Conheça o brasileiro que representa a América Latina no congresso intercontinental de gênios

Da periferia da Zona Leste de São Paulo para o topo das associações intelectuais internacionais

– Hindemburg Melão Jr., recordista do Guinness Book e fundador de Sigma Society, analisará soluções para problemas mundiais –

SAO PAULO, 7 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- Entre 3 de julho e 30 de setembro de 2022, algumas das mentes mais prodigiosas do mundo estarão reunidas para discutir problemas científicos, filosóficos, políticos, econômicos e muitos outros no "Intercontinental High-I.Q. Forum 2022", organizado pelo In-Sight Journal, com sede no Canadá. O encontro anterior, celebrado em 2020, contou exclusivamente com participantes dos Estados Unidos e da Europa. Essa nova edição terá caráter mais globalizado, com um representante de cada continente, e para representar a América do Sul foi convidado um brasileiro: o paulista Hindemburg Melão Jr.

Melão veio de uma família humilde, seu pai já trabalhou como engraxate, ajudante em fábrica de vidro e ajudante de mecânico, sua mãe foi professora de ensino fundamental. Durante sua adolescência, Melão morou durante 11 anos em favela, mas hoje é detentor de um recorde mundial de Xadrez às cegas registrado no Guinness Book 1998, resolveu alguns problemas científicos e matemáticos que estavam em aberto há séculos, já aprimorou os trabalhos de 5 ganhadores do prêmio Nobel (William Sharpe, Franco Modigliani, Harry Markowitz, Clive Granger e Myron Scholes) e escreveu tratados profundamente inovadores sobre Ciência, Filosofia, Psicologia, Educação, Teologia e muitos outros temas.

Em 2004, o presidente de Pars Society, uma das sociedades de alto QI mais exclusivas do mundo, para pessoas com QI acima de 180, sd=16, estimou o QI de Melão em mais de 200, acima do limite que os testes são capazes de medir. Em 2005, Melão foi indicado como a pessoa com QI mais alto do Brasil e participou de uma reportagem no programa Fantástico, da rede Globo. Em 2006, começou a desenvolver o sistema de inteligência artificial Saturno V, que entre 2016 e 2020 conquistou 21 prêmios internacionais de alta performance em investimentos em rankings como IASG, Barclay Hedge e Preqin. Em 2009, foi indicado por Albert Frank, professor de Lógica e Matemática na Universidade de Bruxelas, para participar de um evento com algumas das pessoas mais inteligentes do mundo e em 2018 foi nomeado por Rasmus Waldna, da Suécia, para uma lista das 5 pessoas mais inteligentes vivas, sendo o segundo mais votado nessa lista, à frente de Terence Tao, Christopher Hirata, Kim Ung-Yong, Rick Rosner, Chris Langan, Wen-Chin Sui, Michael Kearney, entre outros.

Existem no mundo mais de 80 sociedades de alto QI, que reúnem cerca de 170.000 membros, com um gigantesco potencial transformador, no entanto a aplicação efetiva desse potencial não está otimizada, e essa subutilização tem causado preocupação aos membros mais destacados desses grupos. Em 2022, o In-Sight Journal, principal periódico de acesso aberto voltado a esse nicho, tomou a iniciativa de reunir alguns dos nomes mais consagrados das sociedades de alto QI, para "ouvir" o que esses intelectuais têm a dizer e apontar os rumos a serem tomados para maximizar o impacto positivo dessas sociedades sobre o mundo e sobre a humanidade.

Sobre os tópicos dessa reunião, Melão faz um breve resumo: "Por minha parte, pretendo enumerar alguns dos objetivos que os grupos de elevado QI deveriam ter na resolução de problemas científicos, educacionais, sociais e ecológicos, enfatizando o dramático desperdício de talentos que ocorre no Brasil, com milhares de crianças e jovens talentosos vivendo na pobreza, muitos se desviando para o caminho do crime. A descoberta da cura para várias doenças poderia vir da mente de um desses jovens."

