Especialista em Inovação no Direito apresenta as novas profissões jurídicas

SÃO PAULO, 12 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- O impacto das mudanças tecnológicas e sobretudo do fenômeno da transformação digital vem modificando diversos aspectos da sociedade e agora pode ser sentido intensamente também no mundo jurídico.

Já são frequentes as notícias sobre transformações no mercado jurídico, muitas delas ressaltando, por vezes, que o profissional da área poderá ser substituído por "máquinas", por ferramentas de automação, pela Inteligência Artificial, por plataformas de resolução de conflitos online (ODRs), dentre outras tecnologias disponíveis no mercado.

O interesse na integração da profissão jurídica com as novas tecnologias não se restringe à atuação isolada de alguns profissionais ou entidades do mercado jurídico, que as consideram um ativo estratégico. Pelo contrário, alcança até os estudantes que demandam uma formação mais adequada aos tempos atuais, na qual o ensino do direito reconheça que novas tecnologias são parte integrante das atividades jurídicas, e ofereça reflexão sobre o seu papel nas transformações recentes das profissões.

Neste contexto de transformação no Direito, o advogado e professor Marcílio Guedes Drummond, sócio em Direito para Startups e Head de Inovação no Marcelo Tostes Advogados, CEO e professor da Edtech "Advogado de Startups Academy", é um dos principais agentes orientadores dessas mudanças, do que ele próprio chama de "Novo Direito", ou "Novos Caminhos Jurídicos".

No Marcelo Tostes Advogados, Marcílio é o responsável por conduzir o programa de inovação "Making Tech" e, como professor já possui milhares de alunos pelo Brasil e por outros países da América Latina.

Na visão de Marcílio já é possível visualizar pelo menos 19 novas profissões jurídicas – uma quantidade muito maior do que as três opções tradicionalmente consideradas: advocacia, concursos públicos e o meio acadêmico.

O advogado ressalta ainda que não podemos usar os tradicionais paradigmas jurídicos – que são analógicos – para entender o mundo e as oportunidades de uma Era Digital e explica que mais outras profissões jurídicas possivelmente surgirão em breve, já que o momento é de transformação do mercado.

Confira quais são as 19 novas profissões jurídicas na visão de Marcílio Guedes Drummond:

  • Head de Inovação em escritório de advocacia
  • Empreendedor em Lawtechs/Legaltechs
  • Desenvolvedor de negócios em Lawtechs
  • Gerente de privacidade
  • Operações Jurídicas
  • Arquiteto de soluções jurídicas
  • Engenheiro Jurídico
  • Analista de dados e Tradutor de dados
  • Profissional de segurança cibernética
  • Conformidade com código aberto
  • Gerente de projetos para tecnologia
  • Compliance Pro
  • Gerente de conhecimento
  • Gerente de risco
  • Oficial de transferência de tecnologia
  • Especialista em proteção de propriedade intelectual na indústria da moda
  • Proteção de ativos digitais
  • Profissional de apoio a litígios
  • Consultor de eDiscovery
  • Em um texto publicado no perfil do Linkedin do advogado é possível entender cada uma delas de forma detalhada.

    Nota da redação: Por meio das redes sociais como o LinkedIn (procure por "Marcílio Guedes Drummond"), Instagram (nos perfis @marciliogd e @advogadodestartups), pelo site "www.advogadodestartups.com.br" e pelo canal gratuito do Telegram (https://t.me/advogadodestartups) é possível se aprofundar nos assuntos relacionados ao "novo direito".  

    Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1089825/marcilio_drummond.jpg?p=original

    FONTE Marcelo Tostes Advogados

    SÃO PAULO, 12 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- O impacto das mudanças tecnológicas e sobretudo do fenômeno da transformação digital vem modificando diversos aspectos da sociedade e agora pode ser sentido intensamente também no mundo jurídico.

    Já são frequentes as notícias sobre transformações no mercado jurídico, muitas delas ressaltando, por vezes, que o profissional da área poderá ser substituído por "máquinas", por ferramentas de automação, pela Inteligência Artificial, por plataformas de resolução de conflitos online (ODRs), dentre outras tecnologias disponíveis no mercado.

    O interesse na integração da profissão jurídica com as novas tecnologias não se restringe à atuação isolada de alguns profissionais ou entidades do mercado jurídico, que as consideram um ativo estratégico. Pelo contrário, alcança até os estudantes que demandam uma formação mais adequada aos tempos atuais, na qual o ensino do direito reconheça que novas tecnologias são parte integrante das atividades jurídicas, e ofereça reflexão sobre o seu papel nas transformações recentes das profissões.

    Neste contexto de transformação no Direito, o advogado e professor Marcílio Guedes Drummond, sócio em Direito para Startups e Head de Inovação no Marcelo Tostes Advogados, CEO e professor da Edtech "Advogado de Startups Academy", é um dos principais agentes orientadores dessas mudanças, do que ele próprio chama de "Novo Direito", ou "Novos Caminhos Jurídicos".

    No Marcelo Tostes Advogados, Marcílio é o responsável por conduzir o programa de inovação "Making Tech" e, como professor já possui milhares de alunos pelo Brasil e por outros países da América Latina.

    Na visão de Marcílio já é possível visualizar pelo menos 19 novas profissões jurídicas – uma quantidade muito maior do que as três opções tradicionalmente consideradas: advocacia, concursos públicos e o meio acadêmico.

    O advogado ressalta ainda que não podemos usar os tradicionais paradigmas jurídicos – que são analógicos – para entender o mundo e as oportunidades de uma Era Digital e explica que mais outras profissões jurídicas possivelmente surgirão em breve, já que o momento é de transformação do mercado.

    Confira quais são as 19 novas profissões jurídicas na visão de Marcílio Guedes Drummond:

  • Head de Inovação em escritório de advocacia
  • Empreendedor em Lawtechs/Legaltechs
  • Desenvolvedor de negócios em Lawtechs
  • Gerente de privacidade
  • Operações Jurídicas
  • Arquiteto de soluções jurídicas
  • Engenheiro Jurídico
  • Analista de dados e Tradutor de dados
  • Profissional de segurança cibernética
  • Conformidade com código aberto
  • Gerente de projetos para tecnologia
  • Compliance Pro
  • Gerente de conhecimento
  • Gerente de risco
  • Oficial de transferência de tecnologia
  • Especialista em proteção de propriedade intelectual na indústria da moda
  • Proteção de ativos digitais
  • Profissional de apoio a litígios
  • Consultor de eDiscovery
  • Em um texto publicado no perfil do Linkedin do advogado é possível entender cada uma delas de forma detalhada.

    Nota da redação: Por meio das redes sociais como o LinkedIn (procure por "Marcílio Guedes Drummond"), Instagram (nos perfis @marciliogd e @advogadodestartups), pelo site "www.advogadodestartups.com.br" e pelo canal gratuito do Telegram (https://t.me/advogadodestartups) é possível se aprofundar nos assuntos relacionados ao "novo direito".  

    Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1089825/marcilio_drummond.jpg?p=original

    FONTE Marcelo Tostes Advogados