Em andamento, um dos maiores esforços para proteger o oceano do planeta

A Blue Nature Alliance faz parcerias para proteger 18 milhões de quilômetros quadrados de oceano mundialmente ao longo de cinco anos

ARLINGTON, Virgínia, 20 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- Uma nova iniciativa de conservação dos oceanos está em andamento para catalisar a proteção e conservação de 18 milhões de quilômetros quadrados de oceano (7 milhões de milhas quadradas) nos próximos cinco anos, uma área com o dobro do tamanho do território continental dos Estados Unidos e maior do que o continente da América do Sul.

O esforço, denominado Blue Nature Alliance, é uma colaboração liderada pela Conservation International, The Pew Charitable Trusts, Global Environment Facility, Minderoo Foundation e pela Rob and Melani Walton Foundation. A aliança visa expandir e aprimorar as proteções oceânicas com foco no trabalho conjunto com povos indígenas e comunidades locais, cientistas e acadêmicos, além de outros parceiros.

A Blue Nature Alliance está trabalhando com governos e outros parceiros em amplos esforços na Fiji's Lau Seascape, Antarctica's Southern Ocean e Tristan da Cunha para garantir coletivamente proteções de mais de 4,8 milhões de quilômetros quadrados (1,9 milhão de milhas quadradas) de oceano. Em breve, a aliança se envolverá em esforços no Canadá, Palau, Seychelles e no Oceano Índico Ocidental. O objetivo será fortalecer e aumentar a proteção de quase 2 milhões de quilômetros quadrados (734.000 milhas quadradas) de oceano. Um pipeline de 18 compromissos adicionais da Blue Nature Alliance foi identificado em toda a América do Norte e do Sul, Europa e região da Ásia-Pacífico. A Blue Nature Alliance anunciará a próxima rodada de locais no verão de 2021.

"Um oceano saudável é fundamental para nossa existência. Ele fornece nutrição e emprego para um grande número de pessoas em todo o mundo e metade do oxigênio que cada um de nós respira. No entanto, uma porção significativamente menor de nosso oceano está protegida em comparação a porções de terra", disse Aulani Wilhelm, vice-presidente sênior da Oceans for Conservation International. "Devemos colaborar globalmente, em parceria com governos locais e povos indígenas, para priorizar a conservação de nosso oceano. Este é o momento de realizar uma grande ação prática para levar este trabalho adiante."

O oceano do mundo está sob estresse, está enfrentando ameaças de mudanças climáticas, danos às práticas de pesca e poluição. A ciência mostra que proteger e conservar grandes áreas do oceano é necessário para proteger o ar que respiramos, regular o clima e manter níveis essenciais de biodiversidade.

"Do litoral ao alto mar, precisamos lidar com a conservação de forma holística e em parceria. Nossos esforços coletivos ajudarão a garantir um oceano saudável que seja mais resiliente às mudanças climáticas e ofereça benefícios tanto para a natureza quanto para as pessoas", disse Tom Dillon, vice-presidente sênior de meio ambiente da Pew Charitable Trusts. "Para impulsionar a biodiversidade, a pesca e as economias, a Blue Nature Alliance trabalhará com parceiros no mundo todo para aplicar a ciência e as lições aprendidas e desenvolver as melhores práticas para conservar nosso oceano em escala. Precisamos deste tipo de ambição para enfrentar os desafios que nosso oceano enfrenta hoje."

Os esforços da Blue Nature Alliance apoiam o impulso de proteger pelo menos 30% do oceano até 2030, um objetivo de conservação global que deverá ser formalmente adotado na Conferência de Biodiversidade das Nações Unidas deste ano. Até o momento, menos de 10% do oceano mundial está protegido. A meta de 30% é amplamente aceita como o limite necessário para manter um oceano resiliente e funcional que proteja a saúde das pessoas e da natureza.

"A conservação de 30% da terra e do mar mundiais na próxima década exigirá que todos nós trabalhemos juntos, com a ciência como nossa estrela guia", disse Carlos Manuel Rodriguez, CEO e presidente da Global Environment Facility. "É animador ver o trabalho colaborativo em andamento no Atlântico Sul, no Pacífico Sul e no Oceano Antártico, além dos trabalhos que estão prestes a começar em outros locais ao redor de Palau, Seychelles, Canadá e do Oceano Índico Ocidental. Por meio da Blue Nature Alliance, contribuiremos significativamente para a meta global de conservação do oceano de 30% e garantiremos que tenhamos impulso para ampliar à medida que nos esforçarmos por nossas ambições de 2030."

