Estoques de sangue estão baixos e as doações não podem parar, alerta Associação de Voluntários

Associação dos Doadores Voluntários de Sangue de São Paulo intensifica campanha para atrair novos doadores; a meta é atrair pelo menos 200 novos doadores por mês

SÃO PAULO, 8 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Com a pandemia do Coronavírus - e o isolamento imposto como umas das principais medidas de prevenção recomendada pela Organização Mundial de Saude (OMS)-, os estoques dos bancos de sangue estão quase vazios. As doações de sangue tiveram uma queda estimada em cerca de 60% durante este período. E segundo o presidente da Associação de Doadores Voluntários de São Paulo (ADVS-SP), Sérgio Valentim, este número pode ser ainda maior. 

Muita gente deixou de doar sangue por causa do isolamento social e foi preciso traçar estratégias para chamar os doadores de volta, sem colocá-los em risco. Para minimizar a situação, a Associação criou e está intensificando uma campanha para engajar novos doadores voluntários de sangue no site da entidade e nas midias sociais. "Doar é o maior ato de amor e solidariedade neste momento, pois o sangue não se compra, e não se vende. E cada doação pode salvar até quatro vidas", lembra o presidente da ADVS-SP, Sérgio Valentim.

A situação, especialmente no estado de São Paulo, já não estava boa antes mesmo da pandemia, uma vez que as doações costumam diminuir em períodos de férias, como foi em janeiro e fevereiro com os feriados prolongados, por conta das festas de final de ano e o Carnaval. O aumento dos casos de dengue, também colaboram para o aumento da demanda por sangue, se somando aos pacientes em tratamento para tipos de câncer, por exemplo, que também demandam transfusões constantes. "O número de doadores de sangue, que já estava baixo, sofreu uma queda ainda maior desde a chegada da Covid-19", afirma o presidente da ADVS-SP.

A campanha também procura conscientizar as pessoas sobre a necessidade de doar sangue, bem como sobre os cuidados necessários para se evitar contaminação. As peças trazem frases de incentivo, além de orientações para quem quer ser doador.

Segurança

Mas não são apenas as pessoas físicas que são atingidos pela campanha. Os hospitais e hemocentros também têm sido orientados para tomar todos os cuidados necessários para garantir a segurança dos doadores, incluindo a rigorosa assepsia dos ambientes, utilizando medidas de higienização e prevenção. "As salas de espera das unidades, bem como as de coleta do sangue, estão sendo reorganizadas de forma a garantir um distanciamento mínimo de um metro entre os doadores e a evitar a entrada de grupos", explica Sérgio Valentim. 

Cuidados

Embora até o momento não exista evidência de transmissão transfusional dos coronavírus / COVID 19, as autoridades de saúde tem recomendado algumas restrições como medidas de prevenção. Os candidatos que tiveram contato com pessoas infectadas são considerados inaptos a doar sangue pelo período de, no mínimo, 14 dias. Já aqueles que foram infectados pelo vírus, estão inaptos por 30 dias após completar a recuperação. Pessoas que apresentam resfriado comum estão aptos 30 dias após o término dos sintomas.

Como ajudar

Quem quiser ser um doador de sangue, ou mesmo colaborar com a campanha engajando outros doadores, deve entrar no site da Associação (www.advssp.org.br) e preencher um cadastro. Para ser doador, é preciso ter entre 18 e 60 anos, pesar no mínimo 50 quilos, ter boa saúde e não estar em jejum. Homens podem doar até 4 vezes ao ano, com intervalo mínimo de dois meses; e mulheres até três vezes ao ano, com intervalo mínimo de três meses. "Apesar da insegurança que a pandemia do coronavírus traz, é vital que as pessoas saudáveis doem sangue, pois a demanda é diária", reforça o presidente da ADVS-SP.

Serviço:

Associação dos Doadores Voluntários de Sangue do Estado de Sao Paulo (ADVS-SP)

Endereço: Estrada do Capuava, 4.421 - Bloco B - Sala 121 - Paisagem Renoir - 06715410 Cotia, Tel.:  (11) 3090-4283 / (11) 93351-8937

Mais informações e cadastro de doadores: www.advssp.org.br

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1165604/advs.jpg?p=original

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1165605/advs.jpg?p=original

Contato: Assessoria de Imprensa, Infinito Comunicacão, Lu Alves - (61) 99177-7277

FONTE Associação dos Doadores Voluntários de São Paulo (ADVS-SP)

Associação dos Doadores Voluntários de Sangue de São Paulo intensifica campanha para atrair novos doadores; a meta é atrair pelo menos 200 novos doadores por mês

SÃO PAULO, 8 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Com a pandemia do Coronavírus - e o isolamento imposto como umas das principais medidas de prevenção recomendada pela Organização Mundial de Saude (OMS)-, os estoques dos bancos de sangue estão quase vazios. As doações de sangue tiveram uma queda estimada em cerca de 60% durante este período. E segundo o presidente da Associação de Doadores Voluntários de São Paulo (ADVS-SP), Sérgio Valentim, este número pode ser ainda maior. 

