''É preciso alavancar os investimentos públicos para gerar empregos e incentivar o setor privado'', afirma Michel Temer

Ex-presidente do Brasil, Temer também defendeu o diálogo com o Congresso Nacional para que haja governabilidade e que a pandemia seja superada em curto prazo

SÃO PAULO, 24 de julho de 2020 /PRNewswire/ -- O escritor, advogado e ex-presidente Michel Temer foi o expositor do LIDE LIVE, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, nesta sexta-feira (24). No evento on-line, ele falou sobre "Como construir novas pontes políticas, econômicas e sociais para o futuro do Brasil" e respondeu a perguntas de empresários e executivos de diversos setores da economia.

O evento remoto e interativo ocorreu em virtude da pandemia da Covid-19, o novo coronavírus, em medida alinhada às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de autoridades brasileiras. O LIDE LIVE teve a mediação do jornalista Willian Waack; do chairman do LIDE, Luiz Fernando Furlan; e do diretor-executivo do Grupo Doria, João Doria Neto.

Temer defendeu a convergência entre os poderes na luta contra ao novo coronavírus. "É fundamental que haja uma conexão entre União Federal, poderes de Estado e locais. Pela Constituição, o poder é exercido organicamente e territorialmente. Todos eles devem fazer um pacto e gerar uma unidade - palavra-chave para combater a pandemia, afinal, o vírus não escolhe partido político nem classe social".

Segundo o ex-presidente, é indispensável a consonância em Brasília para que ocorra a governabilidade e a população não saia prejudicada. "Quando se cumpre rigorosamente a Constituição, o resultado é a segurança jurídica. O futuro depende da equação entre os poderes ter independência e harmonia. Isso deixa a população mais tranquila e promove investimentos", afirmou.

Michel Temer disse que os conselhos que ofereceu ao atual presidente da República surtiram efeitos. "Quem faz a articulação política no presidencialismo, é o presidente. Eu fiz e com tranquilidade. Mantive bom contato com o parlamento. De um tempo para cá, o atual presidente começou a fazer isso, a participar de reuniões, etc. Ele deve, cada vez mais, trazer o Congresso com ele e manter um bom relacionamento com Senado".

O expositor da live ainda defendeu que todos os esforços sejam utilizados no controle da pandemia. "Temos uma crise econômica que vai se agravando e só terá melhora com a vacina. Superada a pandemia, questionamos: o que fazer com a economia? Mas até que essa crise seja superada, todos os recursos devem ser direcionados para a preservação da vida, sejam eles nacionais, estaduais ou municipais".

A retomada econômica ocorre em seguida, segundo Michel Temer, mas de maneira organizada e planeada. "É preciso alavancar os investimentos públicos para gerar empregos e incentivar o setor privado nacional, pois o poder público não consegue retomar a economia sozinho, e também trazer investimento internacional. E essas empresas estrangeiras buscam locais que tenham estabilidade social, política e segurança jurídica".

O LIDE LIVE teve patrocínio da Souza Cruz e a RCE foi fornecedora oficial.

Informações à imprensa

Alan Cruz - alancruz@grupodoria.com.br

Claudio Pimentel - claudiopimentel@grupodoria.com.br

FONTE LIDE

Ex-presidente do Brasil, Temer também defendeu o diálogo com o Congresso Nacional para que haja governabilidade e que a pandemia seja superada em curto prazo

SÃO PAULO, 24 de julho de 2020 /PRNewswire/ -- O escritor, advogado e ex-presidente Michel Temer foi o expositor do LIDE LIVE, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, nesta sexta-feira (24). No evento on-line, ele falou sobre "Como construir novas pontes políticas, econômicas e sociais para o futuro do Brasil" e respondeu a perguntas de empresários e executivos de diversos setores da economia.

O evento remoto e interativo ocorreu em virtude da pandemia da Covid-19, o novo coronavírus, em medida alinhada às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de autoridades brasileiras. O LIDE LIVE teve a mediação do jornalista Willian Waack; do chairman do LIDE, Luiz Fernando Furlan; e do diretor-executivo do Grupo Doria, João Doria Neto.

Temer defendeu a convergência entre os poderes na luta contra ao novo coronavírus. "É fundamental que haja uma conexão entre União Federal, poderes de Estado e locais. Pela Constituição, o poder é exercido organicamente e territorialmente. Todos eles devem fazer um pacto e gerar uma unidade - palavra-chave para combater a pandemia, afinal, o vírus não escolhe partido político nem classe social".

Segundo o ex-presidente, é indispensável a consonância em Brasília para que ocorra a governabilidade e a população não saia prejudicada. "Quando se cumpre rigorosamente a Constituição, o resultado é a segurança jurídica. O futuro depende da equação entre os poderes ter independência e harmonia. Isso deixa a população mais tranquila e promove investimentos", afirmou.

Michel Temer disse que os conselhos que ofereceu ao atual presidente da República surtiram efeitos. "Quem faz a articulação política no presidencialismo, é o presidente. Eu fiz e com tranquilidade. Mantive bom contato com o parlamento. De um tempo para cá, o atual presidente começou a fazer isso, a participar de reuniões, etc. Ele deve, cada vez mais, trazer o Congresso com ele e manter um bom relacionamento com Senado".

O expositor da live ainda defendeu que todos os esforços sejam utilizados no controle da pandemia. "Temos uma crise econômica que vai se agravando e só terá melhora com a vacina. Superada a pandemia, questionamos: o que fazer com a economia? Mas até que essa crise seja superada, todos os recursos devem ser direcionados para a preservação da vida, sejam eles nacionais, estaduais ou municipais".

A retomada econômica ocorre em seguida, segundo Michel Temer, mas de maneira organizada e planeada. "É preciso alavancar os investimentos públicos para gerar empregos e incentivar o setor privado nacional, pois o poder público não consegue retomar a economia sozinho, e também trazer investimento internacional. E essas empresas estrangeiras buscam locais que tenham estabilidade social, política e segurança jurídica".

O LIDE LIVE teve patrocínio da Souza Cruz e a RCE foi fornecedora oficial.

Informações à imprensa

Alan Cruz - alancruz@grupodoria.com.br

Claudio Pimentel - claudiopimentel@grupodoria.com.br

FONTE LIDE