Exposição de fotos com temática sobre Dongguan realizada em Paris exibe conectividade global por meio da industrialização

PARIS, 9 de dezembro de 2019 /PRNewswire/ -- Organizada pelo Governo Municipal de Dongguan, uma exposição de fotografia com temática sobre Dongguan está sendo realizada em Paris Oriental, França, de 9-16 de dezembro, numa estratégia para apresentar a indústria de produção globalmente conectada e cultura urbana diversificada. Ao exibir mais de 70 fotos impressionantes de fotógrafos chineses e estrangeiros, a cidade do sul da China está apresentando sua beleza e industrialização ao mundo e expressando como ela permanece aberta e abraça o mundo.

A cerimônia de abertura do evento teve a participação de mais de 100 pessoas, incluindo representantes das comunidades de cultura e artes da França, a Embaixada da China na França e empresas chinesas, bem como a imprensa. Sun Yuming, ministro conselheiro de Ciências e Tecnologia na Embaixada da China na França, Li Cuiqing, vice diretor geral executivo do Departamento de Publicidade do Comitê Municipal CPC de Dongguan, e Pascal Roussel, diretor do departamento de herança cultural da Ecole Normale Superieure, falaram no evento.

"Já fui várias vezes à China e testemunhei o crescente investimento e a economia crescente em Guangdong e na China. Dongguan ostenta uma localização geográfica primorosa, pois se encontra no coração de um conglomerado urbano que compreende Hong Kong, Macau, Guangzhou e Shenzhen, com acessos por água e terra. Acredito que emergirá como uma cidade mais internacional ao continuar se beneficiando da vibrante Greater Bay Area de Guangdong-Hong Kong-Macau", declarou Pascal Roussel.

Para falar a verdade, Dongguan tem uma amizade de longa data com a França. Em 1904, o fotógrafo francês, Earnest, viajou para o Jardim Keyuan de Dongguan e criou gentilmente um cartão postal de uma foto que havia tomado durante o passeio, que foi enviado a seu amigo na França, dizendo: "essa é a foto mais bonita que já tirei na China". Trata-se da foto mais antiga de Dongguan tirada por um estrangeiro.

Desde a implementação da política de abertura e reforma da China, diálogos e trocas de experiências entre Dongguan e a França, entre outros lugares, têm sido estimuladas por meio da industrialização.

"A abertura está profundamente enraizada no crescimento de Dongguan. Como a primeira iniciadora de reforma e abertura com uma economia aberta e mais dinâmica, Dongguan tem estado em cooperação comercial de perto com mais de 200 países e regiões. Com um sólido setor industrial, ela agora faz parte da cooperação econômica global e entrega oportunidades para que o Oriente se encontre com o Ocidente", falou Li na abertura.

Pascal Roussel acreditava que embora Dongguan já tivesse atraído a atenção do mundo ao sedear a Exposição Internacional da Rota da Seda Marítima do Século XXI de Guangdong (Guangdong 21st Century Maritime Silk Road International Expo), a exposição fotográfica oferecia a França uma oportunidade de ter um vislumbre de uma Dongguan mais aberta.

Esse evento é voltado para desvelar completamente o charme da cidade concentrando-se em três dimensões -- "Metrópole da Área da Baía, Dongguan de Qualidade", "Arte da Industrialização" e "Conexão com o Mundo". No local, também serão expostos itens da herança cultural intangível de Dongguan, incluindo o Guanxiang, o Xinchang Drum, e o Kylin.

FONTE The Dongguan Municipal Government

PARIS, 9 de dezembro de 2019 /PRNewswire/ -- Organizada pelo Governo Municipal de Dongguan, uma exposição de fotografia com temática sobre Dongguan está sendo realizada em Paris Oriental, França, de 9-16 de dezembro, numa estratégia para apresentar a indústria de produção globalmente conectada e cultura urbana diversificada. Ao exibir mais de 70 fotos impressionantes de fotógrafos chineses e estrangeiros, a cidade do sul da China está apresentando sua beleza e industrialização ao mundo e expressando como ela permanece aberta e abraça o mundo.

A cerimônia de abertura do evento teve a participação de mais de 100 pessoas, incluindo representantes das comunidades de cultura e artes da França, a Embaixada da China na França e empresas chinesas, bem como a imprensa. Sun Yuming, ministro conselheiro de Ciências e Tecnologia na Embaixada da China na França, Li Cuiqing, vice diretor geral executivo do Departamento de Publicidade do Comitê Municipal CPC de Dongguan, e Pascal Roussel, diretor do departamento de herança cultural da Ecole Normale Superieure, falaram no evento.

"Já fui várias vezes à China e testemunhei o crescente investimento e a economia crescente em Guangdong e na China. Dongguan ostenta uma localização geográfica primorosa, pois se encontra no coração de um conglomerado urbano que compreende Hong Kong, Macau, Guangzhou e Shenzhen, com acessos por água e terra. Acredito que emergirá como uma cidade mais internacional ao continuar se beneficiando da vibrante Greater Bay Area de Guangdong-Hong Kong-Macau", declarou Pascal Roussel.

Para falar a verdade, Dongguan tem uma amizade de longa data com a França. Em 1904, o fotógrafo francês, Earnest, viajou para o Jardim Keyuan de Dongguan e criou gentilmente um cartão postal de uma foto que havia tomado durante o passeio, que foi enviado a seu amigo na França, dizendo: "essa é a foto mais bonita que já tirei na China". Trata-se da foto mais antiga de Dongguan tirada por um estrangeiro.

Desde a implementação da política de abertura e reforma da China, diálogos e trocas de experiências entre Dongguan e a França, entre outros lugares, têm sido estimuladas por meio da industrialização.

"A abertura está profundamente enraizada no crescimento de Dongguan. Como a primeira iniciadora de reforma e abertura com uma economia aberta e mais dinâmica, Dongguan tem estado em cooperação comercial de perto com mais de 200 países e regiões. Com um sólido setor industrial, ela agora faz parte da cooperação econômica global e entrega oportunidades para que o Oriente se encontre com o Ocidente", falou Li na abertura.

Pascal Roussel acreditava que embora Dongguan já tivesse atraído a atenção do mundo ao sedear a Exposição Internacional da Rota da Seda Marítima do Século XXI de Guangdong (Guangdong 21st Century Maritime Silk Road International Expo), a exposição fotográfica oferecia a França uma oportunidade de ter um vislumbre de uma Dongguan mais aberta.

Esse evento é voltado para desvelar completamente o charme da cidade concentrando-se em três dimensões -- "Metrópole da Área da Baía, Dongguan de Qualidade", "Arte da Industrialização" e "Conexão com o Mundo". No local, também serão expostos itens da herança cultural intangível de Dongguan, incluindo o Guanxiang, o Xinchang Drum, e o Kylin.

FONTE The Dongguan Municipal Government