Muita gente deixou de doar sangue por causa do isolamento social e foi preciso traçar estratégias para chamar os doadores de volta, sem colocá-los em risco. Para minimizar a situação, a Associação criou e está intensificando uma campanha para engajar novos doadores voluntários de sangue no site da entidade e nas midias sociais. "Doar é o maior ato de amor e solidariedade neste momento, pois o sangue não se compra, e não se vende. E cada doação pode salvar até quatro vidas", lembra o presidente da ADVS-SP, Sérgio Valentim.

A situação, especialmente no estado de São Paulo, já não estava boa antes mesmo da pandemia, uma vez que as doações costumam diminuir em períodos de férias, como foi em janeiro e fevereiro com os feriados prolongados, por conta das festas de final de ano e o Carnaval. O aumento dos casos de dengue, também colaboram para o aumento da demanda por sangue, se somando aos pacientes em tratamento para tipos de câncer, por exemplo, que também demandam transfusões constantes. "O número de doadores de sangue, que já estava baixo, sofreu uma queda ainda maior desde a chegada da Covid-19", afirma o presidente da ADVS-SP.

A campanha também procura conscientizar as pessoas sobre a necessidade de doar sangue, bem como sobre os cuidados necessários para se evitar contaminação. As peças trazem frases de incentivo, além de orientações para quem quer ser doador.

Segurança

Mas não são apenas as pessoas físicas que são atingidos pela campanha. Os hospitais e hemocentros também têm sido orientados para tomar todos os cuidados necessários para garantir a segurança dos doadores, incluindo a rigorosa assepsia dos ambientes, utilizando medidas de higienização e prevenção. "As salas de espera das unidades, bem como as de coleta do sangue, estão sendo reorganizadas de forma a garantir um distanciamento mínimo de um metro entre os doadores e a evitar a entrada de grupos", explica Sérgio Valentim. 

Cuidados

Embora até o momento não exista evidência de transmissão transfusional dos coronavírus / COVID 19, as autoridades de saúde tem recomendado algumas restrições como medidas de prevenção. Os candidatos que tiveram contato com pessoas infectadas são considerados inaptos a doar sangue pelo período de, no mínimo, 14 dias. Já aqueles que foram infectados pelo vírus, estão inaptos por 30 dias após completar a recuperação. Pessoas que apresentam resfriado comum estão aptos 30 dias após o término dos sintomas.

Como ajudar

Quem quiser ser um doador de sangue, ou mesmo colaborar com a campanha engajando outros doadores, deve entrar no site da Associação (www.advssp.org.br) e preencher um cadastro. Para ser doador, é preciso ter entre 18 e 60 anos, pesar no mínimo 50 quilos, ter boa saúde e não estar em jejum. Homens podem doar até 4 vezes ao ano, com intervalo mínimo de dois meses; e mulheres até três vezes ao ano, com intervalo mínimo de três meses. "Apesar da insegurança que a pandemia do coronavírus traz, é vital que as pessoas saudáveis doem sangue, pois a demanda é diária", reforça o presidente da ADVS-SP.

Serviço:

Associação dos Doadores Voluntários de Sangue do Estado de Sao Paulo (ADVS-SP)

Endereço: Estrada do Capuava, 4.421 - Bloco B - Sala 121 - Paisagem Renoir - 06715410 Cotia, Tel.:  (11) 3090-4283 / (11) 93351-8937

Mais informações e cadastro de doadores: www.advssp.org.br

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1165604/advs.jpg?p=original

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1165605/advs.jpg?p=original

Contato: Assessoria de Imprensa, Infinito Comunicacão, Lu Alves - (61) 99177-7277

FONTE Associação dos Doadores Voluntários de São Paulo (ADVS-SP)

Você acabou de ler:

Estoques de sangue estão baixos e as doações não podem parar, alerta Associação de Voluntários

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/estoques-de-sangue-estao-baixos-e-as-doacoes-nao-podem-parar-alerta-associacao-de-voluntarios/