Dicas de Trabalho em Home office

GOIÂNIA, Brasil, 4 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Nesta época de distanciamento social as pessoas vêm procurando atividades e/ou hobbies para se distraírem. Ou talvez algumas, como profissionais informais, quando com dificuldades financeiras devido a baixa demanda de trabalho procuram formas de conseguir o sustento em época de pandemia. Conversamos com o especialista em finanças Julio Souza, que reuniu algumas dicas de trabalho em casa - em outros termos, o tão sonhado home office.

Leia o artigo até o final, onde estará disponível um guia exclusivo de home office gratuito para download.

1- Fazer e vender doces

Uma das objeções comuns dessa modalidade de trabalho é a falta de prática com utensílios de cozinha. O profissional interessado nesta área pode se especializar, se destacar e sair na frente dos muitos concorrentes que encontrará.

A dica é: faça diferente e surpreenda os clientes com promoções e brindes. Um cartão fidelidade pode ser um atrativo a mais.

O sabor também é importante, e para fazer os melhores e mais gostosos doces, a Internet está cheia de receitas, como: aprender a fazer Brigadeiro Gourmet e Bolo no Pote.

2- Freelancer

O termo se refere àquela pessoa que, sem contrato de trabalho, é contratada por outras pessoas ou empresas para realizar um trabalho específico.

O que um freelancer pode fazer? Digitar trabalhos e redigir artigos, editar vídeos e fotos, criar blogs e sites, bem como também atividades relacionadas a design e propaganda.

O campo de atuação é extenso, e o interessado poderá encontrar projetos temporários através de sites como o Workana, 99 Frellas e o Vinte Pila.

3- Manutenção de celulares

O mercado de smartphones e dispositivos móveis é amplo, de modo que uma das melhores formas de se ganhar dinheiro é consertando celulares. Como exemplo poderá observar a grande quantidade de smartphones com a tela danificada. Este tipo de manutenção, na maioria dos casos, vale mais a pena o investimento do que comprar um aparelho novo, demandando profissionais capacitados para este tipo de trabalho.

Quer aprender mais sobre? Clique aqui.

4- Dropshipping

Consiste em receber pedidos de clientes e repassar para determinado fornecedor, que ficará responsável por todo o processo de envio da mercadoria. O dropshipper recebe por cada produto vendido e só se preocupa em vender.

Essa dica é bem legal, pois o profissional dropshipper quase não terá preocupações: além de não ter estoque físico, não terá custos como aluguel por exemplo.

É necessário um pouco de treino, que é oferecido para qualquer pessoa que tenha no mínimo 18 anos. Conheça um treinamento hoje mesmo, clicando aqui.

5- Afiliado digital

Afiliado é aquele que divulga produtos na Internet em troca de % nas vendas. Ele não precisa ser dono do produto, pode simplesmente se afiliar ao produtor e divulgar seus links de venda por toda a Internet. O produto pode ser físico ou online e assim como no dropshipping, o afiliado não se preocupa com a entrega.

Esse mercado é incrivelmente extenso e qualquer pessoa pode facilmente viver exclusivamente dos ganhos deste mercado.

As principais plataformas para se cadastrar como afiliado são a Hotmart, Monetizze e Eduzz. Importante notar que a pessoa interessada precisa aprender a trabalhar de maneira profissional. Para isso, é altamente recomendável o treinamento Fórmula Negócio Online, que com mais de 100 mil alunos, é o melhor treinamento que existe para ensinar como começar uma estrutura na internet e faturar até 5 dígitos por mês, completa Júlio.

  • Há muitas informações disponíveis para aqueles que desejam se tornar afiliados, acrescenta Julio. Clique aqui e baixe agora mesmo um E-BOOK GRÁTIS, onde poderá aprender como criar um negócio lucrativo e online do zero!