Mais sobre Hindemburg

Melão também é fundador de Sigma Society, para pessoas com QI acima de 132, e Sigma VII, para pessoas com QI acima de 212. Em 1999, criou o Sigma Test, que foi considerado um dos testes de inteligência mais difíceis e mais criativos do mundo, atraindo a atenção de vários gênios interessados no desafio de resolver as questões desse teste. A pessoa que chegou mais perto de acertar todas as questões foi Petri Widsten, Ph.D. Summa Cum Laude, cuja tese de doutorado foi distinguida como a melhor de seu país (Finlândia) no biênio 2002-2003. Petri foi campeão em vários concursos internacionais de inteligência e QI, inclusive World IQ Challenge, e acertou 32 das 36 questões do Sigma Test, sobre o qual comentou com entusiasmo "I appreciate immensely the Sigma Teste because I believe that in many questions are needed both intelligence and imagination to solve them."

Outros importantes intelectuais também não pouparam elogios ao Sigma Test, à Sigma Society e ao próprio Melão. Tor Jørgensen, eleito "Genius of the Year – Europe 2019", depois de ler um artigo do brasileiro, comentou: "You are for me a role model to learn from, and I feel so so honoured again to have your acquaintance. The content of your article is clearly presented and produces new knowledge that I did not anticipate before, this was great reading and hope that in the future I will have the pleasure of reading lots more from you about yourself and how you experience the world now and in the future."

Mais recentemente, Iakovos Koukas, presidente de GENIUS High IQ Network's, segundo maior grupo de alto QI do mundo em número de membros (mais de 100.000 participantes), nomeou Melão Jr. como vice-presidente da América do Sul.

Mais sobre Melão, sobre esse evento e Sigma Society:

https://www.sigmasociety.net/hm 

https://www.sigmasociety.net/intercontinental-high-iq-forum

https://www.sigmasociety.net/sigmatest-extended

https://www.sigmasociety.net/entrevista-jacobsen

https://www.sigmasociety.net/artigos

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1855351/Intercontinental_High_I_Q__Forum_2022.jpg

FONTE Sigma Society

Da periferia da Zona Leste de São Paulo para o topo das associações intelectuais internacionais

– Hindemburg Melão Jr., recordista do Guinness Book e fundador de Sigma Society, analisará soluções para problemas mundiais –

SAO PAULO, 7 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- Entre 3 de julho e 30 de setembro de 2022, algumas das mentes mais prodigiosas do mundo estarão reunidas para discutir problemas científicos, filosóficos, políticos, econômicos e muitos outros no "Intercontinental High-I.Q. Forum 2022", organizado pelo In-Sight Journal, com sede no Canadá. O encontro anterior, celebrado em 2020, contou exclusivamente com participantes dos Estados Unidos e da Europa. Essa nova edição terá caráter mais globalizado, com um representante de cada continente, e para representar a América do Sul foi convidado um brasileiro: o paulista Hindemburg Melão Jr.

Melão veio de uma família humilde, seu pai já trabalhou como engraxate, ajudante em fábrica de vidro e ajudante de mecânico, sua mãe foi professora de ensino fundamental. Durante sua adolescência, Melão morou durante 11 anos em favela, mas hoje é detentor de um recorde mundial de Xadrez às cegas registrado no Guinness Book 1998, resolveu alguns problemas científicos e matemáticos que estavam em aberto há séculos, já aprimorou os trabalhos de 5 ganhadores do prêmio Nobel (William Sharpe, Franco Modigliani, Harry Markowitz, Clive Granger e Myron Scholes) e escreveu tratados profundamente inovadores sobre Ciência, Filosofia, Psicologia, Educação, Teologia e muitos outros temas.

