Estratégias para otimizar a gestão do negócio em 2020

SÃO PAULO, 6 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- O ano começa e junto dele vários planos para quem deseja empreender ou alavancar a própria empresa. Porém, para que isso dê certo é preciso pensar em metas e objetivos concretos. A gestão de negócio envolve diferentes áreas e todas elas são muito importantes.

Este texto vai trazer informações relevantes para quem deseja aprender a transformar o negócio em algo lucrativo. Na lista a seguir, estão listadas as principais estratégias para o empresário começar bem o ano de 2020!

1. Controle de fluxo de caixa

Não controlar corretamente o fluxo de caixa é um dos principais erros dos novos empreendedores. Metade das empresas fecham antes de completar o quarto ano no país. Esse é um número alto que indica a falta de qualificação necessária para se ter uma empresa, principalmente em relação ao dinheiro.

Entender como funciona o fluxo de caixa é essencial para poder manter e crescer um empreendimento. Para quem não sabe, esse termo quer dizer as entradas e saídas de dinheiro do caixa da empresa.

Manter mais entradas do que saídas de dinheiro na empresa parece simples, mas como isso não é fácil de se fazer, é preciso pensar em estratégias de corte de custos. Caso o fluxo não fique positivo por 4, 5 dias, é hora de começar a reduzir gastos supérfluos. Apenas quando o caixa começar a ficar no azul é que se pode pensar em novos investimentos.

Para entender isso de uma forma mais profissional, o ideal é fazer um curso voltado para a gestão do negócio. Quanto mais qualificado o empresário for, menores são as chances da empresa quebrar.

2. Monitoramento da inadimplência

Um dos problemas que ainda atinge o empreendedor brasileiro é o não pagamento de dívidas por parte dos clientes. São 63 milhões de pessoas em todo o país com o nome sujo na praça. Esse dado tem a ver com o contexto social e econômico do país, onde há um grande número de pessoas que estão desempregadas, em subempregos ou na informalidade.

Para evitar que a inadimplência aconteça na empresa, o gestor precisa pensar em boas estratégias. A primeira delas é diversificar os meios de recebimento. Alguns deles são: dinheiro, boleto bancário, transferência, pagamentos recorrentes e cartões de débito e crédito.

Se mesmo assim o empresário ainda sofrer com a inadimplência, é preciso saber trabalhar com ela. A primeira atitude é monitorar os clientes que devem. Depois de analisados os perfis por meio da base de dados do negócio, é hora de dialogar.

O empreendedor pode oferecer diferentes maneiras da pessoa pagar essa dívida. Parcelamentos, novas formas de pagamento, oferecer um tempo para a pessoa poder se reerguer financeiramente são algumas delas. É preciso analisar cada caso de forma separada para saber o que fazer.

Caso a pessoa não pague, é hora de contactar os serviços de proteção ao crédito para analisar os seus direitos.

Uma dica muito importante é jamais constranger o cliente devedor. Afinal, caso ele se sinta pressionado, assediado, ameaçado, ele poderá processar a empresa e ter sucesso nisso.

3. Acompanhamento dos lançamentos futuros

Hoje em dia, o pagamento em dinheiro caiu bastante. As pessoas preferem utilizar outras formas de pagamento mais seguras e práticas. Isso facilita o controle de caixa e também os lançamentos futuros.

Por meio de aplicativos e da própria base de dados, o gestor consegue analisar quanto ele vai receber durante os próximos dias e até por todo mês. Isso tudo a depender do tipo de produto ou serviço que vende.

Esse acompanhamento é essencial, pois ele ajuda a antecipar problemas. Por exemplo: se o empresário perceber que o lucro vai ser menor que os custos durante o mês, ele tem tempo de cortar gastos e evitar isso.

4. Inovação nos processos e no atendimento

A tecnologia existe para facilitar a vida das pessoas. Em um empreendimento não é diferente. Investir em inovação é querer se manter no mercado. Quem quiser fugir disso, provavelmente não vai conseguir sustentar a empresa por muito tempo.

Por isso, é preciso investir em automação, uso de softwares e sistemas integrados em todas as áreas da empresa. Porém, existem algumas tecnologias que são as principais. O atendimento, por exemplo, para ser bem feito, tem que andar ao lado das tecnologias. E-mail, WhatsApp, chat online, central de ligações, SMS, tudo é válido. Existem programas de computador feitos para realizar um atendimento de qualidade. E um bom relacionamento com o cliente é sinônimo de vendas, de fidelização.

5. Melhoria contínua do planejamento estratégico

Nenhuma empresa que deseja crescer, desenvolver, ser maior, consegue isso sem organização. O negócio, para dar certo, precisa de planejamento estratégico de forma contínua. Contar com profissionais ou empresas terceirizadas que façam esse serviço é uma boa ideia. Ainda mais quando o empreendedor não tem a qualificação necessária para traçar essas metas.

Essas são as principais dicas para quem quer empreender ou já é empresário, mas precisa alavancar as vendas. Para entender mais sobre como otimizar a gestão, esse texto detalha como uma plataforma de pagamentos pode ajudar no negócio!

