É possível gerar renda com o seu imóvel mesmo durante a pandemia

Reservas acima de 28 dias têm crescimento de 24% em março em comparação com o mesmo período em 2019

SÃO PAULO, 22 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- Nunca é fácil passar por uma crise. Vivenciamos uma grande em 2008, com a quebra do Lehman Brothers, mas nada se compara com o que acontece agora. A pandemia parou o mundo, e um dos setores que mais foi afetado foi o de turismo. Com isso, viu-se a necessidade de se reinventar e de encontrar um novo meio para gerar renda.

Segundo o Airbnb, houve crescimento na procura de hóspedes por estadias mais longas. O intuito é o de preservar a saúde das pessoas que fazem parte do grupo de maior risco para a Covid-19. No País, em março, o número de reservas mais longas (acima de 28 dias) foi 24% maior que no mesmo mês do ano passado.

Nesse contexto, os proprietários de imóveis de luxo viram a oportunidade de alugar suas propriedades de campo para pessoas que estão saindo da aglomeração dos grandes centros. Hoje, existem muitas empresas que fazem justamente o serviço de intermediação entre o locador e o locatário, cuidando assim de todos os aspectos burocráticos que envolve esse tipo de negociação.

Como funciona?

A gestão profissional de imóveis de temporada tem muitas vantagens tanto para o proprietário quanto para o hóspede. A empresa geralmente faz a divulgação completa do imóvel em anúncios de grande alcance em redes sociais e nos buscadores de pesquisa. Nessas publicações constam todos os detalhes do imóvel como capacidade, configuração dos quartos, opções de entretenimento nas proximidades, etc.

"A partir desse ponto, há um possível hóspede interessado. Temos um profissional preparado apenas para responder esse cliente", destaca Celso Pinto, sócio-proprietário da Airconcierge Brasil.

É importante destacar que o negócio só é selado após haver consentimento do proprietário, que será alertado do valor que vai receber e também do perfil completo do hóspede. "Apenas a partir da aprovação do proprietário é que damos segmento ao contrato. A melhor parte é que a única preocupação dele acaba sendo aprovar ou não a locação", comenta.

Isso acontece porque as empresas que cuidam da gestão do imóvel mantêm contato também com os funcionários que trabalham na propriedade. "Assim, o proprietário fica tranquilo e não precisa se preocupar com detalhes mínimos. A comunicação ocorre entre a gestora da propriedade, o funcionário da propriedade e o hóspede", explica o executivo.

O Instagram como peça-chave no negócio

Quem não passa alguns minutos do seu dia no Instagram? A rede social é primordial para a maioria dos modelos de negócio, ultrapassando o engajamento até mesmo sua empresa-mãe, o Facebook. No ano passado, a plataforma arrecadou US$ 20 bilhões apenas com propagandas, o que representa um quarto do total faturado pela empresa fundada por Mark Zuckerberg. As suas funcionalidades valorizam empresas que postam imagens chamativas aliadas a legendas cativantes.

"Nós vimos no Instagram a oportunidade de encontrar pessoas realmente interessadas no aluguel de imóveis de alto padrão", destaca Celso. Ele explica que todos os imóveis anunciados na plataforma têm fotografias profissionais. "Isso ajuda no engajamento e no interesse pela locação. Foi importante segmentarmos os anúncios, pois também ganhamos muitos seguidores. Mais de 12 mil perfis seguem a Airconcierge atualmente e seguimos em crescimento. Resumindo, são 12 mil possíveis interessados em nossos imóveis", continua.

Airbnb

Os anúncios também vão para plataformas como Airbnb e AlugueTemporada. No caso do Airbnb, a empresa fez um empréstimo de US$ 1 bilhão junto a investidores internacionais para mitigar os impactos da crise. Esse recurso será utilizado pela plataforma para dar suporte à comunidade de anfitriões e hóspedes em mais de 220 países e regiões no mundo todo.

"O Airbnb é um dos nossos grandes aliados nas negociações. A plataforma oferece a possibilidade de configurar descontos para estadias mais longas e todo o respaldo necessário durante uma locação", ressalta Celso. Além disso, ele conta que, "com o selo de Super Host, a empresa tem um alcance maior que contas comuns e assim conseguimos atingir mais usuários que buscam por casas de luxo dentro da plataforma".

Afastar a crise

Uma das principais vantagens em investir na locação de imóveis de curta temporada é a possibilidade de ter uma boa renda mesmo nesses momentos de crise. Imóvel parado gera custos e os lucros de uma locação podem ajudar o proprietário a pagar toda a manutenção. Vale lembrar que esta também pode ser uma grande pedida para a alta temporada, onde a demanda cresce e, por consequência, o rendimento pode ser maior.

Sobre a empresa

A Airconcierge Brasil administra mais de 200 imóveis de alto padrão em diversos estados do Brasil. A empresa intermedia a locação de curta temporada, oferecendo serviços exclusivos que facilitam a vida do hóspede e do proprietário.

