Empresários globais identificam abertura de oportunidades no nordeste da Ásia

CHANGCHUN, China, 28 de agosto de 2019 /PRNewswire/ -- Com o tema "Melhorando a confiança e a cooperação mútua para criar magníficas perspectivas para o nordeste da Ásia", a 12a. edição da Expo China-Nordeste da Ásia (China-Northeast Asia Expo) foi aberta em 23 de agosto em Changchun, capital da província de Julin no nordeste da China. Acredita-se amplamente que o nordeste da Ásia, uma das mais dinâmicas regiões do mundo, tem vários fatores favoráveis convergentes nessa região. A cooperação e o desenvolvimento no nordeste da Ásia apresentam novas oportunidades na interconectividade da infraestrutura, cooperação do governo local e trocas entre pessoas. Todos os países da região precisam se esforçar ativamente para impulsionar a prosperidade da região e fazer contribuições exclusivas para apoiarem a economia global.

A Expo China-Nordeste da Ásia é a única exposição internacional abrangente na região de nível estatal, com a participação conjunta de seis países: China, República Popular Democrática da Coreia, Japão, República da Coreia, Mongólia e Rússia. A exposição também é aberta para o mundo. Ela se tornou um importante canal de diálogo e trocas entre governos no nordeste da Ásia, uma plataforma importante para a cooperação econômica e comercial da região, bem como para trocas entre as pessoas dos países do nordeste da Ásia, e uma significativa janela para a região nordeste da China se integrar profundamente na construção conjunta da Iniciativa Cinturão e Rota.

O nordeste da Ásia tem uma população total de quase 1,7 bilhão e é responsável por cerca de um quinto do PIB mundial. As economias dos países da região são altamente complementares e têm enorme potencial para a colaboração. As estatísticas mostram que em 2018, o comércio da China com os cinco países do nordeste da Ásia totalizou US$ 758,57 bilhões, representando quase um quarto do total do comércio exterior da China. A China é o maior parceiro comercial dos cinco países do nordeste da Ásia.

Kwon Goo-hoon, presidente do conselho da Comissão de Cooperação Econômica do Norte da República da Coreia (North Economic Cooperation Commission of the ROK), disse que a República da Coreia tem intenção de ter um papel de ligação entre o continente e o mar através da cooperação com a China, Rússia, Mongólia e outros países. No âmbito da Iniciativa Cinturão e Rota, a República da Coreia deseja utilizar sua avançada tecnologia de construção e capacidade operacional e se associar à extensiva rede de investimentos da China para criar um enorme efeito sinergético.

Leonid Slutsky, presidente do conselho do comitê de assuntos internacionais da Duma do Estado da Rússia, destacou a cooperação e o diálogo no Fórum de Alto Nível sobre a Cooperação com o Nordeste da Ásia. Ele convidou os participantes da exposição de diferentes países para visitarem a área de exposição da Rússia na Expo e explorarem as oportunidades de desenvolvimento do extremo oriente da Rússia.

Wang Shouwen, vice-ministro do comércio da China, disse que o lado chinês está disposto a trabalhar com os países membros da Iniciativa do Grande Tumen (GTI - Greater Tumen Initiative) para fortalecer a integração das estratégias de desenvolvimento, promover a cooperação prática e levar os frutos da GTI para as pessoas da região, impulsionar a transformação da GTI na direção de uma organização internacional independente para criar um futuro de maior prosperidade para o nordeste da Ásia.

Outras regiões, tais como a Europa, também prestaram grande atenção à exposição, a qual organizou o Dia Tcheco para promover as trocas entre as empresas dos países do nordeste da Ásia e a Europa.

A União Europeia atribui grande importância à colaboração com o nordeste da Ásia e haverá uma delegação empresarial para a China que irá realizar exposições e trocas em Changchun no próximo mês de maio, disse Walter Doring do senado econômico da UE.

A Mesa Redonda de Cooperação Local do Nordeste da Ásia (Northeast Asia Local Cooperation Roundtable) é uma das importantes atividades da 12a. edição da Expo China-Nordeste da Ásia. O Consenso de Changchun, que é um dos principais resultados da conferência, solicita que os governos locais do nordeste da Ásia se esforcem para construir uma rede regional eficiente de transportes e logística, e construírem de forma ativa um corredor por mar, terra e ar no nordeste da Ásia.

Desde sua instituição em 2005, a Expo China-Nordeste da Ásia atraiu representantes seniores de mais de 100 países e regiões e 720.000 empresários de mais de 130 países e regiões. O número de clientes internacionais ficou em torno de 10.000 para o evento, o qual também atraiu um grande número das 500 principais empresas do mundo.