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086620/Como_otimizar_o_negocio_em_2020.jpg?p=original

FONTE Gerencianet

SÃO PAULO, 6 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- O ano começa e junto dele vários planos para quem deseja empreender ou alavancar a própria empresa. Porém, para que isso dê certo é preciso pensar em metas e objetivos concretos. A gestão de negócio envolve diferentes áreas e todas elas são muito importantes.

Este texto vai trazer informações relevantes para quem deseja aprender a transformar o negócio em algo lucrativo. Na lista a seguir, estão listadas as principais estratégias para o empresário começar bem o ano de 2020!

1. Controle de fluxo de caixa

Não controlar corretamente o fluxo de caixa é um dos principais erros dos novos empreendedores. Metade das empresas fecham antes de completar o quarto ano no país. Esse é um número alto que indica a falta de qualificação necessária para se ter uma empresa, principalmente em relação ao dinheiro.

Entender como funciona o fluxo de caixa é essencial para poder manter e crescer um empreendimento. Para quem não sabe, esse termo quer dizer as entradas e saídas de dinheiro do caixa da empresa.

Manter mais entradas do que saídas de dinheiro na empresa parece simples, mas como isso não é fácil de se fazer, é preciso pensar em estratégias de corte de custos. Caso o fluxo não fique positivo por 4, 5 dias, é hora de começar a reduzir gastos supérfluos. Apenas quando o caixa começar a ficar no azul é que se pode pensar em novos investimentos.

Para entender isso de uma forma mais profissional, o ideal é fazer um curso voltado para a gestão do negócio. Quanto mais qualificado o empresário for, menores são as chances da empresa quebrar.

2. Monitoramento da inadimplência

Um dos problemas que ainda atinge o empreendedor brasileiro é o não pagamento de dívidas por parte dos clientes. São 63 milhões de pessoas em todo o país com o nome sujo na praça. Esse dado tem a ver com o contexto social e econômico do país, onde há um grande número de pessoas que estão desempregadas, em subempregos ou na informalidade.

Para evitar que a inadimplência aconteça na empresa, o gestor precisa pensar em boas estratégias. A primeira delas é diversificar os meios de recebimento. Alguns deles são: dinheiro, boleto bancário, transferência, pagamentos recorrentes e cartões de débito e crédito.

Se mesmo assim o empresário ainda sofrer com a inadimplência, é preciso saber trabalhar com ela. A primeira atitude é monitorar os clientes que devem. Depois de analisados os perfis por meio da base de dados do negócio, é hora de dialogar.

O empreendedor pode oferecer diferentes maneiras da pessoa pagar essa dívida. Parcelamentos, novas formas de pagamento, oferecer um tempo para a pessoa poder se reerguer financeiramente são algumas delas. É preciso analisar cada caso de forma separada para saber o que fazer.

Caso a pessoa não pague, é hora de contactar os serviços de proteção ao crédito para analisar os seus direitos.

Uma dica muito importante é jamais constranger o cliente devedor. Afinal, caso ele se sinta pressionado, assediado, ameaçado, ele poderá processar a empresa e ter sucesso nisso.

3. Acompanhamento dos lançamentos futuros

Hoje em dia, o pagamento em dinheiro caiu bastante. As pessoas preferem utilizar outras formas de pagamento mais seguras e práticas. Isso facilita o controle de caixa e também os lançamentos futuros.

Por meio de aplicativos e da própria base de dados, o gestor consegue analisar quanto ele vai receber durante os próximos dias e até por todo mês. Isso tudo a depender do tipo de produto ou serviço que vende.

Esse acompanhamento é essencial, pois ele ajuda a antecipar problemas. Por exemplo: se o empresário perceber que o lucro vai ser menor que os custos durante o mês, ele tem tempo de cortar gastos e evitar isso.

4. Inovação nos processos e no atendimento

A tecnologia existe para facilitar a vida das pessoas. Em um empreendimento não é diferente. Investir em inovação é querer se manter no mercado. Quem quiser fugir disso, provavelmente não vai conseguir sustentar a empresa por muito tempo.

Por isso, é preciso investir em automação, uso de softwares e sistemas integrados em todas as áreas da empresa. Porém, existem algumas tecnologias que são as principais. O atendimento, por exemplo, para ser bem feito, tem que andar ao lado das tecnologias. E-mail, WhatsApp, chat online, central de ligações, SMS, tudo é válido. Existem programas de computador feitos para realizar um atendimento de qualidade. E um bom relacionamento com o cliente é sinônimo de vendas, de fidelização.

5. Melhoria contínua do planejamento estratégico

Nenhuma empresa que deseja crescer, desenvolver, ser maior, consegue isso sem organização. O negócio, para dar certo, precisa de planejamento estratégico de forma contínua. Contar com profissionais ou empresas terceirizadas que façam esse serviço é uma boa ideia. Ainda mais quando o empreendedor não tem a qualificação necessária para traçar essas metas.

Essas são as principais dicas para quem quer empreender ou já é empresário, mas precisa alavancar as vendas. Para entender mais sobre como otimizar a gestão, esse texto detalha como uma plataforma de pagamentos pode ajudar no negócio!

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086620/Como_otimizar_o_negocio_em_2020.jpg?p=original

FONTE Gerencianet

Você acabou de ler:

Estratégias para otimizar a gestão do negócio em 2020

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/estrategias-para-otimizar-a-gestao-do-negocio-em-2020/