Fintech Zoop estende licença-paternidade para seis meses

A partir de junho, a startup equipara o período de licença parental para homens e mulheres, incluindo também casos de adoção

SÃO PAULO, 27 de maio de 2021 /PRNewswire/ -- A Zoop, fintech líder em tecnologia para serviços financeiros, anuncia que estenderá para seis meses o período de licença-paternidade concedido a seus colaboradores, a partir de junho. Assim, a empresa equipara o tempo de licença parental oferecido a todo seu quadro de funcionários, de forma a também contemplar casos de adoção e pais do grupo LGBTQIA+.

De acordo com a legislação brasileira, as empresas são obrigadas a dispensar os colaboradores homens por apenas cinco dias corridos a partir do nascimento da criança. Desde a criação da licença-paternidade pela Constituição Federal de 1988, a única alteração sobre a questão se deu em 2016, estendendo o afastamento por até 20 dias entre as companhias integrantes do programa federal Empresa Cidadã, situação em que a Zoop já se enquadrava.

"Diante desse cenário, cabe às empresas implementarem iniciativas que convidem os homens a reverem seus papéis na criação, formação e educação de seus filhos, questões que historicamente eram atribuídas exclusivamente às mães. Ao equiparar o tempo de licença parental de seus funcionários, sem distinção de gênero, as empresas estão promovendo diretamente a equidade de responsabilidade na formação familiar, em especial em um período em que vínculo e cuidado são essenciais para o desenvolvimento dos bebês", afirma Renata Sigilião, VP de Gente e Cultura na Zoop.

A executiva também ressalta que a nova política da fintech para a concessão da licença-paternidade também incluirá os casos de adoção, bem como beneficiará pais da comunidade LGBTQIA+, para os quais a legislação sobre o tema ainda é falha. 

"Entendemos que a igualdade de direitos traz benefícios a toda a sociedade. Pais e mães que dividem os mesmos deveres possuem maior possibilidade de terem as mesmas oportunidades, e é o que queremos construir. Esperamos influenciar outras empresas do segmento a adotarem o modelo", comenta a executiva.

Sobre a Zoop

Zoop é a fintech líder em tecnologia para serviços financeiros no mercado B2B, que atua em três segmentos: meios de pagamento, "banking as a service" (BaaS) e crédito. Seus produtos unem tecnologia e conformidade regulatória, permitindo que qualquer empresa - seja ela uma startup, um marketplace ou mesmo uma grande empresa - possa criar e oferecer serviços financeiros, com a sua própria marca, de forma simples, eficiente e segura.

Dessa forma, a Zoop ajuda a tornar o futuro dos serviços financeiros mais democrático, impulsionando a participação de novos players na indústria financeira e a criação de serviços que atendam melhor todas as camadas da população.

Com cerca de 560 parceiros cadastrados em sua plataforma, e atuando no mercado B2B, a empresa viabiliza a criação de mais de 10.000 empregos indiretos. A Zoop está entre uma das 10 empresas mais inovadoras da América Latina em 2021, de acordo com a Fast Company. A empresa ocupa o ranking de Linkedin Top Startups pelo 2° ano consecutivo, e em 2020, foi eleita uma das 100 Startups to Watch segundo a revista Época Negócios e Pequenas Empresas e Grandes Negócios e uma das 100 melhores fintechs segundo a revista britânica Daily Finance.

FONTE Zoop

A partir de junho, a startup equipara o período de licença parental para homens e mulheres, incluindo também casos de adoção

SÃO PAULO, 27 de maio de 2021 /PRNewswire/ -- A Zoop, fintech líder em tecnologia para serviços financeiros, anuncia que estenderá para seis meses o período de licença-paternidade concedido a seus colaboradores, a partir de junho. Assim, a empresa equipara o tempo de licença parental oferecido a todo seu quadro de funcionários, de forma a também contemplar casos de adoção e pais do grupo LGBTQIA+.

De acordo com a legislação brasileira, as empresas são obrigadas a dispensar os colaboradores homens por apenas cinco dias corridos a partir do nascimento da criança. Desde a criação da licença-paternidade pela Constituição Federal de 1988, a única alteração sobre a questão se deu em 2016, estendendo o afastamento por até 20 dias entre as companhias integrantes do programa federal Empresa Cidadã, situação em que a Zoop já se enquadrava.

"Diante desse cenário, cabe às empresas implementarem iniciativas que convidem os homens a reverem seus papéis na criação, formação e educação de seus filhos, questões que historicamente eram atribuídas exclusivamente às mães. Ao equiparar o tempo de licença parental de seus funcionários, sem distinção de gênero, as empresas estão promovendo diretamente a equidade de responsabilidade na formação familiar, em especial em um período em que vínculo e cuidado são essenciais para o desenvolvimento dos bebês", afirma Renata Sigilião, VP de Gente e Cultura na Zoop.

A executiva também ressalta que a nova política da fintech para a concessão da licença-paternidade também incluirá os casos de adoção, bem como beneficiará pais da comunidade LGBTQIA+, para os quais a legislação sobre o tema ainda é falha. 

"Entendemos que a igualdade de direitos traz benefícios a toda a sociedade. Pais e mães que dividem os mesmos deveres possuem maior possibilidade de terem as mesmas oportunidades, e é o que queremos construir. Esperamos influenciar outras empresas do segmento a adotarem o modelo", comenta a executiva.

Sobre a Zoop

Zoop é a fintech líder em tecnologia para serviços financeiros no mercado B2B, que atua em três segmentos: meios de pagamento, "banking as a service" (BaaS) e crédito. Seus produtos unem tecnologia e conformidade regulatória, permitindo que qualquer empresa - seja ela uma startup, um marketplace ou mesmo uma grande empresa - possa criar e oferecer serviços financeiros, com a sua própria marca, de forma simples, eficiente e segura.

Dessa forma, a Zoop ajuda a tornar o futuro dos serviços financeiros mais democrático, impulsionando a participação de novos players na indústria financeira e a criação de serviços que atendam melhor todas as camadas da população.

Com cerca de 560 parceiros cadastrados em sua plataforma, e atuando no mercado B2B, a empresa viabiliza a criação de mais de 10.000 empregos indiretos. A Zoop está entre uma das 10 empresas mais inovadoras da América Latina em 2021, de acordo com a Fast Company. A empresa ocupa o ranking de Linkedin Top Startups pelo 2° ano consecutivo, e em 2020, foi eleita uma das 100 Startups to Watch segundo a revista Época Negócios e Pequenas Empresas e Grandes Negócios e uma das 100 melhores fintechs segundo a revista britânica Daily Finance.

FONTE Zoop

Você acabou de ler:

Fintech Zoop estende licença-paternidade para seis meses

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/fintech-zoop-estende-licenca-paternidade-para-seis-meses/