COVID-19: os 30 médicos e pesquisadores brasileiros de maior influência internacional em pesquisas sobre COVID-19

SANTA BARBARA, Califórnia, 29 de março de 2022 /PRNewswire/ -- A Key Opinion Leaders, uma empresa dos EUA que realiza avaliações do nível de influência de pesquisadores em diferentes círculos científicos, publicou a lista dos pesquisadores brasileiros de maior influência em pesquisas sobre a COVID-19 no Brasil.

O comunicado de imprensa destaca que, entre os sub-conceitos mais pesquisados pelos médicos e pelas instituições brasileiras em associação com a COVID-19, estão:

  • Novo coronavírus (95%)
  • Casos confirmados (77%)
  • Distanciamento social (47%)
  • Atividade física (20%)
  • Mulheres grávidas (18%)
  • Pressão arterial (17%)

Em relação às regiões geográficas do Brasil que foram mais ativas na pesquisa científica sobre a COVID-19, destacam-se as seguintes:

  • Rio de Janeiro (55%)
  • Minas Gerais (15%)
  • Outras (30%)

Em relação às instituições brasileiras de maior impacto nas pesquisas sobre a COVID-19, estas se encontram distribuídas principalmente em duas categorias:

  • Universidades brasileiras (42%)
  • Instituições governamentais (20%)

Para mais informações sobre estas e outras estatísticas sobre o impacto dos pesquisadores brasileiros nos circuitos científicos mundiais, acesse o site no link apresentado no início deste comunicado de imprensa e utilize o mecanismo de pesquisa.

 

FONTE Key Opinion Leaders, LLC

SANTA BARBARA, Califórnia, 29 de março de 2022 /PRNewswire/ -- A Key Opinion Leaders, uma empresa dos EUA que realiza avaliações do nível de influência de pesquisadores em diferentes círculos científicos, publicou a lista dos pesquisadores brasileiros de maior influência em pesquisas sobre a COVID-19 no Brasil.

O comunicado de imprensa destaca que, entre os sub-conceitos mais pesquisados pelos médicos e pelas instituições brasileiras em associação com a COVID-19, estão:

  • Novo coronavírus (95%)
  • Casos confirmados (77%)
  • Distanciamento social (47%)
  • Atividade física (20%)
  • Mulheres grávidas (18%)
  • Pressão arterial (17%)

Em relação às regiões geográficas do Brasil que foram mais ativas na pesquisa científica sobre a COVID-19, destacam-se as seguintes:

  • Rio de Janeiro (55%)
  • Minas Gerais (15%)
  • Outras (30%)

Em relação às instituições brasileiras de maior impacto nas pesquisas sobre a COVID-19, estas se encontram distribuídas principalmente em duas categorias:

  • Universidades brasileiras (42%)
  • Instituições governamentais (20%)

Para mais informações sobre estas e outras estatísticas sobre o impacto dos pesquisadores brasileiros nos circuitos científicos mundiais, acesse o site no link apresentado no início deste comunicado de imprensa e utilize o mecanismo de pesquisa.

 

FONTE Key Opinion Leaders, LLC

Você acabou de ler:

COVID-19: os 30 médicos e pesquisadores brasileiros de maior influência internacional em pesquisas sobre COVID-19

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/covid-19-os-30-medicos-e-pesquisadores-brasileiros-de-maior-influencia-internacional-em-pesquisas-sobre-covid-19/