase no aparelho músculo-esquelético, postura, órgãos e vísceras, trata toda a estrutura corporal permitindo abordar numerosos problemas e desequilíbrios, harmonizando as estruturas do corpo humano. As estruturas do corpo têm mobilidade própria. Devem estar livres. Os movimentos devem respeitar regras precisas: eixos, amplitude, ritmo, se um destes elementos estiver em disfunção, o conjunto da mecânica corporal será perturbado comprometendo até em nível celular. Portanto, a função do Osteopata é tratar o paciente através de movimentos específicos como: estiramentos, mobilização e manipulação, restabelecendo as estruturas que estão bloqueadas ou em disfunção, eliminando assim, a lesão.

Tipos de lesão:

Muscular: Contraturas, Dores musculares, Debilidade Muscular, Mialgia - Articular: Entorses, Ciáticas, Dorsalgias, Subluxações, Bursites, Artrite, Artrose (dependendo da gravidade da mesma), Tendinites, Dores Articulares, Hérnias discais, Escolioses, Dor costal entre outras patologias - Visceral: Gastrites, úlceras em fase pouco avançada, hérnias do hiato; hepatite viral ou alcoólica; conseqüências cirúrgicas, seqüelas de infecções, síndrome pré-menstrual, asma e bronquite e hipertensão arterial.

Através de várias técnicas manuais suaves e não invasivas, o Osteopata utiliza as mãos para perceber os movimentos e tensões do corpo. Isso significa que pessoas de todas as idades podem consultar um profissional, desde o recém-nascido a pessoas da melhor idade.

A Osteopatia apresenta diversos benefícios, tais como:

- Correção e melhora da postura - Melhora da circulação - Alívio imediato em determinadas dores - Tratamento feito até com uma sessão semanal; - Melhora nos sistemas digestivo, circulatório, respiratório, linfático e imunológico. A técnica consiste em diversas manipulações que ajudam a alinhar o corpo para que os órgãos possam trabalhar sem a sobrecarga ou disfunções.

Para essa prática, criada por um cirurgião americano, o sistema neuro-músculo-esquelético é regulador de todos os outros sistemas, por isso mesmo as disfunções e os sintomas advindos delas podem não ser só uma manifestação de doença, mas uma situação que colabora com a própria doença. Uma vez que o problema seja encontrado e a função recuperada, o próprio organismo pode se autorregular e curar, uma vez que, os obstáculos que promovem a doença estão eliminados.

De acordo com a fisioterapeuta Danielle Silveira, CEO da Equilibrium Osteopatia, mais do que realinhar a coluna, a técnica vai descobrir, por meio da manipulação, as causas dos sintomas relatados para restabelecer a função perdida, atuando no nível visceral, craniano e neural. "A técnica vai permitir identificar o problema e, a partir desse diagnóstico, trabalhar a área na coluna que possui ligação com a área afetada", esclarece, ressaltando que isso é possível graças à biomecânica do corpo humano e da sua formação que, desde o feto, começa a se desenvolver a partir da coluna vertebral, possibilitando uma ligação dessa estrutura com os demais órgãos e tecidos do corpo humano.

Todo o processo de manipulação é, geralmente, usado para tratamento de sintomas como enxaqueca, refluxo gastroesofágico, zumbido, hérnias e dores crônicas. A manipulação pode ser feita em qualquer idade, inclusive em bebês."A única contraindicação absoluta para o uso da técnica reside nos casos de fratura ou câncer, quando a manipulação pode agravar o problema", explica a fisioterapeuta, ressaltando que pacientes idosos e grávidas podem ser trabalhados, desde que com cuidados especiais. 

O tratamento começa com uma avaliação minuciosa, onde é conhecida a história desse paciente para que sejam identificados sinais e sintomas de possíveis disfunções. O exame clínico também é solicitado pelo especialista. Somente após essa avaliação o tratamento é iniciado; com técnicas específicas e individualizadas para cada paciente. "Pode ser usado como tratamento preventivo, em sessões a cada três meses, como qualidade de vida", conclui a fisioterapeuta. O custo gira em torno de R$ 190 a sessão. Porém estamos com um projeto social para portadores de doenças autoimunes e nosso pacote gira em torno de R$80,00. Precisamos entender as dores destes pacientes."

Como sede no Rio de Janeiro, o atendimento acontece na Tijuca e na Barra da Tijuca. Só ligar para agendar!

Danielle Silveira – Fisioterapeuta – CREFITO2 – 46931F

Equilibrium Osteopatia – 21.99807.7890

FONTE Equilibrium Osteopatia

Você acabou de ler:

Conheça a Equilibrium Osteopatia, a clínica que cuida de todo o organismo pela osteopatia e pode ser usado por portadores de doenças autoimunes

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/conheca-a-equilibrium-osteopatia-a-clinica-que-cuida-de-todo-o-organismo-pela-osteopatia-e-pode-ser-usado-por-portadores-de-doencas-autoimunes/