DAMAC Group se prepara para entrar no metaverso

- Investimento de até USD 100 milhões planejado para a "D-Labs"

- Nova iniciativa para oferecer serviços em todo o grupo, incluindo residências virtuais, propriedade digital, dispositivos vestíveis digitais e joias digitais 

- Todas as empresas do grupo e clientes da DAMAC Properties terão prioridade

- Parte das ambições e objetivos de digitalização em toda a organização do grupo de se tornar uma marca digital global

DUBAI, Emirados Árabes Unidos, 26 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- O conglomerado de negócios líder com sede nos Emirados Árabes Unidos, o DAMAC Group – empresa controladora da empresa global de desenvolvimento imobiliário DAMAC Properties, da empresa de data center Edgnex, da joalheria de luxo de Grisogono e da casa de alta costura Roberto Cavalli – está anunciando planos para embarcar no mundo do metaverso e construir suas próprias cidades digitais, tornando-se uma das pioneiras no Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) a fazê-lo. 

 

 

"Em uma tentativa de moldar às tendências progressistas dos negócios, estamos expandindo nossas ofertas para o mundo do metaverso para aproveitar as inúmeras oportunidades que ele apresenta. Estamos empenhados em ser pioneiros nas possibilidades que o metaverso oferece no sentido de nos conectar e nos envolver mais com nossos clientes e seus interesses", disse Hussain Sajwani, fundador do DAMAC.

O grupo será administrado sob a bandeira "D-Labs" sob a liderança de Ali Sajwani, CEO da D-Labs e gerente geral do DAMAC. A iniciativa faz parte das ambições de toda a empresa de migrar para ativos digitais e tokens não fungíveis (NFT), e Ali tem a missão de cumprir o objetivo da empresa de ser uma marca digital líder global.

O grupo planeja investir capital de até USD 100 milhões no projeto.

"Nos últimos dois anos, temos impulsionado agressivamente nossos esforços de digitalização, e essa nova iniciativa no metaverso alavancará ainda mais nossa pegada digital. Além de atualizar nossos sistemas, processos e operações em todos os departamentos, temos investido na construção de uma sólida equipe de especialistas qualificados e talentosos para ajudar a apoiar nossas ambições de ser um líder digital. Planejamos continuar este exercício e expandir nossa equipe e know-how", explicou Ali Sajwani.

Desde o ano passado, o braço imobiliário do grupo, DAMAC Properties, oferece aos compradores de imóveis uma experiência virtual em 3D que utiliza tecnologia de realidade virtual (RV) e realidade aumentada (RA). Este é um trampolim para o mundo do metaverso, considerado um universo digital composto por RV, RA e realidade estendida (XR), que se refere a "todos os ambientes combinados reais e virtuais e interações homem-máquina geradas pela tecnologia computacional e dispositivos vestíveis" onde os usuários podem ter a sensação de "viver" uma experiência.

Por meio dessa mudança, o DAMAC Group espera ampliar seus serviços para atender às necessidades de todo o grupo quando se trata de ativos digitais, que vão desde residências virtuais, propriedades digitais, bem como dispositivos vestíveis digitais e joias digitais por meio das aquisições feitas pela empresa de joalheria suíça de Grisogono e da grife italiana Roberto Cavalli, respectivamente.

Também fazem parte da oferta experiências digitais, nas quais os visitantes poderão desfrutar virtualmente do Mandarin Oriental Resort Bolidhuffaru, que faz parte do portfólio de hotéis, resorts e apartamentos com serviços do grupo.

Mantendo o compromisso com suas partes interessadas, os clientes atuais do DAMAC terão prioridade no investimento nesses ativos digitais assim que os planos sejam implementados.

O metaverso nos negócios 

O metaverso é reconhecido por beneficiar empresas e seus funcionários ao permitir colaborações em um ambiente 3D estimulador e altamente conectado em rede que se concentra em conexões sociais. Entre algumas das vantagens de destaque na adaptação ao metaverso estão aumentar o engajamento e a fidelidade do cliente, melhorar a conectividade e as colaborações com as partes interessadas e, eventualmente, aumento da receita.

Uma pesquisa do Market Research Future (MRF) observou que o mercado metaverso valia USD 21,91 bilhões em 2020, com previsão de crescimento de 41,7% até 2030. O relatório explica que a convergência dos mundos físico e digital, juntamente com a crescente necessidade de metaverso para a compra de ativos digitais que utilizam criptomoedas, oferecerá oportunidades robustas para o mercado durante o período de previsão.

