Estratégias para a retomada dos negócios - Por André Coutinho

André Coutinho

Sócio-líder de Clientes e Mercados da KPMG no Brasil e na América do Sul

SÃO PAULO, 4 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Estamos acompanhando atentamente os desafios das empresas, dos diversos setores, e assumimos o compromisso com clientes e mercado de gerarmos conteúdos relevantes. A crise pandêmica trouxe desafios complexos que exigiram reações imediatas dos executivos.

Depois de anos de recessão tínhamos uma boa impressão de retomada da economia, com reformas importantes, melhores indicadores e uma agenda positiva.

O último trimestre de 2019 indicou crescimento do PIB de 0,5%, fechando com 1,2% em 2019. Mas não se tinha conhecimento nem ideia do potencial da Covid-19.

O cenário mudou e colocou à prova algo indispensável às empresas: a resiliência. A capacidade de adaptação, ágil e decisiva, aliada à transformação digital, traz uma nova realidade.

Uma das lições é que realmente será algo mais complexo que a gestão da crise em si. Desafios de caixa, fornecimento, contratos, gestão de pessoas e tecnologia encabeçam a lista de assuntos primordiais.

A nova realidade tem conceitos interessantes e aprofundá-los vai apoiar decisões no presente e futuro e identificar oportunidades. Alguns aspectos chamam bastante a atenção:

  • Modelos de gestão, mesmo resilientes, estão sob estresse, com transformação digital, parceiros de fornecimento e foco no core business para manter a relevância.
  • Surgimento ou reforço do uso mais colaborativo da tecnologia carrega preocupações justificáveis de várias espécies.
  • Mudança em hábitos de consumo, com adoção acelerada do comércio sem contato físico, afetará muitos setores, com potencial crescimento de serviços públicos digitais.
  • Meio ambiente e sustentabilidade serão temas abordados no curto prazo, mas com uma visão de longo prazo.
  • Medidas governamentais de estímulo à economia têm surgido, mas deverá ser incorporado o debate sobre ajuste fiscal e ativos insolventes.
  • Transações oportunísticas sendo avaliadas por Private Equity e empresas com capacidade financeira, especialmente para ativos que precisam de funding para sustentar a retomada.

As empresas que reagiram à crise buscaram se adaptar, treinaram resiliência durante uma crise sem precedentes e agora serão chamadas a mais um desafio hercúleo: planejar uma retomada em um cenário em transformação.

Esta nova realidade vai transformar você, o mercado, os seus clientes e os seus parceiros de negócios. E não há porque acreditar que não vai transformar o seu negócio.

Acesse: https://home.kpmg/br/pt/home/insights/2020/03/impacto-coronavirus.html

São Paulo - SP

KPMG no Brasil

Pedro Ulsen: (11) 3736-1103 | pedro.ulsen@viveiros.com.br

Bianca Antunes: (21) 2207-8025 | bianca.antunes@viveiros.com.br

FONTE KPMG no Brasil

André Coutinho

Sócio-líder de Clientes e Mercados da KPMG no Brasil e na América do Sul

SÃO PAULO, 4 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- Estamos acompanhando atentamente os desafios das empresas, dos diversos setores, e assumimos o compromisso com clientes e mercado de gerarmos conteúdos relevantes. A crise pandêmica trouxe desafios complexos que exigiram reações imediatas dos executivos.

Depois de anos de recessão tínhamos uma boa impressão de retomada da economia, com reformas importantes, melhores indicadores e uma agenda positiva.

O último trimestre de 2019 indicou crescimento do PIB de 0,5%, fechando com 1,2% em 2019. Mas não se tinha conhecimento nem ideia do potencial da Covid-19.

O cenário mudou e colocou à prova algo indispensável às empresas: a resiliência. A capacidade de adaptação, ágil e decisiva, aliada à transformação digital, traz uma nova realidade.

Uma das lições é que realmente será algo mais complexo que a gestão da crise em si. Desafios de caixa, fornecimento, contratos, gestão de pessoas e tecnologia encabeçam a lista de assuntos primordiais.

A nova realidade tem conceitos interessantes e aprofundá-los vai apoiar decisões no presente e futuro e identificar oportunidades. Alguns aspectos chamam bastante a atenção:

  • Modelos de gestão, mesmo resilientes, estão sob estresse, com transformação digital, parceiros de fornecimento e foco no core business para manter a relevância.
  • Surgimento ou reforço do uso mais colaborativo da tecnologia carrega preocupações justificáveis de várias espécies.
  • Mudança em hábitos de consumo, com adoção acelerada do comércio sem contato físico, afetará muitos setores, com potencial crescimento de serviços públicos digitais.
  • Meio ambiente e sustentabilidade serão temas abordados no curto prazo, mas com uma visão de longo prazo.
  • Medidas governamentais de estímulo à economia têm surgido, mas deverá ser incorporado o debate sobre ajuste fiscal e ativos insolventes.
  • Transações oportunísticas sendo avaliadas por Private Equity e empresas com capacidade financeira, especialmente para ativos que precisam de funding para sustentar a retomada.

As empresas que reagiram à crise buscaram se adaptar, treinaram resiliência durante uma crise sem precedentes e agora serão chamadas a mais um desafio hercúleo: planejar uma retomada em um cenário em transformação.

Esta nova realidade vai transformar você, o mercado, os seus clientes e os seus parceiros de negócios. E não há porque acreditar que não vai transformar o seu negócio.

Acesse: https://home.kpmg/br/pt/home/insights/2020/03/impacto-coronavirus.html

São Paulo - SP

KPMG no Brasil

Pedro Ulsen: (11) 3736-1103 | pedro.ulsen@viveiros.com.br

Bianca Antunes: (21) 2207-8025 | bianca.antunes@viveiros.com.br

FONTE KPMG no Brasil

Você acabou de ler:

Estratégias para a retomada dos negócios - Por André Coutinho

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/estrategias-para-a-retomada-dos-negocios-por-andre-coutinho/