Em 2004, o presidente de Pars Society, uma das sociedades de alto QI mais exclusivas do mundo, para pessoas com QI acima de 180, sd=16, estimou o QI de Melão em mais de 200, acima do limite que os testes são capazes de medir. Em 2005, Melão foi indicado como a pessoa com QI mais alto do Brasil e participou de uma reportagem no programa Fantástico, da rede Globo. Em 2006, começou a desenvolver o sistema de inteligência artificial Saturno V, que entre 2016 e 2020 conquistou 21 prêmios internacionais de alta performance em investimentos em rankings como IASG, Barclay Hedge e Preqin. Em 2009, foi indicado por Albert Frank, professor de Lógica e Matemática na Universidade de Bruxelas, para participar de um evento com algumas das pessoas mais inteligentes do mundo e em 2018 foi nomeado por Rasmus Waldna, da Suécia, para uma lista das 5 pessoas mais inteligentes vivas, sendo o segundo mais votado nessa lista, à frente de Terence Tao, Christopher Hirata, Kim Ung-Yong, Rick Rosner, Chris Langan, Wen-Chin Sui, Michael Kearney, entre outros.

Existem no mundo mais de 80 sociedades de alto QI, que reúnem cerca de 170.000 membros, com um gigantesco potencial transformador, no entanto a aplicação efetiva desse potencial não está otimizada, e essa subutilização tem causado preocupação aos membros mais destacados desses grupos. Em 2022, o In-Sight Journal, principal periódico de acesso aberto voltado a esse nicho, tomou a iniciativa de reunir alguns dos nomes mais consagrados das sociedades de alto QI, para "ouvir" o que esses intelectuais têm a dizer e apontar os rumos a serem tomados para maximizar o impacto positivo dessas sociedades sobre o mundo e sobre a humanidade.

Sobre os tópicos dessa reunião, Melão faz um breve resumo: "Por minha parte, pretendo enumerar alguns dos objetivos que os grupos de elevado QI deveriam ter na resolução de problemas científicos, educacionais, sociais e ecológicos, enfatizando o dramático desperdício de talentos que ocorre no Brasil, com milhares de crianças e jovens talentosos vivendo na pobreza, muitos se desviando para o caminho do crime. A descoberta da cura para várias doenças poderia vir da mente de um desses jovens."

Mais sobre Hindemburg

Melão também é fundador de Sigma Society, para pessoas com QI acima de 132, e Sigma VII, para pessoas com QI acima de 212. Em 1999, criou o Sigma Test, que foi considerado um dos testes de inteligência mais difíceis e mais criativos do mundo, atraindo a atenção de vários gênios interessados no desafio de resolver as questões desse teste. A pessoa que chegou mais perto de acertar todas as questões foi Petri Widsten, Ph.D. Summa Cum Laude, cuja tese de doutorado foi distinguida como a melhor de seu país (Finlândia) no biênio 2002-2003. Petri foi campeão em vários concursos internacionais de inteligência e QI, inclusive World IQ Challenge, e acertou 32 das 36 questões do Sigma Test, sobre o qual comentou com entusiasmo "I appreciate immensely the Sigma Teste because I believe that in many questions are needed both intelligence and imagination to solve them."

Outros importantes intelectuais também não pouparam elogios ao Sigma Test, à Sigma Society e ao próprio Melão. Tor Jørgensen, eleito "Genius of the Year – Europe 2019", depois de ler um artigo do brasileiro, comentou: "You are for me a role model to learn from, and I feel so so honoured again to have your acquaintance. The content of your article is clearly presented and produces new knowledge that I did not anticipate before, this was great reading and hope that in the future I will have the pleasure of reading lots more from you about yourself and how you experience the world now and in the future."

Mais recentemente, Iakovos Koukas, presidente de GENIUS High IQ Network's, segundo maior grupo de alto QI do mundo em número de membros (mais de 100.000 participantes), nomeou Melão Jr. como vice-presidente da América do Sul.

Mais sobre Melão, sobre esse evento e Sigma Society:

https://www.sigmasociety.net/hm 

https://www.sigmasociety.net/intercontinental-high-iq-forum

https://www.sigmasociety.net/sigmatest-extended

https://www.sigmasociety.net/entrevista-jacobsen

https://www.sigmasociety.net/artigos

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1855351/Intercontinental_High_I_Q__Forum_2022.jpg

FONTE Sigma Society

Você acabou de ler:

Conheça o brasileiro que representa a América Latina no congresso intercontinental de gênios

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/conheca-o-brasileiro-que-representa-a-america-latina-no-congresso-intercontinental-de-genios/