Informações imprensa: Julio Souza e Thiago Perné

juliocpsouza@outlook.com / thiago@blogdospernes.com.br

Instagram: @blogdospernes / julioc_psouza

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1163497/blogperne.jpg?p=original

FONTE Júlio Souza e Blog dos Perné’s

GOIÂNIA, Brasil, 4 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Nesta época de distanciamento social as pessoas vêm procurando atividades e/ou hobbies para se distraírem. Ou talvez algumas, como profissionais informais, quando com dificuldades financeiras devido a baixa demanda de trabalho procuram formas de conseguir o sustento em época de pandemia. Conversamos com o especialista em finanças Julio Souza, que reuniu algumas dicas de trabalho em casa - em outros termos, o tão sonhado home office.

Leia o artigo até o final, onde estará disponível um guia exclusivo de home office gratuito para download.

1- Fazer e vender doces

Uma das objeções comuns dessa modalidade de trabalho é a falta de prática com utensílios de cozinha. O profissional interessado nesta área pode se especializar, se destacar e sair na frente dos muitos concorrentes que encontrará.

A dica é: faça diferente e surpreenda os clientes com promoções e brindes. Um cartão fidelidade pode ser um atrativo a mais.

O sabor também é importante, e para fazer os melhores e mais gostosos doces, a Internet está cheia de receitas, como: aprender a fazer Brigadeiro Gourmet e Bolo no Pote.

2- Freelancer

O termo se refere àquela pessoa que, sem contrato de trabalho, é contratada por outras pessoas ou empresas para realizar um trabalho específico.

O que um freelancer pode fazer? Digitar trabalhos e redigir artigos, editar vídeos e fotos, criar blogs e sites, bem como também atividades relacionadas a design e propaganda.

O campo de atuação é extenso, e o interessado poderá encontrar projetos temporários através de sites como o Workana, 99 Frellas e o Vinte Pila.

3- Manutenção de celulares

O mercado de smartphones e dispositivos móveis é amplo, de modo que uma das melhores formas de se ganhar dinheiro é consertando celulares. Como exemplo poderá observar a grande quantidade de smartphones com a tela danificada. Este tipo de manutenção, na maioria dos casos, vale mais a pena o investimento do que comprar um aparelho novo, demandando profissionais capacitados para este tipo de trabalho.

Quer aprender mais sobre? Clique aqui.

4- Dropshipping

Consiste em receber pedidos de clientes e repassar para determinado fornecedor, que ficará responsável por todo o processo de envio da mercadoria. O dropshipper recebe por cada produto vendido e só se preocupa em vender.

Essa dica é bem legal, pois o profissional dropshipper quase não terá preocupações: além de não ter estoque físico, não terá custos como aluguel por exemplo.

É necessário um pouco de treino, que é oferecido para qualquer pessoa que tenha no mínimo 18 anos. Conheça um treinamento hoje mesmo, clicando aqui.

5- Afiliado digital

Afiliado é aquele que divulga produtos na Internet em troca de % nas vendas. Ele não precisa ser dono do produto, pode simplesmente se afiliar ao produtor e divulgar seus links de venda por toda a Internet. O produto pode ser físico ou online e assim como no dropshipping, o afiliado não se preocupa com a entrega.

Esse mercado é incrivelmente extenso e qualquer pessoa pode facilmente viver exclusivamente dos ganhos deste mercado.

As principais plataformas para se cadastrar como afiliado são a Hotmart, Monetizze e Eduzz. Importante notar que a pessoa interessada precisa aprender a trabalhar de maneira profissional. Para isso, é altamente recomendável o treinamento Fórmula Negócio Online, que com mais de 100 mil alunos, é o melhor treinamento que existe para ensinar como começar uma estrutura na internet e faturar até 5 dígitos por mês, completa Júlio.

  • Há muitas informações disponíveis para aqueles que desejam se tornar afiliados, acrescenta Julio. Clique aqui e baixe agora mesmo um E-BOOK GRÁTIS, onde poderá aprender como criar um negócio lucrativo e online do zero!

Informações imprensa: Julio Souza e Thiago Perné

juliocpsouza@outlook.com / thiago@blogdospernes.com.br

Instagram: @blogdospernes / julioc_psouza

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1163497/blogperne.jpg?p=original

FONTE Júlio Souza e Blog dos Perné’s