Para atingir seu objetivo ambicioso, a Blue Nature Alliance está criando uma rede global de parceiros dedicada à aplicação das lições aprendidas com áreas funcionais de proteção marinha e inovando novas abordagens para a conservação de grandes áreas oceânicas, muitas das quais incorporaram fortemente o conhecimento tradicional e as necessidades de comunidades locais e governos em seus planos de gestão de longo prazo, uma prática que ajuda a garantir a resiliência, tanto no financiamento quanto na implementação.

"O envolvimento com as comunidades locais é essencial para o sucesso de longo prazo dos esforços de conservação do oceano", disse o Dr. Tony Worby, CEO da Flourishing Oceans da Minderoo Foundation da Austrália. "As comunidades locais dependem do oceano diretamente para sua subsistência, atividades culturais e recreação, portanto, é fundamental que estejam envolvidas na tomada de decisão que respalda a sustentabilidade de longo prazo. Uma medida de sucesso para a Blue Nature Alliance será construir suporte comunitário para medidas duradouras de conservação do oceano."

"Melani e eu nos preocupamos profundamente com o futuro de nosso planeta e com as comunidades que dependem da natureza para sua saúde, subsistência e cultura", disse Rob Walton, cofundador da Rob and Melani Walton Foundation. "É por isso que temos o prazer de fazer parte da Blue Nature Alliance, que reúne filantropos, empresas, governos e ONGs para aumentar substancialmente e melhorar a conservação dos oceanos. Agora é um momento crítico. O oceano está sob imensa pressão, e todos nós temos a responsabilidade de ajudar a protegê-lo."

Além de seus cinco parceiros fundadores, a rede crescente da Blue Nature Alliance inclui especialistas em conservação, cientistas e estrategistas financeiros de renome mundial, incluindo a Big Ocean, a Global Island Partnership, a Gordon and Betty Moore Foundation, a Murphy Family Foundation, a Nekton, a Oceana, a Ocean Unite, a Tiffany & Co. Foundation e a SkyLight Surveillance and Enforcement Technology.

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1490953/Blue_Nature_Alliance_Logo.jpg  

FONTE Blue Nature Alliance

A Blue Nature Alliance faz parcerias para proteger 18 milhões de quilômetros quadrados de oceano mundialmente ao longo de cinco anos

ARLINGTON, Virgínia, 20 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- Uma nova iniciativa de conservação dos oceanos está em andamento para catalisar a proteção e conservação de 18 milhões de quilômetros quadrados de oceano (7 milhões de milhas quadradas) nos próximos cinco anos, uma área com o dobro do tamanho do território continental dos Estados Unidos e maior do que o continente da América do Sul.

O esforço, denominado Blue Nature Alliance, é uma colaboração liderada pela Conservation International, The Pew Charitable Trusts, Global Environment Facility, Minderoo Foundation e pela Rob and Melani Walton Foundation. A aliança visa expandir e aprimorar as proteções oceânicas com foco no trabalho conjunto com povos indígenas e comunidades locais, cientistas e acadêmicos, além de outros parceiros.

A Blue Nature Alliance está trabalhando com governos e outros parceiros em amplos esforços na Fiji's Lau Seascape, Antarctica's Southern Ocean e Tristan da Cunha para garantir coletivamente proteções de mais de 4,8 milhões de quilômetros quadrados (1,9 milhão de milhas quadradas) de oceano. Em breve, a aliança se envolverá em esforços no Canadá, Palau, Seychelles e no Oceano Índico Ocidental. O objetivo será fortalecer e aumentar a proteção de quase 2 milhões de quilômetros quadrados (734.000 milhas quadradas) de oceano. Um pipeline de 18 compromissos adicionais da Blue Nature Alliance foi identificado em toda a América do Norte e do Sul, Europa e região da Ásia-Pacífico. A Blue Nature Alliance anunciará a próxima rodada de locais no verão de 2021.

"Um oceano saudável é fundamental para nossa existência. Ele fornece nutrição e emprego para um grande número de pessoas em todo o mundo e metade do oxigênio que cada um de nós respira. No entanto, uma porção significativamente menor de nosso oceano está protegida em comparação a porções de terra", disse Aulani Wilhelm, vice-presidente sênior da Oceans for Conservation International. "Devemos colaborar globalmente, em parceria com governos locais e povos indígenas, para priorizar a conservação de nosso oceano. Este é o momento de realizar uma grande ação prática para levar este trabalho adiante."