FONTE The Organizing Committee of the China-Northeast Asia Expo

CHANGCHUN, China, 28 de agosto de 2019 /PRNewswire/ -- Com o tema "Melhorando a confiança e a cooperação mútua para criar magníficas perspectivas para o nordeste da Ásia", a 12a. edição da Expo China-Nordeste da Ásia (China-Northeast Asia Expo) foi aberta em 23 de agosto em Changchun, capital da província de Julin no nordeste da China. Acredita-se amplamente que o nordeste da Ásia, uma das mais dinâmicas regiões do mundo, tem vários fatores favoráveis convergentes nessa região. A cooperação e o desenvolvimento no nordeste da Ásia apresentam novas oportunidades na interconectividade da infraestrutura, cooperação do governo local e trocas entre pessoas. Todos os países da região precisam se esforçar ativamente para impulsionar a prosperidade da região e fazer contribuições exclusivas para apoiarem a economia global.

A Expo China-Nordeste da Ásia é a única exposição internacional abrangente na região de nível estatal, com a participação conjunta de seis países: China, República Popular Democrática da Coreia, Japão, República da Coreia, Mongólia e Rússia. A exposição também é aberta para o mundo. Ela se tornou um importante canal de diálogo e trocas entre governos no nordeste da Ásia, uma plataforma importante para a cooperação econômica e comercial da região, bem como para trocas entre as pessoas dos países do nordeste da Ásia, e uma significativa janela para a região nordeste da China se integrar profundamente na construção conjunta da Iniciativa Cinturão e Rota.

O nordeste da Ásia tem uma população total de quase 1,7 bilhão e é responsável por cerca de um quinto do PIB mundial. As economias dos países da região são altamente complementares e têm enorme potencial para a colaboração. As estatísticas mostram que em 2018, o comércio da China com os cinco países do nordeste da Ásia totalizou US$ 758,57 bilhões, representando quase um quarto do total do comércio exterior da China. A China é o maior parceiro comercial dos cinco países do nordeste da Ásia.

Kwon Goo-hoon, presidente do conselho da Comissão de Cooperação Econômica do Norte da República da Coreia (North Economic Cooperation Commission of the ROK), disse que a República da Coreia tem intenção de ter um papel de ligação entre o continente e o mar através da cooperação com a China, Rússia, Mongólia e outros países. No âmbito da Iniciativa Cinturão e Rota, a República da Coreia deseja utilizar sua avançada tecnologia de construção e capacidade operacional e se associar à extensiva rede de investimentos da China para criar um enorme efeito sinergético.

Leonid Slutsky, presidente do conselho do comitê de assuntos internacionais da Duma do Estado da Rússia, destacou a cooperação e o diálogo no Fórum de Alto Nível sobre a Cooperação com o Nordeste da Ásia. Ele convidou os participantes da exposição de diferentes países para visitarem a área de exposição da Rússia na Expo e explorarem as oportunidades de desenvolvimento do extremo oriente da Rússia.

Wang Shouwen, vice-ministro do comércio da China, disse que o lado chinês está disposto a trabalhar com os países membros da Iniciativa do Grande Tumen (GTI - Greater Tumen Initiative) para fortalecer a integração das estratégias de desenvolvimento, promover a cooperação prática e levar os frutos da GTI para as pessoas da região, impulsionar a transformação da GTI na direção de uma organização internacional independente para criar um futuro de maior prosperidade para o nordeste da Ásia.

Outras regiões, tais como a Europa, também prestaram grande atenção à exposição, a qual organizou o Dia Tcheco para promover as trocas entre as empresas dos países do nordeste da Ásia e a Europa.

A União Europeia atribui grande importância à colaboração com o nordeste da Ásia e haverá uma delegação empresarial para a China que irá realizar exposições e trocas em Changchun no próximo mês de maio, disse Walter Doring do senado econômico da UE.

A Mesa Redonda de Cooperação Local do Nordeste da Ásia (Northeast Asia Local Cooperation Roundtable) é uma das importantes atividades da 12a. edição da Expo China-Nordeste da Ásia. O Consenso de Changchun, que é um dos principais resultados da conferência, solicita que os governos locais do nordeste da Ásia se esforcem para construir uma rede regional eficiente de transportes e logística, e construírem de forma ativa um corredor por mar, terra e ar no nordeste da Ásia.

Desde sua instituição em 2005, a Expo China-Nordeste da Ásia atraiu representantes seniores de mais de 100 países e regiões e 720.000 empresários de mais de 130 países e regiões. O número de clientes internacionais ficou em torno de 10.000 para o evento, o qual também atraiu um grande número das 500 principais empresas do mundo.

FONTE The Organizing Committee of the China-Northeast Asia Expo