''Estamos em um cenário seguro: apenas 4% dos leitos de UTI estão sendo utilizados para pacientes da Covid-19'', diz governador de MG, Romeu Zema, em LIDE Live

SÃO PAULO, 30 de abril de 2020 /PRNewswire/ -- O governador do Estado de Minas Gerais foi o expositor do LIDE Live desta quinta-feira (30), promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais. No evento on-line, o chefe do Executivo mineiro falou sobre o "Cenário atual nos estados e medidas em defesa da vida e da economia" e respondeu a perguntas de executivos e empresários de diversos setores da economia brasileira.

O evento remoto e interativo ocorreu em virtude da pandemia de Covid-19, o novo coronavírus, em medida alinhada às recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). O LIDE Live contou com Viviane Martins, presidente da Falconi, no debate e teve a mediação do chairman do LIDE, Luiz Fernando Furlan, do presidente do LIDE Energia, Roberto Giannetti, e do diretor-executivo do Grupo Doria, João Doria Neto.

Romeu Zema afirmou que a situação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Estado está controlada e que o sistema de saúde pública está equilibrado e funcionando plenamente. "Estamos em um cenário seguro em Minas Gerais. No momento, apenas 4% dos leitos de UTI estão sendo utilizados para pacientes da Covid-19. Estamos atentos para manter essa curva muito baixa".

Segundo o governador, as ações locais implementadas no início da disseminação da doença, como o fechamento de estabelecimentos comerciais, colaboram para o atual resultado. "Tomamos medidas drásticas rapidamente. Além disso, temos uma condição demográfica diferenciada, com muitos municípios pequenos, o que evita grandes aglomerações", afirmou.

Sobre a retomada da economia, Zema disse que a maior parte das cidades já voltou a reabrir as atividades comerciais, mas passaram a seguir um protocolo único de segurança sanitária desenvolvimento pelo Governo do Estado. "Cerca de 60% dos municípios já reativaram sua economia gradativamente. Essa é uma decisão de cada prefeito", explicou e garante que novas restrições podem ocorrer.

O governador de Minas Gerais ainda se mostrou preocupado com a arrecadação estadual, mesmo diante dessa retomada gradativa. "O que estava difícil ficou ainda mais grave. A arrecadação de abriu caiu 25% em relação a março deste ano."

Zema acredita na ajuda do Governo Federal, mas criticou a distribuição de recursos. "O fundo de participação dos municípios faz com que muitos do Nordeste recebam mais do que alguns do Sul e Sudeste, com população maior. A questão social é importante, mas o recurso acaba e fica só com o passivo. Alguns estados são muitos prejudicados", considerou.

O LIDE Live foi patrocinado por Carrefour e teve como fornecedor oficial RCE.

FONTE LIDE

SÃO PAULO, 30 de abril de 2020 /PRNewswire/ -- O governador do Estado de Minas Gerais foi o expositor do LIDE Live desta quinta-feira (30), promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais. No evento on-line, o chefe do Executivo mineiro falou sobre o "Cenário atual nos estados e medidas em defesa da vida e da economia" e respondeu a perguntas de executivos e empresários de diversos setores da economia brasileira.

O evento remoto e interativo ocorreu em virtude da pandemia de Covid-19, o novo coronavírus, em medida alinhada às recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). O LIDE Live contou com Viviane Martins, presidente da Falconi, no debate e teve a mediação do chairman do LIDE, Luiz Fernando Furlan, do presidente do LIDE Energia, Roberto Giannetti, e do diretor-executivo do Grupo Doria, João Doria Neto.

Romeu Zema afirmou que a situação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Estado está controlada e que o sistema de saúde pública está equilibrado e funcionando plenamente. "Estamos em um cenário seguro em Minas Gerais. No momento, apenas 4% dos leitos de UTI estão sendo utilizados para pacientes da Covid-19. Estamos atentos para manter essa curva muito baixa".

Segundo o governador, as ações locais implementadas no início da disseminação da doença, como o fechamento de estabelecimentos comerciais, colaboram para o atual resultado. "Tomamos medidas drásticas rapidamente. Além disso, temos uma condição demográfica diferenciada, com muitos municípios pequenos, o que evita grandes aglomerações", afirmou.

Sobre a retomada da economia, Zema disse que a maior parte das cidades já voltou a reabrir as atividades comerciais, mas passaram a seguir um protocolo único de segurança sanitária desenvolvimento pelo Governo do Estado. "Cerca de 60% dos municípios já reativaram sua economia gradativamente. Essa é uma decisão de cada prefeito", explicou e garante que novas restrições podem ocorrer.

O governador de Minas Gerais ainda se mostrou preocupado com a arrecadação estadual, mesmo diante dessa retomada gradativa. "O que estava difícil ficou ainda mais grave. A arrecadação de abriu caiu 25% em relação a março deste ano."

Zema acredita na ajuda do Governo Federal, mas criticou a distribuição de recursos. "O fundo de participação dos municípios faz com que muitos do Nordeste recebam mais do que alguns do Sul e Sudeste, com população maior. A questão social é importante, mas o recurso acaba e fica só com o passivo. Alguns estados são muitos prejudicados", considerou.

O LIDE Live foi patrocinado por Carrefour e teve como fornecedor oficial RCE.

FONTE LIDE