Em Almoço-Debate LIDE, Ramos reforça importância do diálogo para a coordenação político-institucional

SÃO PAULO, 19 de julho de 2019 /PRNewswire/ -- O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos, falou durante o Almoço-Debate LIDE sobre os desafios da pasta para continuar o trabalho que vem sendo feito no governo Bolsonaro e também para garantir de forma propositiva a coordenação político-institucional. Promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais e comandado por seu vice-chairman, Claudio Lottenberg, o encontro ocorreu nesta sexta-feira, 19 de julho, no Hotel Grand Hyatt, na capital paulista, e contou com a presença de autoridades, entre elas o governador paulista João Doria (PSDB).

"Ramos se propõe de maneira determinada a prestar seus serviços em prol da articulação política e institucional, em um momento que o liberalismo abre oportunidades de ações nesta linha de pensamento. Ele se coloca acima dos interesses individuais. Precisamos de um debate que seja estruturante", enfatizou Lottenberg, dando boas-vindas ao ministro.

"Os empresários são os heróis deste país, pelo que enfrentam de burocracia e carga tributária", disse aos presentes, segundo ele um recado do próprio presidente às lideranças corporativas participantes do Almoço-Debate.

Ramos também defendeu investimentos em infraestrutura, em parceria com a iniciativa privada, aportes em segurança pública, incluindo as regiões de fronteira, e incentivos à produtividade, com mão de obra qualificada, gestão empresarial competente, logística eficiente e tecnologia e inovação. "É preciso também modificar o perfil do quadro político nacional, reestabelecendo a ética, honestidade e valores morais como qualidades indispensáveis; atuar junto à nova classe política, em busca de diferentes compromissos e ideias; e a médio prazo, organizar partidos fortes, com programas de governo consistentes e linhas definidas de posição ideológica, sem demonização do contrário", detalhou.

Para o ministro, Bolsonaro é um homem bem-intencionado e quer o melhor para o Brasil e falta reconhecimento ao trabalho feito pelo presidente, citando como exemplo a redução de ministérios, a proposta de reforma da Previdência, a MP da Liberdade Econômica, as privatizações de aeroportos e de terminais portuários, a possível filiação do Brasil à OCDE e a isenção de vistos para turistas americanos, canadenses e japoneses, entre outras nacionalidades, para estimular o turismo.

O evento tem copatrocínio de AMIL, BRADESCO PRIVATE BANK, BNZ, CSN, GOCIL, GRUPO COMOLATTI, MAPFRE, MULTIPLAN, NELSON WILIANS, UNIVERSIDADE BRASIL e XP INVESTIMENTOS. Apoio de DR JOE TECHNOLOGY e MGI TECH. Fornecedores oficiais: 3 CORAÇÕES, CDN, ECCAPLAN, INFORMAR SAÚDE, MAIS PURA, PROGRAMASSOM, RCE DIGITAL, TRACK e VINCI. MÍDIA PARTNES: PR NEWSWIRE, RÁDIO JOVEM PAN, REVISTA LIDE e TV LIDE.

CONTACTO: Alan Cruz - 55 (11) 3093-6011/ alancruz@grupodoria.com.br

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/949786/Luiz_Eduardo_Ramos.jpg  

FONTE LIDE

SÃO PAULO, 19 de julho de 2019 /PRNewswire/ -- O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos, falou durante o Almoço-Debate LIDE sobre os desafios da pasta para continuar o trabalho que vem sendo feito no governo Bolsonaro e também para garantir de forma propositiva a coordenação político-institucional. Promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais e comandado por seu vice-chairman, Claudio Lottenberg, o encontro ocorreu nesta sexta-feira, 19 de julho, no Hotel Grand Hyatt, na capital paulista, e contou com a presença de autoridades, entre elas o governador paulista João Doria (PSDB).

"Ramos se propõe de maneira determinada a prestar seus serviços em prol da articulação política e institucional, em um momento que o liberalismo abre oportunidades de ações nesta linha de pensamento. Ele se coloca acima dos interesses individuais. Precisamos de um debate que seja estruturante", enfatizou Lottenberg, dando boas-vindas ao ministro.

"Os empresários são os heróis deste país, pelo que enfrentam de burocracia e carga tributária", disse aos presentes, segundo ele um recado do próprio presidente às lideranças corporativas participantes do Almoço-Debate.

Ramos também defendeu investimentos em infraestrutura, em parceria com a iniciativa privada, aportes em segurança pública, incluindo as regiões de fronteira, e incentivos à produtividade, com mão de obra qualificada, gestão empresarial competente, logística eficiente e tecnologia e inovação. "É preciso também modificar o perfil do quadro político nacional, reestabelecendo a ética, honestidade e valores morais como qualidades indispensáveis; atuar junto à nova classe política, em busca de diferentes compromissos e ideias; e a médio prazo, organizar partidos fortes, com programas de governo consistentes e linhas definidas de posição ideológica, sem demonização do contrário", detalhou.

Para o ministro, Bolsonaro é um homem bem-intencionado e quer o melhor para o Brasil e falta reconhecimento ao trabalho feito pelo presidente, citando como exemplo a redução de ministérios, a proposta de reforma da Previdência, a MP da Liberdade Econômica, as privatizações de aeroportos e de terminais portuários, a possível filiação do Brasil à OCDE e a isenção de vistos para turistas americanos, canadenses e japoneses, entre outras nacionalidades, para estimular o turismo.

O evento tem copatrocínio de AMIL, BRADESCO PRIVATE BANK, BNZ, CSN, GOCIL, GRUPO COMOLATTI, MAPFRE, MULTIPLAN, NELSON WILIANS, UNIVERSIDADE BRASIL e XP INVESTIMENTOS. Apoio de DR JOE TECHNOLOGY e MGI TECH. Fornecedores oficiais: 3 CORAÇÕES, CDN, ECCAPLAN, INFORMAR SAÚDE, MAIS PURA, PROGRAMASSOM, RCE DIGITAL, TRACK e VINCI. MÍDIA PARTNES: PR NEWSWIRE, RÁDIO JOVEM PAN, REVISTA LIDE e TV LIDE.

CONTACTO: Alan Cruz - 55 (11) 3093-6011/ alancruz@grupodoria.com.br

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/949786/Luiz_Eduardo_Ramos.jpg  

FONTE LIDE