Contato:

contato@airconcierge.com.br

(11) 99932-0022

https://airconcierge.com.br/

FONTE Air Concierge

Reservas acima de 28 dias têm crescimento de 24% em março em comparação com o mesmo período em 2019

SÃO PAULO, 22 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- Nunca é fácil passar por uma crise. Vivenciamos uma grande em 2008, com a quebra do Lehman Brothers, mas nada se compara com o que acontece agora. A pandemia parou o mundo, e um dos setores que mais foi afetado foi o de turismo. Com isso, viu-se a necessidade de se reinventar e de encontrar um novo meio para gerar renda.

Segundo o Airbnb, houve crescimento na procura de hóspedes por estadias mais longas. O intuito é o de preservar a saúde das pessoas que fazem parte do grupo de maior risco para a Covid-19. No País, em março, o número de reservas mais longas (acima de 28 dias) foi 24% maior que no mesmo mês do ano passado.

Nesse contexto, os proprietários de imóveis de luxo viram a oportunidade de alugar suas propriedades de campo para pessoas que estão saindo da aglomeração dos grandes centros. Hoje, existem muitas empresas que fazem justamente o serviço de intermediação entre o locador e o locatário, cuidando assim de todos os aspectos burocráticos que envolve esse tipo de negociação.

Como funciona?

A gestão profissional de imóveis de temporada tem muitas vantagens tanto para o proprietário quanto para o hóspede. A empresa geralmente faz a divulgação completa do imóvel em anúncios de grande alcance em redes sociais e nos buscadores de pesquisa. Nessas publicações constam todos os detalhes do imóvel como capacidade, configuração dos quartos, opções de entretenimento nas proximidades, etc.

"A partir desse ponto, há um possível hóspede interessado. Temos um profissional preparado apenas para responder esse cliente", destaca Celso Pinto, sócio-proprietário da Airconcierge Brasil.

É importante destacar que o negócio só é selado após haver consentimento do proprietário, que será alertado do valor que vai receber e também do perfil completo do hóspede. "Apenas a partir da aprovação do proprietário é que damos segmento ao contrato. A melhor parte é que a única preocupação dele acaba sendo aprovar ou não a locação", comenta.

Isso acontece porque as empresas que cuidam da gestão do imóvel mantêm contato também com os funcionários que trabalham na propriedade. "Assim, o proprietário fica tranquilo e não precisa se preocupar com detalhes mínimos. A comunicação ocorre entre a gestora da propriedade, o funcionário da propriedade e o hóspede", explica o executivo.

O Instagram como peça-chave no negócio

Quem não passa alguns minutos do seu dia no Instagram? A rede social é primordial para a maioria dos modelos de negócio, ultrapassando o engajamento até mesmo sua empresa-mãe, o Facebook. No ano passado, a plataforma arrecadou US$ 20 bilhões apenas com propagandas, o que representa um quarto do total faturado pela empresa fundada por Mark Zuckerberg. As suas funcionalidades valorizam empresas que postam imagens chamativas aliadas a legendas cativantes.

"Nós vimos no Instagram a oportunidade de encontrar pessoas realmente interessadas no aluguel de imóveis de alto padrão", destaca Celso. Ele explica que todos os imóveis anunciados na plataforma têm fotografias profissionais. "Isso ajuda no engajamento e no interesse pela locação. Foi importante segmentarmos os anúncios, pois também ganhamos muitos seguidores. Mais de 12 mil perfis seguem a Airconcierge atualmente e seguimos em crescimento. Resumindo, são 12 mil possíveis interessados em nossos imóveis", continua.

Airbnb

Os anúncios também vão para plataformas como Airbnb e AlugueTemporada. No caso do Airbnb, a empresa fez um empréstimo de US$ 1 bilhão junto a investidores internacionais para mitigar os impactos da crise. Esse recurso será utilizado pela plataforma para dar suporte à comunidade de anfitriões e hóspedes em mais de 220 países e regiões no mundo todo.

"O Airbnb é um dos nossos grandes aliados nas negociações. A plataforma oferece a possibilidade de configurar descontos para estadias mais longas e todo o respaldo necessário durante uma locação", ressalta Celso. Além disso, ele conta que, "com o selo de Super Host, a empresa tem um alcance maior que contas comuns e assim conseguimos atingir mais usuários que buscam por casas de luxo dentro da plataforma".

Afastar a crise

Uma das principais vantagens em investir na locação de imóveis de curta temporada é a possibilidade de ter uma boa renda mesmo nesses momentos de crise. Imóvel parado gera custos e os lucros de uma locação podem ajudar o proprietário a pagar toda a manutenção. Vale lembrar que esta também pode ser uma grande pedida para a alta temporada, onde a demanda cresce e, por consequência, o rendimento pode ser maior.

Sobre a empresa

A Airconcierge Brasil administra mais de 200 imóveis de alto padrão em diversos estados do Brasil. A empresa intermedia a locação de curta temporada, oferecendo serviços exclusivos que facilitam a vida do hóspede e do proprietário.

Contato:

contato@airconcierge.com.br

(11) 99932-0022

https://airconcierge.com.br/

FONTE Air Concierge