Corretor de Imóveis na Universidade

SÃO PAULO, 3 de agosto de 2021 /PRNewswire/ -- A profissão de corretor de imóveis foi regulamentada no Brasil no ano de 1978. Hoje, 43 anos depois, o mercado imobiliário tem sido um grande atrativo para profissionais que desejam ter ganhos relevantes em um mercado que praticamente não foi impactado pela pandemia.  

No Brasil o corretor deve ser inscrito no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) de seu estado, que organiza o registro dos profissionais e regulamenta e fiscaliza a profissão e a atividade no âmbito estadual. Só podem se inscrever os profissionais formados em curso Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) ou curso superior em Gestão Imobiliária.

Entretanto, nota-se cada vez mais corretores com registro e que não têm uma base adequada para atuar, com técnicas e método. Segundo Paulo A. Cruz, corretor e proprietário da rede de imobiliárias UP Real Estate: "A bem da verdade, o curso técnico tem matérias e uma grade bastante teórica e pouco aplicada à realidade de um corretor que atua na profissão. A Universidade do Corretor de Imóveis, vem preencher essas lacunas, trazer técnica e excelência para quem atua ou quer atuar na profissão".

Criada em 2021, a Universidade do Corretor de Imóveis é um curso técnico, complementar ao TTI. Elaborado com base na experiência de Cruz como corretor e dono de imobiliárias a Universidade do Corretor de Imóveis tem pilares na captação de imóveis, atendimento e negociação.

Cruz complementa: "Ainda hoje vivo o dia a dia de um corretor: capto imóveis, divulgo, atendo e negocio: faço isso profissionalmente há 7 anos; os lugares onde atuo e cheguei me levaram a desenvolver técnicas que se bem aplicadas, levam qualquer corretor ao mais alto nível na profissão".

O grande problema da profissão no Brasil, de acordo com Cruz que atua também nos EUA, é que as imobiliárias contratam em grande escala – os gestores não têm tempo de ensinar e muitas vezes não dominam as técnicas. O que se vê é uma grande quantidade de profissionais que chega, ou já atua no mercado, e que conta com a sorte para vender.

Intermediar a compra e venda de imóveis requer foco, habilidade e técnica – são duas partes que devem chegar a um denominador comum. "Minha missão é formar corretores de altíssimo nível, que captam imóveis com facilidade, que divulguem adequadamente, que atendam com excelência e negociem com maestria – as técnicas estão todas na Universidade do Corretor de Imóveis"

Com matrículas abertas somente até 04/08, a Universidade do Corretor de Imóveis já formou centenas de corretores que estão colhendo os frutos de ter acesso a técnicas comprovadas e eficientes. Acesse agora www.universidadedocorretor.com

FONTE UP Real Estate

SÃO PAULO, 3 de agosto de 2021 /PRNewswire/ -- A profissão de corretor de imóveis foi regulamentada no Brasil no ano de 1978. Hoje, 43 anos depois, o mercado imobiliário tem sido um grande atrativo para profissionais que desejam ter ganhos relevantes em um mercado que praticamente não foi impactado pela pandemia.  

No Brasil o corretor deve ser inscrito no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) de seu estado, que organiza o registro dos profissionais e regulamenta e fiscaliza a profissão e a atividade no âmbito estadual. Só podem se inscrever os profissionais formados em curso Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) ou curso superior em Gestão Imobiliária.

Entretanto, nota-se cada vez mais corretores com registro e que não têm uma base adequada para atuar, com técnicas e método. Segundo Paulo A. Cruz, corretor e proprietário da rede de imobiliárias UP Real Estate: "A bem da verdade, o curso técnico tem matérias e uma grade bastante teórica e pouco aplicada à realidade de um corretor que atua na profissão. A Universidade do Corretor de Imóveis, vem preencher essas lacunas, trazer técnica e excelência para quem atua ou quer atuar na profissão".

Criada em 2021, a Universidade do Corretor de Imóveis é um curso técnico, complementar ao TTI. Elaborado com base na experiência de Cruz como corretor e dono de imobiliárias a Universidade do Corretor de Imóveis tem pilares na captação de imóveis, atendimento e negociação.

Cruz complementa: "Ainda hoje vivo o dia a dia de um corretor: capto imóveis, divulgo, atendo e negocio: faço isso profissionalmente há 7 anos; os lugares onde atuo e cheguei me levaram a desenvolver técnicas que se bem aplicadas, levam qualquer corretor ao mais alto nível na profissão".

O grande problema da profissão no Brasil, de acordo com Cruz que atua também nos EUA, é que as imobiliárias contratam em grande escala – os gestores não têm tempo de ensinar e muitas vezes não dominam as técnicas. O que se vê é uma grande quantidade de profissionais que chega, ou já atua no mercado, e que conta com a sorte para vender.

Intermediar a compra e venda de imóveis requer foco, habilidade e técnica – são duas partes que devem chegar a um denominador comum. "Minha missão é formar corretores de altíssimo nível, que captam imóveis com facilidade, que divulguem adequadamente, que atendam com excelência e negociem com maestria – as técnicas estão todas na Universidade do Corretor de Imóveis"

Com matrículas abertas somente até 04/08, a Universidade do Corretor de Imóveis já formou centenas de corretores que estão colhendo os frutos de ter acesso a técnicas comprovadas e eficientes. Acesse agora www.universidadedocorretor.com

FONTE UP Real Estate

Você acabou de ler:

Corretor de Imóveis na Universidade

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/corretor-de-imoveis-na-universidade/