Especialistas da indústria descrevem o avanço dos tratamentos para a COVID-19 - briefing virtual da FIFARMA para a mídia

BOGOTÁ, Colômbia, 14 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- Com o objetivo de enfrentar a pior crise sanitária de nosso tempo, as empresas da indústria farmacêutica de pesquisa têm colaborado entre si e com a comunidade científica, compartilhando conhecimentos e experiências, ao mesmo tempo que empreendem esforços próprios na busca urgente de tratamentos para os pacientes com COVID-19. Na quinta-feira, 13 de agosto, a Federação Latino-americana da Indústria Farmacêutica (FIFARMA) convocou especialistas das empresas MSD, Novartis e Roche para prestar informações sobre os esforços que cada uma dessas empresas está fazendo nessa frente.

"As empresas não descansam nessa busca. Desde que se detectou esse novo vírus, elas vêm examinando seus portfólios de medicamentos para buscar alternativas que contribuam para o desenvolvimento de novos tratamentos ou novos usos de alguns já existentes", disse o diretor-executivo da FIFARMA, Rafael Andrés Díaz-Granados. Ele ainda ressaltou o compromisso público da indústria de trabalhar em colaboração com acadêmicos, governos e setor privado para encontrar uma solução rapidamente.

Durante o painel virtual, se ressaltou a importância dessa colaboração sem precedentes das empresas de pesquisa, para enfrentar a crise. Esse foi um ponto que o diretor de Medical Affairs da Roche Pharma Internacional, dr. Daniel Ciriano, reafirmou: "Nossas equipes estão trabalhando dia e noite com o objetivo de desenvolver, fabricar e administrar testes e medicamentos essenciais onde mais são necessários. Nos associamos com provedores de tratamento médico, laboratórios, autoridades e organizações para respaldar esse esforço em nível local e estamos comprometidos com essa colaboração, para que os pacientes, tanto com coronavírus como com outros problemas de saúde, recebam o tratamento e os cuidados que necessitam", explicou.

Por sua vez, a diretora-executiva para assuntos médicos em enfermidades infecciosas para a América Latina da MSD, dra. Fabiane El-Far, , disse: "Para combater essa pandemia é necessário ter uma visão ampla, com múltiplas opções de prevenção e tratamento. Por isso, na MSD, cobrimos as duas frentes, ao buscar um antiviral e duas vacinas".

Por outro lado, se ressaltou a importância de não interromper as cadeias de distribuição de medicamentos necessários para outras doenças e de os pacientes não abandonarem tratamentos e medidas preventivas de outras enfermidades, para evitar problemas de saúde pública no futuro. Com respeito a isso, o vice-presidente e diretor regional de Oncologia para a América Latina e Canadá da Novartis, dr. Carlos Garay, afirmou: "Gostaria de assinalar que outros pacientes, além daqueles com COVID-19, não podem ficar sem atendimento. Os pacientes com câncer, doenças cardiovasculares ou diabetes devem continuar recebendo o apoio das autoridades sanitárias e reguladoras".

Convidamos você a nos seguir no LinkedIn e Twitter para saber mais sobre os esforços que a indústria está empreendendo continuamente para melhorar a vida de todos.

A FIFARMA, Federação da Indústria Farmacêutica da América Latina, representa 14 empresas farmacêutica baseadas em pesquisa e 11 associações locais dedicadas a descobrir e desenvolver produtos e serviços de saúde seguros, inovadores e de qualidade, para melhorar a vida de pacientes em toda a América Latina.

FONTE Federación Latinoamericana de la Industria Farmacéutica (FIFARMA)

BOGOTÁ, Colômbia, 14 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- Com o objetivo de enfrentar a pior crise sanitária de nosso tempo, as empresas da indústria farmacêutica de pesquisa têm colaborado entre si e com a comunidade científica, compartilhando conhecimentos e experiências, ao mesmo tempo que empreendem esforços próprios na busca urgente de tratamentos para os pacientes com COVID-19. Na quinta-feira, 13 de agosto, a Federação Latino-americana da Indústria Farmacêutica (FIFARMA) convocou especialistas das empresas MSD, Novartis e Roche para prestar informações sobre os esforços que cada uma dessas empresas está fazendo nessa frente.

"As empresas não descansam nessa busca. Desde que se detectou esse novo vírus, elas vêm examinando seus portfólios de medicamentos para buscar alternativas que contribuam para o desenvolvimento de novos tratamentos ou novos usos de alguns já existentes", disse o diretor-executivo da FIFARMA, Rafael Andrés Díaz-Granados. Ele ainda ressaltou o compromisso público da indústria de trabalhar em colaboração com acadêmicos, governos e setor privado para encontrar uma solução rapidamente.

Durante o painel virtual, se ressaltou a importância dessa colaboração sem precedentes das empresas de pesquisa, para enfrentar a crise. Esse foi um ponto que o diretor de Medical Affairs da Roche Pharma Internacional, dr. Daniel Ciriano, reafirmou: "Nossas equipes estão trabalhando dia e noite com o objetivo de desenvolver, fabricar e administrar testes e medicamentos essenciais onde mais são necessários. Nos associamos com provedores de tratamento médico, laboratórios, autoridades e organizações para respaldar esse esforço em nível local e estamos comprometidos com essa colaboração, para que os pacientes, tanto com coronavírus como com outros problemas de saúde, recebam o tratamento e os cuidados que necessitam", explicou.

Por sua vez, a diretora-executiva para assuntos médicos em enfermidades infecciosas para a América Latina da MSD, dra. Fabiane El-Far, , disse: "Para combater essa pandemia é necessário ter uma visão ampla, com múltiplas opções de prevenção e tratamento. Por isso, na MSD, cobrimos as duas frentes, ao buscar um antiviral e duas vacinas".

Por outro lado, se ressaltou a importância de não interromper as cadeias de distribuição de medicamentos necessários para outras doenças e de os pacientes não abandonarem tratamentos e medidas preventivas de outras enfermidades, para evitar problemas de saúde pública no futuro. Com respeito a isso, o vice-presidente e diretor regional de Oncologia para a América Latina e Canadá da Novartis, dr. Carlos Garay, afirmou: "Gostaria de assinalar que outros pacientes, além daqueles com COVID-19, não podem ficar sem atendimento. Os pacientes com câncer, doenças cardiovasculares ou diabetes devem continuar recebendo o apoio das autoridades sanitárias e reguladoras".

Convidamos você a nos seguir no LinkedIn e Twitter para saber mais sobre os esforços que a indústria está empreendendo continuamente para melhorar a vida de todos.

A FIFARMA, Federação da Indústria Farmacêutica da América Latina, representa 14 empresas farmacêutica baseadas em pesquisa e 11 associações locais dedicadas a descobrir e desenvolver produtos e serviços de saúde seguros, inovadores e de qualidade, para melhorar a vida de pacientes em toda a América Latina.

FONTE Federación Latinoamericana de la Industria Farmacéutica (FIFARMA)

Você acabou de ler:

Especialistas da indústria descrevem o avanço dos tratamentos para a COVID-19 - briefing virtual da FIFARMA para a mídia

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/especialistas-da-industria-descrevem-o-avanco-dos-tratamentos-para-a-covid-19-briefing-virtual-da-fifarma-para-a-midia/