O oceano do mundo está sob estresse, está enfrentando ameaças de mudanças climáticas, danos às práticas de pesca e poluição. A ciência mostra que proteger e conservar grandes áreas do oceano é necessário para proteger o ar que respiramos, regular o clima e manter níveis essenciais de biodiversidade.

"Do litoral ao alto mar, precisamos lidar com a conservação de forma holística e em parceria. Nossos esforços coletivos ajudarão a garantir um oceano saudável que seja mais resiliente às mudanças climáticas e ofereça benefícios tanto para a natureza quanto para as pessoas", disse Tom Dillon, vice-presidente sênior de meio ambiente da Pew Charitable Trusts. "Para impulsionar a biodiversidade, a pesca e as economias, a Blue Nature Alliance trabalhará com parceiros no mundo todo para aplicar a ciência e as lições aprendidas e desenvolver as melhores práticas para conservar nosso oceano em escala. Precisamos deste tipo de ambição para enfrentar os desafios que nosso oceano enfrenta hoje."

Os esforços da Blue Nature Alliance apoiam o impulso de proteger pelo menos 30% do oceano até 2030, um objetivo de conservação global que deverá ser formalmente adotado na Conferência de Biodiversidade das Nações Unidas deste ano. Até o momento, menos de 10% do oceano mundial está protegido. A meta de 30% é amplamente aceita como o limite necessário para manter um oceano resiliente e funcional que proteja a saúde das pessoas e da natureza.

"A conservação de 30% da terra e do mar mundiais na próxima década exigirá que todos nós trabalhemos juntos, com a ciência como nossa estrela guia", disse Carlos Manuel Rodriguez, CEO e presidente da Global Environment Facility. "É animador ver o trabalho colaborativo em andamento no Atlântico Sul, no Pacífico Sul e no Oceano Antártico, além dos trabalhos que estão prestes a começar em outros locais ao redor de Palau, Seychelles, Canadá e do Oceano Índico Ocidental. Por meio da Blue Nature Alliance, contribuiremos significativamente para a meta global de conservação do oceano de 30% e garantiremos que tenhamos impulso para ampliar à medida que nos esforçarmos por nossas ambições de 2030."

Para atingir seu objetivo ambicioso, a Blue Nature Alliance está criando uma rede global de parceiros dedicada à aplicação das lições aprendidas com áreas funcionais de proteção marinha e inovando novas abordagens para a conservação de grandes áreas oceânicas, muitas das quais incorporaram fortemente o conhecimento tradicional e as necessidades de comunidades locais e governos em seus planos de gestão de longo prazo, uma prática que ajuda a garantir a resiliência, tanto no financiamento quanto na implementação.

"O envolvimento com as comunidades locais é essencial para o sucesso de longo prazo dos esforços de conservação do oceano", disse o Dr. Tony Worby, CEO da Flourishing Oceans da Minderoo Foundation da Austrália. "As comunidades locais dependem do oceano diretamente para sua subsistência, atividades culturais e recreação, portanto, é fundamental que estejam envolvidas na tomada de decisão que respalda a sustentabilidade de longo prazo. Uma medida de sucesso para a Blue Nature Alliance será construir suporte comunitário para medidas duradouras de conservação do oceano."

"Melani e eu nos preocupamos profundamente com o futuro de nosso planeta e com as comunidades que dependem da natureza para sua saúde, subsistência e cultura", disse Rob Walton, cofundador da Rob and Melani Walton Foundation. "É por isso que temos o prazer de fazer parte da Blue Nature Alliance, que reúne filantropos, empresas, governos e ONGs para aumentar substancialmente e melhorar a conservação dos oceanos. Agora é um momento crítico. O oceano está sob imensa pressão, e todos nós temos a responsabilidade de ajudar a protegê-lo."

Além de seus cinco parceiros fundadores, a rede crescente da Blue Nature Alliance inclui especialistas em conservação, cientistas e estrategistas financeiros de renome mundial, incluindo a Big Ocean, a Global Island Partnership, a Gordon and Betty Moore Foundation, a Murphy Family Foundation, a Nekton, a Oceana, a Ocean Unite, a Tiffany & Co. Foundation e a SkyLight Surveillance and Enforcement Technology.

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1490953/Blue_Nature_Alliance_Logo.jpg  

FONTE Blue Nature Alliance

Você acabou de ler:

Em andamento, um dos maiores esforços para proteger o oceano do planeta

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/em-andamento-um-dos-maiores-esforcos-para-proteger-o-oceano-do-planeta/