Estudo comparativo único com cinco vacinas e 3,7 milhões de pessoas feito na Hungria, membro da UE, mostra que a Sputnik V é a melhor vacina para proteger contra a mortalidade da COVID com 98% de efetividade e 85,7% de efetividade contra infecção

MOSCOU, 25 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- Um estudo observacional independente único realizado em toda a Hungria, estado-membro da UE, e comparando diretamente a efetividade de cinco vacinas contra a COVID demonstrou que a vacina russa Sputnik V tem a maior efetividade (98%) na prevenção da mortalidade relacionada à COVID e 85,7% de efetividade contra infecção por coronavírus, liderando ao lado da vacina da Moderna.

O estudo baseado nos dados do mundo real de 3,7 milhões de indivíduos vacinados na Hungria está disponível no link: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1198743X2100639X.

A Hungria foi o primeiro país da UE a autorizar a Sputnik V. O artigo analisa dados do National Public Health Center (NPHC).

Entre 22 de janeiro de 2021 e 10 de junho de 2021, os residentes da Hungria receberam duas doses das vacinas Sputnik V, Moderna, Pfizer-BioNTech, Sinopharm ou AstraZeneca como parte do programa nacional de vacinação. A vacina russa provou ser a melhor na proteção contra a mortalidade relacionada à COVID e lidera ao lado da vacina da Moderna em taxa de efetividade contra a infecção pela COVID com base na análise de dados de 820.000 indivíduos vacinados com Sputnik V (veja o gráfico abaixo). O estudo também demonstrou que a Sputnik V é 100% eficaz contra as mortes relacionadas à COVID em indivíduos de 16 a 44 anos.

Kirill Dmitriev, CEO do Fundo Russo de Investimento Direto, disse:

"Com 98% de efetividade na prevenção da mortalidade relacionada à COVID e 85,7% de efetividade contra a infecção por coronavírus, a Sputnik V demonstrou os melhores resultados entre cinco vacinas (SputnikV, Moderna, Pfizer-BioNTech, Sinopharm e AstraZeneca) administradas no estado-membro da UE, Hungria, como parte de um estudo independente baseado em dados de 3,7 milhões de pessoas."

Photo - https://mma.prnewswire.com/media/1696620/RDIF_Infographic.jpg

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

MOSCOU, 25 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- Um estudo observacional independente único realizado em toda a Hungria, estado-membro da UE, e comparando diretamente a efetividade de cinco vacinas contra a COVID demonstrou que a vacina russa Sputnik V tem a maior efetividade (98%) na prevenção da mortalidade relacionada à COVID e 85,7% de efetividade contra infecção por coronavírus, liderando ao lado da vacina da Moderna.

O estudo baseado nos dados do mundo real de 3,7 milhões de indivíduos vacinados na Hungria está disponível no link: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1198743X2100639X.

A Hungria foi o primeiro país da UE a autorizar a Sputnik V. O artigo analisa dados do National Public Health Center (NPHC).

Entre 22 de janeiro de 2021 e 10 de junho de 2021, os residentes da Hungria receberam duas doses das vacinas Sputnik V, Moderna, Pfizer-BioNTech, Sinopharm ou AstraZeneca como parte do programa nacional de vacinação. A vacina russa provou ser a melhor na proteção contra a mortalidade relacionada à COVID e lidera ao lado da vacina da Moderna em taxa de efetividade contra a infecção pela COVID com base na análise de dados de 820.000 indivíduos vacinados com Sputnik V (veja o gráfico abaixo). O estudo também demonstrou que a Sputnik V é 100% eficaz contra as mortes relacionadas à COVID em indivíduos de 16 a 44 anos.

Kirill Dmitriev, CEO do Fundo Russo de Investimento Direto, disse:

"Com 98% de efetividade na prevenção da mortalidade relacionada à COVID e 85,7% de efetividade contra a infecção por coronavírus, a Sputnik V demonstrou os melhores resultados entre cinco vacinas (SputnikV, Moderna, Pfizer-BioNTech, Sinopharm e AstraZeneca) administradas no estado-membro da UE, Hungria, como parte de um estudo independente baseado em dados de 3,7 milhões de pessoas."

Photo - https://mma.prnewswire.com/media/1696620/RDIF_Infographic.jpg

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Você acabou de ler:

Estudo comparativo único com cinco vacinas e 3,7 milhões de pessoas feito na Hungria, membro da UE, mostra que a Sputnik V é a melhor vacina para proteger contra a mortalidade da COVID com 98% de efetividade e 85,7% de efetividade contra infecção

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/estudo-comparativo-unico-com-cinco-vacinas-e-37-milhoes-de-pessoas-feito-na-hungria-membro-da-ue-mostra-que-a-sputnik-v-e-a-melhor-vacina-para-proteger-contra-a-mortalidade-da-covid-com-98-de-efeti/