Estudo na cidade de Buenos Aires confirma alta eficácia da Sputnik V na proteção de indivíduos com mais de 60 anos

MOSCOU, 1 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia os resultados de um estudo abrangente do mundo real do Ministério da Saúde da Cidade de Buenos Aires (Argentina) confirmando alta eficácia da vacina russa Sputnik V na proteção de indivíduos com idade mínima de 60 anos.  

O estudo foi publicado pelo The Journal of the American Medical Association (JAMA), uma das principais revistas médicas revisadas por pares, e está disponível no link: https://jamanetwork.com/journals/jamanetworkopen/fullarticle/2785597

O estudo incluiu mais de 660.000 indivíduos com idade mínima de 60 anos, vacinados com vacinas Sputnik V, AstraZeneca ou Sinopharm e residentes na cidade de Buenos Aires. A análise estatística foi realizada de 1º de junho a 15 de junho de 2021.

A Sputnik V foi a principal vacina em termos do número de indivíduos vacinados no estudo: mais de 63% dos participantes do estudo foram totalmente vacinados com Sputnik V.

Os resultados do estudo mostram que as taxas de infecção diminuíram em mais de 88% entre aqueles que receberam a vacinação integral contra o COVID (2 doses). A vacinação completa foi associada à redução de 96,6% na mortalidade.

Além disso, o calendário completo de vacinação foi associado à redução de 94,2% dos óbitos por todas as causas entre aqueles com idade mínima de 80 anos e 98,2% entre os de 70 a 79 anos.

Dessa maneira, o estudo reafirma a grande eficácia da Sputnik V na proteção dos idosos.

Um estudo diferente do Ministério da Saúde da província de Buenos Aires, em junho de 2021, demonstrou que o primeiro componente da vacina Sputnik V (a vacina Sputnik Light) tinha 78,6% a 83,7% de eficácia entre as pessoas de 60 a 79 anos.

A Sputnik V se tornou parte significativa do programa de imunização na cidade de Buenos Aires. A maioria dos indivíduos vacinados tomou a vacina russa, reduzindo a quantidade de novos casos de COVID em pelo menos 15 vezes nos últimos 5 meses.

Além disso, a Sputnik V é uma das principais vacinas utilizadas durante a campanha de vacinação em toda a Argentina, provendo redução de 35 vezes nos novos casos de COVID durante 4 meses. A Sputnik V tem desempenhado um papel decisivo na proteção da população argentina e ajudado o país a permanecer entre os líderes na luta contra o coronavírus.

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

MOSCOU, 1 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia os resultados de um estudo abrangente do mundo real do Ministério da Saúde da Cidade de Buenos Aires (Argentina) confirmando alta eficácia da vacina russa Sputnik V na proteção de indivíduos com idade mínima de 60 anos.  

O estudo foi publicado pelo The Journal of the American Medical Association (JAMA), uma das principais revistas médicas revisadas por pares, e está disponível no link: https://jamanetwork.com/journals/jamanetworkopen/fullarticle/2785597

O estudo incluiu mais de 660.000 indivíduos com idade mínima de 60 anos, vacinados com vacinas Sputnik V, AstraZeneca ou Sinopharm e residentes na cidade de Buenos Aires. A análise estatística foi realizada de 1º de junho a 15 de junho de 2021.

A Sputnik V foi a principal vacina em termos do número de indivíduos vacinados no estudo: mais de 63% dos participantes do estudo foram totalmente vacinados com Sputnik V.

Os resultados do estudo mostram que as taxas de infecção diminuíram em mais de 88% entre aqueles que receberam a vacinação integral contra o COVID (2 doses). A vacinação completa foi associada à redução de 96,6% na mortalidade.

Além disso, o calendário completo de vacinação foi associado à redução de 94,2% dos óbitos por todas as causas entre aqueles com idade mínima de 80 anos e 98,2% entre os de 70 a 79 anos.

Dessa maneira, o estudo reafirma a grande eficácia da Sputnik V na proteção dos idosos.

Um estudo diferente do Ministério da Saúde da província de Buenos Aires, em junho de 2021, demonstrou que o primeiro componente da vacina Sputnik V (a vacina Sputnik Light) tinha 78,6% a 83,7% de eficácia entre as pessoas de 60 a 79 anos.

A Sputnik V se tornou parte significativa do programa de imunização na cidade de Buenos Aires. A maioria dos indivíduos vacinados tomou a vacina russa, reduzindo a quantidade de novos casos de COVID em pelo menos 15 vezes nos últimos 5 meses.

Além disso, a Sputnik V é uma das principais vacinas utilizadas durante a campanha de vacinação em toda a Argentina, provendo redução de 35 vezes nos novos casos de COVID durante 4 meses. A Sputnik V tem desempenhado um papel decisivo na proteção da população argentina e ajudado o país a permanecer entre os líderes na luta contra o coronavírus.

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Você acabou de ler:

Estudo na cidade de Buenos Aires confirma alta eficácia da Sputnik V na proteção de indivíduos com mais de 60 anos

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/estudo-na-cidade-de-buenos-aires-confirma-alta-eficacia-da-sputnik-v-na-protecao-de-individuos-com-mais-de-60-anos/