Além disso, há uma enorme demanda por imóveis no metaverso, que está sendo apontado como uma das atrações mais populares para investidores no espaço virtual.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1803859/DAMAC_Group.jpg

 

FONTE DAMAC Group

- Investimento de até USD 100 milhões planejado para a "D-Labs"

- Nova iniciativa para oferecer serviços em todo o grupo, incluindo residências virtuais, propriedade digital, dispositivos vestíveis digitais e joias digitais 

- Todas as empresas do grupo e clientes da DAMAC Properties terão prioridade

- Parte das ambições e objetivos de digitalização em toda a organização do grupo de se tornar uma marca digital global

DUBAI, Emirados Árabes Unidos, 26 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- O conglomerado de negócios líder com sede nos Emirados Árabes Unidos, o DAMAC Group – empresa controladora da empresa global de desenvolvimento imobiliário DAMAC Properties, da empresa de data center Edgnex, da joalheria de luxo de Grisogono e da casa de alta costura Roberto Cavalli – está anunciando planos para embarcar no mundo do metaverso e construir suas próprias cidades digitais, tornando-se uma das pioneiras no Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) a fazê-lo. 

 

 

"Em uma tentativa de moldar às tendências progressistas dos negócios, estamos expandindo nossas ofertas para o mundo do metaverso para aproveitar as inúmeras oportunidades que ele apresenta. Estamos empenhados em ser pioneiros nas possibilidades que o metaverso oferece no sentido de nos conectar e nos envolver mais com nossos clientes e seus interesses", disse Hussain Sajwani, fundador do DAMAC.

O grupo será administrado sob a bandeira "D-Labs" sob a liderança de Ali Sajwani, CEO da D-Labs e gerente geral do DAMAC. A iniciativa faz parte das ambições de toda a empresa de migrar para ativos digitais e tokens não fungíveis (NFT), e Ali tem a missão de cumprir o objetivo da empresa de ser uma marca digital líder global.

O grupo planeja investir capital de até USD 100 milhões no projeto.

"Nos últimos dois anos, temos impulsionado agressivamente nossos esforços de digitalização, e essa nova iniciativa no metaverso alavancará ainda mais nossa pegada digital. Além de atualizar nossos sistemas, processos e operações em todos os departamentos, temos investido na construção de uma sólida equipe de especialistas qualificados e talentosos para ajudar a apoiar nossas ambições de ser um líder digital. Planejamos continuar este exercício e expandir nossa equipe e know-how", explicou Ali Sajwani.

Desde o ano passado, o braço imobiliário do grupo, DAMAC Properties, oferece aos compradores de imóveis uma experiência virtual em 3D que utiliza tecnologia de realidade virtual (RV) e realidade aumentada (RA). Este é um trampolim para o mundo do metaverso, considerado um universo digital composto por RV, RA e realidade estendida (XR), que se refere a "todos os ambientes combinados reais e virtuais e interações homem-máquina geradas pela tecnologia computacional e dispositivos vestíveis" onde os usuários podem ter a sensação de "viver" uma experiência.

Por meio dessa mudança, o DAMAC Group espera ampliar seus serviços para atender às necessidades de todo o grupo quando se trata de ativos digitais, que vão desde residências virtuais, propriedades digitais, bem como dispositivos vestíveis digitais e joias digitais por meio das aquisições feitas pela empresa de joalheria suíça de Grisogono e da grife italiana Roberto Cavalli, respectivamente.

Também fazem parte da oferta experiências digitais, nas quais os visitantes poderão desfrutar virtualmente do Mandarin Oriental Resort Bolidhuffaru, que faz parte do portfólio de hotéis, resorts e apartamentos com serviços do grupo.

Mantendo o compromisso com suas partes interessadas, os clientes atuais do DAMAC terão prioridade no investimento nesses ativos digitais assim que os planos sejam implementados.

O metaverso nos negócios 

O metaverso é reconhecido por beneficiar empresas e seus funcionários ao permitir colaborações em um ambiente 3D estimulador e altamente conectado em rede que se concentra em conexões sociais. Entre algumas das vantagens de destaque na adaptação ao metaverso estão aumentar o engajamento e a fidelidade do cliente, melhorar a conectividade e as colaborações com as partes interessadas e, eventualmente, aumento da receita.

Uma pesquisa do Market Research Future (MRF) observou que o mercado metaverso valia USD 21,91 bilhões em 2020, com previsão de crescimento de 41,7% até 2030. O relatório explica que a convergência dos mundos físico e digital, juntamente com a crescente necessidade de metaverso para a compra de ativos digitais que utilizam criptomoedas, oferecerá oportunidades robustas para o mercado durante o período de previsão.

Além disso, há uma enorme demanda por imóveis no metaverso, que está sendo apontado como uma das atrações mais populares para investidores no espaço virtual.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1803859/DAMAC_Group.jpg

 

FONTE DAMAC Group

Você acabou de ler:

DAMAC Group se prepara para entrar no metaverso

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/damac-group-se-prepara-para-entrar-no-metaverso/